Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


sobe e desce

por jl, em 30.04.15

ganhar-dinheiro-estatistica.jpgBoas. Estive a ver uma notícia que falava dos nascimentos e das mortes neste país.

Aqui vai:

Número de mortes superou os nascimentos pelo sexto ano consecutivo

O número de mortes em Portugal superou em 2014 o número de nascimentos pelo sexto ano consecutivo, registando a população portuguesa menos 22.423 pessoas, segundo estatísticas divulgadas pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

No ano de 2014, registaram-se 82.367 nascimentos de crianças cujas mães eram residentes em Portugal, valor que representa uma quebra de 420 nados vivos relativamente ao ano de 2013 (-0,5 por cento).

O número de óbitos de residentes em território nacional foi de 104.790 (106.545 em 2013), na sua maioria de pessoas com 65 ou mais anos.

Segundo o INE, a diferença entre os valores de nados vivos e os óbitos verificados resulta num saldo natural negativo de 22.423 (23.756 em 2013), o que acontece pelo sexto ano consecutivo.

Entre 2009 e 2014, o mês de setembro foi aquele em que ocorreu o maior número de nascimentos de crianças enquanto o mês com menor número de nascimentos tem sido o mês de fevereiro. Relativamente ao número de mortes, em 2014, registaram-se 104.790 óbitos de residentes em território nacional, representando uma redução de 1,6 por cento da mortalidade em relação a 2013.

Da totalidade de óbitos registados em 2014, 53.196 eram de homens e 51.594 de mulheres.

A maioria das mortes foi de pessoas com 65 e mais anos (84,1 por cento) e mais de metade (56,3 por cento) de pessoas com 80 e mais anos. O mês de janeiro foi aquele em que se registaram mais mortes, seguido de dezembro.

Ao ler estas frases anteriores, pergunto-me porque não haverá mais nascimentos neste país?

Não tenho uma resposta concreta mas quase que de certeza que o Sr. Passos Coelho; o Sr. José Sócrates; o Sr. Durão Barroso; o Sr. António Guterres e por aí fora nos poderão dar uma ajuda a encontrar uma resposta.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:28

Dar de mamar ou apeitar?

por jl, em 30.04.15

coca-cola-bebe.jpgOlá a todos.

E a pergunta de cima é parva não é? Mas ao que eu ouço não parece nada. Porque ao é de mim, ou as mulheres parece que estão com vergonha de dizer que dão de mamar ao bebé, antes preferem dizer que dão o peito. Será que está tudo a ficar pervertido?

Claro que dar de mamar (ou amamentar) é super natural e o melhor para o bebé e o recomendado pela Organização Mundial de Saúde - idealmente até aos seis meses. Agora, tem que decidir que tipo de mãe-mamífera quer ser. Para falar verdade também aqui não há grandes opções: já que pode ser do estilo orgulhoso e alimentar o seu bebé onde lhe der na real gana, ou então pode querer resguardar-se de olhares e fazê-lo em privado sem olhares estranhos. É muito provável que acabe a sentir-se uma criminosa, seja da maneira que for. E que, ou lhe peçam que se retire ou que se cubra, como se estivesse a cometer a maior obscenidade; ou que acabe numa casa de banho rodeada de números de telefone e escritos pouco aconselhados a menores.

Será que está tudo a ficar doido? Será que as pessoas se esqueceram que já foram bebés e que já tiveram estes cuidados?

Estamos a caminhar para um ponto em que os recém-nascidos serão como as latas de coca-cola, virão numa máquina em troca de dinheiro. A ideia é estúpida, mas da maneira como as coisas estão a evoluir já nem digo nada.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:02

Mais um dia de Verão

por jl, em 30.04.15

Logotipo TP-pretobranco.jpg

Boas.

Enquanto olhava para o céu lembrei-me dos nossos políticos que incentivam ao turismo no nosso País e da música do Clemente que dizia “Sol; Sol de Verão…”

E que tempo maravilhoso que tem estado, nem sequer se tem falado de incêndios nem de racionamento de água.

tempo.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:16

As crianças são um Amor

por jl, em 30.04.15

infantário.jpgOlá.

Aqui deixo um belo artigo que fala de uma senhora que ia trabalhar numa creche.

 

Uma jovem norte-americana foi despedida antes mesmo de começar a trabalhar, devido a um comentário menos próprio na rede social Facebook.

 

A referida senhora de 27 anos teve a ideia de publicar na rede social, logo no seu primeiro dia de trabalho, horas antes de começar as suas funções, o seguinte comentário: “Começo um novo trabalho, mas a verdade é que odeio trabalhar em creches. Odeio estar rodeada de crianças”, lia-se no comentário.

O comentário de Kaitlyn Wells tornou-se viral e recebeu milhares de críticas. Apesar de a jovem ter pedido desculpa, tal não evitou que fosse despedida.

“Não queria ofender ninguém, foi um grande erro. Não odeio crianças, tenho uma filha que amo imenso”, contou à cadeia noticiosa CBS.

Que lindo espírito este de uma pessoa que ia trabalhar com crianças. Tão bonito e tão amoroso!!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:12

Em bom português !!

por jl, em 30.04.15

simpsons jesus.jpg

 Eu sei bem que o Lotapegui  é grande amigo do Sr. Jesus até porque este já disse:

"Querem fazer do rapaz o bode respiratório."

E quando o questionaram sobre o abraço dado a Ricardo Quaresma no final do jogo:

"Não respondo a essa pergunta, porque isso é um assunto do forno interno do clube."

Sem mais comentários. Toma e embrulha.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:24

Pág. 1/20



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Comentários recentes


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D