Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Malditas vacas

por jl, em 30.09.15

untitled.bmpBoas. Depois de uma longa ausência cá estou novamente.

Este tempo em que não escrevi ouvi muitas coisas e cá estou eu para coloca-las por escrito:

Indiano linchado até à morte por ter carne de vaca no frigorífico

A família da vítima garante que o que realmente estava guardado era carne de carneiro

Uma multidão atacou e linchou um indiano de 50 anos, por acreditar que a sua família matava e comia carne de vaca. Aconteceu na última segunda-feira à noite em Dadri, uma vila do estado de Uttar Pradesh, a 50 quilómetros da capital Nova Deli.

Dezenas de homens retiraram o homem para fora de sua casa, tendo-o espancado e apedrejado até morrer. O seu filho adulto também sofreu ferimentos graves, encontrando-se no hospital.

A vaca é tida como um animal sagrado pelos hindus, que compõem cerca de 80% da população indiana. Segundo parece, alguém pôs a circular num templo o rumor de que Mohammad Akhlaq e a sua família andavam a cometer sacrilégio.

Num país onde ainda há não muito tempo houve massacres em larga escala de muçulmanos por hindus – massacres aos quais ficou associado o atual primeiro-ministro Narenda Modi, então ministro chefe do estado de Gujurat – esse tipo de afirmação pode ter consequências trágicas, como voltou a suceder.

Seis homens foram já presos e a família de Akhlaq garante que a carne encontrada no frigorifico é de carneiro e não carne de vaca. As autoridades levaram os espécimes para análise.

Já ouvi dizer que por trás destes acontecimentos está a vaca Mimosa, mas não deixam de ser suspeitas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:24

À espera de castigo

por jl, em 09.09.15

ng4653688.jpgBoas.

De seguida deixo uma história que se não adjectivo com medo de dizer coisas que não deva. Aqui segue a mesma:

Meteu filho de 3 anos na máquina de lavar e matou-o

Um casal francês está a ser julgado pelo homicídio do filho de três anos, que foi colocado dentro de uma máquina de lavar roupa, onde esteve entre 30 a 60 minutos até morrer.

A família de Bastien estava a ser acompanhada pelos serviços sociais franceses

Cristophe Champnois, de 37 anos, disse em tribunal que não se recorda de ter colocado o filho dentro da máquina e tê-la ligado num programa de centrifugação, causando a morte do pequeno Bastien.

A mãe, Charlene Cotte, de 29 anos, está também a ser julgada por cumplicidade no crime que, em 2011, chocou França e suscitou um alargado debate sobre o serviço de proteção de menores naquele país.

Segundo um testemunho ouvido pelo tribunal de Melun, esta semana, Bastien não morreu por afogamento, mas devido ao impacto do programa de centrifugação. Gritou durante cerca de dez minutos. O pai estaria a navegar na Internet e a mãe está acusada de ter ignorado os gritos, enquanto fazia um "puzzle" com a filha mais velha.

Depois da morte do filho, Cristophe contactou os serviços de emergência, alegando que o filho tinha caído das nas escadas. Numa segunda versão, disse que o filho se tinha afogado no banho. Acabou por ser a filha mais velha a dizer às autoridades que tinha sido o pai a meter o irmão dentro da máquina como castigo por mau comportamento.

Em tribunal, Charlene negou cumplicidade, dizendo que o companheiro a impediu de salvar o filho. Declarou também que, quando Cristophe tirou o filho da máquina, disse: "Pelo menos já não nos incomoda mais".

A família, que habitava em Germigny-l"Eveque, na zona de Paris, estava a ser acompanhada pelos serviços sociais franceses. Segundo a imprensa, Cristophe deixou uma mensagem no telemóvel da assistente social que tinha o caso na noite anterior ao crime: "Vou atirar o meu filho do segundo andar, mesmo que passe 15 anos preso". Mas a assistente não ouviu a mensagem. Estava de baixa.

Não sei que castigo o juiz aplicará a estas pessoas, porque chamar pais a esta gente é inconcebível, mas espero bem que seja um castigo pesado, sendo que numa civilização supostamente evoluída qualquer castigo que seja aplicado, será sempre uma ínfima parte do que estas pessoas mereciam.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:04

Viva a palhaçada !!

por jl, em 09.09.15

circo.jpgBoas.

Deixo aqui uma notícia que nos fala sobre certas palhaçadas:

Camião do circo levava quatro toneladas de canábis

As autoridades mexicanas apreenderam quatro toneladas de canábis que estavam escondidas num camião de circo, no norte do país, informaram fontes governamentais.

A polícia federal descobriu a droga durante um controlo de rotina numa estrada no estado de Sonora, perto da fronteira com os EUA. Depois de terem sentido um forte cheiro a marijuana, os polícias inspecionaram o veículo, tendo descoberto um compartimento escondido sob a viatura, que continha o produto, um total de 398 pacotes.

O camião dirigia-se para Tijuana, no nordeste do México, ponto de passagem para a Califórnia, nos EUA.

Foram detidos o condutor e um outro indivíduo.

Pelos vistos não prenderam os leões porque já tinham fugido, enquanto que os camelos só conseguiram prender dois deles.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:07

Olha a vassourinha

por jl, em 09.09.15

 

VARRE_VASSOURINHA.jpg

Boas. Deixo aqui uma história de coragem e resistência. Aqui vai ela:

A história da super avó que correu à vassourada quatro homens armados

Uma octogenária enfrentou com uma vassoura um grupo de quatro homens armados com uma caçadeira que entraram no seu apartamento, situado no centro da cidade de Aveiro, para cobrar uma suposta dívida do neto, com quem vivia.

O caso, ocorrido em novembro de 2014, começou esta quarta-feira a ser julgado no Tribunal de Aveiro, onde os quatro arguidos, com idades entre os 22 e 26 anos, respondem por crimes de roubo, tráfico de estupefacientes e detenção de arma proibida.

Perante o coletivo de juízes, o arguido mais velho confessou parcialmente os factos, admitindo ter pedido ajuda a três outros amigos para tentar cobrar uma dívida de 600 euros, relativa a droga que teria entregado para vender. O suspeito, que se encontra em prisão preventiva à ordem de outro processo, assumiu ainda a posse da caçadeira usada no crime, adiantando que a arma "era só para intimidar" o suposto devedor.

O principal arguido negou ainda que tivesse roubado peças decorativas de valor da residência, desconhecendo também se algum dos amigos o fez.

Um outro arguido afirmou que só lhe pediram para ir cobrar uma dívida, mas não pensou que a situação fosse tomar aquelas proporções, com o envolvimento de uma senhora de idade.

"A senhora apareceu com uma vassoura a dar-nos pela cabeça abaixo", contou o arguido, acrescentando que a idosa caiu para cima de si e ainda a agarrou para aparar a queda.

Este arguido também negou que tivessem levado um cordão e um brinco de ouro da idosa e uma jarra em prata, como consta na acusação.

O julgamento começou na ausência de um dos arguidos, que se encontra em parte incerta. Segundo a acusação do Ministério Público (MP), os quatro jovens entraram na habitação empunhando uma caçadeira, para exigir a entrega de uma quantia de dinheiro, alegadamente devida por "dívida de estupefaciente".

De acordo com a investigação, os arguidos envolveram-se depois em confronto com o suposto devedor e a avó, que veio em socorro do neto, tendo um dos agressores arrancado um cordão e um brinco de ouro que a idosa trazia. Os jovens acabariam por abandonar a residência, levando os objetos em ouro e uma jarra em prata, tendo sido detidos pela Polícia Judiciária um mês depois dos factos.

Isto é o que se pode chamar uma mulher de armas, nem que a arma da mesma seja uma vassoura!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:54

Chama o Taxi

por jl, em 08.09.15

uber-google-maps.jpg

Boas. Deixo aqui mais uma peça deste nosso país:

Presidente da Antral responsabiliza Governo se houver violência

Mais de 3500 taxistas manifestaram-se em Lisboa, no Porto e em Faro contra a Uber. Dizem que os serviços prestados pela empresa são ilegais.

Lisboa, foi a cidade onde o protesto teve maior dimensão. Os ânimos chegaram a estar exaltados entre taxistas que se manifestavam e outros que estavam ao serviço. A polícia chegou a intervir dado existirem agressões entre taxistas.

No Porto, cerca de 800 taxistas pararam o trânsito nas principais ruas: desde a Foz até ao aeroporto.

Também em Faro, centena e meia de taxistas aderiram ao protesto, apesar de a Uber não estar a funcionar no Algarve.

Em Lisboa, a marcha lenta chegou a reunir 3.000 táxis. Partiu do Parque das Nações rumo ao Ministério da Justiça, na Praça do Comércio, e provocou o caos no trânsito da cidade.

Se por um lado acho muito bem as pessoas manifestarem-se por aquilo em que acreditam, por outro lado (e agressões à parte) também seria bonito ver os taxistas manifestarem-se quando alguns (e poucos) desonestos taxistas cobram especialmente aos turistas tarifas completamente desadequadas devido ao excesso. Agora virem dizer que o Governo será responsável por possíveis focos de violência, acho que é completamente desadequado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:52

Pág. 1/2



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2015

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Comentários recentes


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D