Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Já sei o que vou comprar para o Natal

por jl, em 31.10.16

IMG_20161030_124355.jpgOlá.

Que esteja tudo bem aí por esses lados. Estamos a chegar à época de Natal e começo a pensar no que dar de prenda à minha pimpolha. E ao ver o canal Panda não faltam ideias, ou o Urso Panda que canta ou uma boneca que se ri, ou umas bonecas que dá para vestir e pintar e por aí fora. Mas depois de ver a minha pimpolha a brincar acho que já sei. Claro que na sala tenho uma caixa enorme de brinquedos mas ela vai brincar com o quê? Com o cesto e as molas da roupa!! Por isso acho que já sei, vou passar na casa do euro e comprar duas caixitas de molas. E quanto tal para o ano vou comprar um estendal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:10

Halloween é só hoje

por jl, em 31.10.16

bgaspar.jpg

Boas.

O Halloween é essencialmente uma festa norte-americana mas os europeus como gostam de imitar estas coisas, então toca a adoptar este festejo. Mas só venho aqui escrever estas linhas, porque para os lados de Guimarães e de Vila do Conde o Halloween é festejado no dia anterior. Cá vai o artigo:

Ao minuto 3, Bruno Gaspar (mais conhecido pelo fantasma de Guimarães) escapou pela direita e ficou em boa posição para marcar até que Roderick Miranda cortou a bola com o pé, à altura da cabeça do lateral do V. Guimarães. A jogada deixou consequências físicas ao homem da formação de Pedro Martins, que passou a sagrar abundantemente da face. O árbitro Nuno Almeida não se apercebeu logo da situação e apesar de algo atordoado, Bruno Gaspar prosseguiu uns segundos em campo até a equipa médica entrar nas quatro linhas em Vila do Conde. Aguentou até aos 21', até forçar a primeira substituição do V. Guimarães: para o seu lugar entrou João Aurélio.

Em primeiro lugar o treinador do Guimarães devia estar meio possuído por um espirito, porque demorar 18 minutos a substituir um jogador que parecia saído de um filme de terror é obra. Mas que o jogador estava com uma maquilhagem fantástica isso estava.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

Números de fugir

por jl, em 31.10.16

barça.jpgBoas.

Hoje é dia Halloween e fiquei mesmo assustado quando li uma notícia sobre as finanças e futebol. Cá vai:

Barça assina o maior contrato da história e vai lucrar muitos milhões

A marca desportiva Nike e o F.C. Barcelona anunciaram a assinatura de um novo contrato com início em 2018/19 e que termina em 2022/23. O clube catalão vai lucrar com este contrato cerca de 150 milhões de euros por ano, o que perfaz 750 milhões durante todo o contrato.

Este acordo entre a Nike e o Barça traduz-se no maior contrato de sempre assinado por um clube e uma marca desportiva.

Desta forma, os ‘blaugrana’ ultrapassam assim o acordo feito entre o Manchester United e a Adidas em 2015, que prevê um pagamento anual de 115,6 milhões de euros.

Esta notícia no Halloween até assusta. 150 milhões de euros por ano para uma equipa vestir uma marca é algo quase que incompreensível, mas a Nike ao fazer isto claro que tudo fará para lucrar com isso. Mas quando se sabe que as grandes marcas desportivas utilizam a mão de obra de países como o Vietname; Bangladesh; China e por aí fora e pagam aos trabalhadores cêntimos por trabalho quase escravo e que pouca comunicação social fala disso é algo que faz perceber que isto cada vez está pior.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 07:30

Vais para o céu, para o Inferno ou para o colar

por jl, em 30.10.16

cremação.jpgBoas.

Que vocês estejam em paz e que esteja tudo bem com vocês. Venho aqui deixar um artigo que fala sobre o churraso. Ai não é essas cinzas. É de uma cremação. Háááááááá. Cá vai então:

Quando Alexandrina Simões diz às pessoas que o marido, falecido há três anos, "anda sempre juntinho ao coração", não está a mentir. A professora reformada, a viver em Matosinhos, pegou "num bocadinho" das cinzas do marido e mandou colocá-las no interior de uma medalha de ouro que trás pendurada num pequeno colar. Ou seja se alguém assaltar a senhora e levar o colar, leva também o marido como bónus.

"Só não quero que a minha fotografia apareça no jornal, porque as pessoas lidam mal com a morte e tenho receio de ser mal interpretada", afirmou. Para as três netas, mandou fazer "umas medalhinhas parecidas", dando liberdade aos pais de autorizar, ou não, que as crianças usem as jóias. No total, gastou "cerca de 5 mil euros".

Que linda prenda para o Natal. Ò minha filha pega lá uma perna do avô. Digo eu.

Como Alexandrina, cada vez mais famílias optam por dar um destino às cinzas diferente do habitual. As agências funerárias apresentam um vasto catálogo de opções, que vão desde a confecção de joias até soluções ecológicas como transformar as cinzas em fertilizante para árvores (depois do preço que já li mais vale comprar um saco de fertilizante por 3 euros). O leque de preços também é grande e variado. Alguns artigos são feitos no estrangeiro, mas há joalheiros portugueses que já trabalham quase a tempo inteiro a fazer "relíquias" com cinzas.

Vítor Cristão (nome bem apropriado), da Associação dos Agentes Funerários de Portugal, diz que se nota "um crescimento muito acentuado no número de cremações". As causas para esta opção são variadas e passam "pela falta de espaço nos cemitérios e pelo preço dos jazigos". "Com a cremação, acabam-se os gastos em jazigos e flores", realçou.

Paulo Carreira, da Servilusa, a maior agência funerária portuguesa e proprietária de seis crematórios, avança com outra explicação. "As famílias estão cada vez mais deslocadas da sua terra natal e a cremação permite guardar as cinzas e aproximar as famílias dos seus mortos". Mas digo, que a senhora que em primeiro lugar vem no artigo sente o marido bem mais próximo.

Totalmente "verde" é a opção apresentada pela Sigmapack, a empresa de Lisboa que quer tornar ecológicos os funerais em Portugal. Só este ano, a empresa já fez 250 urnas (com cartão e papel reciclado) que, juntamente com as cinzas e alguma terra, serve de base à raiz de uma árvore que deverá ser replantada. "É o retorno à vida pelo meio da natureza" (aliás todos nós vimos da terra, somos como o feijão!!), disse Nuno Gonçalves, responsável da empresa. O meu sogro tem lá um terrenozito que se o pessoal até for enterrado de pé, ainda dá para fazer um dinheirito.

Dar um destino às cinzas

A procura de urnas biodegradáveis é feita também por pessoas que têm guardado em casa, algumas durante anos, cinzas de familiares. "É uma forma de retirar as cinzas de casa e devolvê-las à natureza através da plantação de uma árvore", referiu. Em alguns cemitérios e crematórios, já existem locais para depositar as cinzas como é o caso do "roseiral", no Tanatório de Matosinhos.

A legislação é omissa sobre este assunto permitindo, por exemplo, que as cinzas de pessoas que morreram fora do país sejam transportadas para Portugal, de avião, como bagagem de mão. Olha que lindo, um morto é equiparado a umas pastilhas elásticas.

Digam lá se não é um artigo giro para o Dia de Finados que se avizinha?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:00

Ter cuidado com o que se diz

por jl, em 30.10.16

hph.jpgOlá.

Que neste dia lindo dia de Agosto, o Verão esteja a ser bem aproveitado. Estamos quase em Novembro?? Não parece nada. Venho aqui deixar uma notícia bem «gira». Cá vai:

Bebé fica ferido em acidente após baptizado

Mãe estava "preocupada e muito triste por ter de cancelar a festa".

Um bebé de apenas alguns meses ficou ferido, este domingo à tarde, num acidente de carro ocorrido a caminho da sua festa de baptizado, na Avenida Xanana Gusmão, em São Mamede de Infesta, no concelho de Matosinhos. Faltavam poucos minutos para as 15h00 quando a família saiu da igreja para a festa de baptizado e se deu a colisão entre dois carros, que provocou, no total, cinco feridos. Num dos veículos seguia o bebé, o pai e a mãe, na casa dos 30 anos, e um menino de quatro. Só a mãe escapou ilesa. O pai e as crianças sofreram ferimentos ligeiros e tiveram de ser hospitalizados. A mãe acompanhou os meninos na ambulância. "A caminho do hospital, [a mãe] contou que tiveram de cancelar a festa, prevista para o resto da tarde. Estava muito preocupada", contou fonte dos bombeiros. No outro carro, seguiam uma mulher de 32 anos e um homem, de 71, que também ficaram feridos e foram transportados para o Hospital Pedro Hispano. Alguns familiares, convidados para a festa, deslocaram-se à unidade hospitalar para prestar apoio aos pais.

Esta notícia vinha no Correio da Manhã, o que logo à partida quer dizer que vem aí barulho. Mas se realmente a notícia aconteceu conforme vem escrita, ter uma mãe a dizer que estava muito triste por ter de cancelar a festa é um tanto ou quanto estranho. Quase de certeza que a intenção não seria essa mas já se sabe que alguma comunicação social tenta aproveitar-se ao máximo deste factor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:15

Pág. 1/16



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Outubro 2016

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Comentários recentes

  • Aletras

    Não me diga que lhe pagam para escrever este tipo ...

  • Aninhas

    BURROS OU BESTAS é o mesmo!

  • Aninhas

    Coitada da criança! Não nada k pague o que ela e a...

  • Aninhas

    Ainda kem acredito nessas coisas,do além! Se eu nã...

  • Aninhas

    :-):-). Não seja Mázinha!:-):-)


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D