Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Um país de brincadeira

por jl, em 04.11.16

joias.jpgBoas.

Eu hoje ainda não tomei a minha medicação e talvez por isso ando a imaginar que leio certas coisas. Mas embora o meu cérebro seja muito imaginativo, li mesmo a peça que deixo de seguida. Aqui vai:

Assaltou a mesma loja duas vezes em dez dias, mas fica em liberdade

Tribunal de Aveiro espera que tenha sido um "caso isolado" do mordomo de Naomi Campbell e "está convencido que o senhor voltará a trabalhar e a endireitar a sua vida"

O Tribunal de Aveiro condenou esta sexta-feira a cinco anos de prisão, com pena suspensa, um homem que assaltou a mesma loja de compra e venda de ouro, em Águeda, por duas vezes no espaço de dez dias.

Durante a leitura do acórdão, a presidente do colectivo de juízes disse que ficaram provados os factos que constavam na acusação, uma vez que o arguido confessou os crimes, salientando que os assaltos "ocorreram com alguma proximidade temporal e que se tratou do mesmo estabelecimento comercial e da mesma funcionária".

Durante o julgamento, o arguido, que disse ter trabalhado como mordomo para a família real inglesa, a modelo Naomi Campbell e várias personalidades ligadas à Fórmula 1, alegou que ficou "desnorteado", após ter ficado desempregado, começando a consumir drogas e antidepressivos,

"Esta explicação de que estava habituado a viver bem e de um momento para o outro a sua vida se desmoronou não pode servir de justificação para sair de arma branca em riste para assaltar o estabelecimento comercial mais próximo", disse a magistrada. O arguido foi condenado a quatro anos de prisão por cada um dos dois crimes de roubo agravado de que estava acusado, tendo-lhe sido aplicada uma pena única de cinco anos de prisão, em cúmulo jurídico.

O colectivo de juízes decidiu, no entanto, suspender a pena, por igual período, com a condição de o arguido se sujeitar a regime de prova. "Esperamos que isto tenha sido um caso isolado. O Tribunal está convencido que o senhor voltará a trabalhar e a endireitar a sua vida e não voltará a praticar crimes", disse a juíza presidente.

O primeiro assalto ocorreu na manhã do dia 23 de Abril de 2016. Segundo a acusação o arguido entrou o estabelecimento, ameaçou a funcionária com uma faca, e fugiu com mais de dois mil euros em dinheiro.

Nove dias depois, o arguido voltou ao mesmo local e, desta vez, retirou da carteira da funcionária cerca de mil euros em dinheiro.

O mordomo foi detido pela GNR em maio passado na Vagueira, em Vagos, onde reside, transportando um saco plástico contendo roupa e calçado que se suspeita possa ter sido utilizado nos crimes.

O arguido tinha ainda na sua posse duas pistolas antigas que também foram apreendidas, sendo que foi condenado a pagar 750 euros por essa contra-ordenação.

Ao ler esta notícia fico sempre na dúvida se neste país vale a pena ser honesto. Isto às vezes parece brincadeira!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:30

Estar cá, sem estar

por jl, em 04.11.16

551318.pngBoas.

Que esteja tudo bem aí desse lado. Hoje venho falar sobre dois assuntos: o Amor e a Morte. E de seguida deixo aqui um artigo em que estas vertentes da Vida estão bastante unidas. Cá vai:

Casal morre no mesmo dia depois de 74 anos de união

Juntos no casamento e juntos na morte. Foi isso que aconteceu com Leonard de 95 anos e Hazel Cherry de 93. De acordo com a televisão CNN, o casal residente do Texas, nos Estados Unidos, morreu no mesmo dia com uma diferença de poucas horas: Leonard morreu pelas 13h00 do dia 27 nos cuidados paliativos em que se encontrava e sua esposa Hazel pelas 23h00 do mesmo dia, apesar de até então ter aparentado estar bem de saúde.

Estavam casados desde o ano de 1932 e nunca se separaram.

Coincidência ou não, esta morte pode ter uma explicação científica: uma patologia designada de “Miocardiopatia Takotsubo”, também conhecida por síndrome do coração partido ocorre quando existe um incidente traumatizante – como a morte de um ente querido – vindo assim a desencadear no cérebro da pessoa uma distribuição de substâncias químicas que contraem o tecido do coração levando à morte.

Cada pessoa é uma pessoa como é óbvio, mas existem casos em que o desaparecimento de um dos membros do casal faz o outro desaparecer. E não é «preciso» morrer. Mesmo o outro ficando entre nós, a sua alma vai morrendo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30

Coração partido

por jl, em 04.11.16

naom_581a187a0bd56.jpgBoas.

Eu por norma sou sempre uma pessoa optimista e sempre pronta para brincar com tudo. Mas por vezes vejo notícias que mexem comigo. A que coloco a seguir é uma delas e pode ferir os sentimentos mais frágeis, mas infelizmente tudo isto faz parte da vida. Cá vai:

Filha tem quatro anos. Pai mostra a dor de uma criança com cancro em fase terminal

São as fotografias mais difíceis que este pai já tirou na vida, contou Andy Whelan, de Inglaterra, na página de Facebook ‘Jessica Whelan – A fight against Neuroblastoma’. Jessica tinha apenas 13 meses quando lhe foi diagnosticado um neuroblastoma, um tumor maligno.

Agora, com quatro anos, os médicos disseram que a criança tem apenas poucos dias de vida e por essa razão os pais decidiram que iriam parar com os tratamentos. Tudo “para que ela possa verdadeiramente desfrutar do tempo que lhe resta”.

“Com esta fotografia não pretendo ofender ninguém. Talvez ao verem ganhem consciência do terror que é uma criança viver com cancro e talvez no futuro seja possível fazer alguma coisa para que nenhuma delas tenha de passar por esta dor e para que nenhum pai alguma vez tenha de testemunhar isto”, escreveu no Facebook.

Apesar de inicialmente Jessica ter mostrado sinais de melhorias, chegou o dia em que os médicos disseram que poderiam continuar a fazer mais tratamentos, mas estes serviam apenas para lhe dar mais dias de vida e não para curar o cancro.

Não sabendo ao certo quando dias ainda a filha vai viver, a família desta criança decidiu criar uma página onde quem quiser pode fazer doações. O objectivo é proporcionar-lhe momentos de diversão e o máximo possível de bem-estar.

Para além do sofrimento desta criança, o que me chamou a atenção neste artigo foi ver a força de este homem. É daquelas coisas que não passa pela cabeça de uma pessoa mas expor esta situação perante os outros é de alguém que admiro. A foto que acompanha o artigo é daquelas coisas que fazem doer o coração só de ver, mas faz com que ao chegar a casa tenha ainda mais vontade de dar um beijo à minha princesa. Hoje em dia cada vez mais o dinheiro é daquelas coisas que está omnipresente na vida, mas a minha falecida avó já dizia que Haja Saúdinha. E tinha toda a razão.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:25

Amor ou Loucura. É só escolher!

por jl, em 04.11.16

naom_581a63bfc32be.jpgOlá.

Que estejam bem por aí. Hoje sinto o meu coração muito palpitante. E por isso mesmo venho aqui deixar uma peça que nos fala dessa questão muito importante na vida, que é o Amor. Se quiserem trocar tiram o Amor da frase e colocam a Loucura. Cá vai então:

 Mulher esfaqueou-o por 13 vezes mas ele quer voltar a viver com esposa

A pensionista inglesa Elizabeth Stokes foi condenada a quatro anos de prisão depois ter atacado o marido com um par de tesouras quando suspeitou que ele teria uma amante. Contudo, os dois idosos estão agora juntos de novo.(que lindo que é o Amor)

 “É um alívio tão grande. Estou tão feliz por a minha mulher estar de volta, era tudo o que eu queria (uma pessoa não tomando a medicação é tramado). Continuo sem saber porque é que ela fez o que fez, porque ninguém faz, simplesmente acontece”, justificou John Stokes, o marido. Simplesmente acontece acho que é uma explicação fantástica. Não sei se ele foi agredido também na cabeça!

Elizabeth, que já tinha sido traída num casamento anterior, esfaqueou o marido 13 vezes em 2014, quando este voltava da casa de banho para o quarto na casa de ambos. Os gritos de John chamaram à atenção dos vizinhos, que ligaram de imediato para a ajuda médica. Apesar de não ter sido culpada de tentativa de homicídio, foi culpada de provocar ferimentos graves intencionalmente. Esfaquear 13 vezes alguém não era para o matar, era só para furar um bocadinho!!

A semana passada a mulher saiu em liberdade condicional e John voltou a tribunal para pedir que retirassem a ordem de restrição relativa à mulher. O juiz aprovou o pedido desde que os encontros sejam supervisionados e, talvez num futuro, possam voltar a viver juntos.

E depois de ler esta peça, vou rezar um Pai Nosso para agradecer a Deus ter-me dado tanto juízo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2016

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930

Comentários recentes

  • Aninhas

    Está tudo mto explicado e mto bom de entender! Iss...

  • Nuno

    Obrigado pela partilha

  • Kikas

    Boa tarde.Gostei muito do artigo. O Reader´s Diges...

  • vibradores

    No final de Alcabo é o que toca a cada 28 dias.

  • Maribel Maia

    Ou será que os ladrões são um grupo de miúdos gulo...


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D