Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Tão lindo falar dos outros

por jl, em 31.01.17

passosCoelho.jpgOlá camaradas e amigos. que lindo começo para esta escrita. O Sr. Passos deu uma entrevista muito gira, onde venho aqui deixar umas linhas. Cá va

Presidente do PSD Pedro Passos Coelho defende revisão da subida do salário mínimo, já que afirma que metas do governo são incompatíveis com evolução da economia

O líder do PSD apelou hoje a que o Governo reveja as metas estabelecidas para o aumento do Salário Mínimo Nacional (SMN), por os valores em causa serem incompatíveis com a evolução económica e denunciarem "conversa infantil", já que realçou que as medidas agora tomadas pelo Governo terão consequências a longo prazo com que outros terão que lidar no futuro.

"Este ritmo de crescimento do SMN não é sustentável a longo prazo. Pois claro: porque a longo prazo não serão eles a governar", declarou. "O que o Governo tem que fazer é rever a decisão que tomou quanto ao que vai ser o salário mínimo ate 2019", acrescentou.

Quanto à redução da Taxa Social Única (TSU) a pagar pelas entidades patronais como compensação pelo crescimento do SMN, Pedro Passos Coelho reconheceu que agora votou contra a medida, no parlamento, quando antes adoptara solução idêntica enquanto primeiro-ministro. Mas explicou (de certo com cara de pau): "O facto de uma vez se ter usado excepcionalmente a questão da TSU para o SMN não significa que a medida possa ser banalizada. Quando tomei em 2014 uma medida dessas, expliquei que era excepcional e que não se podia voltar a repetir".

Eu sinceramente estou de acordo com este senhor, mas como os políticos gostam de dizer, vamos para uma sociedade mais igualitária. Comecem por reduzir os ordenados dos políticos para 600 euros. O subsídio de almoço para 5€ e se o gastarem na cantina da Assembleia que comam rancho que não são mais que os outros. Que em vez de andarem de BMW ou Mercedes, andem de Renault Clio ou de autocarro. Que as despesas de representação e de estadia quando vão para fora, sejam de 30 euros. Que os subsídios para casa seja zero, porque só vai para lá quem quer. Que quem esteja em empresas públicas esteja abrangido pelas mesmas regras. Ou a TAP, a Caixa geral de Depósitos e por aí fora não são pagas com os nossos impostos?

Falar de papo cheio é muito fácil, mas quando se está no outro lado é capaz de ser mais complicado.

Gostava de ver um político a viver com 600 € por mês. E conforme é com este, os outros não diferem muito. Não sei, mas a taxa de suicídios deveria aumentar drasticamente!!

Depois ficam admirados da abstenção atingir os valores que atinge.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:37

Isto está ao rubro

por jl, em 31.01.17

benfica.jpgBoas.

Que esteja tudo bem por aí. Hoje o tema de debate é a derrota do Benfica. Eu sinceramente e espero que esteja enganado penso que o campeão deste ano será o Benfica, mas com isso não queira dizer que estes últimos resultados não torne o campeonato nacional mais apetecível. Mas o que já enjoa é que depois de ouvir o pessoal do Porto, do Sporting agora é o pessoal do Benfica a fazer o choradinho por causa dos árbitros.

Toca a jogar melhor à bola.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:10

Doenças à borla?

por jl, em 31.01.17

bking.jpgBoas.

Hoje li uma notícia que embora não tenha ouvido em nenhum lado me chamou a atenção. Cá vai:

França proíbe máquinas de oferta ilimitada de bebidas

Em Portugal, imposto sobre as bebidas açucaradas entra em vigor a 1 de Fevereiro

Em França, já não é possível ir a um restaurante, pagar um determinado valor pelo almoço e poder encher o copo de sumo numa máquina as vezes que quiser. O governo aprovou uma lei que proíbe a distribuição ilimitada de bebidas açucaradas, gratuita ou por um valor fixo, em espaços de restauração, hotelaria e educação, como cantinas escolares. É mais uma medida para combater o excesso de peso e a obesidade no país que, desde 2012, paga mais pelas bebidas açucaradas. Uma realidade que os portugueses vão conhecer esta quarta-feira, com a entrada em vigor do novo imposto sobre as bebidas com açúcar.

Da lista fazem parte refrigerantes aromatizados com e sem gás, concentrados, refrigerantes à base de água, leite, cereais, legumes e fruta, bebidas energéticas e néctares. "Porque contêm açúcares adicionados ou adoçantes artificiais", lê-se no decreto-lei que entrou em vigor na sexta-feira

Em França, a percentagem de pessoas com obesidade situa-se nos 15.3%, um pouco acima da média na Europa (15.9%). Em Portugal, os dados mais recentes (2014) indicam que um milhão de portugueses sofre de obesidade e cerca de 3.5 milhões tem excesso de peso. Uma das medidas anunciadas para combater o problema foi, precisamente, a taxação de bebidas açucaradas, que entra em vigor na próxima quarta-feira, dia um de Fevereiro.

Já este mês, era suposto todos os pacotes de açúcar distribuídos na cafetaria e restauração passarem a ter entre cinco e seis gramas, ao contrário das anteriores seis a oito, fruto de um acordo entre a indústria e as autoridades de saúde portuguesas. Ainda com o mesmo objectivo é suposto, a partir de Março, os doces, os snacks e os salgados desapareceram das máquinas de venda do Serviço Nacional de Saúde.

A bastonária da Ordem dos Nutricionistas, Alexandra Bento, em recentes declarações aplaudiu as referidas medidas, mas lembrou que é preciso fazer mais. "O que se quer é que haja um acordo entre o Ministério da Saúde e as associações do sector - dos refrigerantes, dos cereais, dos lacticínios - e que se comprometam com uma redução do açúcar num determinado horizonte temporal", referiu. Sinceramente é uma medida que aplaudo.

Do que conheço, a marca que tem este tipo de máquinas é o Burger King até como oferta em relação ao Mc Donald’s. mas isto é daquelas coisas que não será muito fácil combater até porque basta ir a um Centro Comercial e ver a quantidade de jovens que são clientes nestas casas e isso a culpa também é dos pais. Basta ir ao Mc e ver quantas pessoas pedem o menu infantil (Happy Meal) para as suas crianças.

Mas também falta saber se os Impostos que o Estado Português for buscar serão encaminhados para medidas preventivas e para os benefícios de todos e em especial as crianças, ou se como é normal passar a ser mais uma fonte de receitas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:57


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes


Mensagens




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D