Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Olha a promoção do Carrinho

por jl, em 13.02.17

Chevrolet-Cobalt.jpgBoas.

Eu estou numa fase que precisava trocar de carro, mas o Estado deve pensar que me saiu o Totoloto e estão a um preço proibitivo. Mas no Brasil os carros estão a um preço bem mais acessível. Cá vai uma história que é real:

Estagiário "exemplar" rouba três carros da câmara e troca um deles por um iPhone

'Fábio' trabalhou quase um ano ao serviço da câmara de São Paulo, no Brasil. Foi levando os veículos do parque de estacionamento e não os trazia de volta.

Um adolescente de 17 anos que estava a estagiar na Câmara de São Paulo, no Brasil, considerado “exemplar” pelos seus empregadores, conseguiu roubar três carros da frota de veículos da instituição pública.

Os roubos foram descobertos passado três meses de terem acontecido, quando o rapaz iria completar um ano de trabalho ao serviço na Câmara, onde desempenhava funções no sector administrativo.

De acordo com o relatório policial, a que o jornal  A Folha de São Paulo teve acesso, ‘Fábio’ - nome fictício – roubou (levou de oferta, coitadito do moço) o primeiro carro em Outubro do ano passado. Entrou no Chevrolet Cobalt estacionado no parque de estacionamento da Câmara e saiu.

Nos dias seguintes fez o mesmo com mais dois carros. O primeiro nunca mais foi encontrado, os dois últimos foram encontrados pela Polícia Militar.

No passado dia 26 de Janeiro, foi abordado por agentes da polícia à civil na sede do parlamento, onde lhe pediram para os acompanhar, junto com a mãe, até à esquadra, onde confessou o crime.

Mais disse. Em troca do carro que não foi encontrado recebeu 180 €uros e um iPhone.

Isto é que são preços convidativos. Se alguém estiver interessado ofereço 20 €uros e um telefone partido da minha filha!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:36

A política do Medo

por jl, em 13.02.17

galeries-lafayette.jpgBoas.

Hoje em dia e cada vez mais a sociedade que vivemos está a tornar-se de extremos. Ou muito securitária ou de um desleixo total. Para comprovar isso mesmo deixo aqui um artigo. Cá vai então:

Doente com cancro impedida de entrar nas Galeries Lafayette em França

Mulher tinha a cabeça coberta devido à queda do cabelo. Segurança impediu-a de entrar por alegado excesso de zelo

A história foi contada em primeira mão nas redes sociais, pela filha da mulher que viu negado o acesso às Galeries Lafayette em Toulouse, França: a mãe, doente de cancro e sem cabelo devido aos efeitos secundários da quimioterapia, quis entrar na loja para comprar um adereço para o chapéu que levava na cabeça, mas foi barrada por um segurança que lhe disse que não poderia entrar com a cabeça coberta.

Devido à ameaça terrorista, e com o estado de emergência em vigor em França, alguns agentes de segurança podem pedir aos transeuntes que retirem acessórios que lhes cubram a face. Terá sido esta a motivação do vigilante - segundo as Galeries Lafayette - que confrontou a mulher, pedindo-lhe que tirasse então o seu  chapéu. Ela, por sua vez, mostrou-lhe que tinha perdido o cabelo devido à doença e que era por essa razão que levava a cabeça coberta, pedindo-lhe compreensão. Mas o segurança terá sido inflexível e barrou-lhe a entrada.

A publicação tornou-se viral nas redes sociais e as Galeries Lafayette foram amplamente criticadas. No Twitter e no Facebook, sucederam-se os apelos ao boicote das lojas do grupo, abertas em várias cidades francesas, nomeadamente na capital.

Os responsáveis da loja apressaram-se a contactar a família e responderam às acusações garantindo que se tratou de "excesso de zelo". No Twitter, escreveram que o "acto chocante" não representa os valores do grupo e que o director dos armazéns está já em contacto com a cliente.

A porta-voz das Lafayette garantiu que se tratou de um "excesso de zelo" e que a empresa agirá em consequência com o acontecido. Mas, contactado pela AFP, o director descartou o despedimento do vigilante que barrou a mulher. "O importante é dar indicações claras e garantir que isto não volta a acontecer. Qualquer um pode cometer erros", assinalou.

O medo que hoje em dia assola especialmente as grandes cidades vai levar que situações  como esta, se repitam mais vezes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:20


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Comentários recentes

  • Aninhas

    Está tudo mto explicado e mto bom de entender! Iss...

  • Nuno

    Obrigado pela partilha

  • Kikas

    Boa tarde.Gostei muito do artigo. O Reader´s Diges...

  • vibradores

    No final de Alcabo é o que toca a cada 28 dias.

  • Maribel Maia

    Ou será que os ladrões são um grupo de miúdos gulo...


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D