Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Caquinha com asas

por jl, em 27.05.17

pombo.jpg

Boas.

Hoje venho aqui deixar uma história que embora seja de muita imaginação, não é nada original. Aqui vai ela:

Pombo 'apanhado' a traficar droga

Esta não é a primeira vez que este animal é utilizado para o tráfico de estupefacientes

Um grupo de traficantes de droga do Iraque decidiu usar um pombo para fazer o transporte de estupefacientes para os países vizinhos. O caso foi descoberto por um desses países, o Kuwait, esta semana, quando o animal foi avistado numa rua com uma espécie de mochila ligada ao corpo. Esta policia tem logo cada ideia!! Então o pombo não podia ir acampar?

Quando a ave foi apanhada, as autoridades encontraram mais de 180 doses de ecstasy.  A polícia do Kuwait conseguiu apurar a proveniência desta droga, mas continua a investigar o caso, já que esta não é a primeira vez que os pombos são usados para esta finalidade. Diversos casos similares vão sendo conhecidos. Em 2015, uma situação semelhante aconteceu na Costa Rica, onde um pombo foi apanhado com cocaína e canábis. Também na Colômbia outro animal foi apanhado a tentar voar para uma prisão com 45 gramas de droga, um fardo demasiado pesado para o seu pequeno corpo.

Agora dizem que a culpa é dos traficantes, mas estes pombos é que são uns grandes malucos! Mas de original não tem nada, porque  é certinho direitinho; quando lavo o meu carro tenho sempre presentes e parecem exactamente uma mistura de haxixe com cocaína.

Quando era miúdo sempre ouvi a versão das Pombinhas da Catarina, mas hoje em dia só conheço a versão da Caquinha das Pombinhas!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:30

Nem todos somos iguais

por jl, em 27.05.17

queimaduras.png

Olá.

Sendo eu pai de uma pimpolha, hoje em dia qualquer artigo que fale de crianças chama-me sempre a atenção. Este foi um dos casos. Cá vai ele então:

Bebé fica com queimaduras após uso de protector solar

Mãe afirma que feridas surgiram depois de usar o referido produto.

Kyla de um ano ficou com quemaduras de segundo grau no rosto. Foi a pensar no bem da filha, que Rebecca Cannon, de 32 anos, aplicou na filha, Kyla, de um ano, protector solar. Mas o efeito obtido foi precisamente o contrário do esperado.

A pequena bebé ficou com queimaduras graves no rosto depois de utilizar o produto. Tudo terá começado quando Rebecca foi visitar a irmã que mora em Newfoundland, no Canadá. Como se esqueceu do protector da filha em casa, decidiu comprar um novo, da marca Banana Boat Kids Sunscreen Spray FPS 50. "Pensei que seria melhor usar um protector qualquer do que nenhum", disse a canadiana ao jornal Today. Contudo, pouco tempo depois de aplicar o protetor na menina, Rebecca reparou que algo de errado estava a acontecer, visto que, o rosto de Kyla estava a ficar cada vez mais vermelho. "À medida que o dia ia avançando, a minha filha começou a ficar cada vez mais vermelha e, na manhã seguinte, acordou inchada e com bolhas", contou à CBC News. Rebecca decidiu então voltar a casa, em Botwood, e levar a filha à unidade hospitalar da sua área de residência.

Depois de examinarem a menina, os médicos concluíram que Kyla tinha queimaduras de segundo grau no rosto. Contudo, Rebecca garante que além do protector, protegeu a menina com chapéu e contou que o Sol não estava assim tão forte pois mais ninguém da família ficou com queimaduras. "Ela foi a única que usou aquele protector solar e foi a única que sofreu queimaduras", lembrou Rebecca à mesma publicação.

Para o tratamento das queimaduras, os médicos prescreveram cremes para a cicatrização da pele. No entanto, depois de duas aplicações, a menina voltou a ter uma reacção alérgica e ficou ainda mais vermelha e inchada. Rebecca foi novamente ao hospital com a filha. Desta vez, foi direccionada para um dermatologista que diagnosticou uma queimadura química causada por alguma substância presente no protector solar.

A mãe procurou a Banana Boat para pedir esclarecimentos sobre o produto. A empresa reembolsou Rebecca e garantiu que está a fazer testes para determinar as causas da reacção do protector solar em Kyla.

O facto da menina ter ficado assim não quer dizer que o produto tenha algum defeito, mas poderá somente e este somente é sempre relativo quererá dizer que esta pequena é alérgica a algum ingrediente deste produto.

É  por isso que qualquer produto que se aplique num bebé deve ser  sempre colocado uma pequena parcela do corpo para ver a reacção.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:09


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Comentários recentes


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D