Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


És filho de quem?

por jl, em 14.12.17

pai_natal_homer.jpgOlá.

Hoje venho aqui deixar um artigo que me fez pensar que neste país continua aquela coisa de que mais vale cair em graça do que ser engraçado. E digo isto relacionado com a tolerância de ponto que o Toni Costa mandou cá para fora e que li agora na Net. Mas cá vai:

O Governo concede tolerância de ponto a 26 de dezembro

O nosso Governo vai conceder tolerância de ponto em 26 de dezembro "aos trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado, sejam eles centrais ou desconcentrados, e institutos públicos", de acordo com um despacho que foi hoje assinado.

As excepções que ocorrerão, de acordo com o executivo, são "os serviços e organismos que, por razões de interesse público, devam manter-se em funcionamento naquele período, em termos a definir pelo membro do Governo competente".

"Sem prejuízo da continuidade e da qualidade do serviço a prestar, os dirigentes máximos dos serviços e organismos referidos no número anterior devem promover a equivalente dispensa do dever de assiduidade dos respetivos trabalhadores, em dia a fixar oportunamente", é também referido no despacho.

O Governo justifica ainda esta decisão com o facto de ser "tradicional a deslocação de muitas pessoas para fora dos seus locais de residência no período natalício tendo em vista a realização de reuniões familiares".

Eu sinceramente só não sei o motivo de virem dar uma justificação, porque existir tolerância só para uma parte da sociedade é daquelas coisas que fazem com que a minha vontade de ir votar seja cada vez menor. É a diferença de uns serem filhos da mãe e outros serem filhos da outra senhora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:56

De queixo e de bico aberto

por jl, em 14.12.17

china.jpgBoas.

Que estejam bem. Hoje stou um bocadito cansado porque a minha Maria acorda-me durante a noite para dizer para me virar porque estou a ressonar. Onde se já viu isto? De manhã quando eu acordasse dizia-me, assim acordo e para adormecer às vezes demoro para aí três minutos. Estas mulheres são tramadas. Mas na China elas são mais bem treinadas. Ora aqui vai o que quero dizer:

Fechada escola que ensinava mulheres a obedecer aos homens

Instituto pretendia ensinar as "virtudes femininas". Autoridades fecharam a dita escola, mas há relatos de que possam existir mais na China. Acho muito bem, então se as mulheres estão aqui graças a uma costela do Adão, os homens tem que fazer que elas nos sigam! Espero bem que a minha Maria não leia isto. É que dormir à beira da minha gata com este frio não me faz muito bem à saúde.

A escola - como é referida oficialmente - localiza-se em Fushun, no nordeste da China e tinha como função ensinar as “virtudes femininas” às mulheres virtudes femininas (pois convém, embora se o Castelo Branco sabe disto vai já a correr para a China), nomeadamente a obediência cega aos homens. Neste instituto, conta o The Telegraph, as mulheres eram também incentivadas, ou até mesmo obrigadas, a abdicar das suas carreiras profissionais e a aceitar a violência doméstica.esta parte é que não acho piada nenhuma. Na China os homens devem ganhar imenso para que as senhoras fiquem em casa e para além disso elas deveriam ser iguais a nós homens. Já em relação à violência doméstica isso nem se discute, embora eu ser acordado às quatro e tal seja de uma violência atroz.

Para além disso, segundo o mesmo jornal britânico, há mesmo relatos de mulheres que foram convencidas de que deveriam morrer caso já tivessem feito com sexo com mais de três homens. Que raio de escola é esta? Os homens podem andar a saltar em todo o lado, mas as senhoras devem morrer? Isto é bem pior que a Inquisição!

Este instituto acabou por ser denunciado nas redes sociais e o caso começou a ganhar proporção, levando as autoridades chinesas a encerrarem a dita escola. No minimo, digo eu!

As mulheres eram colocadas no instituto pelos maridos ou, em alguns casos, pelos patrões. Pelos maridos já é mau, até porque uma mulher não é mercadoria, mas pelos patrões???

Segundo o The Global Times, a escola agora encerrada em Fushun não é caso único no país, sendo que institutos semelhantes têm proliferado em território chinês nos últimos anos. Pode ser que abram escolas que fomentem juízo a muitas mentes que pelos vistos bem precisam!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:12


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Comentários recentes

  • Maribel Maia

    Ah ah ah! Os miúdos não querem outra coisa, pizza ...

  • jl

    obrigado

  • Alfa

    Um post execelente. Educativo mas de uma forma bem...

  • Aninhas.

    Quem me dera dormir que nem um passarinho! É mto r...

  • jl

    hoje em dia pegar num chinelo já é capaz de ser cr...


Mensagens




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D