Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


8 conselhos que o ajudam a viver até aos 90

por jl, em 05.01.17

visão.jpgBoas.

Estes conselhos ajudam a viver até aos 90 anos senão morrer antes.

Enquanto andava na net a ler umas coisitas, deparei-me com um artigo da revista Visão que me chamou bastante a atenção. Cá vai ele embora um pouco modificado mas por um médico bem conceituado que é o Drº. Estragildo Genovevo:

8 mitos "saudáveis" para esquecer em 2017

Porque não são assim tão saudáveis e até são, na verdade, algo inúteis... e mesmo enganadores esses bandidos!!

Embora sejam recorrentes e frequentemente recomendados pela sabedoria popular e mesmo por alguns doutores ao longo dos anos, a ciência tem vindo a descredibilizar, por não encontrar quaisquer provas da sua eficácia, estes 8 hábitos supostamente saudáveis. A boa notícia é que alguns deles representam esforços que certamente alguns dispensarão de bom grado...

1 - USAR PAPEL HIGIÉNICO PARA COBRIR O TAMPO DA SANITA DE UMA CASA DE BANHO PÚBLICA

A maioria dos vírus são muito frágeis e precisam de condições de temperatura e humidade muito especificas para sobreviverem. Isto significa que no momento em que usa numa sanita pública, mesmo que tenha sido recentemente usada por alguém, dificilmente os agentes patogénicos serão capazes de o infectar. Além disso, a nossa pele, a menos que tenha um corte, é uma excelente barreira protectora contra a entrada de vírus e bactérias.

Isto é tudo muito bonito, mas uma vez li no diário da Maria que uma senhora tinha ficado grávida por se sentar numa sanita. Agora que me lembro disto, não me lembro se a senhora disse que o senhor já se tinha levantado. Humm! Mas não se esqueçam de colocar papel para o rabito na sanita senão…

2 - COMER SÓ ALIMENTOS COM BAIXO TEOR DE GORDURA

Sim, procurar reduzir a quantidade de gordura que ingere é positivo mas não escolha a sua dieta só com base nisso, até porque é bastante inútil.

Um estudo feito há oito anos pela Escola de Saúde Pública de Harvard analisou quase 50 mil mulheres, das quais cerca de metade tinham uma dieta muito baixa em gordura. Os resultados revelaram que este plano alimentar não baixou o risco destas mulheres virem a contrair cancro da mama ou virem a ter problemas de coração. Além disso, o mais curioso, não perderam assim tanto peso. Os médicos recomendam a quem quer fazer dieta que, não deixando de comer gorduras, opte pelas chamadas gorduras boas, que são mais saudáveis e boas quando consumidas de forma moderada. Vou deixar este artigo ao meu médico de família, que ele de certeza que vai adorar!!

3 - EVITAR O GLÚTEN

A menos que esteja entre os cerca de 0,1% de celíacos em Portugal (são cerca de 10 mil), evitar o glúten não tem nenhuma utilidade comprovada e significativa na sua dieta nem no seu estado de saúde. Os estudos mostram que podemos sofrer de inchaço intestinal independentemente de comermos ou não trigo. É de mim ou há vinte anos atrás ninguém era alérgico ao glúten? Alérgico só ao trabalho!

4 - FAZER SUMOS

São a grande moda entre os amantes de uma vida saudável mas a verdade é que os legumes e as frutas frescas perdem grande parte das fibras e dos ingredientes que ajudam a controlar a saciedade ao serem transformados em sumo. Isto fará com que venha a sentir mais fome entre as refeições do que aquela que sentiria se comesse directamente os ingredientes que tritura para fazer um sumo. Quando transforma uma maçã num sumo, por exemplo, fica sobretudo com a água e o açúcar dessa mesma maçã. Ou seja: mais açúcar e menos proteínas e fibras que aumentam a fome e reduzem a energia no curto prazo e que estimulam a perda de massa muscular no longo prazo.

Por isso, seja simples, coma logo essa maçã inteira, de preferência com casca. Se gostar de alimentos triturados, prefira uma sopa. Se eu disser isto à minha filha ela vai pensar que eu pirei de vez!

5 - USAR DESINFETANTE DE MÃOS

Se puder lavar as suas mãos com regularidade ao longo do dia, o desinfectante de mãos é necessário. Sabonete e água são uma das técnicas antigas menos falíveis: matam mais germes do que os desinfectantes de mãos. Os laboratórios que produzem o Sterilium que invadiram os corredores dos hospitais devem ficar felizes por estas linhas. Os Norovírus, frequentemente transmitidos pela via alimentar e que causam diarreias fortes, e o Clostridium difficile, que afecta sobretudo as pessoas mais velhas e causa diarreias que podem matar, são ambos resistentes aos géis e líquidos de mãos. Ou seja se estiver de caganeira, o problema pode ser do Gel. Ou seja, mais vale mudar para uma laca.

Além disso, a maioria dos desinfectantes tem álcool (na passagem de ano era só pessoal a beber desinfectante em vez de champanhe) e seca muito a pele das mãos.

6 - TOMAR MULTIVITAMÍNICOS

Várias décadas de estudos médicos não foram ainda capazes de provar a necessidade de tomar vitaminas. A menos que não tenha uma dieta que lhe garanta as vitaminas e nutrientes necessários ou que tenha um sistema imunitário fraco, estes suplementos são desnecessários.

Mas eu tenho uma pessoa amiga que trabalha nos laboratórios que faz o Centrum que diz que temos que tomar as pastilhas, até porque são pastilhas que nos protegem de A a Zinco. E além do mais ele tem que sustentar o seu descapotável.

7 - NÃO ESTALAR OS DEDOS

Desde sempre que se propagou a ideia de que estalar os dedos poderia ser nocivo para os ossos e articulações. Mas as pesquisas mais recentes apontam que pode até ser um sinal de que quem estala tem as articulações mais lubrificadas e resistentes. Isto é daquelas coisas que me tem tirado o sono nos últimos dias. A minha Maria até me tem perguntado se eu estava a sonhar com as contas que tenho para pagar. Mas eu digo-lhe que não, tenho sonhado com o estalar de dedos. Se um cientista estuda isto, então eu sou primo do Professor Pardal.

8 - EVITAR O MICRO-ONDAS

Sempre se ouviram rumores relativamente ao uso do micro-ondas. Um deles dizia que se aquecesse uma batata ela transformava-se numa batata aquecida. Que retira nutrientes à comida é um dos mais frequentes e é totalmente falso. O micro-ondas aquece e cozinha utilizando ondas de energia. As ondas fazem vibrar as moléculas da comida e transformam a energia em calor. Quem é contra este aparelho de certeza que não trabalha dez horas por dia, não tem que aquecer a comida da criança. Não aquece o que sobrou do dia anterior e por aí fora.

Isto faz com que alguns nutrientes se desintegrem, claro, mas isso acontece sempre que aquecemos comida seja no forno, no fogão ou no micro-ondas. Além disso, este melhor amigo da marmita, cozinha e aquece muito mais rápido, fazendo com que os nutrientes se mantenham muito mais facilmente intactos. E para fazer refeições é espectacular. É só comprar daquelas que dizem que ficam prontas em dois minutos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:22



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2017

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

Comentários recentes


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D