Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Que fraca pontaria!!

por jl, em 13.12.17

gol.jpgOlá.

Agora que está aí o tempo de Inverno temos que nos precaver do frio e da humidade, até porque ficar com tosse e com fluídos para expulsar poderá ser bem perigoso, muito mais se andar de avião. Cá vai então uma pequena história alusiva a isso:

Passageiro masturba-se em avião e ejacula na passageira ao lado

Um homem de 51 anos (que deveria ser uma idade para ter juízo) foi preso quando o avião em que seguia aterrou em Brasília, capital do Brasil, acusado de se ter masturbado durante o voo e ejaculado na passageira ao lado.

O homem foi levado para a esquadra da Polícia Federal do Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, e incriminado por importunação e atentado ao pudor. De acordo com a vítima, uma passageira de 32 anos, ela e o homem entraram no voo da empresa aérea brasileira GOL (o senhor pelos vistos acertou foi na baliza errada) na cidade de Belém, capital do estado do Pará, e foram acomodados por acaso na mesma fila, a 24, ao lado um do outro. A mulher afirmou aos agentes da Polícia que, assim que o avião descolou de Belém acabou por adormecer, e só acordou quando o passageiro ao lado já a estava a importunar. No relato, a vítima contou que acordou de repente a sentir que o homem ao lado estava a puxar uma das mãos dela em direção ao corpo dele. Antes de ter tempo de perceber o que realmente estava a acontecer e poder reagir, sentiu a mão toda molhada (se fosse católica podia ser o Milagre das Águas) e, ao aproximá-la do nariz, identificou o cheiro característico de esperma. Assim que se deu conta do que estava a acontecer e pediu ajuda aos comissários de bordo, instalou-se uma enorme confusão a bordo, com os outros passageiros manifestando repulsa ao ocorrido e revolta contra o homem.

Membros da tripulação da GOL transferiram a passageira para um assento longe do agressor e escoltaram este durante o resto do voo, para impedir que ele fosse agredido. O piloto da aeronave, avisado pela tripulação, comunicou o ocorrido à Polícia e quando o avião aterrou em Brasília, o piloto manteve as portas da aeronave fechadas até à chegada dos agentes, que detiveram o senhor em causa e impediram que ele fosse alvo da fúria dos outros passageiros. Mas pelos vistos seria melhor o pessoal bater de luvas porque senão!! À polícia, o acusado negou veementemente ter-se masturbado e ejaculado sobre a passageira que o denunciou. Ele afirmou que teve um violento ataque de tosse e que, a certa altura, sem poder evitar, cuspiu sobre a pessoa que ia ao lado.

Em comunicado, a GOL lamentou o incidente a bordo de um dos seus aviões e elogiou as ações tomadas pela tripulação tanto para proteger a passageira molestada quanto para garantir a integridade física do acusado. Adiantou ainda que vai estudar medidas legais para impedir que o homem volte alguma vez mais a poder viajar numa aeronave da companhia. Ou isso, ou se o senhor voar a melhor coisa é o mesmo ir na parte de fora do avião, mas aí se fizer alguma coisa é melhor as gaivotas terem cuidado para não ficarem ceguinhas de um olho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:21

Quem tudo quer, tudo perde

por jl, em 13.12.17

doping.jpgOlá.

Hoje enquanto estavaa olhar para a rua, vi uns colegas  que já não via há uns tempitos e quando os mesmos começaram a chegar mais perto vi que das duas uma, ou tinham engolido uma garrafa de oxigénio ou então estavam a imitar uma parede. Mas eles disseram que agora nadavam no ginásio mas que tomavam nada a não ser umas vitaminas. Vitaminhas pensei eu, hummm! Mas nem de prepósito eis que li uma peça que vem mesmo a calhar!

Homem obcecado por fitness morre depois de tomar comprimidos de DNP

Um homem morreu em Swansea, no País de Gales, depois de tomar vários comprimidos de dinitrofenol (DNP), uma substância altamente tóxica que é utilizada para emagrecer.

Segundo o Metro UK, Liam Willis, de 24 anos, era obcecado por fitness. Como queria emagrecer rapidamente, decidiu tomar vários comprimidos de DNP, acabando por morrer. Este não é o primeiro caso no Reino Unido, o que está a preocupar as autoridades.

“[O DNP] É eficaz mas está banido por ser altamente tóxico. O seu consumo não é aconselhado, mas mesmo assim está disponível em todo o lado”, lamenta o médico legista Colin Phillips, responsável pelo caso da morte de Liam Willis. Está banido mas existe em todo o lado? É sempre bom saber que não é só em Portugal que as coisas funcionam mal.

“Não é conhecido nenhum antídoto capaz de reverter os seus efeitos. Têm havido várias mortes no país”, alerta.

A venda de DNP é ilegal, sendo que a Interpol chegou mesmo a emitir um comunicado, em 2015, a alertar para os perigos da substância. No entanto, muitas pessoas continuam a consumir DNP, procurando obter resultados rápidos.

Para homenagear Liam Willis, realizou-se, em Swansea, um jogo de râguebi, cujas receitas destinam-se ao filho da vítima.

Isto é muito bonito, mas não seria também positivo ir às fontes de onde nos chegam estes produtos e punir exemplarmente quem produz e quem vende isto?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:42

Natal é em Dezembro ou em Julho

por jl, em 12.12.17

carta.jpgOlá.

Agora que o Natal está a chegar, começam a chover histórias que nos tocam o coração. Claro que basta estar numa fila de trânsito para que tudo isso seja atirado pela janela em conjunto com uns insultos e umas ameaças. Mas cá vai a história de hoje:

Idoso escreve bilhete a pedir companhia na noite de Natal

Uma mulher partilhou a carta no facebook e a publicação como é óbvio tornou-se viral.

Um viúvo alemão escreveu um bilhete a pedir ajuda para encontrar companhia para passar a noite de Natal. O pedido foi colocado num supermercado em  Berlim, na Alemanha, e acabou por se espalhar. Femina Lisa, uma alemã de 27 anos que costuma frequentar o hipermercado, fotografou a carta e publicou-a no Facebook. O gesto da jovem acabou por gerar uma onda de solidariedade e as respostas ao bilhete acabaram por superar as expectativas do idoso em causa. "Onde é que um homem viúvo e solitário encontra lugar para celebrar o Natal na companhia de alguém?", escreveu o idoso no bilhete que afixou no supermercado e, posteriormente, foi divulgado no Facebook.

A publicação foi partilhada por mais de seis mil utilizadores e um dia depois já estava noticiada no jornal alemão Berliner Morgenpos. Em época de partilha e solidariedade, todos devem ter direito de passar o Natal na companhia de alguém. Este viúvo, graças à partilha do bilhete nas redes sociais, vai conseguir realizar o seu desejo para esta quadra natalícia. Eu sinceramente acho tudo isto muito giro, mas sempre ouvi dizer que o Natal é quando o Homem quiser e que o mesmo deveria ser celebrado e recordado assim todos os dias. Será que as pessoas terem sentimentos tem uma data marcada no calendário para isso? Nós enquanto sociedade quanto mais evoluídos somos, menos humanos estamos a ser.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:39

À minha porta só abstinência

por jl, em 11.12.17

relação.jpgOlá.

Não sei se estão lembrados de uma música do Quim Barreiros que é “Ponho o carro, tiro o carro à hora que ela quiser, que garagem apertadinha, que doçura de mulher…”. Pois bem, esta música em Inglaterra é um sucesso tremendo, pelo menos para alguns. Cá vai então a explicação:

Apanha casal sem-abrigo a «tentar estacionar o carro» à porta da garagem

Uma jornalista apanhou um casal de sem-abrigo a fazer sexo à porta da garagem de casa, em Hull, Inglaterra. A mulher saiu à rua para fumar um cigarro e deparou-se com movimentos "inconfundíveis" debaixo de um cobertor.  Estes jornalistas pensam logo em maldade. Os senhores podiam estar a fazer uma sessão de ioga!

Segundo os media britânicos, a jornalista Faye Preston ficou dividida entre oferecer uma chávena de chá ao casal para mantê-los quentes, ou chamar a polícia. Hum, que linda dúvida! A polícia era bem dispensada pelo casal, já em relação ao manterem-se quentes acho que os senhores já estavam a fazer exercicios para isso.

 Faye decidiu deixar os sem-abrigo onde estavam, sem incomodar, e eles não saíram do mesmo sítio, acabando por passar a noite em frente à casa da mulher. "A minha simpatia terminou quando saí para o trabalho (quando é que ela tinha começado) no início da manhã do dia seguinte e voltei a encontrá-los na mesma situação", contou a jornalista. "Eles estavam a fazer sexo na minha calçada, cercados por latas de cerveja. O movimento debaixo dos cobertores era inconfundível", acrescentou.  Será que a cerveja inglesa tem aquele comprimido azul como ingrediente secreto?

Posto isto, Faye considerou que o casal passou todas as marcas de civismo e resolveu contactar a polícia, que chegou um dia depois e retirou os sem-abrigo do local. Apesar de tudo, a mulher diz ter grande simpatia pelas pessoas que não têm para onde ir, no entanto, não quer que este incidente se torne regular. "Eu só consigo imaginar: 'Desculpem, eu não quero acordá-los mas preciso de ir para o trabalho, e podem ser corridos daqui se continuarem a fazer isto'", escreveu a jornalista.  Sem abrigo sim, mas se forem para fazer badalhoquices não. Toma!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:35

Ui que cheirinho!

por jl, em 10.12.17

desodorizante.jpgOlá.

Vocês já entraram em algum transporte público em que vocês estão junto a uma pessoa e o cheiro que vem debaixo dos braços faz com que se lembre que uma doninha parece cheirar a flores silvestres? Pois bem, afinal essas pessoas parecem não estar assim tão erradas se bem que para o meu nariz não transpareca isso . Mas cá vai a explicação:

Polémica: será que os desodorizantes são bons para a saúde?

Esta é uma das polémicas da indústria da higiene e saúde e que está muito longe de ter um fim à vista. A questão coloca-se agora em torno da possibilidade de os desodorizantes e os antitranspirantes poderem matar bactérias naturais que vivem nas axilas e que podem ser essenciais à pele. Se bem que as bactérias que são mortas são um alívio para o meu nariz.

Um novo estudo, feito junto de 18 homens e mulheres (ena tanta gente!!), procurou analisar as bactérias que crescem na pele e as que são mortas devido ao uso daqueles produtos. De acordo com aquela investigação, o grupo que regularmente usou antitranspirantes – produtos que usam sais de alumínio para reduzir o suor – tinha menos bactérias na axila.

Já os participantes que interromperam o uso daqueles produtos desenvolveram muito mais bactérias, mas as mesmas revelaram ser não patogénicas. Portanto, tudo aponta para que continuemos a contar com a ajuda daqueles produtos para tornar a vida um pouco menos difícil. Iupi! Será que dá para pôr o seu uso obrigatório?

Contudo, será que os desodorizantes naturais resolver este dilema? “Não há provas conclusivas que apontem para uma ligação direta entre os desodorizantes e os antitranspirantes e as doenças, por isso as mulheres podem continuar a usar este tipo de produtos”, segundo declarou uma especialista ao jornal britânico The Guardian. Esta senhora é a Polly Cheirinhos.

Considera-se até que aquelas soluções podem ser tão seguras como outras que usamos na higiene diária como champô, gel de banho, perfumes e cremes. Excluem-se, claro, as situações em torno de feridas na pele ou o desenvolvimento de alergias.

Mas, a demonização deste tipo de produtos pode, para já, abrandar até porque, apesar da multiplicidade de estudos, certo é que ainda não há consenso científico em torno de uma eventual ligação entre o uso deste tipo de produtos e doenças como o cancro.

E a verdade seja dita, que para o bem do nosso nariz espero bem que não se chegue a nenhuma conclusão que diga que estes produtos fazem mal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:33


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Dezembro 2017

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Comentários recentes


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D