Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Que dizer?

por jl, em 05.03.17

australia.jpgBoas.

Por norma, sou uma pessoa extremamente positiva e bem disposta, mas às vezes leio certas coisas que me deixam petrificado e com uma cólera dentro de mim. O exemplo a seguir é mesmo isso, de me deixar verde de raiva. Aqui vai:

Pai deixou filha bebé sangrar até à morte após violação

Menina de três anos foi deixada presa no quarto com uma corda, sem comida nem água.

Uma menina de três anos morreu depois de ter sido vítima de uma série de abusos sexuais na casa do pai, que confessou agora em tribunal ser o responsável pela morte da menina. Kyhesha Lee Williamson, de apenas três anos, era vítima de abusos sexuais recorrentes por parte de Chritopher Kent, o colega de casa do pai da menina, Matthew Lee Williamson.

Os abusos eram de tal violência que as autoridades encontraram fraldas cheias de sangue. A menina foi encontrada morta no quarto do pai, em 2013, com perfurações nos intestinos e nos órgãos genitais (acho melhor não escrever no que penso). Em tribunal, a acusação alegou ainda que o pai da criança teria usado brinquedos sexuais na menina, a teria agredido com murros e teria posado para uma fotografia com o pénis sobre o ombro da bebé, acusações que o homem negou. O colega de casa, que confessou o homicídio no ano passado foi condenado a dois anos de prisão com pena suspensa (parece anedota, mas infelizmente é verdade) . Já o pai de Kyhesha, natural de Brisbane, só agora está a ser julgado. Em tribunal, disse que não chamou imediatamente as autoridades quando descobriu a filha morta porque tinha receio que a polícia encontrasse o cachimbo que usava para fumar canábis. (Anedota é o que parece) A polícia encontrou um cenário chocante quando foi chamada a casa de Matthew Lee Williamson. A menina era fechada no quarto, presa com uma corda à cama e deixada sem comida nem água durante várias horas, como forma de castigo. O pai nunca relatou os abusos sexuais de que a filha era vítima porque, segundo ele, "tinha medo que os Serviços Sociais a levassem". A mãe da criança, que se encontrava separada do pai, falou em tribunal sobre o caso pela primeira vez. "Ninguém a ajudou. É muito difícil de compreender", limitou-se a afirmar. A sentença deverá ser conhecida ainda no mês de Março. O homem australiano está acusado de homicídio negligente e maus-tratos infantis.

Não vou dizer o que penso, mas na Austrália existem juízes ou julgamentos?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:07



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Comentários recentes

  • Aninhas

    28 filhos? Valha-me santo cristo! E todos da mesma...

  • Triptofano!

    Espero que não sejam todas da mesma mulher senão a...

  • Maribel Maia

    Realmente, andar com ele ao colo deve ser difícil!...

  • Triptofano!

    A lição que tiramos daqui é não comprar tintas a c...

  • Mamã Silvestre

    desconhecia


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D