Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Que se lembrem disso

por jl, em 18.06.17

cadeira de rodas.jpg

Olá.

Hoje venho aqui falar aqui um pouco de pessoas com deficiência e sobre o viver a vida. E falo muito especialmente das crianças que embora tenham limitações são pessoas como as outras. Claro que toda a gente se lembra dos cidadãos com deficiência no Dia em que se celebra a Inclusão. Cá vai então:

O primeiro parque aquático para crianças com deficiência

Foi inaugurado esta semana, no Texas, o Morgan’s Inspiration Island, um parque aquático totalmente pensado para crianças com limitações físicas.

Proporcionar experiências diferentes a crianças e jovens com limitações físicas pode requerer um esforço extra, assim como custos mais elevados. Muitas vezes, os parques infantis não estão adaptados a todo o tipo de necessidades e acabam por excluir um segmento de público que, por norma, já está privado de aceder aos lugares de entretenimento e lazer comuns. Até agora. Até agora em determinado loca, já que por regra continua tudo (infelizmente) igual.

O Morgan’s Inspiration Island (a Ilha Inspiracional de Morgan), na cidade de San António, no Estado americano do Texas, é o primeiro parque aquático pensado para receber crianças com problemas de mobilidade. Que seja o primeiro de muitos.

O parque aquático custou 17 milhões de dólares (aproximadamente 15 milhões de euros) e está totalmente equipado para crianças com mobilidade reduzida - oferece cadeiras de rodas impermeáveis para que o público não danifique os seus equipamentos pessoais, por exemplo. Também tem incorporado um sistema de controlo da temperatura de água - para que os visitantes com sensibilidade ao frio possam usufruir de todas as actividades -, áreas silenciosas para pessoas sensíveis ao ruído e pulseiras de alta tecnologia projectadas para localizar crianças que dispersem.

Mas não é só o facto de ser um projecto inovador que convida a conhecer o Morgan’s Inspirations Island. Também os preços são um motivo tentador: as crianças com necessidades especiais não pagam entrada e, para os restantes visitantes, os preços estão entre os 17€ (para adultos) e 11€ (para crianças).

Se vivemos numa sociedade em que se está sempre a falar na inclusão de todos então isto é um pequeno mas enorme passo. Se isto é um passo importante, outros há que para mim ainda são mais importantes, como o circular de cadeira de rodas em passeios, em que as mesmas não cabem ou aceder a uma casa em que o único acesso são escadas. E seria tão bonito que quem governa o país e as nossas cidades tivesse em mente que ficar com uma deficiência pode acontecer a qualquer um de nós.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:51



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Comentários recentes

  • Aletras

    Não me diga que lhe pagam para escrever este tipo ...

  • Aninhas

    BURROS OU BESTAS é o mesmo!

  • Aninhas

    Coitada da criança! Não nada k pague o que ela e a...

  • Aninhas

    Ainda kem acredito nessas coisas,do além! Se eu nã...

  • Aninhas

    :-):-). Não seja Mázinha!:-):-)


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D