Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Será que sou eu que estou doido?

por jl, em 09.02.17

img_757x498$2017_02_07_13_08_25_597301.jpgBoas.

A minha pimpolha é o tesouro mais precioso que posso ter e por isso mesmo por vezes leio certas coisas que me dão a volta ao cérebro. Cá vai:

Mãe deixa companheiro matar o filho de 5 anos que urinou na cama

Criança foi obrigada a correr "vários quilómetros" à chuva e espancada até à morte.

O caso está a chocar os moradores da localidade de Aire-sur-la-Lys, em Pas-de-Calais, no norte de França e, à medida que são revelados mais pormenores sobre a trágica morte da criança com cerca de cinco anos, às mãos da própria mãe e do padrasto, gera-se grande revolta. O menino, Yanis, tinha urinado na cama e foi castigado pelo padrasto, Julien M., que agrediu a criança e deixou-a na rua, à chuva e ao frio, despido, apenas de roupa interior. O homem confessou agora às autoridades que forçou a criança a "correr vários quilómetros" na rua, durante a noite. O padrasto do menino e a mãe já foram detidos pelas autoridades e o que se pensava ter-se tratado de um homicídio por negligência é agora confirmado pela investigação ter sido "homicídio qualificado de uma criança menor de 15 anos", explicam as autoridades ao Le Parisien. A autópsia ao corpo da criança revelou um cenário de horror. A polícia tinha detetado "sinais de violência" pelo corpo do menino mas o exame cuidado do corpo mostrou que houve "vários impactos violentos no crânio, incompatíveis com a tese de queda" apresentada pelos suspeitos. O menino terá sido espancado antes e depois de ter sido expulso de casa e obrigado a correr na rua, com temperaturas inferiores a 2 graus negativos. Fonte policial garante que, na autópsia, foram encontradas marcas "suspeitas de constituírem sinal de violência extrema e repetida". Foi o padrasto, de 30 anos, que chamou as autoridades pouco antes das 03h00 da manhã locais e disse que tinha castigado a criança, deixando-a na rua. Garantiu que a tinha encontrado já inconsciente no chão. Os paramédicos ainda tentaram várias manobras de reanimação, sem sucesso. A sua mãe manteve passividade durante o crime Emilie L., a progenitora de Yanis, não terá participado directamente no crime mas está também acusada pelo homicídio, uma vez que nunca terá tentado intervir no cenário de violência contra o próprio filho. A mulher, de 22 anos, nunca viveu com o pai de Yanis e estava junta com Julien há pelo menos dois anos. Os dois estavam desempregados (como se isso fosse desculpa) e a família com algumas dificuldades económicas, mas não estavam sinalizados pelos Serviços Sociais franceses. Os vizinhos ficaram em choque e garantem que nunca desconfiaram que a criança fosse vítima de violência em casa. "Lembro-me do menino de óculos. Era reguila, mas muito educado, bem vestido e não mostrava sinais de abusos. Não consigo acreditar que a mãe tenha deixado uma coisa assim acontecer. Ela amava-o e era muito cuidadosa com o menino. Era artista, pintava, tirava fotografias, tem um trabalho lindo feito com várias fotografias sobrepostas dela e do Yanis quando era bebé. É horrível saber que isto aconteceu", conta uma vizinha. Outro morador local assegura à imprensa francesa que o padrasto da criança "tinha acessos de raiva regulares e gritava muito" mas que nunca ouviu a criança a chorar.

Aquando da detenção e primeiro interrogatório, o padrasto não mostrou remorsos com a morte da criança. No bairro onde morava o pequeno Yanis e na escola onde andava o menino multiplicam-se as homenagens, perante a tragédia.

Ao ler o último parágrafo dou graças de não ser Juiz porque se assim fosse era o casal em causa que tinha que rezar muito. O que senhor fez é inconcebível mas fico parvo como é que uma mãe (se é que se pode chamar assim) alinha numa situação destas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:40


1 comentário

De Mamã Silvestre a 09.02.2017 às 18:54

Anda tudo doido.

Comentar post



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Fevereiro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728

Comentários recentes

  • Nuno

    Obrigado pela partilha

  • Kikas

    Boa tarde.Gostei muito do artigo. O Reader´s Diges...

  • vibradores

    No final de Alcabo é o que toca a cada 28 dias.

  • Maribel Maia

    Ou será que os ladrões são um grupo de miúdos gulo...

  • Aninhas

    28 filhos? Valha-me santo cristo! E todos da mesma...


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D