Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Tira, tira, tira!!

por jl, em 05.08.17

tira.jpgBoas.

O estar preso deve ser uma daquelas coisas que nos deve deitar abaixo psicologicamente. Isto, se formos presos em Portugal, porque aí estamos sujeitos a vir de lá com o corpo quente. Mas existem locais em que estar detido não é assim tão mau. Cá vai um desses exemplos:

Mulher detida obrigada a dançar nua para polícias e presos

Mulher foi algemada a uma janela e foi-lhe dito que só lhe dariam uma cadeira se se despisse e diz que foi obrigada a dançar nua para os polícias e prisioneiros

O momento em que uma mulher, detida numa esquadra em Cali, na Colômbia, foi obrigada pelos polícias a dançar nua para estes e para os outros homens que estavam detidos foi filmado e divulgado nas redes sociais. A mulher, Katherine Martinez, fez queixa e agora os envolvidos enfrentam processos disciplinares e judiciais.

A jovem, de 27 anos, que trabalhou como fisioterapeuta, tinha saído com amigas e aparentemente bebeu demais. Segundo conta, caiu durante uma luta com outra mulher. A polícia deteve-a e levou-a para a esquadra.

Katherine conta que foi algemada a uma janela e que, quando pediu uma cadeira, porque tinha dores nos pés, os agentes da polícia lhe disseram que, para a libertarem, esta tinha de se "despir e fazer uma dança sensual  para todos". No local estavam vários homens presos que começaram a gritar "Sim, sim é mesmo isso".

" Os polícias disseram para eu levantar o vestido e que iam filmar tudo, lembro-me disso", defende a jovem, que agora trabalha como modelo. Já o comandante da Polícia de Cali, Hugo Casas, garante que a mulher despiu-se por iniciativa própria, mas lamenta que os agentes tenham filmado o momento e divulgado o vídeo nas redes sociais. Esses malandros!!

"Ela decidiu despir-se e levar a cabo actos obsceno. O que nós, enquanto instituição, lamentamos, é que alguns agentes da nossa polícia tenham filmado com o telemóvel em vez de a pararem e protegerem a sua integridade", afirma Casas, garantindo que "já estão a decorrer investigações internas, assim como processos disciplinares". Katherine recorreu à ajuda de um advogado para limpar o seu nome. "É nojento e vergonhoso o que obrigaram a fazer para poder ter uma cadeira. Eu tinha o pé muito magoado. Ainda não consigo andar bem, mas o que me custa mais é que fiquei emocionalmente destroçada", finaliza.

Em contrapartida o resto do pessoal deve ter gostado desta detenção.

E agora quem irá testemunhar a favor dela? Pois!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:35



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  


Comentários recentes


Mensagens




Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D