Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

23
Jun18

Estudo das crianças

jl

Pai.jpgBoas.

Desde o nascimento da minha pimpolha que os assuntos relacionados com a Educação passaram a chamar-me muito mais a atenção. E o artigo que trago hoje, embora fale sobre 10 maneiras de melhorar as notas dos miúdos na Escola penso que é sempre útil. E embora para mim ainda seja uma realidade um pouco distante, o tempo passa num ápice. Mas cá vai então:

Muitas vezes nós pais, tentamos delegar os estudos dos nossos filhos a um explicador ou a uma empresa de explicações e isso por si só, não é a melhor maneira de proceder. Ensinar as nossas crianças a estudar é uma das melhores formas de as ajudar a curto, médio e longo prazo até porque para os miúdos se tornarem autónomos e seguros de si, os educadores deverão acompanhar o seu progresso nos estudos e dar-lhe, progressivamente, espaço para que tomem a iniciativa de estudar e trabalharem sozinhos.

  1. Deixe de fora tudo que possa distrair a criança

O primeiro passo é um dos mais simples. Num ambiente sem distracções, coloque sobre a mesa apenas o material que vai usar e o livro aberto na página que a criança deve estudar. Nada de ditaduras, mas nada de música ou televisão.

  1. Faça contas realistas

Calcule o tempo que levará a estudar uma determinada quantidade de matéria e defina um plano flexível e realista, explicando à criança as razões por que estabeleceu esse plano e não outro. O dialogar é a melhor maneira.

  1. Não deixe a criança sozinha

Sente-se ao seu lado enquanto faz os trabalhos de casa, sem dizer quais são as soluções para os problemas. Se quer ir ver a novela ou o futebol tenha paciência e veja depois. A criança também não está a ver a Patrulha Pata pois não?

  1. Acompanhe o estudo

Verifique como a criança chega aos resultados, se leu bem e/ou se interpretou corretamente o enunciado. No caso de dúvidas, procure esclarecê-la e alertá-la para pormenores que eventualmente lhe passaram despercebidos. Isto para além de ser positivo para os miúdos, também o é para nós que assim recordamos a nossa infância.

  1. Não complique

Se a criança não compreender algum passo para a resolução dos problemas, explique-lhe o raciocínio de forma clara e sucinta, dando-lhe pistas para que seja ela a descobrir a forma como deve pensar. O que para nós poderá ser daquelas coisas básicas, para eles não. E você já não foi assim?

  1. Incentive à leitura

Se a criança lê devagar ou tem de voltar atrás várias vezes na leitura, ou nunca consegue identificar os pontos essenciais daquilo que lê, escolha um texto com quatro parágrafos, no máximo. Divida-o e peça ao seu filho que escreva o significado de cada um deles. No final, a criança deve explicar oralmente o que o texto quer dizer. Tente levar isto quase como uma brincadeira. Será muito melhor para todos.

  1. Manter a calma

Reaja de forma pouco efusiva e emocional perante erros e dificuldades, evitando que a criança associe o estudo a um momento de ansiedade. Especialmente em crianças pequenas a maneira como se estuda criará raízes para o futuro. E isto será para o bem ou para o Mal.

  1. Afaste-se progressivamente

Comece a ausentar-se do local onde a criança faz os seus trabalhos de casa, quando sentir que já está mais à vontade com as técnicas de estudo que lhe foi incutindo ao longo das fases anteriores. Mas mesmo assim nunca deixe na totalidade de ir espreitando a que a sua criança vai fazendo.

  1. Veja os trabalhos de casa da sua criança

Pergunte se quer que lhe veja os trabalhos de casa. Se a criança não quiser, insista. Por norma, se não os quer mostrar, é porque ainda não interiorizou a matéria, pelo que será aconselhável estudar mais. Mas tente que a criança veja sempre o lado positivo das coisas.

  1. Compense a criança

Reforce positivamente os sucessos, especialmente se tiverem sido conseguidos sem ajuda directa. Do mesmo modo que deve ser paciente ao longo do processo, para não gerar focos de nervosismo e ansiedade, deve elogiar e até premiar, se for caso disso, o esforço feito e os resultados alcançados, sobretudo se a criança os atingiu por ela. Não pense que só os valores materiais é que têm valor, muitas das vezes uma palavra de reconhecimento é também muito importante.

Acima de tudo não podemos ver uma criança como um adulto em miniatura. Existem regras e normas para cumprir, mas tudo no seu tempo e adaptado a cada pessoa.

22
Jun18

Que cheirinho!!

jl

halito.jpgOlá.

Já alguma vez acordaram com um hálito que mais parece que durante a noite estiveram a mastigar alho com cebola misturado com um gato morto? Se a resposta for negativa você está safo, mas se disse que sim o mais certo é a sua Miquelina dizer-lhe que o sofá da sala é muito bom para as suas costas. Mas a verdade seja dita, muitas vezes aquilo que se ouve falar do mau hálito não passam de mitos. Aqui vai uma pequena explicação:

"Será que tenho mau hálito?", é uma pergunta que provavelmente já lhe passou pela cabeça. Com um simples abrir de boca, aquela conversa importante ou aquele beijo de despedida podem ser eternamente arruinados. Mas o que causa realmente este problema?

Mito: temos a percepção do nosso mau hálito

Para perceber se estamos com mau hálito, é muito comum bafejar para as próprias mãos e respirar o ar pelo nariz. Mas não deixa de ser um método falível até porque a maior parte das pessoas não tem capacidade para reparar no seu próprio mau hálito já qu0e a pessoa está habituada ao seu próprio odor e, portanto, não nota a diferença.

A melhor forma de perceber se tem mau hálito continua a ser, para muitos, a menos agradável já que o melhor é sempre perguntar a outra pessoa.

Mito: mau hálito é sinónimo de problemas na sua boca

A halitose não está necessariamente associada a doenças na boca. A principal explicação para o fenómeno é, a libertação de gases sulfurados, que são gases formados através da decomposição alimentar pelas bactérias presentes na nossa boca. Os gases são tramados!!

Estas bactérias alojam-se principalmente na parte de trás da língua e mesmo que as pessoas tenham uma boa higiene oral e não tenham problemas de cáries ou gengivais, podem propiciar o aparecimento de mau hálito.

O mau hálito pode também estar associado a problemas gastrointestinais, mas vários especialistas afirmam que apenas 10-15% dos casos de halitose estão associados a problemas de estômago.

Mito: a halitose pode ser crónica

Algumas pessoas são mais predispostas a ter mau hálito que outras, mas existe sempre uma forma de o prevenir.

A melhor prevenção para o mau hálito é uma boa higiene oral - a escovagem após as refeições, o uso de fio dentário e o devido tratamento dos problemas da boca.

Como método complementar, existe também um utensílio que a maior parte das pessoas desconhece que diminui muito o mau hálito - o raspador de língua. O instrumento pode ser comprado na farmácia e utiliza-se antes de lavar os dentes. Raspa-se a parte de trás da língua de trás para a frente, de modo a remover as bactérias alojadas na zona. Atenção que se não tiver um raspador de língua, não utilize o raspador que habitualmente usa para a cenoura!

Mito: os elixires bucais tratam o mau hálito

Depende do elixir, dizem os especialistas, até porque a maioria dos elixires mascaram, mas não tratam o mau hálito.

Algumas soluções possuem clorohexidina, um antibacteriano bastante potente e com uma atividade prolongada usado no tratamento do mau hálito. Se a pessoa bochechar duas a três vezes por dia, pode passar o dia inteiro sem se preocupar com o mau hálito.

No entanto, a maior parte dos elixires tem outros componentes que não tratam, apenas mascaram a halitose. Apesar disso, o uso de elixir bucal é um elemento fundamental como parte de uma boa higiene oral.

Quando a Bela Adormecida foi beijada pelo príncipe, se ele tivesse mau hálito a coitadita ficava a dormir por mais uma temporada!

22
Jun18

O dinheiro é meo!

jl

meo.jpgBoas.

Aqui há uns tempos deixei aqui uma peça que falava sobre a atitude que a Meo pretendia implementar e que era de cobrar por uma factura do serviço que o cliente tinha a pagar. Ou seja pagava um euro pela factura do serviço que tinha a pagar.

Pois bem, a Anacom, a entidade que regula estas situações decidiu que as operadoras não podem cobrar pela emissão de facturas e que vai aumentar o conjunto de informação que as empresas têm de disponibilizar nestes documentos.

As operadoras de telecomunicações só vão poder cobrar aos clientes pelo envio das faturas se estes exigirem um nível de detalhe superior. A decisão foi anunciada pela Anacom, que optou ainda por aumentar o conjunto de informações que as empresas vão ser obrigadas a incluir nas faturas. Na prática, a medida impede a Meo de cobrar um euro pela emissão das faturas em papel. Ou seja vão ter que descobrir outra coisa para sacarem dinheiro aos consumidores.

Este ainda é um sentido provável de decisão, sujeito a alterações. No entanto, a avançar, tem um efeito prático muito concreto: “Os operadores de telecomunicações não podem cobrar aos clientes pela emissão e envio de facturas com o detalhe mínimo.

E que informação mínima adicional é que o regulador vai passar a exigir nas faturas? Desde logo as operadoras Meo, Nos, Vodafone e Nowo passam a estar obrigadas a indicar na fatura o tempo que falta até terminar o período de fidelização a que o cliente está sujeito, isto no caso em que se aplique. Além disso, as facturas deverão incluir uma estimativa do montante que o cliente tem de pagar a cada mês caso decida rescindir um contrato sujeito a fidelização.

Apesar destas medidas, os clientes têm liberdade de solicitar junto da operadora o envio de faturas com informação ainda mais detalhada. Este deve ser um “pedido expresso dos clientes” e, nesta medida, nada impede a empresa de cobrar pela emissão dessa factura com informação adicional face aos padrões definidos pela Anacom.

Este sentido provável de decisão ameaça mais directamente uma prática iniciada pela Meo recentemente. No passado mês de Março, soube-se que a operadora detida pela Altice passou a cobrar um euro pela emissão das facturas em papel. O custo foi justificado pela empresa como “um valor simbólico” associado a um “encargo administrativo”, com a empresa a aproveitar também para incentivar os clientes a aderirem à fatura eletrónica, mais ecológica e prática. Desculpa ecológica, digamos assim.

Desta forma, a Meo deverá ficar impedida de cobrar qualquer valor pela emissão de factura. O comunicado remetido pelo regulador aos jornais, porém, não faz qualquer menção à Meo. Este dossiê entrou na fase de consulta pública.

Vamos ver como isto agora irá terminar, embora com grandes empresas, já se sabe que quem irá pagar tudo isto no final seremos nós consumidores!

21
Jun18

Isto sim, são promoções

jl

tanto litro.pngOlá.

Hoje ao chegar a casa fui à caixa do correio buscar papel para acender o fogareiro, desculpem até me enganei, fui buscar a publicidade.

E é sempre maravilhoso porque assim temos sempre que ler quando vamos à casa de banho. E no meio dos panfletos encontrei um da Conforama, que achei engraçado porque tinha uma promoção fantástica. Tinha um frigorifico bem giro de 259 litros por 279€. Mas a maior pechincha era um aparelho de 931 litros por 98€. Só tenho pena de não ter uma casa suficientemente grande para comportar esta arca senão bem que a comprava.

Mas como ando à procura de uma televisão para a cozinha tenho que continuar à procura. Não é que esteja completamente avariada, porque em metade do mês ela até funciona. Só é chato o zapping, porque em 2 minurtos consegue percorrer 40 canais.

Mas assim até é bom porque variar é positivo. Aquilo tão depressa está na SIC Noticias como segundos depois já está no Canal História.

21
Jun18

Queria nanar

jl

dormir ou nao.jpgOlá.

Eu não tenho a certeza mas continuo a bater na tecla que noutra vida fui contorcionista. A minha pimpolha de vez em quando acorda às duas da manhã e quer vir para a nossa cama. E isso não é problema nenhum. A não ser que a cama que por acaso é de casal ser pequena só para ela.

Por acaso nas noites que ela tem vindo para a nossa beira tenho andado a pensar numa solução. E acho que já descobri. Colocar umas lianas no tecto do quarto e fazer uma cama estilo Tarzan é capaz de resultar.

Mas com a sorte que os Pais têm, a pimpolha era bem menina de aprender a trepar num instante.

Isto faz com que me lembre dos pais que têm gémeos. Essas pessoas se não vão para o Céu quando patinarem, então ninguém irá. Se o pessoal já agora diz que tenho uma pancadazita (o que digo já é uma enorme falsidade), imaginem se era pai de gémeos!!

O que vale é que a miúda já tem consciência do que se passa à sua volta e diz que o pai é um desgraçado!

20
Jun18

Poupar energia

jl

poupar energia.jpgBoas.

Um destes dias a lâmpada que tinha no candeeiro do meu quarto entregou alma ao criador. A mesma era de Led e era do Ikea, mas sinceramente não fiquei apreciador. Para além de serem mais dispendiosas, a lâmpada para aquecer demorava uma eternidade, sendo que dava para ir tomar um banhito enquanto a mesma ficava na sua plenitude. Pois bem, a mesma foi substituída por uma lâmpada também de Led made in china, que mesmo sendo uma classe económica, quando ligo o interruptor, só me falta uma bola já que parece que estou num estádio de futebol. Mas falando novamente de poupança, aqui deixo algumas dicas para poupar energia em casa e que também se irão notar no final do mês.

Água, eletricidade e gás. Três fontes de energia que se usa e muitas vezes abusa no dia-a-dia e que mais contribuem no final do mês nas nossas carteiras. Assim deixo aqui algumas soluções para gastar menos energia em casa.

Com o verão a chegar, pelo menos assim se espera, uma boa forma de poupar 10% na fatura da eletricidade passa por trocar o ar condicionado (caso tenha), por uma ventoinha de teto, ou de pé. Mas se optar pelo ar condicionado tente fazer um uso racional do mesmo (como em tudo é claro). É complicado refrescar uma divisão se não tiver as janelas bem fechadas, por exemplo.

Pode parecer estranho, mas no Inverno use também a ventoinha no sentido oposto ao dos ponteiros do relógio. Vai conseguir baixar e fazer circular o ar quente que se acumula no teto e dessa forma aquecer a casa.

Substitua as lâmpadas normais, por outras de baixo consumo, ou melhor ainda por Led’s que para além de terem dois anos de duração, consomem perto de 50% menos energia.

Após carregar o seu telemóvel, tablet, MP3, etc desligue os carregadores da tomada, já que embora não pareça continuam a gastar energia. Gasta pouco, mas se multiplicar isso por centenas de dia do ano já é dinheiro que dá para contar.

Isole bem as suas portas e janelas, isto porque cerca de 30% do frio ou calor que entra e sai da sua casa é através das frinchas. Logo irá gastar mais energia a aquecer ou refrescar a sua habitação.

Mesmo que tenha uma máquina de secar roupa, se estiver sol, opte por secá-la ao ar livre, pendurando-a nas cordas. Para além de poupar, pratica actividade física.

Um ferro de engomar gasta tanta energia como 10 lâmpadas de 100 watts. Não o deixe ligado sem necessidade. Eu não costumo trabalhar com ele. A mulher não me deixa!!

Se estiver a cozinhar algo no seu forno evite abri-lo em demasia. Irá perder 25% do calor e terá de gastar mais energia para o voltar a aquecer.

Utilize sempre que possível as bocas de fogão mais pequenas, pois estas gastam 10% menos de energia. Tenho sempre atenção ao tamanho dos tachos que coloca em cima do aparelho para não desperdiçar energia em vão.

Tenha as panelas sempre tapadas na totalidade e vai poupar 75% a nível energético.

Não tenha o termóstato do seu frigorífico abaixo dos 3 graus. Essas temperaturas são demasiado baixas e vão apenas produzir energia em excesso e sem necessidade. Enquanto vai quase congelar as coisas que tem lá, vai fazer fumegar a sua carteira.

Não ponha alimentos quentes ou mesmo mornos dentro do frigorífico, pois isso irá obriga-lo a despender mais energia para ficarem totalmente arrefecidos.

Programe as suas máquinas da loiça ou roupa para só trabalharem de noite. Se aderir à tarifa bi-horária a sua conta de eletricidade irá diminuir substancialmente. Mas antes de mudar faça bem contas às horas que utiliza as suas coisas. Poderá não justificar!

Não deixe acumular gelo no frigorífico ou arcas. Desse modo irá ter uma maior eficiência energética e poupará dinheiro.

Desligue sempre a caldeira ou esquentador quando sai de casa e durante a noite. Eu por norma não o faço, mas confesso que é um erro meu. Se não estou em casa, então porque raio é que tenho que ter o cilindro a trabalhar todo o dia?

Reduza a temperatura do ar condicionado, ou do aquecimento central. Um ou dois graus quase que não se nota em casa mas assim poupará quer a Natureza, quer a sua carteira.

Desligue a luz de uma divisão da sua casa para a qual não vai voltar tão depressa.

Se tiver uma máquina de secar roupa não a encha com muita roupa, porque esta irá demorar mais tempo a secar consumindo assim mais energia.

Esperando que este artigo tenha sido de ajuda.

19
Jun18

Muito estudo faz mal à vista

jl

miopia.pngOlá.

Enquanto estava a ver a RTP Memória dei por mim a apreciar os bonecos que estavam a dar e que era o Mr. Magoo. E falo neste boneco porque li uma peça que nos falava sobre a miopia. E sinceramente não sabia que o Mr. Magoo era assim meio pistosgazito porque tinha um grau académico elevado. Cá vai então a peça:

Quanto mais se estuda mais míope se pode ficar

Mais anos a estudar contribuem para o aumento da miopia, concluiu um estudo realizado na Grã-Bretanha e publicado na revista científica British Medical Journal. Eu bem que tinha razão em não estudar muito tempo!!

Os investigadores analisaram quase 68 mil pessoas, estudando o seu ADN para perceber a predisposição genética para a miopia. Depois, adicionaram à investigação a variável do número de anos dedicados ao estudo.

As conclusões, publicadas esta semana, mostram que frequentar uma faculdade, num total de 17 anos a estudar, pode contribuir para um grau de miopia adicional, comparando com quem parou de estudar com 16 anos de idade e cerca de 12 anos de educação. Basicamente os estudos só fazem mal!

Os investigadores assumem que um grau de miopia é relativamente pouco, mas é suficiente para uma pessoa precisar de óculos para conduzir, por exemplo.

"Este estudo mostra que a exposição a mais anos na educação contribui para o aumento da prevalência de miopia. Um aumento no tempo dedicado à educação pode, inadvertidamente, aumentar a prevalência de miopia e a potencial deficiência visual futura", indicam as conclusões divulgadas no British Medical Journal.

Os investigadores consideram que os resultados do estudo devem estimular uma educação sobre as práticas educativas, não para reduzir os anos dedicados a estudar, mas para intervir na prevenção ou interrupção da miopia na infância.

"O crescimento do olho axial ocorre predominantemente durante os anos escolares e, uma vez que os níveis de miopia tendem a estabilizar na idade adulta, qualquer intervenção para interromper ou prevenir a miopia precisa de ser aplicada na infância", referem.

Para quem tinha dúvidas que os estudos faziam mal, aqui estão as provas.

19
Jun18

Olha o peixinhoooo!

jl

salmao.jpgOlá.

Embora aqui não seja uma Igreja, eu confesso aqui que o peixe não é daqueles alimentos que esteja em permanência no meu cardápio. Mas de vez em quando lá vai entrando na ementa. Mas como nunca é tarde para se mudar acho que o peixito vai começar a vir mais no meu prato até porque li um artigo que dizia que o Peixe era como o Cupido. Fazia bem ao coração.

A mesma peça dizia que se deve investir em salmão, cavala, arenque, truta, sardinha ou atum, todos ricos em ácidos ômega-3.

Além de trazer benefícios para o cérebro (juro que era isto que estava escrito) e para a saúde das mulheres, consumir peixe duas vezes por semana também ajuda a reduzir o risco de insuficiência cardíaca, paragem cardíaca e AVC. A recomendação é resultado de um estudo publicado no jornal Circulation, da Associação Americana do Coração.

A pesquisa recomenda comer duas porções de 99 gramas de peixe, por semana. Eles enfatizam a ingestão de peixes oleosos como salmão, cavala, arenque, truta, sardinha ou atum, todos ricos em ácidos ômega-3. 100 gramas não, só 99! Existem estudos que deve ser a minha pimpolha a dizer os números à sorte. Pelo menos parece!

Presença de mercúrio e suplemento de óleo de peixe

No comunicado, os pesquisadores também avaliaram estudos sobre a quantidade de mercúrio presente nos peixes. O mercúrio é encontrado na maioria dos peixes, mas é predominante em peixes grandes, como tubarão, peixe-espada, cavala, atum e marlim.

Este grupo de cientistas concluiu que, embora a contaminação por mercúrio possa estar associada a sérios problemas neurológicos em recém-nascidos, a pesquisa científica existente constata que ela não tem efeitos adversos no risco de doenças cardíacas em adultos, e os benefícios de comer peixe superam substancialmente os riscos associados à contaminação.

Além disso, também foi analisada a relação entre problemas no coração e o consumo de suplementos de óleo de peixe. A conclusão foi que essas pílulas não são recomendadas para o público em geral para prevenir doenças cardiovasculares clínicas, devido à falta de evidências científicas sobre qualquer efeito sobre o risco de doenças no coração. Ou seja aquelas gerações que tiveram que tomar óleo de fígado de bacalhau devem estar contentes ao ler isto. Ou não!!

18
Jun18

Que Deus o guie

jl

enterro.jpgBoas.

Que estejam todos bem por aí. Hoje trago aqui uma pequena história que fala de promessas e de as cumprir. Cá vai então:

Homem enterra pai no interior da sua viatura

Fotografia deste momento no mínimo insólito tornou-se viral nas redes sociais.

Um homem nigeriano enterrou o seu pai dentro de um automóvel BMW com o intuito de cumprir uma promessa que lhe tinha feito e homenageá-lo em Anambra, na Nigéria.

O carro, que custou cerca de 55 mil euros, foi usado como caixão pelo homem, que foi identificado como Azubuike, segundo avançaram testemunhas locais. Uma fotografia do carro a ser enterrado (juntamente com o Sr. Azu) está a circular nas redes sociais e já se tornou viral, tendo sido partilhada milhares de vezes.

Se o senhor prometeu que fazia isso ao pai acho muito bem, mas ainda bem que o senhor não tinha nenhuma limousine senão estava tramado.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D