Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

02
Jul16

Os franceses são um amour

jl

Hoje enquanto lia as notícias vi uma peça bastante interessante que nos falava sobre o fair-play e o bom relacionamento que os franceses têm com os outros povos. Cá vai:

Revista francesa diz que "Portugal não tem nada que estar nas meias-finais"

A 'Le Point' diz que a qualificação de Portugal para as meias é resultado de 'injustiça' e 'milagre'.

A revista francesa Le Point escreveu esta sexta-feira que "Portugal não tem nada que estar nas meias-finais" do Euro'2016, considerando que "a qualificação de Cristiano Ronaldo e companheiros é fruto da injustiça e do milagre". O artigo está a provocar uma vaga de indignação nas redes sociais junto dos portugueses residentes em França (sempre ouvi dizer que quem não se sente, não é filho de boa gente), dias depois de o jornal '20 Minutes' ter titulado que a selecção das quinas era "nojenta" (basicamente estilo Michel Platini esse senhor muito sério, quando não se ri).

"Euro 2016: Este Portugal não tem nada que estar nas meias-finais", é o título do artigo, que se propõe "demonstrar" por que razão a qualificação "é fruto da injustiça e do milagre". "Os deuses do fUEFA_Euro_2016_Logo.svg.pngutebol são brincalhões! Gozaram bem connosco ao oferecer ao pai Cristiano e aos seus apóstolos um bilhete para as meias-finais da competição, porque nunca neste Euro a seleção dominou os seus adversários nos cinco encontros que disputou. Adversários modestos, à exceção da Croácia nos oitavos de final. Aliás, Portugal nunca se adiantou no marcador ou ganhou algum jogo nos 90 minutos do tempo regulamentar" (o que é contra o artigo 38 da UEFA), lê-se no artigo.

O texto, publicado na página internet da revista Le Point, é ilustrado com uma fotografia, cuja legenda indica: "Os portugueses qualificam-se para as meias de cabeça baixa."

O texto insiste que "quando a lucidez substituir a embriaguez da qualificação, os apoiantes da selecção vão questionar-se sobre qual milagre permitiu que a sua equipa se encontrasse no último quarteto do torneio", argumentando que ela "não conseguiu uma única vitória na fase de grupos contra um trio de adversários muito abordáveis".

A revista considera a selecção lusa como "nula, antes e depois", defendendo que os jogadores "atacaram os oitavos de final contra a Croácia com a mesma frivolidade e a mesma mesquinhês, oferecendo um espectáculo mortalmente aborrecido" e eliminando "a equipa mais sedutora e telegénica deste Euro" (que fez tantos remates à baliza nos 90 minutos como Portugal, ou seja zero) com "um golo de Ricardo Quaresma de uma crueldade sem nome".

Realmente estes franceses têm toda a razão. O nosso grupo era acessível, porque se tivéssemos tido um grupo com os tubarões que eles tiveram como a Roménia (em que golearam 2 a 1 com o golo da vitória a ser marcado ao minuto 87), como a Albânia (esse portento do futebol que sofreu o primeiro golo aos 90 minutos) ou a Suíça (que empatou 0 a 0 mas com uma equipa extraordinária) estávamos tramados.

É certo que os bijous defrontaram nos oitavos-de-final essa grande equipa que é a Republica da Irlanda (que mais uma vez golearam por 2 a 1). Mas como agora vão defrontar a Islândia, quase de certeza que irão massacrar nem que seja com uma ajuda. Mas pronto estamos a falar de um povo sempre conhecido pela amizade com os seus parceiros. Até podemos vir embora com o País de Gales mas em que área conseguimos ser tão competitivos como no futebol?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D