Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Olha as bolinhas, as bolinhas da menina…

por jl, em 16.07.16

Boas.

Hoje enquanto lia as notícias, não sei porquê mas lembrei-me da comida tradicional portuguesa em contrapartida com a comida oriental. Aqui há uns tempos, vi o nome de um prato que era Bolinhas Saltitonas mas depois de ler o artigo a seguir sou mais adepto da comidinha portuguesa.

 

Morre com testículos esmagados pela mulher.  Homem agredia regularmente a esposa com murros.

 

Um homem de 53 anos morreu depois de a mulher lhe esmagar os testículos durante mais de 5 minutos, quando esta se tentava defender das agressões a que era regularmente sujeita. Le Kim Khai (ai se o Quim Cai, levanta-se), natural do Vietnam, agredia habitualmente a mulher, Phan Thi Kim Chuong. (o que erabolinhas.jpg chuong, isso não xe fax).  Ao chegar a casa, o homem encontrou a família barricada dentro de casa. Phan Chuong e as duas filhas não queriam que o patriarca da família entrasse em casa, temendo novas agressões. Irado, o homem forçou a fechadura e entrou na habitação. Imediatamente, a mulher foi agredida com murros, apesar dos gritos das filhas do casal, que tentaram impedir o ataque. Desesperada, Phan Chuong agarrou os testículos do marido e apertou-os com quanta força tinha durante mais de 5 minutos. De acordo com testemunhas, ouviu-se um longo e sonoro grito de dor (a sério?), que alertou toda a vizinhança. Quando vizinhos entraram em casa do casal, encontraram o homem caído no chão, inconsciente, "com a cara de um tom arroxeado". A mulher ainda estava com os genitais do marido na mão, mas estava sentada em cima do peito deste (assim está bem, aperta os tintins do marido mas está sentada em cima do peito). As autoridades e paramédicos acorreram ao local, mas o homem foi dado como morto à chegada ao hospital. Os médicos apuraram que este morreu sufocado pelo próprio vómito (sendo que deve ter comido alguma coisa estragada), em agonia por a mulher lhe estar a apertar os testículos. De acordo com o Daily Express, a mulher explicou à polícia que era vítima de violência doméstica e que, antes de agarrar os genitais do marido, o avisou do que ia fazer. E ele não se acreditou; olha temos pena.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 06:20

Sexo de perder a cabeça

por jl, em 16.07.16

Olá. Hoje venho falar daquelas coisas que toda a gente gosta. Não estou a falar de mousse de chocolate, estou a falar de coisar, de dar uso à farfalota pimpinela. Mas tem que se ter muito cuidado na hora H para não se perder a cabeça. E digo isto porque li uma notícia que basicamente faz saltar a cabeça a qualquer um. Se bem que neste caso foi a uma:

Mulher decsexo-na-linha-comboio.jpgapitada por comboio quando fazia sexo

 

Uma mulher morreu decapitada enquanto fazia sexo junto a uma linha de comboio, na Rússia.  De acordo com o jornal russo Siberian Times, o caso aconteceu perto da estação ferroviária de Zaudinsky, nos subúrbios de Ulan-Ude, a capital da República de Buryatia. O casal sem-abrigo estava alcoolizado na altura do acidente. Quando estava num momento íntimo junto à linha do comboio Transiberiano, ambos ouviram um barulho (lá pensavam que estava a chegar um navio). "Ela estava em cima do parceiro quando ouviu a composição a aproximar-se. Começou a levantar-se. Nesse momento, o comboio arrancou-lhe a cabeça" (é o que faz ser curioso), afirmou fonte dos serviços ferroviários russos a esta publicação da Rússia. A mesma fonte acrescenta que se a vítima mortal não se tivesse levantado, não tinha morrido. O homem sobreviveu a este acidente. Após a tragédia, os serviços ferroviários da Rússia emitiram uma alerta de segurança, pedindo aos utilizadores responsabilidade e respeito pelas regras (fiquei curioso para saber quais as regras para fazer sexo na linha). Basicamente se for até à Rússia e lhe der a vontade de você e a sua parceira (ou o contrário) de fazerem festinhas até uivarem tenham muito cuidado e façam como a avestruz. Cabecinha sempre para baixo. Esta frase não é muito feliz mas vocês entenderam. Espero eu.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:40

Material mais forte que o aço

por jl, em 16.07.16

bateria.jpgBoas.

 Esta semana o Mundo está a viver coisas extraordinárias. Ou os atentados em França, ou o golpe de Estado na Turquia ou ainda mais incrível e parecendo mentira, Portugal a ser campeão Europeu de Futebol. Pois bem, o que me leva a escrever estas linhas é a descoberta de um material indestrutível que por sorte foi parar a minha casa. E a pensar que seriam os americanos ou chineses a descobrir este material, quando fiquei surpreendido que a descoberta tinha sido realizada por italianos. E onde aplicar este material? Em material espacial, em material de guerra, em material médico? Não, decidiram aplicar este material em baterias para bebés. Realmente aquilo que parece ser plástico é bem mais forte que titânio porque por muito que caia, seja de que altura for, por muitas marretadas que aquilo leve nada lhe acontece. Eu estava a precisar de mudar o pára-choques do meu carro e vou tentar saber se a Chicco tem esse material. Se o tiver estou safo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:26


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Julho 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Comentários recentes

  • O Engenheiro

    Bem visto!!

  • Alfa

    Realmente... :).

  • mami

    gosto de pessoas originais!

  • Carlos

    Para tudo existe um limite, muitas vezes ultrapass...

  • Maribel Maia

    Ah ah ah! Os miúdos não querem outra coisa, pizza ...


Mensagens




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D