Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

22
Set16

Toca a reclamar

jl

Olá.

Que esteja tudo bem aí desse lado. Aqui deixo uma verdadeira pérola deste nosso país. Aqui vai:

Recluso pede indemnização ao Estado por dividir cela que considera “exígua"

O recluso, condenado pelo crime de lenocínio, queixa-se de falta de privacidade e de ser "forçado a ouvir ruído diário contínuo proveniente de outros reclusos".

Um recluso do Estabelecimento Prisional de Caldas da Rainha avançou com uma acção em tribunal reclamando uma indemnização de 50 mil euros ao Estado, por dividir com outros reclusos umprisao31276897b_base.jpga cela que considera não ter as dimensões mínimas.

Na petição, que entregou no Tribunal Administrativo de Lisboa e a que a agência Lusa teve acesso, o recluso explica que divide, com outros 17, uma cela que diz ter 40 metros quadrados, quando deveria ter, "no mínimo, 170 metros quadrados".

O recluso, condenado a dois anos de prisão por lenocínio, queixa-se de que não tem privacidade e "é forçado a ouvir ruído diário contínuo proveniente de outros reclusos".

O recluso defende que as condições em que está detido violam a Convenção Europeia dos Direitos Humanos e pretende ser indemnizado por isso em 50 mil euros pelo Estado.

Contactada pela Lusa, a Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) esclareceu que "o recluso ocupa uma camarata destinada a reclusos com ocupação laboral, que está equipada com instalações sanitárias e que tem uma área total de 98,82 metros quadrados, estando a ocupação dentro da lotação homologada".

A DGRSP não prestou mais informações, alegando que o Estabelecimento Prisional já foi notificado da queixa apresentada no Tribunal Administrativo de Lisboa.

O cidadão foi condenado pelo Tribunal da Lourinhã em 2009 por lenocínio, por ser proprietário de um estabelecimento de diversão nocturna onde existia actividade de prostituição.

Depois de serem recusados todos os recursos e após trânsito em julgado do processo, o homem veio a ser preso em Setembro de 2014 para cumprir os dois anos de prisão a que foi condenado.

Acho muito bem a reclamação deste cavalheiro. E ele deveria reclamar um vencimento; visitas a casa pelo menos uma vez por semana; ar condicionado na cela; leite com Nesquik e torradinhas ao pequeno-almoço e já agora tendo o passado que o senhor tem, duas meninas de vez em quando a fazer umas visitas à cela.

22
Set16

Tudo ao contrário

jl

pai e filha.jpgBoas.

Enquanto via as últimas do dia vi uma peça que me chamou a atenção. Cá vai ela:

Criança implorou a pai para que parasse de a arrastar pelo cabelo

A polícia de Ohio, nos Estados Unidos, já está a investigar o caso.

As imagens partilhadas por Erika Burch no Facebook estão a deixar as redes sociais em sobressalto. Fotografadas por si num supermercado em Cleveland, nos Estados Unidos, podemos ver uma criança no supermercado com o pai, cujo cabelo está preso pelo homem no carrinho de compras, insistindo em arrastá-la assim.

“Ela tem o cabelo preso no carro, ao mesmo tempo que está a ser arrastada! Ela está a implorar-lhe para parar! E diz-lhe: ‘Por favor para, eu prometo que não o volto a fazer, por favor para!”, descreveu Erika no Facebook.

Apesar de Burch ter pedido ao pai da criança para a largar, o homem disse-lhe para ela se “meter na sua vida” e ignorou os seus pedidos.

Segundo contou, havia um polícia no local que decidiu não intervir porque afirmou que o pai tinha o direito de educar a filha à sua maneira. Contudo, a polícia de Ohio veio entretanto comunicar que as autoridades já estão a investigar o caso.

Acima de tudo o que me chamou a tenção não foi a atitude de brutalidade deste pai, o que me arrepiou foi a atitude que o polícia que estava no local tomou. Se realmente for verdade o que o cavalheiro disse, acho que mais vale haver bandidos a fazerem este papel.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D