Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

20
Dez16

Para onde vamos?

jl

terror.pngBoas.

Estamos a viver uma temporada muito má. Ou é os atentados em Berlim, em Zurique, ou em Ancara ou a guerra na Síria e por aí fora. Ou realmente são tomadas medidas a sério ou então a Europa dificilmente escapará a esta onda de terror. Hoje em dia parece que é tudo levado de uma maneira um tanto ou quanto supérflua. Eu hoje estava a ler um artigo que não tem nada a ver com os casos aqui descritos mas que me faz ver que hoje em dia tudo é levado com normalidade. Aqui vai:

Sexo oral e masturbação em rua movimentada

Empregado de restaurante filmou casal durante vários minutos

Um casal foi apanhado em flagrante a realizar actos sexuais numa rua movimentada de Londres no último fim-de-semana. O momento foi captado em vídeo por um empregado de um restaurante local, situado junto ao London Eye. Durante vários minutos, o homem fez sexo oral à mulher que depois acaba por masturbá-lo. "Não queria acreditar. É uma das ruas avenidas mais movimentadas do país - mesmo às duas da manhã há pessoas a passar", comentou o responsável pela gravação do vídeo.

Se há uns atrás isto seria muito debatido tal a exposição que isto teria, hoje em dia quase que não passa de uma curiosidade para estar na Net. Os valores de uma sociedade que vive em comunidade, lentamente ou mesmo a alta velocidade estão a desaparecer.

Onde é que isto irá parar?

20
Dez16

Memória selectiva

jl

arvore-de-natal.gifOlá.

Que estejam bem. Daqui a uns dias a nossa comunicação social e em parte todos nós, ficaremos com uma lembrança especial quando nos virá à memória aqueles que estando longe não estão connosco ou que infelizmente já não estão entre nós. Daquelas famílias dividas ou pela distância, ou mesmo porque tem que se optar por um dos lados da família (e a vida é mesmo assim) ou mesmo pelas zangas que muita das vezes é inconciliável. Haverá casos em que se falará dos que estão nos hospitais. Daqueles que estarão nas prisões. Dos que estarão nos lares. Dos miúdos que estão em instituições. Daqueles que ou estando abandonados pelos seus familiares ou não tendo capacidades económicas para terem uma refeição digna estão em instituições a passar esta noite e neste capítulo a Igreja é uma preciosa ajuda. Ou daqueles que como eu estarão a trabalhar em prol dos outros. E quem vir essas reportagens fica sempre como o Bonga, com a lágrima ao canto do olho.

Mas a maioria das pessoas depressa seca as lágrimas e tudo isto se esquece. Mas o ser humano tem uma memória selectiva e tão depressa se lembra de coisas como estas, como rapidamente estas situações ficam esquecidas no cérebro.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D