Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

30
Jun17

De agulha em riste

jl

bordado humano.jpg

Boas.

Quando era miúdo, naquela altura o pessoal gostava de brincadeiras e de pregar partidas. Mas hoje em dia não sei se muita gente fuma daquilo que faz rir ou se muita gente deu com a cabeça na parede parece que muita gente anda a ficar choné. Para confirmar isso, deixo aqui uma peça curiosa:

Após o jogo 'Baleia Azul', surge novo jogo online de automutilação: bordado humano Inspirados pela banda desenhada japonesa Manga é proibida na China

Existem neste momento jovens daquele país estão aderindo à moda de perfurar a pele e desenhar padrões usando agulha e linha.

De acordo com a BBC, os meios de comunicação da China estão pedindo aos pais que fiquem atentos a uma nova moda online de automutilação que está se espalhando rapidamente entre os jovens e adolescentes desse país. O chamado "bordado humano", que consiste em desenhar padrões de costura na pele usando agulhas e linhas.

Parte da comunicação social chinesa associa e culpa o jogo Baleia Azul pela nova tendência que vem aumentando significativamente nas últimas semanas, com um grande número usuários de redes sociais asiáticas, tais como o Sina Weibo – microblog chinês que é uma espécie de mistura entre Facebook e Twitter, e que conta com centenas de milhões de utilizadores –, efectuando a prática e postando imagens dos bordados feitos em várias partes do corpo, tais como mãos, pernas e lábios.

Provável origem da prática

A nova moda do bordado humano teria sido inspirada por uma série Manga conhecido como Tokyo Ghoul, cujo enredo sombrio envolve pessoas e os assim chamados ghouls – criaturas que devoram carne humana. A publicação é proibida na China, mas mesmo assim possui uma grande fama entre os jovens e adolescentes.

Um dos personagens da história que chama Juzo Suzuya, que mantém o hábito de tecer padrões de costura no seu corpo usando uma linha vermelha, alegando que aquilo se trata de um tipo de "modificação corporal".

Muitos dos adeptos registram o passo a passo das criações tirando fotos para ilustrar suas publicações, e são elogiados e incentivados por outros usuários.

A princípio, a prática em si não é tão danosa quanto aquilo que era feito no jogo "Baleia Azul", quando a pessoa deveria se matar como tarefa final. Entretanto, médicos da China estão alertando que agulhas não esterilizadas podem introduzir bactérias nocivas sob a pele, e no pior dos casos, levar a um quadro de septicemia – infecção geral grave que pode inclusive ser fatal.

O People’s Daily Online entrevistou o sexólogo chinês Peng Xiaohui, que acredita que o bordado humano se tornou popular entre os adolescentes porque eles imaginam que comportamentos estranhos ou perigosos conquistam a simpatia de seus colegas, e assim acabam imitando novas modas e tendências. O que me faz duvidar da sanidade mental de alguns jovens desse país.

30
Jun17

De papo cheio mas de cabeça vazia

jl

lagosta.jpg

Olá.

Embora sendo ainda muito cedo para a hora de almoço deixo aqui uma peça relativa a este assunto. Cá vai:

Pais deixam os três filhos no carro e foram celebrar com lagosta e champanhe

Crianças ficaram deixadas no carro, com temperaturas muito elevadas, enquanto os pais se demoraram no restaurante

O dono de um Restaurante denunciou um casal de clientes que foi jantar e deixou os três filhos no carro. O facto aconteceu no passado dia 18, quando se comemorou o Dia dos Pais no País de Gales, onde este caso ocorreu.

Enquanto eles comiam lagosta, as crianças estavam no carro, debaixo de elevadas temperaturas, do outro lado da rua.

O dono do restaurante, Donald Hadwin, não gostou de saber isso e divulgou as imagens que as câmaras de segurança do estabelecimento apanharam. "Eu não deixaria os meus cães fechadas no carro com este calor, quanto mais um filho", disse esse homem, em declarações ao jornal britânico Daily Post.

O caso embora muito grave, não teve felizmente consequências piores.

Apesar disso, esses pais podem ter ainda problemas com a Justiça após esta denúncia por negligência.

Como tudo aconteceu

Por volta das 18 horas (ou seja não há nada como jantar cedinho) quando um casal entrou no restaurante de Hadwin, o Seahorse, que tem como especialidade a lagosta. Eles então fizeram o pedido e comeram tudo do mais caro.

Porém, os funcionários notaram algo estranho nesse casal, os quais reclamavam por tudo. Ela reclamou do salmão defumado, que não estaria bem cozido, e ele se queixou que as casas-de-banho não eram as melhores. Rapidamente, eles notaram que eles não queriam era pagar. Um restaurante que vende lagosta até a mim me tirava a vontade de pagar, por isso é que vou ao Mc’Donalds. Hadwin disse que trabalha nesse espaço há cerca de 14 anos e que já viu mais pessoas assim, percebendo rapidamente as intenções desse casal.

O mais surpreendente aconteceu quando entrou uma criança no restaurante pedindo para ver os seus pais.

Ele teria cerca de 6 anos e caminhava descalço. O pai repreendeu a criança e mandou-o de volta para o carro.

Foi aí que os funcionários perceberam que estavam mais crianças dentro do carro, quase que assando, com temperaturas superiores a 25º no exterior. Eles viram o menino atravessando a rua movimentada, descalço e sozinho, e entrando novamente no carro.

No final da refeição, depois de terem pedido as entradas mais caras, lagosta e cordeiro, o casal continuou reclamando, mas não teve sorte. Ele pagou, mas falou que ia deixar um "comentário terrível no Trip Advisor", ameaçando falar mal sobre o restaurante.

Foi aí que Hadwin não aguentou mais e disse que não estava preocupado com isso e que ele deveria se preocupar com as consequências de ter deixado seus filhos, sozinhos, no carro, com todo aquele calor. Ainda para mais, referiu que tinha as imagens das câmaras de segurança. Nesse momento, o homem saiu correndo.

Depois de ler isto só fiquei com uma dúvida. Será que o senhor estava com medo de uma denúncia por causa dos filhos ou não queria dar gorjeta?

29
Jun17

Uma boa professora

jl

nina.pngOlá.

Que por aí estejam todos bem. Quando estou a escrever estas linhas a minha filhota ainda está no infantário. Até hoje não tenho razões de queixa do mesmo, embora as educadoras podiam ser mais apelativas. Claro, que isto são os outros pais a falar, porque por mim podiam ser todas freiras!! Não é Maria?

Mas digo isto porque li um artigo muito curioso. Lá vai ele então:

Professora de creche cristã é demitida por também ser actriz de filmes adultos

A professora garante que não pretende largar o ramo de filmes adultos para dar aulas e afirma que entende o motivo de ser despedida. Nina Skye, de 21 anos, era Professora em uma creche cristã na cidade de Los Angeles (Califórnia, E.U.A.), mas foi demitida após a direcção da escola descobrir que a senhora tinha outra profissão, a de actriz de filmes eróticos. Em entrevista, Nina explica que não pôde dar continuidade com as aulas, pois a doutrina da escola é contra ter relações antes do casamento. Mas a senhora não fazia nada coitadinha!

A agora ex-professora afirma que não irá abandonar sua carreira de actriz por ganhar muito mais dinheiro nesta vida da sétima arte. Nina acrescentou dizendo que a creche ofereceu inúmeros conselhos, os quais ela se recusa a seguir, por entender que nunca ganhou tanto dinheiro.

E para além dos miúdos, muitos pais devem ter ficado tristes por ver uma professora tão boa (boa no sentido lindo da palavra) abandonar o ensino.

29
Jun17

De secar a garganta!

jl

crime-aconteceu-no-wc.jpg

Boas.

Que estejam todos bem aí por esse lados. Hoje enquanto via as notícias de um momento para o outro fiquei com a garganta seca e com alguns suores frios. Era um artigo que deixa qualquer homem assim meio doentito. Cá vai então:

 

Corta pénis ao namorado com faca de cozinha por este não querer casar

 

Mulher enraivecida obrigou homem a fazer sexo uma última vez. Claro que o desgraçado não sabia deste pormenor.

Uma mulher indiana de 23 anos cortou o pénis ao namorado com uma faca de cozinha quando percebeu que este não queria casar. Antes de cometer o acto, a jovem obrigou o homem a manter relações sexuais uma última vez. Durante um almoço de família, a mulher, que não foi identificada, falou na possibilidade de se casar com o seu namorado, um vendedor de 35 anos natural de Mangolpuri.

Ao fim de quatro anos juntos, a jovem pensou que estava na altura de subir ao altar mas o parceiro não estava muito de acordo. Ao perceber que este dia nunca chegaria, a mulher levou o namorado para a casa de banho e obrigou-o a manter relações sexuais. Se ele não soubesse do que viria a seguir, a palavra obrigado não é a mais apropriada. Depois, pegou numa faca de cozinha e cortou-lhe o pénis, conta o jornal Times of India. A atacante conseguiu fugir do local e continua a monte. A vítima foi levada para o hospital.

Acho que vou beber água, porque a minha garganta colou de vez.

28
Jun17

A senhora até ficou com os cabelos em pé

jl

cavalinho.jpg

Olá.

Agora que o São João já passou lembrei-me do pessoal que se diverte (ou que por vezes fica tereré das ideias) à custa dos copos. Claro que o álcool por vezes faz com que coisas que normalmente se teria pudor, aconteçam quase que naturalmente. Mas que por vezes o pessoal se excede lá isso é verdade. Cá vai o que quero dizer:

Casal filmado a fazer sexo atrás de barraca de cerveja

Insólito (ou não) aconteceu num hipódromo na Escócia.

O vídeo de uma cabeleireira (pormenor muito importante!!), de 22 anos, a fazer sexo com um homem nas traseiras de uma barraca de cerveja de um hipódromo, na Escócia, está a tornar-se viral depois de as imagens terem sido partilhadas na Internet. A sério’ as pessoas gostam de ver essas coisas pecaminosas na Net?

A gravação mostra o casal a ter relações sexuais no Hipódromo de Kelso. Segundo o The Sun apurou, a jovem ficou "aterrorizada" quando percebeu que as imagens estavam online e que admitiu a fontes próximas que não se orgulhava da sua acção. 

Amigos próximos de Marissa garantem que os dois já se encontravam um pouco alcoolizados (um pouco a fugir para o muito, digo eu) quando se propiciaram as relações sexuais e que agora, que o vídeo está na Internet, toda a família da jovem já o viu.

A identidade do homem que surge no vídeo ainda não é clara, no entanto, acredita-se que tenha sido um dos seus amigos que tenha filmado o momento com o seu próprio telemóvel e que tenha partilhado num grupo de chat na Internet. Sendo uma alegria para os internautas.

A jovem de 22 anos apresentou queixa assim que se apercebeu que o vídeo estava a circular nas redes sociais, no entanto, até à data, ainda não se apuraram os verdadeiros responsáveis.

Não sei, mas não seria muito melhor a senhora cabeleireira ter mais cuidado do que faz perante os olhos dos outros?

28
Jun17

Um banho de choque

jl

piscina.jpg

Olá.

Agora que o tempo está meio choco, o pessoal não deve estar muito virado em ir para a praia mas quando vier o tempo mais convidativo para banhos, quer as praias, quer os parques aquáticos ficarão cheios. Mas mesmo assim, antes de entrar para a água tome cuidado. Muito cuidado. Cá vai:

Cinco pessoas morrem electrocutadas em piscina de um parque aquático

Cinco pessoas, entre elas três adolescentes, morreram, sexta-feira, electrocutadas numa piscina de um parque aquático da província turca de Sakarya, a cerca de 100 quilómetros de Istambul.

Os três adolescentes, de 12, 15 e 17 anos, estavam a nadar quando sofreram uma descarga eléctrica de grande potência, acabando por morrer electrocutados.

O gerente do parque, Mehmet Kaya, de 58 anos, e o filho, Kadir Kaya, de 30, atiraram-se à água para tentar salvar os jovens, mas também foram vítimas da tragédia.

Segundo a imprensa turca, uma sexta pessoa também ficou ferida, mas sobreviveu.

Desconhecem-se ainda os motivos pelos quais a água estava electrificada.

Por isso é que há muitos anos atrás acidentes como este não aconteciam. Ou não havia electricidade ou muita gente era alérgica a tomar banho.

27
Jun17

Incêndios - parte 2

jl

incendio2.png

Boas.

Como o prometido é devido, cá estou eu com a segunda parte do artigo que falo sobre os incêndios. Cá vai:

Para quem vive próximo de floresta ou mato:

É necessário gerir a vegetação num raio de 50 metros à volta da casa, é fundamental e obrigatório , para proprietários, arrendatários, usufrutuários ou entidades que detenham terrenos no raio de 50 m a partir da parede exterior do edifício. Mas para além da obrigatoriedade da lei, falo do seu bem mais precioso, que é a vida.

O Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas e a Autoridade Nacional de Protecção Civil recomendam:

Criar uma faixa de protecção à volta da casa. O perímetro é de 50 metros, calculados a partir da parede exterior da habitação. E muitas vezes vejo que existem muitas habitações estão rodeadas por vegetação de uma maneira nada lógica.

Caso tenha um jardim, as árvores e os arbustos devem estar a 5 metros da casa. Faça regularmente a manutenção das copas, que devem estar separadas entre si, no mínimo por 4 metros para que não se projectem sobre os telhados. O desrame das árvores deve ser feito 4 metros acima do solo. Se a árvore tiver menos de 8 metros de altura, desrame apenas a metade inferior (50% da árvore). Se está a considerar cortar alguma árvore, dê preferência à que estiver enfraquecida ou doente.

Tenha atenção para que nos 10 metros à volta da casa não cresce vegetação mais inflamável, como silvas ou canas;.

Evite acumular lenhas, sobras de exploração florestal ou agrícola e substâncias inflamáveis (como o gasóleo) dentro da faixa de protecção. Mas se não tiver outro local para guardar esses materiais, acondicione-os em compartimentos isolados e assinalados. Você sabe onde estão e os bombeiros sabem?

À volta da habitação, mantenha uma faixa com 1 a 2 metros de pavimento não inflamável (como cimento ou mosaico). Hoje em dia não faltam ideias de decoração.

O acesso à casa deverá estar sempre limpo e desobstruído. Se for possível, crie também uma zona que permita aos carros fazerem a inversão de marcha.

Os telhados, as caleiras e os passadiços de madeira acumulam erva e folhas secas de uma maneira muito rápida. Limpe essas áreas regularmente;

Instale uma rede de retenção de fagulhas nas chaminés da casa. Em caso de incêndio, esteja atento às frestas das portas e das janelas por onde as fagulham possam entrar. A maneira mais prática de se combater um fogo é a prevenção.

Caso tenha plantações, separe as culturas com barreiras corta-fogo (por exemplo, um caminho). Poderá não travar, mas abranda a progressão das chamas.

Se precisar trabalhar com combustíveis, evite os dias muito quentes e as horas de maior calor. Os acidentes não acontecem só aos outros.

Caso esteja a trabalhar com ferramentas moto-manuais ou corta-matos, evite que toquem em pedras e metais. Uma pequena faísca poderá ser o motor de uma tragédia.

Informe as autoridades se existir lixo acumulado próximo das habitações.

Prepare e treine com a sua família um plano de evacuação de casa, assim como um ponto de encontro ou um modo de contacto, para não ficarem separados durante um incêndio. Caso tenho miúdos em casa este tipo de ensinamento poderá ser tratado quase como uma brincadeira podendo ser de uma ajuda fundamental.

Tenha sempre à mão algo com que possa extinguir um foco de incêndio (extintor, mangueira, enxadas, pás). Convém ainda ter de reserva um rádio, uma lanterna a pilhas (e pilhas a mais), material de primeiros socorros e sapatos fortes e isolantes do calor. Lembre-se que isto não são gastos, são investimentos.

Em caso de incêndio, deve ligar para o número nacional de emergência (112), para a linha de protecção à floresta (117) ou os bombeiros da sua área. Quase todas as pessoas são possuidoras de um telemóvel. Colocar um número no telefone demora um minuto e pode representear uma vida.

27
Jun17

Grande Pintinho

jl

depoitre.jpg

Olá.

Como portista que sou, as últimas épocas que me recordo tem sido uma desgraça e nestas circunstâncias o pessoal começa a duvidar um pouco da capacidade do Pintinho. E o ano passado quando foram buscar o Depoitre fiquei a pensar se era eu que estava a ficar com problemas de visão, ou se era o jogador que realmente não valia nadinha. Mas pontem vi uma notícia que me alegrou mais um pouquinho. Cá vai:

Depoitre oficializado no Huddersfield Town

Jogador deixou o FC Porto e assinou por duas temporadas.

O Huddersfield Town oficializou, esta sexta-feira passada, a contratação de Laurent Depoitre. O jogador deixou o FC Porto e assinou um contrato válido até 2019, com mais uma época de opção. Ainda dizem mal da Inglaterra!!

Apesar de não ter sido avançado o valor da transferência, o clube revelou que foi a maior até ao presente.

Depoitre chegou ao FC Porto na última temporada e não se conseguiu impor no onze de Nuno Espírito Santo, marcando apenas dois golos em 13 jogos realizados.

Assim, sim. Assim o Pintinho começa a recuperar a simpatia dos adeptos. Porque entre o Depoitre e a minha pessoa, a diferença é mesmo o ordenado, porque jogar à bola estamos os dois equiparados.

26
Jun17

Incêndios - parte 1

jl

incendio1.png

Boas.

Hoje enquanto andava navegar vi algo que achei bastante interessante e que nos falava sobre esse problema do país e que nos afecta a todos e que este foi uma enorme tragédia humana para o país que foram (e infelizmente são e serão) os incêndios.

O que fazer em caso do incêndio estiver perto da sua casa:

- Avise os seus vizinhos. Pouco adianta estar atento e alerta se isto não for comum a toda uma comunidade.

- Corte o gás e desligue a corrente eléctrica. Em caso de incêndio pode ser um passo fundamental.

- Molhe as paredes e os arbustos que rodeiam a sua casa de forma abundante. Será fundamental criar uma primeira barreira ao avanço das chamas.

- Se tiver animais, solte-os porque eles saberão o que fazer para se salvarem. Por vezes a não soltura dos animais pode ser trágica.

- Esteja pronto para abandonar a sua habitação. Por muito que custe, não há nenhuma casa mais importante que a sua vida ou dos seus.

- Ligue um rádio a pilhas e esteja atento a todas as indicações difundidas. Ainda agora em Pedrogão Grande o rádio era o único meio eficaz de comunicações.

- Proceda apenas à evacuação da sua casa quando as autoridades o recomendarem ou quando a sua vida correr perigo. Na maioria das vezes, a auto-iniciativa é bem mais perigosa do que seguir as indicações das autoridades.

- Obedeça sempre, e rapidamente, às autoridades. Nunca se esqueça que as autoridades trabalham em rede. E sabem por norma muito mais que nós.

Em caso de evacuação:

- Tenha em conta que as autoridades não recomendam que abandone a sua casa se a sua vida não correr perigo. Embora num caso mais sério manter a calma não seja fácil, tente pensar sempre duas vezes.

- Quando estiver a proceder à evacuação da sua casa ajude os que mais precisam como as crianças, os idosos e os deficientes. A segurança das pessoas é a maior fortuna que se pode ter.

- Não leve consigo objectos pessoais desnecessários. Tente sempre ter a documentação segura mas num sitio acessível.

- Depois de abandonar a sua casa, não volte atrás até ordem em contrário. Poderá ser muito tarde.

Se ficar cercado por um incêndio:

 

- Tente sair na direcção contrária à do vento. Nunca se esqueça que o maior número de mortos de um incêndio tem como origem o fumo.

- Caso tenha de se refugiar, procure uma zona com acesso a água e com pouca vegetação.

- Enrole-se em roupas molhadas, não esquecendo de cobrir a cabeça. Encharque-se completamente. Em caso de fogo a água evapora-se rapidamente.

- Fique agachado para respirar junto ao chão, evitando inalar fumo. Se possível, coloque um lenço molhado a cobrir o nariz e a boca. Nestes casos, vale mais uma garrafa de água, do que uma mão cheia de ouro.

- Se não conseguir abandonar a área onde está, aguarde o auxílio dos bombeiros. Em situações de pânico, cada segundo parece uma eternidade, mas os meios de socorro não estão disponíveis na esquina.

 

Aqui vão algumas medidas para prevenir os riscos de incêndios florestais:

 Em geral:

Não deixar lixo nas florestas (principalmente vidros, porque são bons criadores de fogo), até porque aquilo que às vezes possa parecer que se vai desaparecer em meia dúzia de anos, leva anos ou mesmo séculos a desaparecer.

Limpar sempre as florestas de excessos de folhas ramos, etc. que espalhem o fogo. Quando este material está seco, é quase igual a pólvora.

Abrir caminhos que facilitem o acesso dos bombeiros ao centro da floresta. Muitos de nós só se lembram das coisas muito tarde e a prevenção neste caso é fundamental.

Não fazer fogueiras na floresta. O que às vezes pode ser um belo churrasco, por vezes poderá ser o Inferno.

Não atirar pontas de cigarro acesas para a floresta (e verificar se estão devidamente apagadas). Uma regra de puro bom senso que muitas vezes se vê as pessoas a se esquecerem, muito particularmente quando andam de carro.

Para não ser muito chato vou deixar este artigo por aqui mas prometo colocar o resto amanhã.

26
Jun17

O QUÊ? Não ouço nada!

jl

cotonete.jpg

Olá.

Que esteja tudo bem por esses lados. Hoje venho aqui falar de um problema que me poderá levar ao otorrino. De vez em quando estou a ouvir muito mal. Ainda a semana passada, a minha maria estava a cozinhar e quando ela disse: Pega, aqui um panadinho, eu ouvi logo. Mas quando passados dois dias, ela me disse: Toma o pano do pó para me ajudares, não sei o que terei tido mas não ouvi nada. Mas para verem como isto pode ser um caso grave ela ontem disse-me: Pega, eu olhei logo, mas depois fiquei surdo quando ela disse Pega o pano do pó para me vires ajudar.

Mas para ajudar todos aqueles que sofrem do meu Mal, deixo aqui um artigo interessante:

Três razões (e ainda mais uma) para deixar já de usar cotonetes

A Universidade de Harvard junta-se à campanha de alerta para os perigos do uso das cotonetes, nomeadamente para quem as usa para limpar os ouvidos. Sim, porque para limpar o nariz não deve dar muito jeito.

Com base num relatório da Academia Americana de Otorrinolaringologia, aquela instituição académica acaba de publicar um artigo que apresenta três razões pelas quais não se deve usar cotonetes na limpeza dos ouvidos.

1 - Perda de tempo

A primeira razão apresentada neste artigo é a perda de tempo. O cotonete foi concebido, entre outras coisas, para ajudar na cicatrização de feridas e não para a limpeza dos ouvidos que, de acordo com a Organização Mundial de Saúde, é um órgão que se limpa por si só. Se bem que algumas pessoas não aparenta ser bem assim.

2 - Danos no canal auditivo

O perigo da sua utilização é outra razão referida. Utilizado indevidamente pode provocar sérios danos no canal auditivo. Isso é verdade. E então se for um Teletubbies ainda é pior.

3 - Cera não é sujidade

Apesar de ser um facto desconhecido por muitos, a cera não é sujidade mas sim um hidratante natural que protege o canal auditivo. Desta forma a sua limpeza excessiva através do cotonete não beneficia em nada a sua saúde. Se produzir muito hidratante, olhe venda-o para Fátima. Sempre dá para fazer velas!

Proibição avança

Já há países nos quais a venda de cotonetes, pelo menos os que são feitos com canudos de plástico, será proibida por lei. Em França, a proibição entra em vigor a partir de 2020. Daí darem ouvidos à Senhora Le Pen.

Para lá da incorrecta utilização na área da saúde, os motivos que estão na base desta decisão prendem-se com a poluição ambiental.

À semelhança das toalhitas, cotonetes os representam um problema ambiental significativo. Como, na maioria dos casos, são atirados para a sanita, os bastões de plástico acabam por ir parar ao mar, através da rede de esgotos, sendo a sua eliminação nas estações de tratamento de água quase impossível. Assim, quando estiver na água na praia convém estar de boca fechada senão pode sair de lá com um gostito a cera.

Pág. 1/7

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D