Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Açucar esse veneno

por jl, em 30.11.17

açucar.pngBoas.

Estava  aqui a pensar em como me saberia bem um chocolate quentinho, mas enquanto estava a ler a Net vi uma peça que me fez trocar aquele Nesquick maravilhoso por um copo de água. Aqui vai o motivo da minha troca:

O que a indústria do açúcar nos tem ocultado nos últimos 50 anos

Parece que afinal, no último meio século, a indústria do açúcar tem tentado esconder os efeitos negativos que o açúcar pode realmente ter na nossa saúde. Quem afirma isto é um estudo recentemente publicado na revista científica PLOS Biology, que revela que a indústria fez vários estudos com animais que provam os efeitos negativos da sacarose na saúde, mas tem-nos mantido ocultos.

A denúncia é feita por investigadores da Universidade da Califórnia, que depois de uma revisão de vários documentos daquele setor descobriu que a Sugar Research Foundation financiou vários estudos com animais para avaliar os efeitos do açúcar na saúde, estudos esses que foram cancelados por indícios de que a sacarose poderia estar relacionada com o cancro da bexiga. Cancro na bexiga é a primeira vez que ouço, mas que o consumo de açucar em excesso (e não é dificil isso acontecer) faz mal, acho que todos nós já ouvimos. Pelo menso aqueles que usam aquelas coisinhas chamadas orelhas para ouvir e o cérebro para compreender.

A análise feita pelos investigadores da universidade norte-americana revela também que a Sugar Research Foundation, que em 1968 mudou o seu nome para International Sugar Research Foundation, financiou também um estudo com ratos de laboratório para comparar os efeitos nutricionais do consumo de açúcar com os efeitos do consumo amido/glicose. Este estudo assinalou os efeitos cardiovasculares do açúcar e revelou alguns indícios de um aumento do risco de cancro de bexiga.

Estamos a viver numa sociedade em que basicamente o dinheiro fala cada vez mais alto e que em vez dos santos que antigamente estavam nos altares, hoje em dia o dinheiro é o que está no altar e é veneredo quase acima de tudo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:14

Que dizer disto?

por jl, em 29.11.17

desperdicio.jpgOlá.

Está quase a chegar aquele mês em que as grandes instituições deste país se tornam beneméritas e que os noticiários nos fazem lembrar dos mais necessitados. Não sou assim muito mau para não falar daquelas empresas e pessoas que praticam o bem no resto do ano. Mas cá vai um lindo exemplo disso mesmo:

A comida da zona VIP do aeroporto do Porto está a ser deitada ao lixo

O motivo é que a empresa percebeu que havia cada vez mais pedintes.

Os alimentos preparados diariamente para a zona lounge do Aeroporto Sá Carneiro, no Porto, que não chegam a ser comidos pelos passageiros passaram a ir para o lixo. "Antes os alimentos que sobravam eram entregues aos funcionários, que distribuíam a comida como entendiam. Alguns davam aos sem-abrigo (ai que comporatmento indigno meu Deus!!) nas imediações do aeroporto, mas agora decidiram que a comida não deve ser entregue a ninguém, indo direta para o contentor", denunciou uma funcionária. "Há tanta gente a passar fome. Porque é que não entregam os alimentos a uma instituição?", questiona. São servidas quatro remessas (às 04h00, 08h00, 12h00 e 16h00) de rissóis, coxas de frango, pastéis, croquetes, sandes e comida vegetariana, e os trabalhadores calculam que sejam deitados para o lixo mil euros de comida diariamente. É assim mesmo, então ia agora dar-se de comer a quem precisava?  Não deitar ao lixo é uma coisa muito melhor porque assim as minhocas da Lipor comem muito melhor.

 Ao que se apurou, os responsáveis do lounge proibiram a entrega de alimentos aos funcionários ao perceberem que estes davam os mesmos aos sem-abrigo, pelo que havia cada vez mais mendigos no exterior. A ANA, empresa responsável pela gestão do aeroporto, que não quis fazer comentários.

A sério?

Claro que neste mês tudo será lindo, mas será que existem necessitados só em Dezembro? Há coisas que não lembra nem ao Diabo!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:55

Linda história de «Amor»

por jl, em 28.11.17

tostão.jpgOlá.

Quem se lembra de uma música da Ágata que dizia que podes ficar com a casa, o carro e as jóias? Pois, hoje essa música veio-me à idéia. Aqui vai o artigo que me trouxe a Comunhão de Bens ao meu cérebro:

Acompanhante de luxo exige pensão a cliente

 "Quem come, paga", diz advogado da acompanhante. Mulher Acompanhante diz que foi enganada. Diretor de agência bancária quer agora a casa e o carro

A queixa, que deu entrada no Ministério Público de Gondomar (esta terra parece o Entroncamento, acontece cada coisa!), fala em burla qualificada. Foi apresentada por uma mulher que diz ter sido enganada por um cliente e que exige ser indemnizada e ter até direito a pensão. Assume que era acompanhante de luxo e diz que o namorado (que lindo termo que até me deu vontade de chorar), que lhe ofereceu um carro e uma casa, agora quer tudo de volta. Pagava-lhe também, por mês, 10 mil euros. Ainda lhe abriu uma loja no Centro Comercial Colombo, enquanto prometeu auxiliá-la durante toda a vida. O denunciado é um diretor bancário que reside em Oliveira de Azeméis e que durante pelo menos três anos manteve uma relação extraconjugal com a acompanhante de luxo que aceitou, ao fim de três meses, fazer sexo sem preservativo. O bancário prometeu que seria o seu padrinho (seá que isto é algum termo da Máfia ou o quê?) e, diz agora a mulher, foi firmado um contrato verbal que não tinha data para terminar.

 A acompanhante de luxo vai mais longe na queixa. Garante que além da verba acordada, o bancário quis que ela não tivesse mais problemas na vida. Ofereceu-lhe um carro Mercedes C250, que foi pago de imediato a pronto, e mais tarde trocado por outro de uma gama mais alta, além de uma casa na zona de Gondomar (avaliada em 220 mil euros). "Fazendo jus ao seu título de padrinho", pode ler-se na queixa, a mulher recebeu ainda outra prenda. Uma loja no centro Comercial Colombo, onde o bancário gastou 50 mil euros só nas obras. A relação terminou e tudo se desmoronou. Os bancários neste país ganham mesmo bem porra!

 O bancário exigiu tudo de volta, mas a mulher garante que os bens só não ficaram em seu nome porque aquele a enganou. Disse, por, exemplo que o empréstimo tinha de ser feito com o seu aval por trabalhar num banco e que os carros, pagos a pronto, não podiam estar em seu nome, porque senão o Fisco iria estranhar. Também lhe prometeu que seria ela a gerir a loja. A queixa, que deu agora entrada na Justiça, não quantifica o valor da burla. A mulher remete para mais tarde o pedido de indemnização civil. "Quem come, paga", diz advogado

Aníbal Pinto, que defende a mulher, diz que não se pronuncia quanto a casos concretos, mas esclarece que alguém que recorra a acompanhantes de luxo ou mesmo aos serviços de prostituição  tem a obrigação de pagar esses serviços da mesma forma que alguém que vá a uma marisqueira e coma lagosta. "Quem come, paga". "Qualquer pessoa que recorra a esta prestação de serviços, ou a qualquer outra, com a astúcia de não proceder ao respetivo pagamento, comete uma burla", afirma. Isto sim é que ´um advogado que fala no perfeito português. Sinceramente este é daqueles casos que tanto uma parte como a outra só vêem interesses. Ou financeiros ou carnais digamos assim, mas o que me chamou a atenção foi as palavras empregues por este advogado. Porque para ter alguém que utilize este palavreado a senhora está bem entregue.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:26

Recuperação milagrosa

por jl, em 27.11.17

hospital.jpgOlá.

Sabem aqueles momentos em que nos sentimos bem doentes mas que passado cinco minutos quase que milagrosamente uma pessoa está recuperada? Pois a mim nunca me aconteceu, mas existem pessoas assim. Aqui vai um exemplo disso mesmo:

Vai ao hospital com dores nos tintins e aproveita para abusar da médica

Um homem de 30 anos, que deu entrada num hospital de Alicante (Espanha) queixando-se de dores nos testículos, foi condenado ao pagamento de uma multa de 1400 euros por um delito de abuso sexual cometido contra a médica que o atendeu.

O incidente ocorreu na semana passada, no serviço de Urgências do Hospital Geral Universitário de Alicante.

Queixando-se de dores nos testículos, o homem, o qual é cidadão colombiano residente naquela cidade espanhola, deu entrada na unidade hospitalar, tendo sido examinado por uma médica jovem, a quem pediu que prolongasse as palpações. A profissional negou-se e disse ao homem que se podia vestir. O senhor lá pensou que estando a ficar melhor, a doutora deveria continuar até estar a 100%.

Momentos depois, a médica foi até à sala de espera e acabou por ser interpelada pelo paciente, que a agarrou, beijou e lhe tocou no corpo, à força, descreve o jornal local "Diario Información".  É aqui que a recuperação parecia estar a funcionar, menos na cabeça que pelos vistos não estava nada boa.

A vítima naturalmente ofereceu resistência e o agressor acabou por fugir do hospital. Durante a fuga, deixou uma mochila para trás, tendo regressado às Urgências para a recolher. O senhor devia ter o cérebro do tamanho dos tintins!! Foi nessa altura que o homem foi detido pelos vigilantes do local, que se encarregaram dele até à chegada da Polícia Nacional.

O agressor confesso foi julgado em processo sumário, tendo a defesa e o Ministério Público acordado o pagamento de uma multa de 1400 euros, através de uma quota diária de quatro euros. Em caso de falha no pagamento, o indivíduo, que já tinha sido detido anteriormente por outros delitos contra a liberdade sexual, terá de cumprir um dia de detenção por cada duas quotas que não tenham sido pagas.Além disso, o juiz responsável pelo processo impôs ao agressor uma ordem de afastamento da vítima, com a duração de um ano. Pergunto eu, quando passar esse tempo o senhor terá mais dores nos coisinhas? É que mais vale a médica ter lá um martelo. Acho que é um tratamento que funciona muito bem nos ditos cujos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:30

Lindas histórias

por jl, em 26.11.17

A-Bela-adormecida-.jpgOlá.

Hoje enquanto lia o que tinha saído nas notícias nestes últimos dias deparei-me com uma peça que me chamava a atenção por ser, digamos um pouco invulgar. Cá vai então:

Mãe quer banir livro  que snos fala de sexo e maldade das escolas. E como já devem ter adivinhado não falo das 40 sombras de Grey mas sim desse atentado ao pudor que é "A Bela Adormecida".

A senhora Sara Hall tem um filho de seis anos e conseguiu gerar debate a nível internacional com uma simples mensagem no Twitter, que pôs em causa parte da memória coletiva das infâncias de milhões de crianças.

Segundo ela, os comportamentos sexuais nunca irão mudar, enquanto continuarmos a ver "narrativas como estas na escola", escreveu numa mensagem acompanhada por imagens de um livro do conto infantil. Mas então qual é o problema que esta mãe encontra nesta maléfica história?

Sarah lembra que, na história, um príncipe beija uma mulher inconsciente para a salvar de uma maldição (o que só de si diz que este contexto é uma obscenidade), o que corresponde a uma "mensagem sexual inapropriada" (deve ser nestes momentos que esta senhora toma a medicação para a depressão)e, como tal, contactou a escola para ver o livro retirado do currículo dos alunos mais jovens.

"Julgo que o problema específico na história da Bela Adormecida é o comportamento sexual e o consentimento. Trata-se de dizer: Isto ainda é relevante? É apropriado?", revelou ao jornal "Newcastle Chronicle". Ou seja se ela estivesse acordada e fosse ela a baijar o príncipe já não estaria assim muito mau?

O caso está a gerar grande controvérsia nas redes sociais (sendo que deve haver muita gentinha que não deve ter mais nada com que se preocupar) e chegou a jornais de vários países (que devem ter despedido jornalistas que publicavam coisas com interesse), que colocam a questão: será que Sarah tem razão? Será que os contos de fadas, que relatam, quase sempre, a história de uma mulher frágil salva por homem ainda têm razão de ser? Ou poderão ser usados para introduzir outros temas, como consentimento ou igualdade, na sala de aula?

De seguida o Pinóquio que se ponha fino porque esta senhora é bem capaz de o acusar de fazer coisas indecentes com o nariz com a Pinóquia, a não ser que esteja com um saquinho plástico nas fossas nasais. O Lobo Mau também que não se ria porque quando dizia que queria comer o Capuchinho Vermelho, ou muda de discurso ou então que faça dieta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:12

Pág. 1/6



A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Novembro 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Comentários recentes

  • O Engenheiro

    Bem visto!!

  • Alfa

    Realmente... :).

  • mami

    gosto de pessoas originais!

  • Carlos

    Para tudo existe um limite, muitas vezes ultrapass...

  • Maribel Maia

    Ah ah ah! Os miúdos não querem outra coisa, pizza ...


Mensagens




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D