Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

31
Dez17

E está a chegar 2018

jl

trabalho ou não.jpgOlá.

Estando nós já a dizer deus a este ano, já se começa a ouvir planos para o ano de 2018 e para que isto seja mais fácil venho aqui deixar os feriados que o novo ano nos traz. Cá vai então:

Feriados e pontes para o ano de 2018

Nesta altura ainda se deve estar a fazer um balanço daquele que foi o ano de 2017, mas o que passou, passou e por isso mesmo venho aqui deixar o calendário de 2018, mas desde já aviso que o mesmo será menos generoso do que este ano que está a acabar, é mas mesmo assim abre a porta a umas mini-férias ou até mesmo a uma escapadinha de fim-de-semana para quem conseguir conjugar datas. Mas eis o cenário do próximo ano:

Janeiro

Quem goza os feriados em casa o novo ano começa em grande: o dia 1 de janeiro calha a uma segunda-feira. Os festejos da passagem de ano podem prolongar-se, assim, por mais um dia, ou a ressaca dá para curar em casa mais sossegado porque a seguir só vem quatro dias de trabalho.

Março

Passo já para Março porque Fevereiro não há feriados obrigatórios em fevereiro, mas fica a nota de que o Carnaval é dia 13 (que como é lógico calha a uma terça-feira). depois das más notícias, agora, as boas. Em Março temos um feriado, a sexta-feira santa, que se comemora no dia 30. Que basicamente é um dos dias que me é dedicado porque se eu não sou santo, então ninguém será. Mas falando mais a sério fica o alerta de fim-de-semana prolongado.

Abril

A Páscoa irá celebrar-se no dia 1 de abril (e não, não é mentira). Restará o 25 de abril, que vai calhar a uma quarta-feira, a oportunidade ideal para fazer uma pausa mesmo a meio da semana. Se vir que precisa de mais dois dias diga na sua entidade patronal que segunda e terça vai estar a tratar dos cravos da revolução.

Maio

O melhor mês do ano no que às pontes diz respeito. O meu dia, ou seja o Dia do Trabalhador (dia 1) calha a uma terça-feira e o feriado do Corpo de Deus a uma quinta (dia 31).

Agosto

Sim, saltámos dois meses. Não há feriados em Junho e Julho. Ou melhor aqui na zona do Porto há dois, o Dia de Portugal, a 10 de Junho e o dia de São João, mas sim, infelizmente calham os dois a um domingo. Sobra o dia 15 de Agosto, feriado da Assunção de Nossa Senhora, que é a uma quarta-feira. E embora muita gente não saiba o motivo do dia em casa, sempre dá para descansar ou então ir à Igreja e agradecer esta dádiva tão grande.

Outubro

Outro mês em branco, o de Setembro, sendo que os nossos politicos são uma vergonha. Então andam na Assembleia da República e nada de dias para o pessoal descansar. Ainda assim, o mês de Outubro começará em grande: o primeiro fim-de-semana do mês será prolongado, com o 5 de Outubro (Implantação da República) a calhar a uma sexta-feira. É caso para se dizer, viva a República!!

Novembro

Nova possibilidade de ponte, desta vez com o dia onde estou incluido que é o Dia de Todos os Santos, a 1 de novembro, a ser comemorado a uma quinta-feira.

Dezembro

Em 2018, este mês não será tão generoso como o deste ano. Isto, porque os feriados de dia 1 (Restauração da Independência) e dia 8 (Imaculada Conceição) vão calhar... ao sábado. Ainda assim, o Natal (dia 25) vai celebrar-se a uma terça-feira, pelo que se tem oportunidade para desfrutar de um fim-de-semana prolongado mesmo a acabar o ano. E é dizer à entidade patronal que mediante a Lei isso é direito do trabalhador. Então roubam dois dias de descanso e não existe nada em troca? Era só o que faltava!!

30
Dez17

BitAjuda

jl

bitcoin.jpgBoas.

Hoje enquanto lia o jornal estava a ver a parte da economia e onde falavam da moeda virtual que á Bitcoin e que em 2010 valia cerca de 30 cêntimos e que hoje em dia vale cerca 14000 euros. Acho que hoje em dia existem coisas que para as quais não há explicação e isto parece ser umas delas. Mas existem pessoas que fazem bom proveito desta valorização e deixo aqui um exemplo disso mesmo:

Casal doa o que ganhou com a moeda digital para pesquisa do tratamento do cancro

A história de Halle Tecco e Jeff Hammerbacher está a correr o mundo, depois de um acto altruísta relacionado com a Bitcoin.

Tudo começou no ano de 2012 quando o casal resolveu comprar a moeda digital por uma questão de curiosidade. Contudo, e como tem sido noticiado, a moeda tem valorizado muito e o casal ganhou muito dinheiro, apesar de não querer divulgar valores.

Deste modo, segundo a cadeia televisiva CNBC, o casal resolveu investir todas as suas Bitcoin na pesquisa do tratamento para o cancro e o Centro Oncológico MUSC Hollings só tem de decidir se converte esse valor em dólares.

De realçar que o casal já costuma investir em tecnologia e saúde, através de um fundo e aproveitou esta oportunidade para investir no tratamento do cancro.

A economia é um meio muito feroz, mas por vezes ainda existem coisas boas.

29
Dez17

Sai uma torradinha sem estar torrada

jl

grelhados.jpgBoas.

Daqui a pouco é a hora de encher o bandulho e ir almoçar. Sinceramente não sei o que será a papa, mas hoje marchava bem uma carne grelhadinha. Umas fêveras ou um franguinho no churrasco já marchava mas bem passadinha porque sinceramente não sou adepto de sushi. Mas hoje venho aqui deixar um artigo que li, mas que sinceramente deve ter sido feito por alguém que não é apreciador de comida bem passada ou está contra o Trump apoiar as explorações de carvão na terra do Tio Sam. Se fosse aqui era a Terra do Tio Jaquim!! Vamos lá:

Pão, vegetais e carne muito bem passados também não fazem muito bem à saúde

O problema não está no carvão, mas nos compostos que se formam no processo de confeção a elevadas temperaturas

A gastronomia portuguesa conta com várias receitas confecionadas em carvão que são bastante apreciadas, mas a verdade é que parece que são pouco saudáveis. Não só para quem as confeciona – e que está exposto ao fumo proveniente do carvão (grande desculpa para colocar outros no grelhador), conhecido pelos efeitos negativos na saúde –, mas também para quem a come, que acaba por consumir partículas de carvão. É bom que os donos das churrasqueiras não leiam isto. Já se paga a carne, os molhos e os sacos plásticos, um dia destes vão cobrar pelas partículas que vão para casa!

Nos últimos anos, vários têm sido os alertas e estudos de especialistas na área da saúde e da alimentação que advertem para os perigos que podem advir do consumo de alguns alimentos demasiado confecionados, ao ponto de ficarem esturricados.

Em causa estão algumas substâncias químicas produzidas quando se cozinham produtos demasiado tempo. No caso dos alimentos com amido, pode formar-se a acrilamida, substância conhecida pelas suas propriedades cancerígenas. Não se forma em todos os alimentos, surgindo naqueles que têm concentrações altas de carboidratos e baixas de proteínas ao serem cozinhados a altas temperaturas. É o caso do pão e da batata, e daí a recomendação para não comer as partes queimadas das torradas. Quando pedir uma torrada e uma meia de leite e o pão vier torrado já sei que o empregado vai ter que se haver comigo, então servir acrilamida quando só pedi uma torradinha com manteiga!

Já no caso da carne, também será preciso cuidado com os churrascos. Grelhar carne a temperaturas muito elevadas leva à formação de substâncias como os amino-heterocíclicos, que também são associados a efeitos cancerígenos. Mas que raio? Não se pode comer nada hoje em dia que tudo provoca uma doença.

As evidências resultam sobretudo de estudos com animais, em que a exposição a este tipo de compostos foi associada a tumores da mama ou colon. O abuso de carnes fumadas também traz alguns riscos. Pensa-se que a região norte de Portugal tem tradicionalmente mais casos de morte por cancro do estômago devido à tradição dos enchidos e fumeiros. Só de ler isto já marchava uma fatia de presunto com um pãozinho tostadinho e um suminho.

Mas os alertas são habituais e o Reino Unido lançou no início deste ano uma campanha para alertar os consumidores para a necessidade de reduzir o consumo de acrilamida. A campanha “Go for Gold”, lançada pela Food Standards Agency, difundiu uma regra simples: na hora de ver se pão, batatas ou vegetais estão no ponto ou já cozinharam de mais, o tom dourado (o ideal) pode servir de orientação. Realmente tem razão porque ao preço que as coisas estão às vezes em vez de grelos ou alface parece que se está a comprar ouro.

28
Dez17

Quase iguais

jl

IMG_20171213_173106.jpgOlá.

Vim só agora escrever aqui umas palavritas porque vim da rua das compras (sou um desgraçado) e tinha ao supermercado Lidl buscar umas coisas para a minha Maria entre as quais uns rebuçaditos para a garganta. E o tempo que lá estive para escolher porque tinha três opções, ou de Mel e Limão, de Mentol e Eucalipto e de Eucalipto e Mentol. Não me enganei, é mesmo de Mentol e Eucalipto (sendo que estes, a embalagem dizem que são fortes, embora os outros sejam iguais mas prontos!!) e de Eucalipto e Mentol. Quanto mais olhava para os rebuçados, mais via à minha volta porque quase de certeza que eu estaria nos Apanhados, mas como não apareceu ninguém a dizer que eu estava a fazer papel de parvo, vi que afinal aquilo era o normal. Para ter a certeza que não fazia asneira lá trouxe eu os de Mel e Limão.

Ou sou eu que estou a ficar meio choné ou então está tudo a ficar apanhado. Mas como a inovação está sempre presente em todo o lado, da próxima vez que for ao café tomar o pequeno-almoço, em vez de pedir uma meia de leite, vou pedir uma meia de café.

27
Dez17

MultiRoubo

jl

euronet.jpgOlá.

Quando acabar de escrever estas linhas vou ali ao Multibanco porque vou precisar de fazer umas compras e vou levantar um dinheirinho. Pouco, porque infelizmente ele ainda não se reproduz, mas olhando para trás vejo que as caixas automáticas foram uma das grandes invenções. Há 50 anos atrás ou tinha o dinheiro guardado ou estava tramado, mas agora em qualquer lado existe um MB para levantar dinheiro, mas voltando ao tema hoje venho aqui falar de uns ladrões que andam a atacar por aí. Cá vai então:

Há máquinas ATM onde se pagam taxas por levantar dinheiro

De certeza que já deve ter reparado que andam aí pelo país máquinas ATM (Multibanco) um pouco diferente das habituais, da marca Euronet. Se por acaso já as utilizou, esteja bem atento ao seu extracto bancário, uma vez que por cada levantamento pode pagar uma taxa que por vezes pode ser quase astronómica!

Esta semana li uma peça no Facebook de um jornalista que está de férias no Algarve e que levantou 60€ euros numa ATM da Euronet. Tempos depois estava a analisar o seu extrato bancário, tendo reparado que lhe foi cobrada uma taxa de 5,75 euros por esse levantamento, o que equivale a mais de 9% do valor!

Acima de tudo não se deixe iludir pelas novas ATM que encontra na rua e acima de tudo se precisar de utilizar uma máquina destas, esteja sempre atento aos movimentos da sua conta, verificando regularmente o seu extracto porque vai ver que o seu dinheiro vai ter asas!

26
Dez17

Voltas e voltas!

jl

rotunda.pngBoas.

Estando nós em Dezembro que é uma altura em que o São Pedro anda aqui a mandar água, o trânsito nas nossas cidades é daquelas coisas que só se encara com muita paciência. Mas um dos sítios em que por vezes a mesma falha é nas rotundas e desde que a lei foi alterada pouco mudou. Mas cá vai um artigo sobre isso mesmo:

Rotundas: Deve fazê-las por dentro ou por fora? Será que quem bate tem mesmo que pagar?

Se tem carta antes de 2004, provavelmente aprendeu a contornar rotundas da forma que lhe fosse mais conveniente. As alterações ao Código da Estrada, que entraram em vigor a 1 de janeiro de 2014, mudaram as regras de circulação e determinaram a aplicação de multas para os incumpridores. Mas valha a verdade que as coisas pouco melhoraram!

As novas normas têm vindo a ser comunicadas pelas escolas de condução e pelas autoridades. Mas basta fazer um percurso de poucos quilómetros numa cidade para perceber que há um intenso trabalho de sensibilização pela frente.

A mudança imposta em 2014 levou a que haja, atualmente, “diferentes gerações de condutores”. Miguel Moreno explica que “a antiga legislação era muito vaga e determinava que o condutor escolhia a via mais adequada ao seu destino. Já a nova lei é mais específica e determina que é expressamente proibido circular na faixa da direita a não ser que vá sair na primeira saída”. Havia uma música de Jorge Palma que dizia deixa-me rir!!

A excepção, aponta o instrutor de condução, é aberta apenas para condutores de veículos pesados e não motorizados, que podem contornar toda a rotunda na via da direita, desde que facilitem a saída aos restantes veículos. O que é isto de facilitar?!

Quando um automobilista se aproxima de uma rotunda deve, portanto, posicionar-se na via da esquerda, se a sua intenção for sair em qualquer uma das saídas que não a primeira. O procedimento correto será ir-se aproximando progressivamente da via da direita à medida que se acerca da saída. Claro que quem colocou estas palavras em papel nunca conduziu!

Mas em caso de acidente, quem bate paga?

Segundo Virgílio Sá, subintendente da Polícia de Segurança Pública, há contraordenações que se cometem todos os dias e que dão azo a acidentes. De um lado, estão os automobilistas que contornam a rotunda toda na via da direita. Do outro, estão aqueles que atravessam, em poucos metros, duas ou três faixas de rodagem para sair numa saída. “O que é mais comum é o veículo que circula na via mais à esquerda bater no que está mais à direita”, aponta.

Quer uns, quer outros causam constrangimentos que podem afetar os utentes que seguem as regras do Código da Estrada.

Diz Miguel Moreno que “é muito frequente que alguém que está a fazer bem a rotunda acabe por bater em quem a está a contornar mal” e que, “por vezes, os condutores são prejudicados por cumprirem a lei, porque se atribui nexo de causalidade pelo acidente a quem estava a sair da rotunda”. Ainda bem que isto é visto, mas quem irá fazer alguma coisa?

Há várias décadas, tornou-se popular a expressão ‘quem bate paga’, que os automobilistas associam, de uma forma geral, a toda a circulação rodoviária e que pensam vigorar também quando estão em causa as rotundas. Vale a pena clarificar que não é bem assim. Pois, mas que alguém me apresente uma pessoa que não tenha sido considerada culpada!

De acordo com Virgílio Sá, responsável pela divisão de trânsito e segurança rodoviária da Direção Nacional da PSP, “em 99% dos acidentes, ambos os condutores têm responsabilidade, embora não seja em iguais proporções. Cada caso é um caso e serão sempre os peritos das companhias de seguros a atribuir responsabilidades pelo sinistro”. (Anda cá outra vez Jorge Palma!) As situações em que apenas um automobilista é dado como culpado (e pagará a totalidade dos prejuízos) serão, portanto, raras. Isto é uma maneira bonita de dizer nenhumas.

Quando há um acidente a envolver veículos que se encontram em diferentes faixas, o mais provável é que ambos os automobilistas tenham cometido uma contraordenação.

“Na maioria dos casos, o condutor da esquerda errou porque mudou de via sem tomar todas as precauções e o da direita errou porque não se encontrava na via mais adequada ao seu destino”, explica Virgílio Sá. Assim sendo, ambos os automobilistas terão incorrido numa contraordenação grave, cuja coima varia entre os 60 e os 300 euros. Ou seja os seguros fogem com o “cú” à seringa e os condutores ainda são multados. Que grande negócio.

Para evitar constrangimentos e custos desnecessários, seja prudente na condução. Cumpra as regras do Código da Estrada, lembrando-se de que “a teimosia dos condutores” é um entrave à segurança. E siga o conselho do instrutor Miguel Moreno: “Se um condutor não facilita a saída, basta dar mais uma volta à rotunda e só depois sair em segurança”. Se chegar atrasado ao trabalho, diga que esteve no carrossel! Mas sinceramente acho mesmo que a melhor coisa a fazer para não se chatear com isto é optar pelos transportes públicos. Às vezes podem demorar mais um pouco, mas a cabeça fica mais airosa.

24
Dez17

Santo e Feliz Natal

jl

pai...natal.JPGBoas.

E finalmente está aí uma das datas mais importantes que se celebram no nosso país e embora a mesma seja de uma raiz católica, penso que isso ultrapassa essa questão sendo um dia que é celebrado por quase toda a gente. Essa data como é óbvio é o Natal. E se a data por si só seja de felicidade, ainda melhor se torna quando no nosso meio existem crianças e este ano será com toda a certeza recheada de felicidade. Mas se por um lado a alegria invade a nossa vida, por outro a Saudade também nos bate no coração. E não falo de tristeza, mas sim de saudade, porque os anos que vivi o Natal com o meu Pai foram de uma imensa alegria. Embora monetariamente não fossemos ricos, bem longe disso, a alegria e o Amor que se vivia (e que ainda vive no meu coração) é eterno.

O sentir que o Pai Natal me tinha deixado uma mota no fogão onde tinha deixado a minha pantufa ao xadrez é daquelas coisas que para mim são inesquecíveis. O estar à mesa a jogar Damas, ou a jogar cartas como ao Burro ou à Sueca é intemporal. Mesmo sabendo que o meu Pai nos facilitava e dava quatro ou cinco jogos de adianto, mas de sempre de uma maneira assertiva. Também na minha memória estarão as coisas que a minha Mãe fazia, onde o leite-creme saboroso, a aletria ou os bolinhos de bolina que eu nunca gostei estão guardados em mim. Até as coisas simples como estar no dia de Natal a ver o Circo na televisão me deixa como o Bonga. Com a lágrima no canto do olho. Já o filme Música no Coração deixa-me à beira da depressão. Agora que falo nisso, acho que este ano ainda não vi o Sozinho em Casa!

Claro que sei que tudo isto são actos naturais da Vida, mas chegando a esta altura ainda se nota mais a falta de certas pessoas.

Em contrapartida tenho uma pimpolha em casa que até as renas fugiam se a vissem. Se eu fôr um décimo daquilo que foram para mim, então serei uma pessoa feliz!

24
Dez17

Panda e os Caricas

jl

Olá.

O ano que passou coloquei aqui uns vídeos que fazem parte da minha vida e que para sempre estarão sempre no meu pensamento. Mas este ano só vou aqui deixar uma música que para mim é muito mais que uns acordes, é o motivo que sorrio de orelha a orelha e quem diria que uma das músicas do meu Natal é uma música que tem como cantores um animal e as tampas de garrafas? De ouvir  a cada dia que passa! E que remédio.

23
Dez17

Crescem os braços, diminui o cérebro

jl

popeye.jpgBoas.

Hoje venho falar aqui de álcool e poderia falar de muitos malefícios que o mesmo traz para a saúde, mas hoje falo do mal que o mesmo traz para a parte cognitiva. E embora muito gente diga que o mesmo não é originário daí, venho falar mais concretamente na Vodka e do país que a adoptou de coração que é a Rússia. É que vi um artigo na Net em que um fulano ou bebeu muita pomada ou fumou muito daquilo que faz rir. Cá vai:

Jovem que injectou óleo no corpo pode ter de amputar braços

O jovem russo, de 21 anos, que injetou óleo no corpo para ficar com ‘músculos’ pode ter que amputar os braços. Será que Kirill Tereshin, mais conhecido por ‘Popeye’, tornou-se num fenómeno nas redes sociais depois de ter utilizado Synthol, uma combinação de azeite, lidocaína e álcool benzílico. E vá lá que o senhor não tinha mais nada na arrecadação senão é que tinha ficado «lindo»!!!

Com esta substância, os braços do russo cresceram cerca de 25 centímetros em apenas dez dias. Será que se puser óleo Fula e Aspegic na carteira o meu dinheiro também cresce? Se desse para que os 7,30€ que tenho no bolso ficassem em 80 euros experimentava já isto!

No Instagram, Kirill partilhou várias fotos da transformação. "Os meus braços de bazuca estão a crescer", lê-se numa das publicações.  Mas digo eu, que em contrapartida o cérebro está a mingar!

Muitos dos seguidores chamaram-lhe "aberração", mas ‘Popeye’ não quis saber. O objetivo sempre foi ser famoso (e isso foi conseguido, embora não por grandes motivos) e é por isso que continua a lutar, apesar do médico já lhe ter dito que pode ficar com os braços paralisados e ter mesmo de os amputar. "O risco não é imediato, mas o mais provável é que tenha de amputar os braços no futuro", disse o médico Evgeny Lilin. Mas a vodka russa como faz bem à tola, Kirill não quer saber e já planeia injetar ainda mais Synthol nos braços.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D