Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

01
Jan18

País exemplar!!

jl

salgados.pngBoas.

Novo ano e novas leis e se não fosse assim até seria estranho. E agora o alvo são os bolos e salgados que serão proibidos nos hospitais

Os bares das unidades do Serviço Nacional de Saúde vão deixar de vender produtos prejudiciais à saúde.

O despacho do Governo foi publicado esta quinta-feira em Diário da República. Os produtos alimentares que nos dizem que são prejudiciais à saúde passam a ter venda proibida nos bares e cafetarias do Serviço Nacional de Saúde a partir de 30 de junho de 2018.

Entre os alimentos proibidos estão salgados como croquetes, empadas e chamuças e também bolos, como pastéis de nata, jesuítas, croissants ou bolas de Berlim. Ai se a senhora Angela Merkel sabe!!

Na lista de proibições estão também refrigerantes, sejam eles light ou não, sanduíches que contenham chouriço ou presunto, bolachas e biscoitos, sobremesas doces, barritas de cereais, refeições rápidas (como hambúrgueres ou cachorros quentes, bebidas com álcool e molhos como ketchup, mostarda ou maionese. Claro que os mesmo que se discute isso, simultaneamente existe o debate sobre as salas de chuto para as drogas mais leves!

Em alternativa, o despacho assinado pelo Secretário de Estado Adjunto e da Saúde sugere alimentos como leite, iogurtes, sumos de fruta, saladas, sopa ou queijo. Também a água potável passa a ser disponibilizada gratuitamente. Claro que é giro se for um ano de chuva, porque senão estamos tramados.

O Ministério da Saúde já tinha proibido a venda de alimentos com alto teor de açúcar, sal e gordura nas máquinas de venda automática nos hospitais. Agora a restrição é estendida aos bares, cafetarias e bufetes do Serviço Nacional de Saúde. Só as cantinas ficam de fora. Será que o bar da Assembleia da República só vende pãozinho com alface e ovo cozido?

Os hospitais têm até ao final de junho do próximo ano para se adaptarem à nova realidade desde que isso não implique o pagamento de indemnizações. O que significa que se não houver um acordo com os concessionários a venda de alimentos proibidos pode continuar para lá da data limite. Porque é que tenho um palpite que o acordo não vai existir?

01
Jan18

Feliz 2018

jl

2018.jpgOlá

Agora que um novo ano chegou, espero que tudo de bom venha para as nossas vidas. E se existem coisas que não dá para prever, o comportamento positivo de cada um é sempre o primeiro passo para se alcançar a felicidade.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D