Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Parvo Pod Challenge

por jl, em 13.01.18

tide.jpgOlá.

Enquanto via as notícias que andavam por aí, vi algo que despertou em mim a veia católica, porque li uma peça que me fez dar Graças a Deus. O mesmo rezava assim:

Jovens estão a comer cápsulas de detergente para a roupa

Este é o novo (e perigoso) jogo da internet. Chamar jogo a isto é surreal

Chama-se Tide Pod Challenge e é o novo desafio da internet. Este jogo consiste na partilha de vídeos onde s jovens comem cápsulas de detergente para a roupa. É neste momento que vou tomar a minha medicação porque eu devo estar meio neca a ler uma coisa destas!

Este desafio está a tornar-se viral nos EUA e a preocupar as autoridades.

O jornal USA Today explica que a ingestão de detergente, c aso chegue aos pulmões, pode provocar problemas respiratórios. A ingestão pode também provocar ainda vómitos e diarreias. Em último caso, a ingestão de detergente pode mesmo provocar a morte. Para além disto tudo deve ser chato se uma pessoa ficar com gases. Até devem sair bolinhas. Mas ao preço que o Tide tem em Portugal, se este jogo chegar a estas bandas vai ter que ser O Lidl Pod Challenge ou o MiniPreço Pod Challenge.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:00

Uniões de facto

por jl, em 13.01.18

cemiterio.jpgBoas.

Hoje enquanto lia as notícias, vi um artigo que dizia que as uniões de facto cada vez estavam a aumentar mais no nosso país. Mas como tudo na vida tem um fim, hoje venho falar de um assunto que embora seja pouco falado, penso que será importante. Cá vai:

Direitos da união de facto em caso de morte

Sabe o que diz a lei sobre os casais em união de facto? E dos direitos da união de facto em caso de morte?

Os casais em união de facto ganharam relevância jurídica nos últimos anos, sendo, em muitos casos, equiparados aos casados pelo registo. No entanto, os direitos da união de facto em caso de morte não são exactamente iguais (ao contrário do que muita gente pensa), pois, segundo o artigo n.º 2133 do Código Civil (CC), o membro do casal sobrevivo não é considerado entre aqueles que se consideram herdeiros legítimos. Ainda assim, os direitos da união de facto em caso de morte (e outros) estão preconizados legalmente na Lei n.º 7/2001, de 11 de Maio, relativa às “Proteções das Uniões de Facto”.

Direitos da união de facto em caso de morte

O membro sobrevivo de uma união de facto tem direito às prestações (pensão de sobrevivência) por morte do(a) companheiro(a) se, à data do óbito, estiver a viver com ele(a) há mais de dois anos em condições semelhantes às dos cônjuges, isto é, como se fossem de casados pelo registo.

O membro do casal sobrevivo pode também solicitar junto da Segurança Social as prestações por morte (subsídio em caso de morte) – tenha ela acontecido por acidente de trabalho ou doença profissional. Conhecendo nós como trabalha a Segurança Social, já dá para adivinhar que muitos dias serão passados nisto.

No caso da morte ocorrer por culpa de terceiros, tem direito à indemnização por danos patrimoniais. Relativamente aos danos não patrimoniais, o direito de indemnização cabe à pessoa que vivia com a vítima e, se existirem, aos filhos.

Ainda que o Código Civil não considere herdeiros legítimos o casal unido de facto, ou seja, uma pessoa que viva em união de facto não é considerada herdeira do seu companheiro (excepto por testamento, no qual conste a vontade da pessoa falecida utilizar a quota disponível da herança a favor do sobrevivo com quem vivia em união de facto) essa pessoa poderá continuar a viver na casa da família por um período mínimo de cinco anos (o período pode ser ampliado por igual tempo ao da duração da união de facto – se tiver durado mais do que cinco anos antes da morte – e, em casos de carência económica comprovada), após a morte do outro membro do casal. Ou seja, algumas pessoas já devem estar a pensar no casamento neste parágrafo!

Quando os membros da união de facto são co-proprietários da habitação, o sobrevivo fica com direito à mesma.

O membro sobrevivo poder solicitar ainda o pagamento de uma pensão de alimentos da herança do falecido.

Prontos aqui me despeço, mas só por hoje. Mas quem diz que é igual estar junto ou casado, afinal poderá não ser bem assim.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:58


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Comentários recentes

  • O Engenheiro

    Bem visto!!

  • Alfa

    Realmente... :).

  • mami

    gosto de pessoas originais!

  • Carlos

    Para tudo existe um limite, muitas vezes ultrapass...

  • Maribel Maia

    Ah ah ah! Os miúdos não querem outra coisa, pizza ...


Mensagens




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D