Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Muro azul

por jl, em 27.01.18

face.pngOlá.

Por vezes leio certas coisas que me fazem duvidar que esteja a ler e a compreender aquilo que me aparece pela frente. E aqui deixo um desses casos. Cá vai:

Doa filhas na Net por não ter comida para lhes dar

Mãe movida pelo desespero faz anúncio no Facebook.  

Uma jovem de 19 anos, moradora na pequena cidade do Mundo Novo, que fica situada no interior do estado brasileiro da Bahia, no Brasil, tentou doar as suas filhas através da Internet. No anúncio que foi publicado no Facebook, a jovem disse que tinha tomado a decisão porque está a passar por muitas dificuldades e não tinha comida para dar às crianças, uma de três anos e a outra de nove meses.

Na publicação, que chocou e indignou a população da cidade, localizada a 300 quilómetros de Salvador, a capital da Bahia, a jovem acrescentou que o pai das crianças é ausente e não ajuda em nada. Ainda segundo a publicação, ela tem passado muita fome, pelo que resolveu dar as crianças para que elas não passem também por isso. Outros moradores, revoltados com a decisão e o anúncio da jovem, denunciaram o caso ao Conselho Tutelar de Menores, que foi falar com ela. De acordo com o conselheiro Vinicius Cerqueira, depois da conversa a mãe das crianças arrependeu-se e desistiu de doar as duas meninas. Numa nova publicação, a jovem informou que não vai mais doar as suas filhas, garantindo que fez o primeiro anúncio num momento de desespero, mas que lhe fizeram ver que estava errada. Ela assegura que não vai mais desistir das meninas e que, apesar das dificuldades que passa agora e de estar prestes a ser despejada da casa simples onde vive com as crianças, acredita que Deus lhe vai mostrar caminhos para sair desta dramática situação e criar as filhas.

Ao ler esta peça ficou não com um, mas dois nós da garganta. Em primeiro lugar fico um pouco atónito em como o Facebook serve para tentar «dar» os filhos. E depois fico meio parvo que o artigo dê a entender que o único apoio que as autoridades tenham dado, tenha sido apoio moral. Claro que estou a falar sem saber concretamente o que foi falado. Mas quem precisa de ajuda para além de apoio moral, tem que ser apoiado também de outras maneiras.

Mas que hoje em dia o Face parece que serve para tudo, lá isso parece. Desde andar na cusquice, de ver anedotas que de piada só tem o nome; de servir de muro de lamentações; de ter amizades (embora por vezes nem se conheça essas pessoas); de compras; de vendas até chegar ao ponto de dar filhos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:19


A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

Mais sobre mim

foto do autor



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2018

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Comentários recentes

  • O Engenheiro

    Bem visto!!

  • Alfa

    Realmente... :).

  • mami

    gosto de pessoas originais!

  • Carlos

    Para tudo existe um limite, muitas vezes ultrapass...

  • Maribel Maia

    Ah ah ah! Os miúdos não querem outra coisa, pizza ...


Mensagens




Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D