Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

31
Mai19

Relações laborais!!

jl

euros.jpgBoas.

Hoje é mais um dia de trabalhinho e nem todos poderão dizer isso. Claro que nem toda a entidade patronal é exemplar. E é sobre isso que aqui falo já que esta semana foi divulgado um estudo (Caderno do Observatório sobre Crises e Alternativas) que dizia que quase 50% das horas extra não foram pagas em 2018, isto num total de 820 milhões de euros.

O documento conclui, a partir de cálculos com base nos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), que, só no ano passado, a totalidade das horas extraordinárias que não foram pagas correspondem a 49,4% do total trabalho suplementar realizado.

Segundo este estudo, no ano de 2017 mais de metade (53%) das horas extraordinárias ficou por pagar, num total de 814 milhões de euros, quando o total de retribuições deste trabalho deveria ter sido de cerca de 1,5 mil milhões de euros.

O observatório que fez este estudo conclui que o recurso às horas extraordinárias está a crescer devido ao facto de se ter verificado uma drástica diminuição do valor do trabalho suplementar desde as alterações legislativas de 2012, no contexto de reformas laborais acordadas com a famigerada troika.

As alterações ao Código do Trabalho em 2012 estabeleceram um corte para cerca de metade do valor das majorações pagas até então pelo trabalho suplementar.

Na primeira hora de trabalho extraordinário o acréscimo passou de 50% para 25% da hora normal de trabalho e nas horas extra seguintes passou de uma majoração de 75% para 37,5%.

Mas se a entidade patronal nada pagar, melhor será no ponto de vista deles.

Claro que nem todas as entidades patronais são iguais e também tenho que dizer que existem funcionários de uma qualidade duvidosa.

E um patrão não pode ser visto como um inimigo, mas sim como um parceiro. Acima de tudo temos que remar todos no mesmo sentido.

30
Mai19

Isto é muito mau!!

jl

portugal no fundo.jpgOlá.

No início desta semana um dos temas que esteve em forte debate foi da Inspecção que a Autoridade Tributária fez nas portagens de uma auto-estrada em que teve a colaboração da G.N.R..

Em primeiro lugar faz-me confusão como a G.N.R. faz de auxiliar de Cobrador do Fraque, enquanto que se vai ouvindo que faltam pessoas para fazer parte desta força.

Em segundo lugar, é da própria acção em si. No século XV até compreendia isto, mas no século XXI é quase incompreensível, até porque hoje em dia já existem muitas maneiras de se cobrar dividas. E se a rapidez para isto acontece num ápice, o porquê da velocidade não ser a mesma quando se fala de grandes devedores como os Berardos desta sociedade?

Mas se isto fosse aplicado a toda a gente, então todos os carros do Estado já estariam penhorados, porque basta ler a lista dos milhões que o Estado não paga.

Já no decorrer da semana os autarcas de Barcelos, Santo Tirso e o presidente do Instituto Português de Oncologia foram detidos por suspeitas de corrupção.

Nós gostamos muito de dizer que o Brasil é quase uma Republica das Bananas, mas quem foi o mentor de tudo isto? Pois!!

Será que neste país só o mexilhão é que é honesto?

29
Mai19

Quando é que isto mudará?

jl

europeias 2019.jpgOlá.

Hoje enquanto lia o jornal, deparei-me com um artigo que falava sobre as eleições que decorreram no passado Domingo e fiquei deveras assustado.

Eu embora estando a trabalhar «perdi» cerca de cinco minutos e fui exercer o meu direito. Agora ler que quase cerca de 70% dos portugueses não se dignaram a dar a sua opinião acho que deixa qualquer um meio aparvalhado.

Até porque ao mesmo tempo se via que as praias de Norte a Sul do país estavam cheias. Sinceramente não sei qual vai ser o ponto de viragem desta situação, mas algum dia vai ter que acontecer porque um dia destes isto ficará numa situação insustentável. E se as pessoas que nasceram num tempo de liberdade (como eu), não derem valor ao que hoje em dia podem usufruir, pode ser que isto dê uma volta e aí será pior. Até porque a sociedade dos 3 F´s (Fado; Futebol e Fátima) parece que ainda anda aí, embora nos dias de hoje o Futebol ocupe a quase totalidade da nossa sociedade. Basta ver os canais nacionais e ver a quantidade de programas em que se fala de tudo em relação ao mundo da bola, mesmo que de futebol pouco se fale.

Sendo eu pai de uma pimpolha, espero dar-lhe a formação de nunca ser passiva na sua escolha.

28
Mai19

Ai existem mais desportos?

jl

surf.jpgBoas.

Agora que, quer a Liga NOS e a Taça de Portugal terminaram, as atenções já estão viradas para o futebol ou para o Mundial de Sub-20 (uns cinco por cento), as transferências que vão ocorrer no mercado (uns quinze por cento) e a restante percentagem para a Selecção de Futebol que irá participar na Liga das Nações. E para atestar isto basta ver ou os jornais ou os noticiários televisivos. Mas e por incrível que pareça existem outras notícias de Desporto e é sobre isso que falo, porque esta semana que findou a portuguesa Marta Paço, de 14 anos, invisual, sagrou-se campeã da Europa de surf na classe AS-VI, no primeiro campeonato de surf adaptado, na Praia do Cabedelo, em Viana do Castelo.

Ainda neste campeonato, Camilo Abdula é vice-campeão europeu na classe AS1, Nuno Maltêz, na categoria AS4, foi quarto da geral e Nuno Vitorino sagrou-se campeão europeu na categoria AS 5 Assist.

Por equipas, Portugal conquistou a medalha de bronze.

Claro que se fosse um jogador de futebol de um dos grandes que tivesse um ataque de caspa, iriamos ver peças durante uns dias, mas como o tema não era esse, isto cai no esquecimento. Mas ainda existem excepções como a Câmara de Viana do Castelo que em Janeiro atribuiu à jovem, o título de Cidadã de Mérito, a personalidade mais nova de sempre a receber aquele título honorífico de Viana do Castelo.

26
Mai19

Eleições

jl

eleicoes-europeias-26maio.jpgBoas.

Hoje é daqueles dias em que as notícias só terão dois temas. A primeira é sobre as eleições europeias e a segunda é sobre o rescaldo do jogo da Taça de Portugal que aconteceu ontem entre o Porto e o Sporting. Mas o que me leva a escrever aqui estas linhas é que pela primeira vez estou do outro lado e farei parte de uma mesa de voto (e como independente). E sei que daí desse lado muita gente antes quer ir passear; aproveitar o Sol numa esplanada; dormir ou simplesmente não fazer nada, mas se as pessoas estão descontentes ou contra os políticos, penso que a melhor maneira de o fazer é votar branco ou nulo. E para isso cinco ou dez minutos do seu dia são suficientes.

Mas como a escolha é de cada um, a decisão será dessa mesma maneira.

25
Mai19

Onde votar?

jl

eleicoes_europeias_2019.jpgBoas.

Hoje é o dia decisivo no que diz respeito à equipa que vai conquistar a Taça de Portugal, enquanto que amanhã será o dia em que se decidirão as pessoas que ficarão a representar-nos na União Europeia. E sendo uma coisa que nada custa, este ano ainda será mais simples fazer isto.

Uma das coisas que acontecerá este ano é o fim do número de eleitor e com isso todo o processo ficou mais simplificado especialmente que agora existe uma plataforma criado pelo Ministério da Administração Interna onde os eleitores podem aceder com o número do cartão de cidadão e a data de nascimento.

Esta plataforma (www.recenseamento.mai.gov.pt) disponibiliza o local de voto, com a morada, e a secção onde o cidadão vai poder proceder ao voto para as eleições europeias de 26 de maio.

Quando acede à ligação com os seus dados pessoais, a mesma disponibiliza o posto de recenseamento, local de voto, seguido pela respectiva morada, e pela secção de voto.

É de destacar que os cidadãos portadores de Cartão de Cidadão, residentes em território nacional, continuam a ser automaticamente inscritos na freguesia correspondente à morada indicada no referido cartão.

Com o fim do número de eleitor, os cadernos eleitorais serão organizados, dentro de cada freguesia ou posto de recenseamento, por ordem alfabética dos nomes dos respectivos eleitores.

Também é possível saber onde votar através do envio de uma mensagem para o número 3838 com os dados: inserir RE no início, seguido do número de identificação civil sem dígito de controlo, no final inserir a data de nascimento (no formato AAAAMMDD). Exemplo:RE 12345678 19870514.

25
Mai19

Brincar de maneira saudável

jl

slime.jpgBoas.

Hoje trago aqui um artigo que para aqueles que não têm miúdos em casa pouco dirá, mas para aqueles que em casa tem algum pestinha poderá ser útil, quanto mais não seja ter conhecimento do que se passa. E hoje venho aqui falar do slime. E se isto tem um nome de exercício de aeróbica, o slime é na realidade uma substância viscosa e colorida que faz a alegria das crianças por esse mundo fora e tem-se tornado cada vez mais popular nos últimos anos.

Mas foram feitas análises, em que se descobriram dois produtos com boro em excesso O problema do boro. Mas afinal o que é este produto? O boro, mais usado sob a forma de ácido bórico, é uma substância sem cor nem cheiro, que, acima de determinados valores, está classificada, na Europa, como tóxica para a reprodução e irritante em caso de inalação ou ingestão ou em contacto com os olhos. Em excesso, pode causar diarreia, náuseas, fadiga, vómitos e cãibras.

O boro é usado para dar a consistência gelatinosa, extensível e resistente ao slime.

E muitas crianças ficam curiosas por fazer isto em casa, já que basta ir a sites como o YouTube e ver que existem milhares de vídeos sobre este tema.

E há de tudo: com ou sem cola, com dentífrico, espuma da barba ou ácido bórico, com dois ou três ingredientes, entre outras combinações.

E basta ir a uma farmácia que por 1 euro dá para comprar cerca de 30 gramas de ácido bórico e, assim que o fizemos, quiseram saber se íamos fazer slime.  

Mas se a compra é muito fácil, basta chegar a casa e ler as advertências na embalagem que dizem: “Pode afectar a fertilidade”, “conservar em local fechado” ou “usar equipamento de protecção”. Mas basta ver o que circula por aí na Net, para ver que nada disto se passa.

E outro perigo que se coloca aqui é a mistura de substâncias químicas sem qualquer conhecimento e sem indicação concreta das quantidades a considerar.

Dada a popularidade desta pasta e a facilidade com que as crianças conseguem aceder a vários ingredientes, que, sem precauções e misturados aleatoriamente, se podem tornar perigosos, é necessário muito cuidado. As receitas caseiras devem ser sempre supervisionadas por adultos, mesmo que se trate de kits de preparação e que refiram não conter ácido bórico.

Quando brincarem com este produto, as crianças não devem comer ou beber e, ao terminarem, é importante lavarem bem as mãos. Após a brincadeira, o produto deve ficar num local bem fechado. E a embalagem original deve ser bem guardada, para saber a quem reclamar em caso de problemas.

Uma receita segura

Na internet, existem muitas receitas que ensinam a fazer slime, mas sem chamarem a atenção para os riscos que implica o manuseamento do ácido bórico. Descubra, em baixo, uma receita inócua e divertida.

Mas porque não arranjar alternativa? Pois bem, existe outro método de conseguir um divertimento bem mais seguro e englobar os mais pequenos na confecção do produto. Cá vão então os ingredientes:

Ingredientes

Cerca de 180 g de marshmallows

Cerca de 100 g de farinha

Corante alimentar (opcional)

Pérolas para decorar bolos (opcional)

Como fazer:

– Coloque os marshmallows num recipiente e leve-os ao micro-ondas durante 30 segundos. Se necessário, repita, até conseguir que fiquem completamente derretidos.

– Junte metade da farinha e guarde a restante para colocar nas mãos, antes de amassar. Use ainda a farinha nas mãos, sempre que precisar de pegar na massa durante o processo.

– Misture até alcançar a consistência desejada. Isso acontece quando a massa deixa de colar aos seus dedos.

– Junte corante alimentar e pérolas para decorar a massa. Se acrescentar líquidos, terá de juntar mais farinha, até recuperar a consistência.

– E pode começar a brincadeira. Guarde a pasta enrolada em película aderente durante, no máximo, dois dias.

Para além dos miúdos ajudarem a fabricar a sua própria brincadeira, é incomparavelmente mais saudável.

24
Mai19

Para se ver bem!

jl

help-flash.jpgHola!

Hoy, desculpem lá. Hoje estava a ler um artigo vindo de Espanha e então apanhei um bocadito o espirito de portunhol. Mas voltando ao que dizia anteriormente, estava a ver um artigo que me chamou a atenção e que falava que no país vizinho se estava a estudar que uma luz led pode um dia destes vir a substituir o triângulo de emergência nas nossas viaturas.

Um dos temas que se debate é se isto será eficaz e funcional? E será que isto chegará a Portugal?

Em Espanha, esta luz vai passar a desempenhar a mesma função de alerta que, até agora, estava exclusivamente reservada ao triângulo de emergência. Segundo as autoridades espanholas, é mais prática e também mais facilmente visível.

O sistema conhecido como Help Flash, é um indicador luminoso que recorre a um sistema por luzes LED que chama a atenção dos outros automobilistas de que há algo estacionado na via ou muito próximo dela. Na realidade, desempenha uma função similar à do conhecido triângulo de emergência, que todos os condutores são obrigados a utilizar em Portugal (bem como o colete reflector), sendo obviamente mais visível durante a noite.

As vantagens do Help Flash ultrapassam a visibilidade em más condições, sejam elas afectadas pela noite, mas igualmente sob chuva intensa ou nevoeiro, mas já não serão tão evidentes os ganhos quando está sol ou o veículo (e o correspondente triângulo) estão numa zona bem iluminada. E já nem falo daquelas mentes preversas que irão brincar com estas luzes, fazendo com que os outros condutores pensem que é uma viatura de emergência.

As vantagens incluem ainda a possibilidade de o guardar no porta-luvas, em vez de num fundo da bagageira, o que torna mais fácil e, sobretudo, mais rápida a sua activação e utilização.

Do lado de lá da fronteira aguardam apenas a publicação de um Decreto Real para que a utilização do indicador luminoso não só passe a obrigatória, como substitua o até aqui obrigatório triângulo.

Assim que o decreto for publicado, o triângulo e o Help Flash passam a ser ambos legais e passíveis de serem utilizados, para depois, em Janeiro de 2024, ser a luz o único tipo de avisador que pode ser utilizado pelos condutores do país vizinho.

Veremos o que acontecerá aqui no nosso país, mas se isto é um óptimo sistema que permitirá uma melhor visibilidade durante a noite, já de dia o «velhinho» triangulo penso que será mais visível, embora a sua aplicação nem sempre seja a melhor.

22
Mai19

Miauuuuu

jl

miauuu.jpgOlá.

Hoje ao ver as notícias vi uma peça que me chamou particularmente a atenção, sendo que a mesma referia que em Portugal os gatos vão ser obrigados a ter um chip identificativo até 2021.

Até agora apenas os cães eram obrigados a usar estes dispositivos, mas agora, depois de um decreto-lei do Ministério da Agricultura, os gatos também terão de um chip, o qual terá um código de 15 dígitos e que permitirá saber várias informações sobre o dono e o próprio animal.

Este microchip, que será do tamanho de um grão de arroz, fará a identificação electrónica e consistirá numa pequena cápsula electrónica que é introduzida sob a pele do animal por via de uma injecção na zona posterior do pescoço.

Com base no projecto do decreto-lei, os donos que não coloquem um chip nos seus animais dentro dos prazos definidos estarão sujeitos a uma multa, em que o valor mínimo das não deverá chegar aos 50 euros, mas em casos mais graves o valor poderá chegar aos 3740 euros para as pessoas singulares ou 44890 para pessoas colectivas.

Segundo o que se apurou, os gatos que tenham nascido até este sábado serão obrigados a ter um chip de identificação até 2021. Após este sábado, todos os gatos que nasçam terão de ter, num prazo máximo de três meses (após o nascimento) o chip de identificação.

Estando nós em Portugal, a primeira coisa que deve assaltar as autoridades é que isto é mais uma maneira de ganhar dinheiro. Depois será mais um caso em que supostamente se preocupam com os cidadãos.

21
Mai19

Atenção ao xixizinho

jl

xixi (1).jpgBoas.

Hoje venho aqui trazer um tema que embora não seja de um conhecimento profundo da minha parte interessa-me porque é daquelas coisas que pode acontecer a qualquer um e falo mais concretamente das infecções urinárias e as principais causas delas aparecerem, sendo que ninguém está imune, mas atinge mais frequentemente as mulheres e isto deve-se muitas vezes ao desenvolvimento da bactéria E.coli no trato urinário.

Esta bactéria existe naturalmente no intestino de todas as pessoas, mas, existem alguns factores simples como fazer a higiene íntima incorrectamente ou não beber água que deveríamos, por exemplo, facilitam que essa bactéria alcance o trato urinário, causando a tão incómoda infecção.

Por vezes este problema passa quase despercebido e o corpo consegue combatê-lo naturalmente, mas quando surgem sintomas de dor ou ardor ao urinar, por exemplo, é necessário procurar cuidados médicos e iniciar o tratamento adequado.

Assim indico aqui as cinco principais causas do desenvolvimento da infecção urinária:

  1. Aguentar o xixi por muito tempo

Para além de permitir a eliminação do excesso de líquidos e toxinas do corpo, a urina também ajuda a limpar as paredes da uretra, eliminando bactérias que podem fluir até a bexiga. Por isso, reter a vontade de fazer xixi impede que esse processo de limpeza natural aconteça, facilitando assim o desenvolvimento de bactérias.

  1. Fazer a higiene íntima incorrectamente

Um dos locais que possui mais bactérias capazes de causar uma infecção urinária é o intestino, como tal, para limpar a região íntima deve-se sempre passar o papel higiénico de frente para trás, evitando o transporte de bactérias que estejam na região do ânus. É daquelas coisas simples, mas que raramente é ensinada.

  1. Beber pouca água

Da mesma maneira que prender a vontade de urinar por muito tempo pode facilitar o desenvolvimento de bactérias na uretra e bexiga, beber pouca água, durante o dia, também poderá ter o mesmo efeito. Isto acontece porque o nosso corpo deixa de produzir urina suficiente para ir à casa de banho várias vezes durante o dia, permitindo assim que as bactérias, que seriam eliminadas através da urina, continuem a subir até à bexiga.

  1. Ter pedras nos rins

Pessoas com pedras nos rins, normalmente, apresentam crises de infecção urinária frequentes, já que a presença das pedras pode fazer com que as vias urinárias fiquem mais entupidas e, por isso mesmo, a urina não é completamente eliminada. Quando isso acontece, as bactérias que proliferam na urina, dentro da bexiga, têm mais tempo para se desenvolverem e causar uma infecção.

  1. E agora uma aprte dedicada às meninas. Utilizar pensos higiénicos e tampões por muito tempo

Quando estes produtos de higiene feminina ficam sujos facilitam o desenvolvimento de bactérias, o que faz que podem chegar até ao sistema urinário, provocando assim a infecção urinária.

Para evitar este problema, deve-se substituir o penso ou o tampão frequentemente, de preferência a cada quatro horas.

Especialmente esta última parte foi com ajuda, já que não é uma matéria em que me sinta muito à vontade, mas como todos os conhecimentos são essenciais, acho por bem que os mesmos sejam aqui transcritos.

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub