Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

21
Jul19

Verão e saúde – parte 2

jl

verao 2.jpgBoas.

Aqui estou eu de novo com a segunda parte do artigo que fala sobre a saúde e esta altura do ano que é o Verão. Vamos lá então:

Quebras de tensão

A tensão arterial é a quantidade de sangue que corre nos nossos vasos sanguíneos para chegar às diferentes partes do corpo. Quando acontece uma quebra de tensão, isso quer dizer que a mesma desce abaixo do valor mínimo necessário para assegurar as funções de órgãos vitais. O calor promove a dilatação dos vasos e favorece a perda de líquidos, o que faz com que a quantidade de sangue em circulação seja diminuído.

Fraqueza, tonturas e desmaio são os três principais sinais de alarme a que deverá estar atento, especialmente durante os dias em que o calor aperta mais. Se tiver estes sintomas, sente-se ou deite-se. De seguida, eleve os pés acima da cabeça, para facilitar a chegada de sangue ao cérebro. Se for hipertenso, em vez disso, coloque uma almofada debaixo da cabeça. Quando se sentir melhor, levante-se progressivamente.

Para prevenir quebras de tensão neste e nos restantes meses do ano em que as temperaturas subam mais, evite permanecer ou praticar exercício em ambientes muito quentes durante longos períodos de tempo e beba muita água, de forma a compensar as perdas que o corpo sofre. Evite ainda o excesso de bebidas alcoólicas, tradicionalmente associadas à desidratação. Hidratar-se é essencial para o seu bem-estar.

Candidíase, pé de atleta e onicomicose

Estes problemas estão associados ao calor e à humidade, já que propiciam o desenvolvimento destas infecções que afectam respectivamente a vulva e vagina, os pés e as unhas, pelo que deve protegê-los. Estas infecções transmitem-se pelo contacto com pessoas que as têm ou por objectos ou superfícies contaminadas. Por isso, é importante tomar medidas preventivas:

- Prefira calçado largo e ventilado

- Após o banho, seque muito bem a pele, especialmente as axilas, virilhas e espaços entre os dedos dos pés

- Não ande descalça em pisos húmidos, como chuveiros, balneários ou saunas

- Não partilhe os seus utensílios de pédicure, nem roupas, calçado, pentes, toalhas ou bonés de outras pessoas

- Observe a pele e o pelo dos seus animais de estimação, sobretudo no caso de ter cães e gatos. Qualquer alteração como descamação ou falhas no pelo, pode ser sinal de uma infeção fúngica

- Evite também mexer na terra sem usar luvas

- Consulte o seu médico se existir sinal de infecção fúngica nos pés

- Evite usar roupas molhadas muito tempo, sobretudo fato de banho ou roupa interior. Ao sair do mar ou piscina, seque-se rapidamente

- Prefira roupa interior de algodão. Evite roupa interior apertada e cuecas tipo fio dental

- Evite também o contacto prolongado com água e sabão.

Otite

Causada por bactérias ou fungos, esta é uma infecção mais comum no Verão do que se pensa, especialmente em quem tem a membrana do tímpano perfurada. A mesma pode ser causada ou agravada por banhos sem a devida precaução, devido ao contacto com as águas. O risco de a contrair aumenta no caso de banhos em rios, os quais estão muitas vezes poluídos.

Perda total ou parcial da audição, dor, sensação de ter o ouvido tapado e otorreia (nome dado à escorrência pelo ouvido), são os sintomas a que deve estar atento. Caso não tenha antecedentes de traumatismo ou perfuração, aplique uma gota de álcool no ouvido aos primeiros sintomas. Aplique uma solução de água salgada por via nasal. Evite a entrada de água nos ouvidos recorrendo a tampões. Mas em caso de dúvidas consulte sempre um especialista.

No caso de ir para a praia ou para a piscina e se esquecer dos tampões, como por vezes sucede, um simples algodão com vaselina é eficaz, está sempre limpo e adapta-se perfeitamente ao ouvido.

Conjuntivite

É uma inflamação da membrana que reveste o interior das pálpebras e a parte branca do globo ocular. Este problema pode ter origem numa bactéria, num vírus ou numa alergia e isto são as causas mais comuns. Nos meses de Verão, o risco é agravado pelo maior contacto com a água do mar, rio ou piscina e pela tendência para termos uma postura mais relaxada face à saúde.

Vermelhidão, ardor, lacrimejar, secreção mucosa e sensibilidade à luz são os principais sinais de alarme. Como prevenir estas situações? Segundo os especialistas, não é difícil. Para isso basta ter alguns cuidados! Lavar as mãos frequentemente, evitar esfregar os olhos, não partilhar as almofadas ou toalhas de banho. Após o banho na praia ou piscina, aplique nos olhos uma lágrima artificial ou soro fisiológico.

Evite mergulhar com lentes de contacto já que estas «oferecem» uma superfície excelente para microrganismos aderirem e desencadearem uma infecção. Procure afastar-se de pessoas com quadros gripais, já que muitos dos agentes que provocam conjuntivite causam também infecções respiratórias.

Herpes labial

Também acontece muito neste período do ano. É uma reinfecção de um vírus adormecido, segundo dizem os dermatologistas, sendo que o primeiro episódio de infecção se manifesta através de uma reacção sistémica tipo gripe, após a qual o vírus permanece no organismo.

A par do período menstrual e do stresse, a radiação solar é um factor desencadeante deste problema.

Sensação de formigueiro ou prurido à volta da zona afectada e vermelhidão e bolhas que evoluem para feridas de difícil cicatrização dolorosas, como as úlceras, são os sinais de alarme mais comuns nestas situações. Para prevenir o herpes labial, evite o contacto com saliva de pessoas afectadas em fase de contágio, incluindo beijos. Evite ainda a exposição solar da área afectada.

No caso de ter algum sintoma, aplique um antiviral tópico, à venda em qualquer farmácia. Se a situação se tornar grave ou muito incomodativa, consulte de imediato um dermatologista. Tendo em conta que o herpes labial é particularmente contagioso, tenha também a preocupação de não contagiar os que o rodeiam. Além de não lhes dar beijos, deve lavar as mãos se tocar nos lábios.

Queimaduras oculares

Nos meses de maior calor, são muito comuns, ainda que continue a ser grande o número de pessoas que as tende a desvalorizar esta situação.  

De seguida deixo aqui três situações mais comuns que não deve, de todo, cometer:

- Exposição prolongada da vista ao sol. Isto pode causar lesões por secura da superfície dos olhos, muito dolorosas e que se podem associar a infecções.

- Olhar directamente para o sol. Daí podem resultar queimaduras da retina com perturbação permanente da visão.

- Utilizar óculos de sol sem proteção anti-UV. A exposição à radiação ultravioleta é um dos factores de risco para o desenvolvimento de cataratas e doenças da retina.

Esperando que estes conselhos sejam de alguma maneira uma pequena ajuda, mas não se esqueça que em caso de dúvida consulte sempre um médico.

20
Jul19

Verão e saúde – parte 1

jl

verao.jpgBoas.

Apesar do tempo ainda andar meio incerto, a verdade é que por vezes não pareça estamos em pleno Verão, mas olhando para o calendário é mesmo isso que se passa.

E se é verdade que por norma este é um período que andamos mais relaxados, por outro lado é nestes dias de maior calor, que podemos ser afectados com problemas de saúde que podem ditar complicações nos dias que supostamente seriam de descanso. Mas se existem situações que dificilmente se podem evitar, por outro lado podemos prevenir casos como golpes de calor, quebras de tensão, indigestões ou queimaduras oculares.

Mas falando de casos mais concretos vou então tentar ser mais específico:

Intoxicação alimentar

Nesta altura do ano convém ter ainda mais cuidado com o que se ingere para prevenir uma possível intoxicação alimentar que lhe pode dar cabo dos tão aguardados dias de férias.

Regra geral, um organismo que seja saudável consegue destruir a bactéria ou vírus, mas se este estiver fragilizado, como no caso das crianças, dos idosos e das pessoas muito cansadas ou em stresse, estarão mais susceptíveis a que aconteça algo. Eructações, ou em bom português, os arrotos, são, a par de náuseas, barriga inchada, vómitos, dor na região abdominal, febre e diarreia os sinais de alarme a que devemos estar atentos neste período.

Para prevenir este tipo de problemas, prefira sempre alimentos secos e evite aqueles que têm cremes, molhos, maionese, manteiga ou bolos recheados, mesmo embalados. Poderão saber muito bem no momento, mas serem prejudiciais algum tempo depois. É preciso ter também particular atenção à frescura de ovos, marisco e bivalves. Se tiver que transportar alimentos, leve os mesmos numa arca refrigerada. Mas se tiver dúvidas sobre a frescura e refrigeração dos alimentos vendidos em barracas de praia ou nos países muito quentes para onde viaje, então não os consuma.

Indigestão

Esta é daquelas coisas que infelizmente também é muito comum nesta fase do ano. Este problema acontece se algo perturba o processo normal de digestão, que pára ou fica lento. Se fizermos exercício físico intenso depois de comer, o corpo ou envia sangue para os músculos ou para o estômago. O mesmo pode acontecer ao mergulhar durante a digestão, a menos que a água esteja a uma temperatura idêntica à do nosso corpo, ou seja cerca de 37º C.

Se estiver exposto ao sol durante muito tempo, devido à vasodilatação nos membros inferiores, também pode suceder, sobretudo em crianças ou idosos. Dor de cabeça, no caso de uma pequena paragem de digestão, dores fortes na zona do estômago e na parte de cima do intestino, cãibras ao fazer exercício e desmaio são os sinais de alarme a que deve estar atento, em caso de indigestão. Perante a ocorrência de algum deles, interrompa o comportamento que pode ter provocado a paragem de digestão. Se necessário, não hesite e ligue imediatamente para o 112, expondo claramente a situação.

Para prevenir este problema, na praia ou na piscina ou em dias de piquenique no campo, faça sempre refeições leves, cuja digestão não implica um afluxo de sangue significativo ao estômago. Mas evites passar muitas horas sem comer, como acontece muitas vezes. Não se esqueça que três horas é o tempo que deve esperar, após uma refeição, antes de se expor intensamente ao sol, de tomar banho ou de fazer exercício físico. Os azares não acontecem só aos outros!!

Golpes de calor

Este é um dos piores efeitos do calor intenso, apesar de isto também poder suceder em dias de sol moderado. Esta situação ocorre quando o organismo deixa de produzir suor para arrefecer. Em apenas um quarto de hora, a nossa temperatura corporal pode atingir os 39º C, podendo causar danos cerebrais ou mesmo a morte. Por isso convém estar atento a sintomas como a febre alta, pele vermelha, quente e sem suor, pulso rápido e forte, cefaleia, tonturas, náuseas, confusão, perda de consciência.

Esgotamento devido ao calor

Em situações extremas de exposição ao calor intenso, podem surgir problemas graves que exigem cuidados médicos urgentes, como é o caso deste problema, que resulta de uma alteração do metabolismo hidro-electrolítico pela perda excessiva de água e de electrólitos pelo suor. Por isso convém estar atento a sintomas como sede e suor intenso, palidez, cãibras, cansaço, dor de cabeça, náuseas, vómitos, desmaio, pulso que oscila entre fraco e rápido, respiração rápida e superficial.

Retenção de líquidos

Milhares de pessoas sofrem deste problema mesmo que não se apercebam. O calor provoca uma vasodilatação venosa e linfática que leva a que o sangue e  não circulem com tanta rapidez e permaneça mais tempo nas veias e capilares, pelo que começa a passar mais líquido para o espaços entre as células, o que se acontece sobretudo nos membros inferiores.

Inchaço e ter uma sensação de peso e cansaço nos pés e pernas são sinais de alarme. Se por acaso os tiver, passe as pernas por água fria, massajando cada uma com o chuveiro, de baixo para cima, durante dois minutos, no final do dia. Quando se sentar para descansar, eleve as pernas ao nível da cintura. Para prevenir a retenção de líquidos, beba entra um litro e meio a dois litros de água por dia e afaste as pernas do sol. Na praia ou piscina, levante-se, no máximo, de meia em meia hora, para molhar as pernas e permaneça até arrefecerem. Banhe-se regularmente em água salgada.

A água do mar devido à sua alta densidade e riqueza em sódio, puxa o líquido intersticial, aliviando o edema. Quando não estiver demasiado calor, é aconselhável caminhar durante meia hora a uma hora, a passo ritmado, sem interrupções, para se fazer a drenagem do sangue através dos músculos da barriga da perna e do pé. Se tiver oportunidade, ande à beira-mar, com água pelo joelho, para promover a massagem.

Por hoje me despeço prometendo que amanhã continuarei com este artigo e não se esqueça que tenha atenção à sua saúde e daqueles que o rodeiam.

19
Jul19

Boas leis, mas más práticas

jl

cigarros.jpegBoas.

Hoje venho aqui deixar aqui umas linhas que tanto dizem respeito à Economia como à Ecologia. E digo isto, porque o que venho falar é ainda daquele mau hábito bem tuga de atirar a beata do cigarro para o chão. E este pode custar no mínimo cerca de 25 euros.

Basta andar em qualquer lado que ainda dá para ver que muita gente ainda tem por hábito atirar as beatas dos cigarros para o chão e não depositá-las nos cinzeiros. E se isto é uma situação que se vê muito nas nossas ruas, acho que ainda pior é nas nossas estradas,

Mas agora, este comportamento irá corresponder a uma multa mínima de 25 euros que poderá atingir os 250 euros de valor máximo. Claro que tudo isto será na teoria. A prática será outra coisa.

Mas voltando à Lei, as entidades que não disponibilizarem cinzeiros aos seus clientes cometerão uma infracção que poderá valer uma coima entre os 250 e os 1500 euros.

O diploma já tinha sido aprovado na generalidade, porém, irá a votação final global nesta sexta-feira.

O objectivo dos nossos governantes é que a mesma entre imediatamente em vigor mas está previsto um ano de adaptação, em que não serão aplicadas multas e onde o Governo será obrigado a efectuar acções de sensibilização junto de consumidores, empresas bem como em outras entidades.

Acima de tudo temos que apostar nas nossas crianças, já que aí também apostaremos nos adultos de hoje e amanhã. Em Portugal somos um exemplo em termos de leis, mas no que diz respeito à aplicação!!

Quantas pessoas conhecem que tenham sido multadas por atravessar fora das passadeiras?

18
Jul19

Atenção ao docinho

jl

refirgerantes.jpegOlá.

O tema que hoje me traz aqui são os refrigerantes. Embora os últimos dados indiquem que depois do aumento de preço devido aos açúcares, a venda tenha abrandado, a verdade é que o seu consumo continua a ser demasiado. Até porque se o açúcar baixa, os aditivos em cada bebida sobem para compensar isso mesmo. Mas afinal, o que está em cada bebida que nos é servida?

Portugal, Reino Unido, França, alguns estados nos E.U.A. ou a Espanha são alguns dos governos que já implementaram impostos para desacelerar o consumo de açúcar e por consequência melhorar a saúde das populações.

No mercado português, Coca-Cola, Pepsi-Cola, Trinaranjus, 7Up, Schweppes Limão, Fanta Laranja, Nestea Limão, Lipton Limão e Sprite, são estes os refrigerantes (por ordem decrescente) com a maior quantidade de açúcar actualmente. Coca-Cola e Pepsi-Cola lideram com 35 gramas de açúcar em cada lata de 33 centilitros. Mas em contrapartida, as versões originais são as únicas que não apresentam aditivos sintéticos na fórmula, isto segundo o jornal espanhol ABC.

Mas esta análise revela uma tendência cada vez mais clara, desde que começou a nível global a pressão para reduzir a presença do açúcar nos refrigerantes, as marcas compensam com a adição de edulcorantes, que mantêm o sabor doce.

As versões light ou zero dos produtos são as que apresentam mais edulcorantes para compensar a falta do açúcar, em comparação com os refrigerantes originais. Esta medida foi aplicada depois de decisões governamentais e da pressão de autoridades sanitárias, que ordenaram um corte nos açúcares para combater a obesidade crescente na população, além da ligação com a existência de diabetes tipo 2.

Como as marcas não são muito de ficar a dormir, as latas de Sprite já apresentam uma taxa 80% menor do que anteriormente, enquanto que a Fanta já diminuiu em 30%.

Um exemplo é que uma  lata de 7Up, pode ter até 24 gramas de açúcar. Em contrapartida, o aspartamo e o acessulfamo — um composto químico 200 vezes mais doce que o açúcar — são aditivos químicos presentes na sua fórmula. São, aliás, dois dos seis edulcorantes mais comuns, além do ciclomato de sódio, a sucralose, a neohesperidina e os glucosidos de esteviol. Nomes esquisitos, mas que hoje em dia estão presentes em milhares de produtos.

As versões light e zero da Pepsi apresentam os mesmos aditivos da 7Up, e os exemplares da gigante Coca-Cola ainda colocam o ciclomato de sódio à equação. Já o Trinaranjus possui o ciclomato e sucralosa. As versões originais da Fanta e Sprite apresentam uma mistura de três edulcorantes, sendo eles o acessulfamo, a nehespiridina e o aspartamo, além da adição de açúcar. O que é giro é que na publicidade a palavra natural está sempre presente.

Mas o resultado de todas estas restrições são bebidas com menor peso calórico, mas, ao mesmo tempo, adoçadas a partir de um uso extensivo de aditivos sintéticos que, segundo novas pesquisas, podem acelerar ainda mais a intolerância à glicose e criar problemas metabólicos, levando também à obesidade e diabetes. E falta saber os resultados a longo prazo.

17
Jul19

Quero nanar

jl

dormir.jpgViva.

Sabem aqueles dias em que quando acordam parece que levaram uma carga de porrada e que depois de cinco minutos após saírem da cama ficam com enormes saudades dela? Pois bem, hoje não é que esteja assim, estou pior, porque ando com um sono que até um zombie parece estar desperto comparado comigo.

E escrevo isto porque li um teste que segundo o que os entendidos da matéria dizem, o mesmo dá para verificar se dormimos o tempo suficiente, sendo que vários estudos apontam que o número ideal de horas de sono se situa entre as 7 e as 8 horas.

O teste criado pelo terapeuta Nathaniel Kleitman, da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos, pode ajudar a avaliar o nível de privação do sono de cada um.

Esta «prova» deve ser feita nas primeiras horas da tarde. E o que é preciso? Para se fazer isto é necessário um quarto silencioso, uma colher e um tabuleiro de metal.

Deite-se e segure a colher com a mão na ponta da cama.

No chão, na direcção da mão, coloque o tabuleiro de metal.

Antes de fechar os olhos, memorize as horas.

Quando adormecer, a colher não deve tardar a cair no tabuleiro de metal, provocando algum barulho. Depois veja as horas novamente e faça então as contas.

Resultados

- Se adormecer menos de cinco minutos depois de fechar os olhos, está em défice bem elevado de sono

- Se adormecer em dez minutos, tem uma certa falta de sono

- Se ficar acordado durante 15 minutos ou mais está a dormir o suficiente

Bem simples, mas pelos vistos bem eficaz.

P.S.- vou fazer isto em casa, mas o tabuleiro não pode ser de louça, senão em dois minutos lá vai a travessa!!

16
Jul19

Queixinhas

jl

policias.jpgOlá.

Agora que nos encontramos em período de férias, é altura de vivermos um pouco mais descontraídos. E isso faz com que muitas vezes esse relax nos leve a situações mais desagradáveis. E neste caso falo dos assaltos que é daquelas coisas que ninguém está livre. E depois disto acontecer ainda existem pessoas que ficam com dúvidas sobre os procedimentos a tomar. E se a maioria de nós sabe que apresentar queixa na Policia é fundamental, existe muita gente que não o faz até porque num inquérito recentemente efectuado, apenas dois em cada 10 cidadãos que apresentaram queixa se revelaram bastante satisfeitos com o resultado da mesma. Não é de surpreender.

Mas a verdade seja dita, se nós portugueses temos sempre uma desconfiança sobre estas coisas, a verdade é que de acordo com o Instituto de Economia e Paz, Portugal é o quarto país mais seguro do mundo.

Mas apesar disto tudo, como podemos apresentar queixa se nos acontecer um azar:

  1. Onde apresentar a referida queixa?

Para isto basta dirigir-se a uma esquadra da Polícia de Segurança Pública (PSP), a um posto da Guarda Nacional Republicana (GNR), a um piquete da Polícia Judiciária (PJ) ou apresentar a queixa directamente junto dos Serviços do Ministério Público, exigindo um documento comprovativo. Pode ainda apresentar uma queixa electrónica ou denúncia através do site.

  1. Em que circunstâncias isso acontece?

Face a um crime público, qualquer pessoa pode apresentar queixa, ainda que não seja vítima (violência doméstica). Mesmo que o ofendido se arrependa e queira desistir, o processo continua mesmo assim. Nos crimes semipúblicos (como furto), é necessária queixa (por regra, do ofendido). Nos crimes particulares, o ofendido tem de se constituir como assistente (injúrias).

  1. Como denunciar um crime?

Se o crime tiver natureza pública (assalto/roubo, corrupção, por exemplo), qualquer cidadão o pode denunciar, mas não é obrigado a tal. Não tem de saber a identidade do autor, nem contratar advogado — tão pouco pagar, ou conhecer o nome do crime. Se este tiver natureza particular (difamação ou injúrias), o ofendido tem de se constituir assistente no processo, o que implica ter advogado e pagar taxa de justiça.

  1. Qual o prazo?

Estando em causa crimes dependentes de queixa (crimes semipúblicos e particulares), a mesma tem de ser apresentada no prazo de seis meses a contar da data em que o titular teve conhecimento do facto e dos seus autores, sob pena de extinção daquele mesmo direito.

  1. É preciso pagar?

A regra é a de que não é preciso pagar qualquer quantia para que a vítima de um crime se queixe ou o denuncie, ou para que um cidadão denuncie um crime público de que teve conhecimento. A excepção é para os crimes particulares, em que se paga taxa de justiça para se constituir assistente. É daquelas situações em que se fica a pensar o porquê de se pagar impostos.

  1. É preciso advogado para fazer uma queixa ou denunciar um crime?

Não é preciso advogado para apresentar uma denúncia criminal. Mas, se a vítima quiser ser assistida no processo penal, tem esse direito e pode contratar advogado livremente. Se não tiver meios económicos para tal, pode pedir a concessão de apoio judiciário, na modalidade de nomeação de patrono, junto de qualquer serviço da Segurança Social. Pelo menos é assim que está escrito na Lei.

  1. É possível desistir da queixa?

Sim, mas só no caso de se tratar de crimes semipúblicos (furto). O mesmo não acontece no crime de violência doméstica, que tem natureza pública. Feita a denúncia ou participação, a vítima não poderá desistir.

Esperando que este artigo sirva pelo menos para o esclarecimento dos nossos direitos enquanto cidadãos.

15
Jul19

Eu quando for grande quero ser politico

jl

nos queremos bilhetes.jpgBoas.

Ontem enquanto via o site do Observador, vi uma peça que embora não me admire muito, achei «engraçado» pela mesma estar num jornal.

A mesma referia que o político Pedro Santana Lopes tinha usado meios do partido Aliança para pedir bilhetes para uma missão politica muito importante que era para a zona VIP para o NOS Alive. O mesmo deu uma explicação bastante lógica e disse que tinha sido um engano.

Esta situação aconteceu através dos meios oficias do partido Aliança, onde Santana Lopes tentou arranjar duas pulseiras VIP. O antigo primeiro-ministro referiu que as entradas eram para um casal amigo e que queria pagar. Não sei se a desculpa é engraçada ou então meia tété.

O email do pedido, que entretanto foi conhecido, tinha sido enviado pela secretária do Aliança, a ex-deputada do CDS Margarida Netto, e destinava-se ao diretor da promotora de espetáculos Everything Is New: “Encarrega-me o Dr. Pedro Santana Lopes de solicitar ao Dr. Álvaro Covões a possibilidade de arranjar duas pulseiras VIP para os dias 12 e 13 de Julho”.

O grande problema é que o email foi enviado também para parte da imprensa por engano. A mensagem foi rapidamente resgatada e desapareceu da caixa de entrada dos jornalistas que a tinham recebido quase tão depressa como lá tinha caído. Ainda assim, já era tarde.

Santana Lopes começa por admitir que tentou pedir bilhetes para o festival e que os mesmos eram para um casal amigo que vive no Porto e que tinham tentado comprar bilhetes para o seu filho mas não tinham conseguido por já não haver bilhetes disponíveis. Mas que tinha intenções de os pagar.

Uma pequena questão que aqui se levanta é que o email não fala de qualquer pagamento e, mais do que isso, pede especificamente duas pulseiras VIP.

Mas Santana Lopes não considera condenável para um político já que é amigo do Álvaro Covões há anos. Mas o que é engraçado é que o pedido foi feito pelo email do partido.

Depois de casos em que o Ministro Mário Centeno, pediu por várias vezes bilhetes para assistir a jogos do Benfica, ou que várias figuras foram a França ver os jogos do Euro, a classe política parece que não aprende com o passado.

14
Jul19

Bem protegido

jl

sol.jpgBoas.

Depois de um dia muito chocho eis que o tempo parece melhorar e faz com que a praia se torne mais apetecível. E com isso o cuidado a ter salta à vista. E se nós adultos temos que ter cuidado, então para as crianças esse cuidado deve ser muito maior.

E o que venho aqui falar é sobre se devemos reutilizar o protector solar do ano passado que temos lá guardado.

Os dermatologistas referem que a nossa pele deve ser protegida ao longo de todo o ano para evitar o cancro e outras doenças cutâneas, mas com as temperaturas a aumentar consideravelmente, a necessidade de usar um protector solar torna-se essencial.

Mas será que aquele frasco que sobrou do ano passado ainda está apto para ser utilizado?

Os protectores solares têm a data de validade inscrita na embalagem, geralmente de 12 meses. Mas existem alguns cuidados a ter quando se aproxima essa data, mesmo que ainda não tenha passado o prazo. Verifique a textura, a cor e o cheiro do produto. Se notar alterações, o melhor é não utilizar. E tenha atenção que se tiver uma criança deve verificar estes produtos, até porque muitas vezes eles são encaminhados para as escolas.

Se aplicar um protector solar que tenha passado o seu prazo de validade e esteja estragado, irá notar uma perda de eficácia na protecção, isto para além de haver a possibilidade de sofrer reacções alérgicas.

Para evitar que o protector solar perca as suas propriedades antes do tempo, guarde-o sempre num local seco e fresco, abrigado da exposição solar e de temperaturas elevadas.

Não se esqueça que o protector deve ser aplicado 30 minutos antes da exposição solar, em todo o corpo. E deve reaplicá-lo a cada duas horas.

Nunca se esqueça que a protecção solar conta na altura, bem como para o futuro.

13
Jul19

Que brasa!!

jl

Temperatura alta.jpgBoas.

Há uns dias atrás já se ouvia muita gente a dizer que nunca mais vinha o calor e que em meio de Julho o tempo estava muito xoxo e blá blá, mas agora que o calor chegou muita gente agora diz que isto é calor a mais e o que é demais é moléstia. Ao seja, como a minha avó dizia nunca ninguém está bem com a vida que tem. Mas especialmente à noite torna-se um pouco aborrecido o calor, até porque para dormir é complicado e tendo uma pimpolha que às duas da manhã não consegue dormir e quer ver bonecos no Panda é um pouco mais complicado.

Mas se no exterior pouco podemos fazer, já em casa é diferente e como é que a podemos ter mais fresca com este calor?

Durante o período de maior calor do dia, as portas e janelas devem estar fechadas, devemos correr os estores, persianas ou usar toldos. Os materiais reflectores devem ser usados, com isolamento térmico e de cor clara, como os estores brancos com isolamento térmico ou as venezianas de madeira ou em PVC (de uma cor clara).

As plantas altas perto das janelas para além de decorarem também ajudam a criar sombra.

Nunca se esqueça que à noite, deve abrir duas janelas opostas para criar correntes de ar e assim refrescar o interior da casa. Ao arrefecer as paredes, a sua casa resiste melhor às elevadas temperaturas durante o dia.

Uma ventoinha ou um ventilador de tecto serão suficientes, quando combinados com as medidas referidas anteriormente, se a sua casa for naturalmente fresca.

Mas se a sua casa for quente no verão, mas não quer ou não puder fazer obras de remodelação, instale aparelhos multi-split com uma unidade exterior e duas a cinco interiores. Caso tenha possibilidade de fazer obras, colocando tectos falsos, poderá optar por uma solução em que as unidades interiores ficam ocultas, sendo a distribuição do ar feita através de condutas.

Que actividades se deve evitar nos períodos de muito calor:

As tarefas como cozinhar, passar a ferro, fumar e utilizar pinturas ou colas são exemplos de actividades que deve colocar de lado, pois produzem calor e vapor ou contaminam o ar, afectando directamente a sua qualidade e renovação. Escolha sempre horas mais frescas para as tarefas domésticas. Já em relação ao cozinhar, este tempo de calor apela a umas saladinhas frescas.

Evite também ligar muitos aparelhos em simultâneo, como lâmpadas, televisores e computadores. A presença de pessoas num espaço fechado faz aumentar a temperatura e acima de tudo refrigere os electrodomésticos. Um exemplo é o frigorífico. Já reparou que uma coisa que faz frio no seu interior, produz calor no exterior? Deixe espaço para o ar circular.

Opte por vestir roupas leves e frescas, evite esforço físico e hidrate-se bem. E aí tenha muita atenção às crianças e aos mais idosos!!

12
Jul19

1 café não faz mal, mas 50!!

jl

cafeina.jpgBoas.

E eis que chega o dia que a maioria das pessoas esperava desde segunda-feira que é a nossa amiga sexta. E se os outros dias já nos deixam um pouco mais em baixo, chegar ao ultimo da semana deixa qualquer um mais em baixo. A não ser que esteja inserido na onda Red Bull que deixa qualquer um com asas. E se beber uma bebida destas não traz nenhum mal ao Mundo, a verdade é que hoje em dia especialmente as gerações mais novas exagera um pouco nos suplementos energéticos, onde a cafeina está muito presente e onde os milagres não acontecem. Se nos faz bem a algo, a verdade é que também nos prejudica em alguma coisa. E o artigo que aqui trago fala sobre isso mesmo. E falo mais concretamente de um jovem de 21 anos que morreu após consumir batido com demasiada cafeína. Este caso aconteceu na Austrália, no início do ano passado, mas só agora é que foram conhecidos os resultados das análises toxicológicas.

O jovem de nome Lachlan Foote, foi encontrado inconsciente pelos pais, no chão da casa de banho, a 1 de janeiro de 2018. Acabaria por morrer mais tarde, já no hospital, por causa de uma sobredose de cafeína, segundo foi apurado este mês com a divulgação das análises toxicológicas.

Inicialmente, acreditava-se que o jovem tivesse morrido por causa de uma sobredose de drogas. De acordo com o relatório do médico legista, Lachlan não tinha quase álcool no sangue mas sim cafeína. O jovem ingeriu, sem saber, uma quantidade extremamente perigosa e neste caso fatal de cafeína pura, ao ter misturado pó de cafeína ao seu batido de proteína habitual.

O pó de cafeína, diz o site australiano news.com.au, é consumido por desportistas e pessoas que praticam muito exercício físico, por ser energético. Porém, uma só colher de chá deste pó pode ser equivalente a entre 25 a 50 cafés. Uma monstruosidade.

Os pais do jovem, chamam agora a atenção para esta substância energética. Não se sabe onde foi adquirida pelo jovem, mas estes acreditam que tenha sido na internet.

E se as bebidas com cafeína fazem mal, então os suplementos que hoje em dia estão muito em moda nas camadas mais jovens e amantes dos ginásios poderão ser potencialmente fatais.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub