Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

30
Ago19

Banho ao sabor das estrelas

jl

banho.jpgOlá.

Eu por norma e contra a opinião dos dermatologistas sou daqueles que para além do banho à noite, de manhã não passo sem o meu duche. Mas hoje li um artigo que falava sobre algumas razões para tomar banho à noite e não de manhã, inclusive que é mais positivo pela nossa saúde e pelo nosso corpo.

 Inclusive optar por tomar um duche à noite pode fazer muito pelo seu sono e descanso, fazendo com que se sinta melhor ao acordar no dia seguinte, embora quando se acorde nem sempre é fácil.

Além dos benefícios mentais, a prática de uma boa higiene oferece vários benefícios fisiológicos também, como limpeza da pele e prevenção de doenças. Segundo o que li, fazer a mudança para um banhinho nocturno durante uma semana deixa qualquer um surpreendido.

  1. Para uma pele mais jovem e saudável o banho diário é essencial. Isso porque as hormonas de crescimento, por exemplo, regulam a rapidez com que a pele se renova. Também as hormonas sexuais impactam no tamanho das glândulas sebáceas. Essas hormonas tem o seu pico de actividade durante a noite (ai as malandras!), por isso um banho nesse período ajuda a remover quaisquer estímulos externos da pele, mantendo as hormonas em equilíbrio para realizarem adequadamente o seu trabalho.
  2. Um aspecto muito importante é lembrar-se que quando se deita nos lençóis e na almofada com toda aquela oleosidade e suor do dia pode causar acne, inclusive no corpo. O melhor é limpar bem a pele, tanto do rosto como do resto do corpo, para evitar a acumulação de impurezas nos poros, que levam a cravos e acne.
  3. Está cientificamente comprovado que o calor de um banho morno pode aliviar tensões e ansiedade, provocando o relaxamento e descanso, fazendo com que o soninho seja melhor.
  4. Durante o dia a cabeça e os cabelos retêm uma quantidade enorme de germes. Esses bicharocos que vão espalhar-se na sua almofada e consequentemente na pele do rosto enquanto dorme, podem provocar novamente acne e também um envelhecimento precoce.
  5. Se sofre de alergias sazonais, como alergia a pólen, o banho nocturno poderá ajudar muito. O pólen pode fixar-se na pele e vestuário, indo para a cama consigo a menos que tome um banho para eliminar esses resíduos, que podem piorar os sintomas existentes e prejudicar o sono.
  6. Também é óptimo para o seu cabelo. Principalmente para aquele encaracolado, que secam sem vento e se mantêm assim na horizontal, favorecendo a formação dos cachos e a acção de cremes hidratantes. Além disso, evita ainda sair de casa com os fios molhados, prevenindo gripes e resfriados.
29
Ago19

Shampoo com gelo e limão

jl

coca-cola.jpgOlá.

Como já aqui referi, agora ando a mudar a minha forma de comer e de beber e falo nisto porque sou daqueles que tenho sempre receio que os camionistas entrem em greve e então tenho sempre stock de produtos em casa. E digo isto porque em casa tenho umas garrafas de cola em casa que tendo cortado o consumo irão durar uns tempos largos, isto se não começar a tomar banho com ela. Estranho?

Eu também estranhei quando li sobre esta moda na Net.

Segundo o que li tudo terá partido quando a modelo e actriz Suki Waterhouse, (uma das ex-namoradas de Bradley Cooper), dizer que lavava o seu cabelo com Coca-Cola para que esta prática se tornasse viral na Internet.

Foi o suficiente para que imensos curiosos realizassem testes para verificar a eficácia da técnica. Uma dessa pessoas foi a norte-americana Ellie. No vídeo, Ellie conta que o seu cabelo é extremamente liso e que foram necessárias duas garrafas médias de Coca-Cola. Após secar o cabelo com a bebida, contou que os fios ficaram com uma textura meio seca, como se tivesse passado um spray de sal.

Vários especialistas nesta área dizem que este produto apresenta um ácido fosfórico que supostamente deixaria o cabelo mais brilhante. Para além disso, tem um ph baixo, logo é ácido, e  isso tem o resultado no cabelo de as selar cutículas e dar brilho. Como apresenta uma grande quantidade de açúcar, também supostamente traria brilho e maciez.

Segundo os peritos, quando a coca-cola é aplicada após o champô e tendo um período de pausa e sendo enxaguada e só assim seco, os relatos são de cabelos macios, soltos e brilhantes. Já quando se deixa secar com a coca no cabelo, o efeito fica  mais ondulado, mais texturizado com um acabamento moderno e despojado.

Todavia, os especialistas referem que a Coca-Cola não é e não deve ser usada como um produto de beleza já que não há nada comprovado, nem existem estudos. Portanto, é melhor ter cautela e usar produtos conhecidos para essas finalidades.

O desconhecido por vezes pode ser desagradável.

28
Ago19

Cuidados a ter, por si

jl

alimentação saudavel.jpgBoas.

Que esteja tudo bem aí desse lado. Desde ontem que a minha vida alimentar mudou um pouco. E isto porque a nutricionista que me atendeu disse que tomava o seu café sem açúcar. E como para mim este líquido era sempre acompanhado por açúcar ou adoçante confesso que fiquei um pouco reticente. Mas como não há como experimentar eis que comecei a fazer isso, embora tenha que salientar que tenho bebido pingo. E surpresa das surpresas, assim até se bebe bem.

Mas como tudo na vida é sempre preciso cuidado com a nossa saúde. E existem coisas que estão ao nosso alcance. E nisto falo sobre o que se pode fazer para reduzir o risco do cancro.

  1. Mantenha um peso adequado com a sua altura e a sua idade.
  2. 30 minutos de exercício físico por dia, nem sabe o bem que lhe fazia .
  3. Evite bebidas açucaradas e limite a ingestão de alimentos altamente energéticos, sobretudo se forem processados e com um teor elevado de açúcar adicionado, pobres em fibras e ricos em gordura.
  4. Faça uma dieta saudável. Consuma, diariamente, mais do que uma variedade de vegetais, fibras, grãos integrais e leguminosas, como o feijão. Em caso de necessitar de ajuda, não hesite e consulte um especialista.
  5. Reduza o consumo de carnes vermelhas, como vaca, porco e borrego. Evite carne processada. Não que não se possa comer esporadicamente, mas isso não é todas as semanas.
  6. Se consumir bebidas alcoólicas, um copo de vinho, não é um copo de litro.
  7. Diminua o consumo de alimentos salgados e processados com sal. Aquelas batatinhas fritas não se podem comer muitas vezes.
  8. Não recorra a suplementos nutricionais. Acima de tudo só gastará dinheiro.
  9. As mães devem amamentar, em exclusivo, até o bebé atingir os seis meses. Só depois pode adicionar outros líquidos e alimentos. Mas como em tudo na vida, cada caso é um caso.
  10. Não fume nem masque tabaco. Para além do dinheiro, poupará acima de tudo a saúde.
27
Ago19

Segurança Social do século XXI

jl

segurancasocialdireta.jpgBoas.

Por norma a maioria das pessoas gosta de bater no nosso Governo e de todas as instituições a ele ligados, mas hoje o que me leva a escrever é precisamente para deixar aqui um elogio à maneira como (certas) coisas estão a evoluir. O que venho aqui falar é sobre assuntos que agora já pode tratar no Portal da Segurança Social em vez de perder horas e horas em salas de espera.

Esta é uma plataforma que normalmente até é rápida, eficaz, segura e (que por enquanto,digo eu!) totalmente gratuita, estando disponível para particulares e para empresas e a qual permite consultar registos, esclarecer dúvidas e até solicitar a alteração de algumas informações e registos do cidadão.

Como aceder a este sitio?

Para aceder ao portal terá, em primeiro lugar, que efectuar o registo que depois lhe irá permitir ter acesso à sua área de utilizador.

Passo 1: Aceda ao site da Segurança Social Direta

Passo 2: Escolha a opcção “Efetuar Registo”;

Passo 3: Insira o seu Número de Identificação da Segurança Social (NISS);

Passo 4: Preencha o formulário com os dados pessoais solicitados (nome, a data de nascimento, número de Cartão de Cidadão e Número de Identificação Fiscal (NIF));

Passo 5: Insira depois os dados de contacto (e-mail e contactos telefónicos);

Passo 6: Seleccione como quer receber o código de verificação (SMS ou e-mail).

Nota a ter em conta: caso o seu código de verificação seja enviado para o seu e-mail, mas não o encontre na caixa de entrada, verifique se o mesmo estará na caixa de spam.

Passo 7: Insira então o código de verificação para activar a sua conta e definir a palavra-passe.

Passo 8: Aceda à sua área de utilizador inserindo o seu NISS e a palavra-passe. Estes serão os dados de que vai utilizar para efectuar o login de todas as vezes que quiser aceder ao portal da Segurança Social.

Mas afinal quais são os assuntos que pode tratar no Portal da Segurança Social?

Conta corrente; Família; Emprego; Doença; Acção social e Pensões.

- Conta corrente

No portal da Segurança Social Direta pode tratar de assuntos relacionados com a sua conta corrente relativos a pagamentos e recebimentos da entidade.

Pode também tomar conhecimento da sua situação contributiva, consultar se tem dívidas ou processos em execução fiscal e efectuar o pagamento das mesmas.

Poderá ainda consultar e alterar autorizações de débito directo, alterar a sua conta bancária e consultar ou emitir declarações de pagamento, entre outros assuntos relacionados com a sua situação contributiva.

2 – Família

O portal também permite tratar de assuntos relacionados com o abono de família, tais como o pedido de declaração de escalão, solicitação de abono pré-natal ou até tratar de questões relacionadas com o subsídio de parentalidade e outras prestações de que possa beneficiar.

3 – Emprego

Nesta parte tem acesso ao seu histórico de remunerações declaradas pelos empregadores. Pode ainda emitir a declaração de subsídio de desemprego e consultar o estado da sua actividade no caso de ser trabalhador independente.

4 – Doença

Também pode tratar de assuntos relacionados com doença, nomeadamente emitir declaração para subsídio e obter Cartão Europeu de Seguro de Doença.

5 – Acção Social

Neste sector pode solicitar apoios sociais, comunicar frequências mensais de utentes e consultar as prestações familiares de crianças e/ou jovens que estejam a cargo de instituições.

6 – Pensões

Ainda é possível aceder a simuladores de pensões, requerer pensão de velhice, bem como consultar o estado do pedido, consultar remunerações anuais declaradas por empregadores e pode também tratar de assuntos relacionados com Certificados de Reforma.

App Social +

Esta aplicação da Segurança Social (que está disponível para os sistemas Android e iOS) permite aos cidadãos e empresas acederem, de forma simples e rápida, a alguns serviços da Segurança Social.

Hoje em dia esta aplicação permite:

Consulta de valores de recebimento de prestações, bem como a data prevista.

Acesso às suas mensagens da Segurança Social Directa.

Consulta dos próximos eventos com a Segurança Social e sincronização com o calendário do seu dispositivo móvel.

Esperando desde já que este artigo seja de alguma ajuda.

26
Ago19

Cuidados a ter com a saúde

jl

mais saudavel.jpgOlá.

Hoje é daqueles dias em que a minha dieta vai tomar um novo rumo, já que para além da minha força de vontade vou contar também com o apoio de uma nutricionista.

Se há coisas que até nem é muito difícil de se fazer, a verdade é que se ter o apoio de um profissional ajuda. Pelo menos é o meu ponto de vista.

É que a dieta que se tem que se seguir não é daquelas dietas temporárias de perder um x número de quilos num determinado espaço de tempo, mas sim em mudar os nossos comportamentos. E o primeiro passo que se pode ter é o sabermos acreditar em nós mesmos.

A partir daí tudo se torna mais fácil, se não se conseguir seguir todos os passos, o iniciar uma mudança é sempre extremamente positivo.

E existem pontos numa dieta muito importantes. Aqui deixo alguns deles:

  1. Começar com um pequeno-almoço equilibrado

Começar o dia com um pequeno-almoço variado e equilibrado contribui para os níveis de atenção, concentração e memória, bem como para prevenir doenças como a diabetes e ajuda no controlo do peso. Desta refeição podem fazer parte a fruta, o pão e o leite, mas outras alternativas podem e devem existir pois variar o que se ingere é um dos princípios da alimentação saudável.

  1. Comer sopinha

A sopa é um prato de excelência e nutricionalmente muito rico, pela quantidade de vitaminas, minerais, fibras e água, importantes para o bom funcionamento do organismo e para auxiliar no controlo do apetite. Por isso é fundamental iniciar as refeições principais com sopa e para a confecção da mesma é bom ir variando as hortícolas utilizadas.

  1. Hidratar o seu corpo

A melhor escolha a ter é a água, como bebida de eleição. Ter uma correcta hidratação contribui para o melhor funcionamento do organismo. A recomendação é que se beba entre 1,5 a 2 litros de água por dia, em pequenas quantidades de cada vez e de forma frequente ao longo do dia.

  1. Fazer refeições planeadas

Planear as coisas é um dos segredos para uma escolha alimentar mais acertada. Planeie as suas refeições com antecedência e faça uma lista de compras dos alimentos que precisa para a semana. Prefira os alimentos não processados ou menos processados.

  1. Não saltar refeições

Evite passar muito tempo sem comer. Fazer cinco a seis refeições distribuídas ao longo do dia, permite que se mantenham estáveis os níveis de glicemia e previne que se ingira alimentos em excesso nas refeições principais.

  1. Cortar no açúcar, no sal e também nas gorduras

É fundamental evitar os produtos com elevados teores de açúcar, sal e gorduras. Leia bem os rótulos para fazer uma melhor escolha: no início da lista de ingredientes encontrará aqueles que estão presentes em maior quantidade e no fim os que estão presentes em menor quantidade no alimento. Para reduzir o sal, substitua-o por ervas aromáticas ou especiarias.

  1. Evitar os alimentos processados

Alimentos frescos e minimamente processados, como os hortícolas, a fruta e as leguminosas secas para além de serem mais baratos, são muito melhores para a nossa saúde.

  1. Valorizar os hortofrutícolas

A fruta e os hortícolas são alimentos com elevada densidade nutricional, apresentando elevados teores de vitaminas e minerais. A sua riqueza em água e fibra alimentar contribui para o aumento da saciedade, para a prevenção da obesidade e também para a regulação do trânsito intestinal.

É importante acompanhar o prato principal sempre com hortícolas e iniciar a refeição com uma sopa. Consuma 3 a 5 peças de fruta por dia, por exemplo ao pequeno-almoço, como sobremesa ou nos lanches. Varie os hortofrutícolas que consome.

  1. Não ser esporádico

Não procure dietas milagrosas: deve procurar ter uma alimentação saudável ao longo de todo o ano. E isso é daquelas coisas que não devemos esquecer. E não se esqueça que procurar o aconselhamento de um especialista (nutricionista) não é sinal de fraqueza, bem pelo contrário.

25
Ago19

E quando acontecer consigo?

jl

do 8 ao 80.jpgBoas.

Estamos numa fase em que a notícia que está em voga é os incêndios da Amazónia e isto depois de três semanas em que aquilo que esteve em voga foi a greve dos combustíveis. E a verdade é que todas estas notícias merecem destaque, mas a verdade é que estamos num país em que um Telejornal de hora e meia tem duas ou três noticias, enquanto que na maioria dos países existem blocos de meia hora com uma dúzia de notícias. E esta minha conversa vem no seguimento de uma peça que li que grande parte dos idosos vão para os centros de dia ou para os jardins em que convivem uns com os outros porque se sentem sozinhos, porque havendo falta de políticas de combate ao isolamento, o isolamento dos idosos é cada vez maior.

Para além do isolamento existem aqueles casos de idosos com problemas físicos ou psicológicos ou por falta de meios financeiros.

E estes casos ninguém os vê, ou as pessoas não os querem ver.

E com o aumento da esperança média de vida, esta situação fica cada vez maior na sociedade.

Se o individualismo é cada vez maior na nossa sociedade, nestas idades pior se torna porque o apoio que supostamente as novas gerações deveriam prestar às mais antigas, desaparecem.

E desculpas não faltam, ou porque a família foi viver para o estrangeiro, ou se está no país mora longe, ou os filhos trabalham muito e não conseguem acompanhar as necessidades dos pais, seja por questões económicas ou por falta de tempo em que se torna mais difícil o apoio a estes idosos, existe sempre uma desculpa.

Se há 30 ou 40 anos ainda existia o apoio da vizinhança em que existia uma amizade entre as pessoas, hoje em dia nada disso acontece até porque muitas vezes nem se sabe como se chama o vizinho do lado.

Claro que até Outubro de vez em quando este tema virá à baila, mas depois das eleições este é daqueles assuntos que será varrido para debaixo do tapete, e cabe a cada um de nós não deixar que isso seja o normal.

Até porque as pessoas parece que se esquecem que a vida correndo normalmente, todos irão para velhos. E depois como será?

24
Ago19

Atingir o ponto de fervura

jl

burnout.jpgOlá.

Estando a maioria das pessoas numa altura de férias, a calma impera um pouco nos lares. Isto seria num Mundo Ideal porque no dia-a-dia nem sempre é assim. Posso falar por mim que embora de férias, entre muitas outras coisas tenho que estar com a minha pimpolha já que a sua Escola está de férias. E isto não é um queixume porque estar na companhia dela é um prazer e não um castigo, mas vejo por mim que eu e a minha Maria temos que tirar as férias em alturas diferentes porque a nossa filha é a nossa prioridade.

Mas sei de casais que por vezes o fusível queima e sei que existem miúdos que colocam os pais à beira da loucura. E isso o que poderá ser? Será cansaço ou esgotamento?

O esgotamento ou burnout, é um conceito que muitas vezes é traduzido por esgotamento profissional, e que entrou recentemente na Classificação Internacional das Doenças da Organização Mundial de Saúde (OMS).

A síndrome de burnout foi pela primeira vez descrito em 1974. No entanto esta semana que passou, a OMS classificou-o como um fenómeno relacionado com o trabalho.

Na década de 70 do século passado, Herbert Freudenberger, médico de profissão, constatou que alguns dos colaboradores numa clínica para toxicodependentes que ele detinha, apresentavam, após um ano de actividade, desmotivação, queixas somáticas - como dores nas costas, problemas gastrointestinais e dores de cabeça - e também problemas de humor. Para além destes sintomas, os funcionários mostravam-se totalmente intolerantes a situações de stress.

O burnout pode afectar indivíduos com profissões ditas normais, no sentido de não terem uma depressão ou qualquer outra patologia prévia, mas pode cursar juntamente com uma depressão.

Em casos extremamente graves, o burnout pode levar ao suicídio mas, nestas situações, há invariavelmente uma conjugação de outras doenças, como a depressão, que escurece o passado, o presente e o futuro, deixando o doente sem qualquer sinal de esperança e perspectivas no futuro.

Segundo um estudo publicado pela Deco, os profissionais em maior risco de desenvolver crises de esgotamentos são os empregados de lojas e supermercados (43%), profissionais de saúde (39%) e quem trabalha em serviços administrativos (37%) ou em profissões ligadas ao ensino (28%).

Acima de tudo há que aproveitar as coisas boas da vida e não stressar por coisas que não passam de insignificâncias.

22
Ago19

O que nos faz mal

jl

alimentação saudavel.jpgBoas.

Sendo esta a época que por natureza a maioria das pessoas tem mais cuidado com o seu corpo, por outro lado também é no Verão que o pessoal descarrila mais um pouco. Ou um gelado, ou uma francesinha ou uma churrascada. Mas se nos dias seguintes houver mais cuidado, nada disso é proibido. Mas existem alguns alimentos que se devem evitar. E é precisamente sobre isso que falo hoje, porque existem alimentos que estão associados ao aumento de peso ou mesmo até ao risco de doenças como diabetes e cancro.

Nos últimos anos, estudos científicos identificaram diferentes ligações de alimentos com um risco maior de prejudicar o corpo humano, e, apesar de poucas quantidades não matarem ninguém, os nutricionistas recomendam comer vegetais frescos, grãos e, sempre que possível, tentar comer comida confeccionada em casa. Para além de mais económica, é também mais saudável.

De seguida deixo então alguns exemplos do que são considerados maus alimentos:

1- Açúcar

Riscos para a saúde: Doenças cardíacas, diabetes e cancro

Muitos alimentos contêm, naturalmente, açúcar, – frutas, grãos e lacticínios. O problema é quando o açúcar refinado é adicionado aos alimentos para melhorar o seu sabor e aumentar o seu prazo de validade.

Quando o número de triglicéridos é demasiado grande, estes podem acumular-se na corrente sanguínea, nas paredes das artérias, contribuindo assim para um maior risco de doenças cardíacas. O açúcar está também ligado ao cancro, uma vez que pode danificar as células.

2- Refrigerantes ou bebidas com açúcar

Riscos: Diabetes, doenças cardíacas e cancro 

Todos sabemos que os refrigerantes são prejudiciais para a nossa saúde, mas um estudo recente descobriu que cada dose adicional de sumo de frutas (mesmo que seja natural) que os adultos bebam por dia traz um risco 24 por cento maior de mortalidade. Isto significa que o sumo de frutas pode ser quase tão perigoso para a saúde como outras bebidas açucaradas, como os refrigerantes. E isto é daquelas coisas que quase ninguém fala.

3- Alimentos queimados

Risco: cancro

Quando carne como frango, porco, vaca ou peixe fritos em altas temperaturas, elas formam compostos que podem levar a alterações no DNA e que podem aumentar o risco de cancro. Todavia, um estudo descobriu que marinar as carnes em especiarias como alecrim, tomilho, orégão e sálvia pode reduzir o número desses compostos e com isso também se reduz ao sal.

4- Carnes vermelhas

Riscos: cancro e doenças cardíacas

A carne vermelha contém uma proteína que pode danificar o revestimento intestinal, aumentando o risco de cancro do cólon. Um estudo recente descobriu que as pessoas que consumiam mais carne vermelha tinham um risco maior de mortalidade, embora isso acontecesse porque as pessoas que consomem muita carne geralmente consomem menos produtos frescos e, naturalmente, perdem os seus benefícios.

Além disso, muitas carnes vermelhas são ricas em gorduras saturadas e colesterol, muitas das quais podem obstruir as artérias e aumentar o risco de ataque cardíaco.

5- Alimentos processados

Riscos: aumento de peso, cancro e diabetes

Um alimento processado pode referir-se a qualquer alimento que não seja uma planta, animal, fungo ou alga comestível. As pessoas cuja alimentação inclui muitos destes alimentos, têm taxas mais altas de algumas doenças mortais, segundo vários estudos científicos. Outra conclusão regular é a de que essas pessoas também tendem a comer em maiores quantidades.

Com efeito, um estudo descobriu que as pessoas com refeições processadas em apenas duas semanas ingeriam mais 500 calorias diárias e ganhavam mais peso do que quando lhes ofereciam a mesma quantidade de nutrientes através de alimentos menos processados. Por isso basta tirar conclusões.

6- Cereais processados e grãos refinados

Riscos: aumento de peso.

Os grãos refinados são encontrados em pães brancos, massas, arroz ou cereais. Esses alimentos podem parecer simples, mas costumam ser açucarados e processados. Mais importante, não são grãos integrais porque lhes tiraram as suas cascas: o farelo que nos fornece fibras, vitaminas, proteínas e gordura.

Em vez de começar o dia com cereais açucarados, muitos especialistas em nutrição sugerem comer um iogurte grego coberto com frutos secos e frutas vermelhas. Assim, conseguimos ter a gordura, proteína e fibra saudáveis o suficiente para ficarmos satisfeitos.

7- Qualquer tipo de álcool

Riscos: cancro e aumento de peso

Um problema com a bebida é que o álcool etílico em bebidas alcoólicas irrita os tecidos, tornando-os mais susceptíveis a danos causados por agentes cancerígenos. Um copo de vinho não fará mal, a não ser que o copo leve 1 litro.

21
Ago19

Férias poupadas e divertidas

jl

praia e crianças.jpgBoas.

Estando eu aqui nesta vida dura (que é estar de férias) aproveitei para ver o que tinha saído aqui de notícias e vi uma que achei curiosa e que na qual se falava de cuidados e também de estratégias de poupança a ter quer na praia ou na piscina.

Quando estamos de férias, estamos naturalmente mais expostos ao sol, e se formos adeptos de praia (ou de piscina) ao mar, à areia e ao cloro das águas. Estas actividades fazem com que tenha mais cuidados com o corpo e a saúde, os quais podem ter um impacto na nossa carteira.

Assim deixo aqui alguns cuidados para se ter umas férias divertidas, com o orçamento cumprido.

  1. Protecção solar

Segundo os dermatologistas que tenho ouvido, o protector solar deve ser utilizado durante todo o ano, uma vez que a exposição solar excessiva é o principal factor de envelhecimento da pele. É daquelas coisas que é muito giro ser moreno aos 30 anos, mas aos 70 parecer um carapau seco não tem assim muita graça. Mas voltando ao assunto, este produto é maioritariamente utilizado no Verão e principalmente no período de férias, com as normais idas à praia.

Os protectores (e não bronzeadores) devem ser utilizados tanto por adultos como crianças. Já o factor de protecção deve ser adequado ao tipo e cor de pele, pelo que aconselhamos a um factor mínimo elevado de 30 no corpo e 50 no rosto. No caso das crianças, o protector deve ter o factor mais elevado possível, devido à pele ser muito menos resistente.

E nunca se esqueça que mesmo para os adultos, colocar apenas uma vez protector solar por dia não chega. Deve colocar meia hora antes da exposição solar e repetir de hora a hora ou cada vez que sai da água. Deve cobrir todas as zonas do corpo, não esquecendo pés, costas da mão, rosto e lábios. E não se esqueça que para ter protecção não precisa de pagar uma «fortuna» por um produto de marca.

  1. Roupa de férias

O vestuário é também um aliado importante na protecção solar. Contudo, com o calor, é importante saber que tipo de roupa deve levar: opte por peças leves, confortáveis e de cores claras, sob pena de sentir-se ainda mais quente ao utilizar t-shirts escuras.

Em conjunto com o protector, utilize roupa que se mantenha seca, de maneira a não ferir a pele. Para as crianças, a regra deve ser a mesma, utilizando t-shirts de algodão brancas. Lembre-se também que, tanto adultos com crianças, devem proteger a cabeça com um chapéu de abas largas, para ter o máximo de sombra possível, e usar óculos de sol para proteger os olhos. E não se deixe levar pela publicidade. É tão eficaz uma t-shirt de algodão de marca branca como uma da marca xpto.

  1. Alimentação e hidratação

As temperaturas mais elevadas fazem com que se sue mais e, por isso mesmo, é preciso ingerir mais líquidos para estar hidratado todos os dias.

Também o tempo convida a alimentos mais frescos, por isso pode privilegiar a ingestão de frutas, legumes, saladas e muita água. Para a praia ou piscina, deve ter uma boa geleira para a boa conservação e transporte dos alimentos, de maneira a que mantenha a sua frescura o máximo de tempo possível. Se em casa preparar umas sandes para levar para a praia irá poupar muito mais, sendo que ao mesmo tempo estará muito melhor servido.

  1. Escolha do local

Quando se fala de Verão e de praia, há que falar também de segurança. Escolher uma praia de bandeira azul e vigiada é importante para que tenha dias de qualidade. A existência da bandeira vermelha, amarela ou verde também sinaliza se é boa ideia ir para o mar, que pode estar com remoinhos ou correntes perigosas. E se isto é daquelas regras fundamentais, quando se tem crianças à nossa guarda ainda mais importantes serão.

Em Portugal, existem também zonas balneares em risco de derrocada, pelo que deve respeitar a sinalização e afastar-se desses mesmos locais. A sombra pode saber bem, mas nesses locais poderá ser fatal.

 Na altura dos banhos, lembre-se dos períodos de intervalo entre refeições, para evitar choques térmicos e paragens de digestão.

Estas regras devem também ser passadas às crianças, para que estejam na areia ou no mar em segurança e com o apoio de nadadores salvadores e outros profissionais em casos de crise. E não se esqueça de repetir isto várias vezes, porque as crianças por norma esquecem-se facilmente destes conselhos.

E tenha sempre atenção aos gastos. Por vezes fica mais barato ir para a uma praia a 10 kms do normal, do que pagar estacionamento durante o dia na praia que costuma ir.

20
Ago19

Só há uma condição. Prevenir.

jl

calor e viaturas.jpgBoas.

Agora que o calor chegou aqui à nossa terra, eis que me lembrei de colocar aqui um artigo que fala sobre o calor e a relação deste com os carros.

E isto tem como base um estudo realizado nos Estados Unidos, o qual mediu a temperatura do ar e da superfície de carros estacionados ao Sol e à sombra e calculou o impacto provocado numa criança de dois anos deixada no seu interior durante uma hora. Esta pesquisa alerta para o enorme perigo que é deixar crianças dentro do carro para resolver assuntos rápidos no dia-a-dia.

Será que tinha ideia que um carro estacionado ao sol no verão pode atingir 70 graus no espaço de uma hora? Sabia que a esta temperatura os ovos fritam, as salmonelas morrem ou que uma criança possa sofrer lesões graves ou morrer por exposição excessiva ao calor? Isso é o que foi demonstrado por um estudo realizado pelas Universidades do Arizona e da Califórnia.

O estudo comparou diferentes tipos de carros e como estes aquecem em dias quentes quando expostos a diferentes quantidades de sombra e luz solar por diferentes períodos.

A pesquisa também levou em conta como essas diferenças interferiam na temperatura corporal de uma criança de dois anos deixada dentro de um automóvel.

O estudo quantifica as diferenças de temperatura dentro de veículos estacionados à sombra e ao sol, mas também deixava claro que até estacionar um veículo à sombra pode ser fatal para uma criança pequena.

Anualmente, pelo Mundo fora morrem centenas de crianças deixadas em carros quentes devido a complicações da hipertermia – quando o corpo aquece acima de 40º e não consegue arrefecer. A larga maioria destes casos tem como intervenientes um pai ou cuidador que se esqueceu da criança no carro.

Para carros estacionados ao Sol durante a simulação, a temperatura média da cabine atingiu 46,6 graus só numa hora. Já o painel atingiu em média 69 graus, os volantes cerca de 53 graus, enquanto que os assentos foram para os 50 graus.

Já nos veículos estacionados à sombra, as temperaturas interiores estavam próximas dos 38 graus após uma hora. Os painéis em média atingiram os 48 graus, os volantes 42 graus e assentos 40.

Aliás basta entrar no nosso carro e ver que mal conseguimos tocar no volante. Basta imaginar como é uma criança presa num assento de carro.

Para além disso, num carro nestas condições as pessoas exalam mais humidade no ar e quando isso acontece, uma pessoa não consegue refrescar-se suando porque o suor não evapora tão rapidamente.

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D