Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

09
Ago19

Carta de condução

jl

carta.jpgBoas.

Ontem estava eu a ver as notícias quando vi uma reportagem que falava sobre as lojas do cidadão e sobre os prazos enormes que se tem que esperar pelo cartão de cidadão e pela carta de condução. E neste último aspecto entrevistaram um cavalheiro de meia-idade que basicamente nem sabia se precisava de revalidar esse documento ou não. E como ninguém nasce ensinado andei à procura de mais explicações e aqui as deixo:

Se tem carta de condução antes de 2013, o que deve fazer para a renovar.

Quando deve revalidar a carta de condução?

A revalidação da carta de condução pode ser pedida nos seis meses que antecedem o termo de validade do título e deve ser revalidada de acordo com as idades abaixo indicadas, para as diferentes categorias de veículos, e independentemente da validade averbada no documento.

Se tirou a sua carta de condução antes de 2 de Janeiro de 2013 devem revalidá-la aos 50, 60, 65 e 70 anos de idade.

Atenção não se esqueça dos seguintes pontos

  • O título de condução não pode ser revalidado com mais de seis meses de antecedência.
  • Se deixar passar o prazo de revalidação está a cometer uma infracção rodoviária ao conduzir com a carta de condução caducada. Após 2 anos e até ao limite de 5,  sem que tenha revalidado a sua carta, terá de efectuar uma prova prática.
  • Se a carta de condução não for revalidada no prazo de cinco anos, é cancelado. Os titulares de carta de condução cancelada consideram-se, para todos os efeitos legais, como não habilitados.
08
Ago19

Cuidados a ter com o cancro

jl

corpo humano.jpgBoas.

Hoje enquanto via televisão estava a ver uma reportagem em que estavam a falar sobre doenças e um casal que se queixava sobre um problema que os afectava e que eram as constipações. Ao princípio até pensei que tudo não passava de uma brincadeira, mas ao fim de uns minutos vi que afinal tudo aquilo era real. Claro que cada qual apresenta queixas sobre os problemas que tem, mas um destes dias estava a ver um programa em que uma senhora que tinha tido já três cancros sorria para a vida de uma maneira linda. Mas lá está cada pessoa, é uma pessoa.

E ao ver isto lembrei-me de deixar aqui umas linhas falando precisamente sobre isso. E se existem cancros que aparecem por muito cuidado que se tenha, muitos deles podem ser prevenidos se nós próprios ajudarmos a isso.

Todos nós sabemos que quem fuma, bebe em excesso, abusa muito de produtos fumados, ou é obeso tem mais probabilidades de ter um cancro. Mas deixo aqui uns pequenos conselhos que nos poderão ajudar:

  1. Não fume. Não consuma qualquer forma de tabaco. Não existe uma maneira mais saudável do que outra.
  2. Faça da sua casa uma casa sem fumo seja para quem for. Em caso disso, apoie regras antitabágicas no local de trabalho.
  3. Mantenha um peso saudável. Isso fará maravilhas.
  4. Mantenha-se fisicamente activo no dia-a-dia. Limite o tempo que passa sentado.
  5. Tenha uma dieta saudável. Para isso não precisa de gastar mais, basta pensar de maneira assertiva.
  6. Se consumir álcool, limite o seu consumo. Não consumir bebidas alcoólicas é benéfico para a prevenção do cancro. Para se divertir não precisa de entrar no exagero.
  7. Isto é daquelas coisas que especialmente entre os mais novos (e mais velhos também) que ainda hoje passa um bocado ao lado. Evite a exposição excessiva ao sol, especialmente nas crianças. Use protector solar. Não abuse da sorte e não use solários.
  8. Proteja-se de substâncias cancerígenas no seu local de trabalho, seguindo as instruções de segurança e saúde. Esteja atento e seguro.
  9. Para as mulheres:

A amamentação, reduz o risco de cancro da mama. Se puder, amamente o seu bebé. Excelente para ele e maravilhoso para si.

A terapêutica hormonal de substituição (THS) aumenta o risco de determinados cancros.

  1. Muita atenção às suas crianças e assegure-se de que elas estão vacinadas contra:

Hepatite B (recém-nascidos).

Vírus do papiloma humano (HPV) (raparigas).

  1. Embora por vezes nós tenhamos a ideia que nada nos acontece, é importante participar em programas de rastreio do cancro para:

cancro colorretal (homens e mulheres);

cancro da mama (mulheres);

cancro do colo do útero (mulheres).

É fundamental termos cuidado com a nossa saúde, até porque as únicas pessoas que são imunes ao cancro são aquelas que já não estão entre nós.

07
Ago19

O mundo acabará proximamente?

jl

ikea.jpgBoas.

Desde já gostei muito de vos conhecer. E digo isto, porque o Mundo deve estar prestes a acabar, porque hoje li uma coisa que me faz ver isso mesmo.

E então o que foi que os meus olhos (que um dia a terra vai comer, como dizia a minha santa avó) leram?

Pois bem a tragédia que vi, foi que o IKEA irá acabar com o seu icónico lápis bem como com o metro de papel.

Ao que li, a empresa sueca diz que através de questionários que fez nas suas lojas conclui que mais de 60% dos clientes já não fazia uso do mítico lápis e reconheciam que utilizavam a aplicação ou página na internet para anotar a lista de produtos. Não duvido que este estudo seja verdade, mas para mim isto é falso!

Segundo aquilo que o IKEA disse aos seus funcionários, é que esta decisão se deve ao facto da protecção do ambiente e a sustentabilidade serem argumentos para que a empresa justificasse a decisão.

Segundo a empresa já existe uma alternativa pensada. Dizem eles que irão remover gradualmente os lápis das lojas oferecendo alternativas ao cliente, como a aplicação IKEA que permite desde planear a visita e criar uma lista de compras, até encontrar a localização de todos os produtos que estão na loja.

Mas eis que o fim do Mundo afinal parece que ainda será já, porque segundo a loja sueca, os clientes que não estiverem familiarizados com as novas tecnologia, o IKEA diz que vai continuar a ter à disposição um número limitado de lápis para os clientes que os solicitarem. Quanto ao metro, a fitinha de papel vai mesmo ter morte certa, já que não terá substituição, mas os suecos dizem que as pessoas não lêem os rótulos, os quais indicam as medidas do produto e utilizam o metro para medir algo que já está indicado.

Embora não sendo a reposição da felicidade plena, pelo menos assim já não será tão mau.

Ir ao IKEA e não tirar um lápis é quase igual a ir a Espanha há quarenta anos e não esconder os caramelos dos guardas fronteiriços.

06
Ago19

Para o calor, venha ele quando vier!

jl

noites quentes.jpgOlá.

Embora estejamos à porta de Agosto, a realidade é que aqui no Norte, temos dias que mais parecem de Março e as noites fazem-nos lembrar bastante as noites de Fevereiro. Mas estando nós à porta do mês que por norma é o mês de férias e de calor venho aqui deixar uns conselhos para quando o calor apertar. Se isto não se aplicar agora no mês que entra, pode ser que sirva para Novembro ou Dezembro.

De seguida deixo aqui umas dicas que ajudarão a que as noites sejam mais tranquilas e sossegadas:

  1. Colocar os lençóis no congelador durante alguns minutos, dentro de um saco de plástico. Caso não tiver espaço no frigorífico ou no congelador, opte por colocar apenas a fronha da almofada ou o pijama.
  2. Encher um saco de água (que normalmente é para água quente) com água gelada e levá-lo para a cama. Pode inclusive colocá-lo em pontos estratégicos de arrefecimento do corpo, como os joelhos, tornozelos, pulsos, pescoço, virilhas ou cotovelos. Em alternativa ao saco, uma garrafa de água gelada também serve este efeito.
  3. Usar um creme hidratante pós-solar de aloe vera antes de dormir, de preferência previamente refrigerado. Refrescará bastante.
  4. Encher uma garrafa antiga de perfume com água fresca e mantê-la na mesa de cabeceira para se borrifar quando necessário.
  5. Usar pijamas e lençóis de algodão, não muito espessos. O algodão é um material muito permeável, o que permite uma mais eficaz libertação de calor.
  6. Certifique-se de que não come demasiadas proteínas durante os dias de maior calor. As proteínas podem aumentar até 30% o ritmo metabólico, o que por sua vez pode aumentar a temperatura corporal.
  7. Jantar comida picante. A comida picante faz o corpo transpirar e, consequentemente, ficar mais frio. E para um melhor efeito, tente jantar no mínimo 3 horas antes de dormir. Mas atenção aos exageros.
  8. Faça exercício de manhã em vez de ao fim da tarde ou à noite. Desta forma, impede que o corpo aqueça em demasia quando a hora de dormir se aproxima. E mesmo nas horas mais frescas tenha atenção à temperatura.
  9. Se prefere tomar banho à noite, faça-o com água morna para que a temperatura do corpo baixe ligeiramente. Mas cuidado, não tome banho de água fria: o frio repentino fará com que o corpo reaja da forma contrária, preservando o calor e o objectivo falhe.
  10. Ao contrário do que normalmente se pensa, deve deixar as janelas de casa fechadas para que esta se mantenha fresca. Durante um dia de muito calor, a janela aberta apenas fará com que o ar quente da rua entre dentro de casa, aquecendo-a ainda mais e por consequência as noites fiquem ainda piores.
  11. Usar o mínimo possível de lâmpadas e aparelhos eléctricos no quarto, visto que estes produzem calor. E aqui as lâmpadas Led são muito mais eficientes.
  12. Manter os pés frescos, seja destapados ou em contacto com qualquer coisa fria, irá ajudar bastante.
  13. Colocar um recipiente com gelo à frente de uma ventoinha, para arrefecer o ar. Não se esqueça que a ventoinha apenas circula o ar, mas se optar por esta forma refrescará o ar.
  14. Mantenha-se hidratado durante o dia, mas não beba muita água à noite. Uma garrafa pequena de água antes de dormir é o suficiente para manter a hidratação, sem ter de sentir a necessidade de se levantar para ir à casa de banho constantemente durante a noite.
  15. Se morar numa casa com dois pisos e visto que o calor sobe, durma, se possível, no piso de baixo.
  16. Passe os pés e as mãos por água fria antes de dormir.
  17. Coloque uma pomada mentolada no peito e na testa antes de dormir ou se acordar a maio da noite. O efeito fresco fará com que adormeça melhor. Quem está ao lado pode ter que dormir de máscara, mas é só um pormenor.
  18. Coloque uma toalha no frigorífico durante uma hora e pouse-a sobre a cabeça enquanto tenta adormecer.

Enquanto as temperaturas estiverem altas, estas sugestões farão com que, pelo menos durante a noite, se sinta mais fresco e confortável e com isso o dia será encarado de uma melhor maneira.

05
Ago19

Conselhos para os pais

jl

bebes.jpgBoas.

Agora que a minha pimpolha já está nos 4 anos é agora que os meus cabelos brancos aparecem cada vez mais já não bastava «levar» com a Maria, agora é com a pimpolha. Claro que estava a brincar, até porque as noites ainda são frias para dormir cá fora.

Mas o que me leva aqui a deixar umas palavras foi um artigo que li, onde os Pediatras se queixavam dos Pais e sobre aquilo que os mesmos ignoram.

  1. Ponha o bebé no berço.

A Academia Americana de Pediatria, recomenda que os bebés partilhem o quarto dos pais nos primeiros seis meses, mas nunca a cama. Já que todos os dias morrem bebés sufocados durante o sono e que estavam na cama dos pais. E isto é daquelas coisas que poderá acontecer a qualquer um.

  1. Vacine a sua criança.

Embora haja consenso científico em relação a este tema, alguns pais ainda teimam em não vacinar os filhos. E, tirando os casos em que a criança é alérgica a uma vacina, os pediatras encaram a vacinação como um procedimento natural e obrigatório. Muitas casos graves que chegam aos cuidados intensivos podiam nunca ali chegar se as crianças tomassem as vacinas e exemplos básicos como o sarampo e a papeira não seriam motivo de tanta preocupação.

  1. Enfie um capacete ao seu piloto.

Cerca de 2 milhões de crianças entre os 5 e os 16 anos – cerca de 600 por dia – foram atendidas em serviços de urgência norte-americanos entre 2006 e 2015. A maioria dos casos entrou com um ferimento na cabeça depois de um acidente de bicicleta, porque os miúdos não usam capacete, sendo que a maioria dos pediatras aconselha os pais a equiparem os miúdos com essa protecção.

  1. Não exagere no açúcar que lhes dá.

Se há lugar onde a guerra entre frutas e vegetais versus salgados e doces não tem tréguas, esse lugar é o consultório do seu pediatra. E nós pais sabemos perfeitamente qual a maneira correcta de proceder.

  1. Mantenha os medicamentos fora do alcance das crianças.

A segurança dos medicamentos é outra «discussão» que existe entre pais e pediatras primeiro devido aos riscos de ingestão em crianças pequenas, mais tarde pela hipótese de recorrerem a eles em busca de opiáceos.

Temos que saber que as crianças conseguem abrir mais embalagens de medicamentos do que aquilo que imaginamos (aliás, por norma quem tem filhos sabe que eles conseguem fazer o impossível), o que pode originar a casos de ingestão de medicamentos. As tampas que por vezes temos dificuldade em abrir, nem sempre conseguem travar os ímpetos infantis, sendo os pais aconselhados a colocar remédios prescritos e sem prescrição num armário fechado à chave para evitar envenenamentos acidentais.

  1. Guarde bem objectos perigosos.

Quantas vezes já ouviu notícias em que um pai caçador deixou a sua arma acessível à criança lá de casa e aconteceu um acidente? E tanto acontece com uma arma ou com uma «simples» faca de cozinha. Previna.

  1. Proteja a criança do sol em excesso.

Qualquer criança a partir dos seis meses deve usar protector solar (e antes dessa idade não deve estar em contacto com o Sol), recomendam os médicos. Bebés mais pequenos devem ser mantidos longe do sol e usar roupas de protecção – como chapéus e tecidos de algodão que cubram a pele. que os pais não tenham cuidado com eles é uma coisa, mas com as suas crianças é outra.

  1. Não a encha de remédios nem se arme em médico.

Na época alta das gripes e das constipações, os pais querem ver os filhos bons da noite para o dia. Mas isso não quer dizer que tem de encharcá-los em medicamentos. E usar um antibiótico que trata infecções bacterianas para eliminar um vírus não irá fazer milagres. As crianças são expostas a um excesso de medicação que ajuda alguns vírus a desenvolverem resistência a antibióticos. Em vez disso, aposte com o conforto da criança e insista com ela para beber muitos líquidos e tomar o normal paracetamol para as dores.

  1. Tenha cautela no automóvel.

Hoje em dia, muitos hospitais, as equipas médicas ensinam os pais a transportarem os recém-nascidos no carro de forma segura antes de os mandar para casa.

As crianças têm de ser transportadas em equipamentos voltados para trás, pelo menos até aos dois anos. Além de não apressarem a mudança para um assento voltado para a frente, os pais também devem consultar o pediatra sobre outras questões de segurança do assento do carro sempre que tiverem dúvidas. Mas muitas vezes, isso não acontece. Se tiver dúvidas tenta saber as respostas. É o futuro do seu filho que está em causa.

  1. Atenção ao tempo passado diante de um ecrã.

O problema é que não são só as crianças – tal como elas, muitos pais passam o dia colados ao ecrã do computador, tablet, e do inevitável smartphone… O facto de passarem demasiado tempo expostas à luz azulada desses aparelhos pode fazer com que desenvolvam problemas de sono. E por isso mesmo e para que não haja consequências no futuro o bom senso é a melhor maneira de proceder.

E a maneira de proceder tem que ser mesmo efectiva, porque o que se faz (ou não) hoje irá ter consequências no futuro.

04
Ago19

Justificações online

jl

chave movel digital.jpgOlá.

Sempre que me falavam da chove móvel digital, essa era daquelas coisas que para mim entravam a cem e saíam a duzentos para ser sincero. Mas hoje li um artigo que me fez pensar no assunto, já que dava para ver que esta era daquelas coisas que afinal dariam muito jeito.

E o que tinha lido era sobre uma pessoa ir ao médico e esquecer-se de pedir a justificação? Saiba o que fazer.

Uma pessoa faltar ao emprego para ir a uma consulta médica ou a uma urgência hospitalar é daquelas coisas que se tenta evitar mas que nem sempre dá para fazer e pior é, nos esquecermos de pedir o comprovativo de presença ou como é conhecida, justificação. Mas agora pode fazê-lo através da internet.

A lei diz que quando se quer apresentar justificação para faltar ao trabalho, tal só é possível se a razão for umas das seguintes: casamento, falecimento de familiar, prestação de provas em estabelecimento de ensino, assistência a familiares ou motivos de saúde.

O Código do Trabalho que nos rege considera justificadas as ausências ao trabalho por motivo de doença, desde as consultas médicas à realização de exames ou análises, mas com a consequente perda de direito à remuneração relativa ao período pelo qual esteve ausente. Até porque os ordenados médios são de um montante abismal. Fui convincente?

Mas voltando ao tema, se tiver uma consulta médica ou alguma urgência hospitalar do Serviço Nacional de Saúde durante o período normal de trabalho diário, deverá pedir um comprovativo de presença durante o horário de funcionamento dos serviços.

Mas se por acaso se tiver esquecido de pedir a justificação quando saiu da consulta médica ou se preferir resolver essa situação de uma forma mais simples e evitar as filas e longos tempos de espera, saiba que pode tratar de tudo em qualquer dispositivo com acesso online.

Para isso, vai ter de entrar no site do Serviço Nacional de Saúde e autenticar-se com a sua chave móvel digital ou o cartão do cidadão, se tiver um leitor de cartões. Depois, entre na área que diz Consultas, Receitas e Exames e na opção Comprovativo de Presença seleccione a data da sua consulta ou urgência. Por fim, carregue em Guardar ficheiro. Não se esqueça que apenas a própria pessoa pode pedir o comprovativo de presença ou se tiver todos os dados do seu familiar.

Este serviço é gratuito e os comprovativos ficam disponíveis assim que a consulta ou urgência for registada pela unidade de saúde onde esteve. Se, por acaso, o seu comprovativo não estiver online, contacte os serviços directamente, para ver o que se passa.

Esperando desde já que este artigo sirva para ajudar.

03
Ago19

Crise dos combustíveis

jl

jerrican.jpgOlá.

O mês em que estamos por norma em termos de notícias é basicamente encher chouriços por parte dos jornalistas que trabalham nas redacções. Mas este ano, mesmo para os chouriços está um pouco complicado se os mesmos forem transportados por camião, porque este mês é que as pessoas que podem dialogar é que parecem estar a acordar com a greve dos camionistas que se prepara já há uns meses.

E se até há uns dias atrás, tudo parecia histórias para adormecer meninos, agora parece que as pessoas começam a ficar assustadas.

E se muitas criticam a atitude dos motoristas, já outras concordam que estes profissionais altamente qualificados são altamente prejudicados no que ao salário diz respeito. Mas isso acho que cada cabeça, sua sentença. O que venho aqui falar é sobre o conselho do ministro das Infra-estruturas, Pedro Nuno Santos, que disse que os cidadãos deviam começar a precaver-se no que diz respeito ao armazenamento de combustível pelos cidadãos, em vez de se esperar pelo dia 12 e vermos o caos nas estações de serviço como se viu da última vez.

Quando se pensa nisto, o que nos vem à ideia é de termos um jerricã para que se consiga guardar combustível. E basta andar à procura de uma embalagem desse tipo para se ver que a resposta que mais se vai ouvir é que os mesmos estão esgotados. Mas se for daquelas pessoas sortudas que conseguem arranjar esta embalagem, outras questões se levantarão.

Onde o armazenar?

Quantos litros?

E se isso é legal?

Para começar existe logo uma curiosidade: se não quer ter de pagar um imposto adicional apenas pode transportar até 10 litros de combustível no carro (e em recipientes devidamente adequados)?

E se por acaso a G.N.R. mandar parar numa operação STOP com um jerricã cheio na bagageira? Quais as coimas aplicadas? Se não sabe não se preocupe muito, porque a própria força militar tem muitas dúvidas. Uma das explicações que li no “Observador” foi de um militar que dizia que não era “aconselhável” ter mais de 60 litros (ou seja se forem 50, está na boa) num jerricã no carro. O mesmo sugeria que a factura fosse guardada para comprovar onde se tinha comprado o combustível, e que, se o armazenássemos em casa, tivéssemos em atenção a temperatura ou a exposição solar. O recipiente teria, por isso, de ser adequado.

Um outro militar, desta vez já de um destacamento de trânsito, afirmou que podíamos guardar até 1.000 litros de combustível, desde que num recipiente certificado, no carro ou em casa. Um outro apelou ao “bom senso”, mas referiu que, a partir de cerca de 100 litros, já seria necessária uma autorização específica. Como se vê, cada cabeça sua sentença.

De um quartel de bombeiros veio a informação que o combustível não pode ser armazenado em casa.

Mas a Protecção Civil referiu que o armazenamento de líquidos e de gases combustíveis à revelia da lei é punível com uma coima que vai dos 275 euros até 2.750 euros, no caso de pessoas singulares, ou até 27.500 euros, no caso de pessoas colectivas.

Mas para além de tudo isto, nós tugas vamos de uma maneira ou de outra arranjar maneira de ter uma gasolina de reserva lá em casa.

Em primeiro lugar vamos ter que comprar uma embalagem apropriada e não se esqueça que um jerricã de 5 litros custa entre os 5 e mais de 10 euros e não, não tem ouro no interior.

Depois temos que ver onde vamos armazenar esse material.

E não se esqueça que nem todo o plástico é igual, porque se colocar gasolina num garrafão que serve para água, a longo prazo o recipiente irá furar.

Nas garagens dos prédios só podem ser colocados veículos e respectivos reboques, assim, nesses locais, não é permitido armazenar combustível — nem gasolina, nem gasóleo.

Nas arrecadações de condomínio as regras são um pouco diferentes. Aí, é “proibido armazenar líquidos combustíveis cujo ponto de inflamação seja inferior a 21º C (como, por exemplo, o etanol, o álcool etílico, a gasolina e o benzeno) bem como líquidos combustíveis cujo ponto de inflamação esteja compreendido entre  21º e 55º C em quantidades  superiores a 10 litros (como aguarrás e aguardente) e ainda líquidos combustíveis cujo ponto de inflamação seja superior  a 55ºC, em quantidade  superior a  20 litros (como no caso do gasóleo ou do óleo de travões)”.

E eis que temos a lógica deste país: não é possível armazenar gasolina, mas pode guardar gasóleo até 20 litros (porque o ponto de inflamação deste combustível é mais alto). Ainda assim, para efeitos de segurança, no núcleo de arrecadações deve existir iluminação de emergência, sinalização, sistema de alarme e extintores.

Já no que diz respeito aos carros a gás GPL, só é permitida a existência de no máximo, 4 garrafas cheias ou vazias, com capacidade total não superior a 106 litros (n.º 5 do artigo 106º).

Mas e se não cumprir, qual a multa que está sujeito? De acordo com a Protecção Civil, o armazenamento de líquidos e de gases combustíveis, “em violação dos requisitos determinados para a sua localização ou quantidades permitidas (…), é punível com uma coima de 275 euros até 2.750 euros.

Mas e no carro?

Segundo o Código dos Impostos Especiais de Consumo, o transporte de combustíveis tem de ser feito num recipiente de reserva apropriado, com um limite máximo de 10 litros. Isto se quiser evitar ter o Fisco em cima e ser obrigado a pagar um imposto adicional sobre os produtos que transporta.

Porém, segundo o Acordo europeu relativo ao transporte internacional de mercadorias perigosas por estrada (conhecido por ADR), e que foi transposto para a lei portuguesa em 2010, um cidadão pode transportar no carro até 240 litros de combustível, desde que distribuído em recipientes adequados de 60 litros cada um. Mas isto em bom português quer dizer que, se quiser transportar mais de 10 litros, o Fisco poderá cobrar-lhe por isso, se for mandado parar numa operação STOP da Autoridade Tributária. Embora talvez se safe pensando que em Outubro vai haver eleições.

Mas tenha muita atenção que caso aconteça algum acidente ou incidente que seja provocado ou intensificado pela presença dessas matérias, o seu seguro muito provavelmente não cobrirá, pois os danos que resultem do transporte de combustíveis, matérias inflamáveis, explosivas ou tóxicas, podem ser razão para exclusão, salvo se houver licença legal para o efeito e tenha sido subscrito cobertura de seguro para esse fim.

Por isso agora cabe a si decidir. Se o fizer, utilize sempre embalagens adequadas, nunca utilize todo o espaço disponível da mesma e guarde sempre isso em local adequado e se tem crianças em casa já sabe que elas fazem sempre o que os adultos não pensam.

02
Ago19

Vien Ici radar maroto!!

jl

radar escondido.jpgOlá.

Qual a melhor altura para casar para não sofrer nenhum desgosto? É 31 de Julho porque depois entra Agosto. Pois bem, é só mudar a palavra desgosto por multa e está uma bela frase! Se isto é o mês tradicional do Vien Ici Miguel António, também é um mês maravilhoso para o Centeno ver o dinheiro das multas a cair no Orçamento de Estado.

Pois bem, sendo eu um desmancha-prazeres do Marocas, deixo aqui a localização dos radares da zona do Porto:

Dia 05 - 20H00/24H00     Estrada D. Miguel – Gondomar

Dia 08 - 08H00/12H00     Av. da Boavista – Porto

Dia 12 - 14H00/18H00     Rua Ribeiro Cambado – Valongo

Dia 13 - 08H00/12H00     Estrada da Circunvalação – 14022 – Matosinhos

Dia 16 - 14H00/18H00     Estrada da Circunvalação – 9389 – Porto

Dia 19 - 20H00/24H00     EN Nº 14 – Matosinhos/Maia

Dia 22 - 08H00/12H00     Estrada da Circunvalação – 15443 – Porto

Dia 23 - 08H00/12H00     Av. Dr. Germano Vieira – Gueifães – Maia

Dia 26 - 14H00/18H00     Estrada da Circunvalação – 11 124 – Matosinhos

Dia 29 - 14H00/18H00     Via Eng. Edgar Cardoso – Vila Nova de Gaia

Dia 30 - 08H00/12H00     Av. Dr. Antunes Guimarães – Leça da Palmeira

Boas férias, mas sempre com cuidado e antes de se preocupar com as multas, tenha atenção ao seu comportamento e ao dos outros.

01
Ago19

Bom ou mau para a saúde?

jl

alimentos.jpgBoas.

O branco é branco. O preto é preto. Ou será que aquilo que vemos é realmente, o que é real? E digo isto relacionado com a nossa alimentação. E se por vezes sempre ouvimos dizer que certo produto é benéfico, será que é mesmo assim?

1 - A vitamina C previne gripes

Desde sempre ouvi dizer que a vitamina C é eficaz na prevenção de constipações e gripes, mas os estudos realizados em torno desta substância concluem que não é bem assim.

Um deles, realizado em 2013 com cerca de 11 mil participantes, verificou que a ingestão de 200 mg de vitamina C por dia reduz para metade o risco de contrair uma constipação, mas (e há sempre um mas) apenas em pessoas extremamente activas – maratonistas, esquiadores e soldados, entre outros. Para a maioria da população, a vitamina C tem uma influência quase nula na prevenção contra este tipo de doença. Mas atenção que esta vitamina continua a ser uma substância importante para o sistema imunitário que o corpo não produz, mas aquilo que a maioria das pessoas ingere é suficiente para ingerir a quantidade diária recomendada: 90 mg para os homens e 75 mg para as mulheres.

2 - O aipo tem calorias negativas

Este é um produto que tem a fama, mas quer o aipo, a amêndoa, a maçã, a couve-flor e o pepino, apenas para dar alguns exemplos, são alimentos que têm na sua composição menos calorias do que aquelas que o corpo gasta a ingeri-los. Mas isso não significa que comer aipo faça automaticamente com que perca calorias em vez de ganhá-las, graças a um mero truque aritmético. Quando é calculada a Taxa Metabólica Basal, já são descontadas as calorias que o corpo precisa para fazer a digestão dos alimentos, pelo que não faz sentido considerar que o aipo, por si só, emagrece.

3 - As cenouras cruas são mais nutritivas

Na verdade, acontece exactamente o oposto: cozinhar as cenouras aumenta o seu valor nutricional.

A cenoura cozida fornece mais vitaminas A, K e luteína do que crua. No entanto, é verdade que alguns alimentos, nomeadamente de origem vegetal, perdem nutrientes quando mergulhados em água a ferver. Uma das alternativas para minimizar este impacto é cozer os alimentos a vapor.

4 - A pele do frango deve ser retirada antes de o cozinhar

A pele do frango é uma fonte de gordura, que muitas pessoas preferem eliminar, seja por motivos de saúde ou até numa lógica de perder peso.

No entanto, é um mito acreditar que cozer o frango com pele irá fazer com que a gordura se infiltre na carne. Na realidade, a pele do frango limita-se a proteger a carne do calor e ajuda a manter alguma hidratação, evitando que a ave fique demasiado seca depois de grelhada. Por isso, pode cozinhar o frango com pele e retirá-la apenas na hora de servir. Isso faz com que a carne fique mais saborosa.

5 - Os ovos aumentam o colesterol

Há alguns anos, o ovo era considerado nocivo para a saúde devido ao seu elevado teor de colesterol, e por isso ficou associado ao risco de doença arterial coronária e outras patologias do foro cardiovascular.

É verdade que a gema do ovo é rica em colesterol, mas não está comprovado que a ingestão de até quatro gemas por semana aumente o risco de doença cardiovascular.

6 - Os hidratos de carbono fazem mal à saúde

Mais uma ideia errada. Consumir os hidratos de carbono saudáveis, provenientes dos grãos ou de vegetais, é muito importante para a nossa saúde. Vários estudos demonstraram que quem come grãos reduz de 20 a 30% o risco de doença cardiovascular. Por outro lado, um estudo de 2010, concluiu que aqueles que comem mais grãos tem menos peso corporal.

7 - A margarina tem menos calorias do que a manteiga

A margarina foi inventada para constituir uma alternativa saudável à manteiga (que contém colesterol e gorduras saturadas), e uma das principais diferenças reside no facto de ser feita com óleos vegetais. No entanto, margarina e manteiga têm a mesma quantidade de calorias, e algumas margarinas chegam a ser mesmo menos saudáveis do que a manteiga, porque contêm gorduras trans, conhecidas pelos seus efeitos adversos no colesterol e na saúde do coração.

8 - O picante provoca úlceras

É um mito bastante usual, mas, segundo a Sociedade Portuguesa de Endoscopia Digestiva, os alimentos picantes não provocam úlceras no estômago. Pelo contrário, vários especialistas referem que o chili (um tipo de pimenta) previne o aparecimento de úlceras através da sua componente activa, a capsaicina. O que, por vezes, acontece é o picante provocar inflamações no intestino, que podem ser confundidas com úlceras.

9 - Os vegetais frescos são mais nutritivos do que os congelados

Na verdade, os frutos e vegetais frescos são mais nutritivos do que os congelados e os enlatados, mas apenas no momento em que são colhidos. Até chegarem ao ponto de venda, estes alimentos atravessam uma longa jornada e podem passar-se alguns dias (ou mesmo mais tempo) desde a colheita até estarem disponibilizados para serem comprados. Durante este tempo de transporte e armazenamento, é libertada uma enzima natural, que tem como consequência a perda de nutrientes de frutos e vegetais.

No caso dos congelados, estes produtos passam pelo processo de ultracongelação pouco depois da colheita, preservando-se muito conteúdo mineral e vitaminas. Alguns vegetais congelados acabam por ser, assim, mais nutritivos do que os frescos no ponto de venda.

10 Entre as bebidas alcoólicas, só o vinho faz bem

É sobejamente conhecida a posição de muitos médicos de que beber um copo de vinho por dia não faz mal – e até é bom. Mas um copo normal, não aqueles copos de litro.

Isto tem rendido muita fama favorável ao vinho, mas estudos recentes concluíram que aquilo que nesta bebida aumenta os níveis de “bom colesterol” (HDL), ajudando a reduzir o risco de ataque do coração, é o etanol – que também está presente nas outras bebidas alcoólicas.

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub