Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

08
Jul20

Radares Julho 2020

jl

psp radares.jpgBoas.

Agora que chegou um dos meses favoritos para que os portugueses gozem férias, é também altura das forças policiais arranjarem um dinheirinho extra graças aos condutores que não cumpram as regras de trânsito. Eu sei que muitas vezes, as regras que estão em vigor não são as mais apropriadas para os dias que correm, mas como regras são regras, temos que estar atentos para não sermos contribuintes devido a exageros. Por isso mesmo, aqui deixo os locais onde na zona do Porto, as autoridades estarão a jogar o gato e o rato com os condutores.

Dia 08 — 08h00 — Estrada D. Miguel, Gondomar

Dia 11 — 00h00 — Estrada Nacional 14, Matosinhos

Dia 13 — 14h00 — Rua Ribeiro Cambado, Valongo

Dia 15 — 08h00 — Av. Dr. Antunes Guimarães, Leça da Palmeira

Dia 18 — 00h00 — Avenida A.E.P., Porto

Dia 20 — 20h00 — Estrada da Circunvalação, 11089, Porto

Dia 22 — 08h00 — Estrada Municipal 556, Santo Tirso

Dia 27 — 14h00 — Via Engenheiro Edgar Cardoso, Vila Nova de Gaia

Dia 29 — 14h00 — Av. D. João II, Oliveira do Douro

Dia 30 — 08h00 — Rua Gomes Amorim, Póvoa de Varzim

Já sabe, não se deixe apanhar por esta armadilha.

07
Jul20

Gripezinha ou resfriadinho

jl

bolsonaro.jpgOlá.

Ontem à noite enquanto vi as noticias, vi uma que no mínimo uma delas, que achei curiosa, a mesma tinha como origem o Brasil, onde o presidente disse a uma televisão que tem alguns dos sintomas associados à Covid-19. Jair Bolsonaro revelou ainda que está a tomar hidroxicloroquina e que já fez um teste, mas que o resultado do mesmo só será conhecido hoje.

O presidente brasileiro disse ainda nessa entrevista que estava com uma temperatura corporal de 38°C de febre e 96% de taxa de oxigenação do sangue e que está a tomar hidroxicloroquina, medicamento cuja utilização foi desaconselhada pela Organização Mundial da Saúde pela falta de evidências da redução da mortalidade de pacientes infectados. Mas em contrapartida foi recomendada por esse grande especialista da lixivia que é o Drº. Trump.

Na mesma entrevista, Bolsonaro relatou que fez uma ressonância magnética aos pulmões sendo que o exame não detectou qualquer problema. A sorte é que o exame não foi à cabeça.

Devido a esta situação, a agenda do presidente brasileiro para o resto da semana foi cancelada.

O Brasil até ao dia de hoje já contabiliza mais de 65 000 vítimas mortais e mais de 1.600.000 casos confirmados desde o início da pandemia no país, registada oficialmente em 26 de Fevereiro.

Mas o que acho piada (e isto entre aspas), é que este era o senhor que dizia que se fosse contaminado com o Covid tudo não passaria de uma gripezinha ou resfriadinho e que não estava nada preocupado com isso. Como já dizia a minha avó, quem tem cú, tem medo. E agora está o Sr. Bolsonaro o mostrar o rabo. Mas claro que quando vai para um hospital não fica em nenhuma fila de espera. Mas enfim, salvo seja!

06
Jul20

Pimpolha a crescer

jl

IMG_0021.JPGOlá.

Faz hoje cinco anos, que a minha vida ficou ainda mais doce. Foi nesta data que a minha Pimpolha apareceu na nossa vida. Quando não se é Pai, até se tem muitas ideias do que será, mas quando a cegonha nos bate à porta é algo que por muito que eu escrevesse aqui nunca poderia descrever por palavras. E cada dia que passa, aparecem sempre coisas novas que nos preenchem cada vez mais a alma.

A minha religiosidade não é muita, mas seja Deus; seja Maomé ou seja o que for, agradeço.

05
Jul20

Calor a caminho

jl

calor.jpgBoas.

Quando era miúdo, uma das coisas que gostava muito de ler eram as histórias com as personagens da Disney. E uma das histórias que me lembro era do pato Donald ( e este apesar de americano, não era daqueles manchado de amarelo) fazer a dança da chuva. E é dessa dança que o pessoal vai precisar se as coisas continuaram más no que diz respeito a incêndios. É que apesar do tempo mais quente ter começado agora (pelo menos no que diz respeito à zona onde moro), as noticias que nos invadem a casa são os incêndios. Ou seja, a CMTV para além do Covid, Assassinatos, Benfica e Violações, agora já tem mais um motivo para estar a encher chouriços. Mas falando mais a sério, vindo o calor temos que tomar medidas para o combater. E como em tudo na vida, mais vale prevenir que remediar. Cá vão elas então:

- Hidrate-se

Uma das coisas fundamentais é estarmos hidratados mesmo que não sintamos sede. É importante que se aumente a ingestão de água e infusões sem adição de açúcar ao longo do dia.

- Dê sabor à bebida se não gostar de água simples

Dê um sabor saudável à sua bebida. Pode aromatizar a sua água, de forma natural, adicionando um pedaço de fruta, hortícolas, especiarias ou ervas aromáticas. (limão, laranja, lima, framboesas, pepino, canela, hortelã e muitas mais opções…)

- Alimentos ricos em água

Opte por alimentos sólidos que são ricos em água como frutos e hortícolas, cozinhados ou em cru. Uma fatia de melancia fresca sabe maravilhosamente com o calor! E para além dos alimentos, não descure e ande sempre com uma garrafa de água.

- Coma sopa

Coma sopa para se hidratar. É a forma mais segura de hidratação no verão, podendo sempre optar pelas suas versões frias. Em muitas casas, a desculpa é de que fazer muita sopa é um desperdício, já que com o calor, a mesma acaba por se estragar. Mas vou dar uma ideia fabulosa; que tal fazer menos quantidade?

- Esqueça o álcool

Evite bebidas alcóolicas, excessivamente açucaradas ou com cafeína, em particular no Verão. Em vez de hidratarem contribuem para a perda de água. Além disso, o álcool em excesso é um forte agressor do sistema hepático. Se beber, faça-o com moderação.

- Vigie a urina

Monitorize a sua ingestão de água. A cor da urina pode ser um marcador do nosso estado de hidratação. Esta deve ser abundante, incolor e inodora. E verificar isto não custa nada e poderá ser fundamental.

- Coma moderadamente

Faça refeições leves e mais frequentes e evite refeições pesadas e muito condimentadas. Acompanhe sempre com bebidas saudáveis e se puder ser água melhor ainda.

- Atenção com a comida perecível

Se vai para a praia ou fazer um piquenique com a família, acondicione e transporte os alimentos mais perecíveis (queijo, iogurtes, marisco, ovos...) em geleiras, sacos ou malas térmicas com cuvetes de gelo ou placas frias para manter a temperatura. Tenha atenção que uma infecção alimentar aumenta perigosamente o risco de desidratação.

- Esteja atento aos seus familiares

Vigie os seus familiares de risco, especialmente as crianças e os mais velhos e incentive-os amigos a beber água ao longo do dia.

Se tiver dúvidas ou algum problema mais persistente, não hesite e ligue para a linha Saúde Pública - 808 24 24 24.

04
Jul20

Proteína. Sim ou não?

jl

exercicio.jpgOlá.

Como agora ando no ginásio (e não por motivos estéticos, mas sim pela saúde), um dos temas que está muito em voga e do que ouço mais falar é sobre a ingestão de proteína. Ou porque alguém toma um suplemento em que tem x gramas de proteína, ou porque outro tem y gramas desse produto. Não importa mais nada, interessa é se isso vai resultar em massa muscular. Mas será que tomar muita proteína realmente é benéfico?

O que as pessoas parece não quererem saber, é que existem atletas que se regem por esta procura e acabam em determinadas circunstâncias, por colocar em risco a sua saúde no percurso que leva a este objetivo, ultrapassando os limites não só nas suas necessidades alimentares e também nos exercícios físicos.

A alimentação de um atleta é diferenciada dos indivíduos ditos normais (no qual se engloba a maioria dos frequentadores de ginásios), na medida em que estes dispõem de um gasto energético superior ao normal.

A alimentação desempenha, um papel muito importante na performance desportiva e no aumento de massa muscular, porém, ainda permanece a dúvida sobre se uma alimentação equilibrada e de qualidade, sem recorrer a suplementos, será suficiente para atingir as necessidades nutricionais dos desportistas.

Existem muitas pessoas que acreditam que a ingestão de proteína (nos chamados suplementos) aumenta a força e melhora o desempenho, mas vários estudos comprovam o contrário, observando-se que a pequena quantidade de proteína necessária para o desenvolvimento muscular durante o treino é facilmente atingida através de uma alimentação equilibrada, sem necessidade de se ingerir suplementos.

Para as pessoas interessadas em aumentar a massa muscular, (quer sejam atletas ou atletas de fim-de-semana), existe muitas vezes a percepção de uma necessidade de proteína aumentada.

Mas afinal quais são os objectivos de ingestão de proteína?

Reparar e substituir proteínas danificadas pelo exercício físico ao nível do músculo-esquelético, ossos, tendões e ligamentos.

Manter uma função ótima de todas as vias metabólicas que utilizam aminoácidos.

Permite o aumento da massa muscular.

Melhoria da função do sistema imunitário.

Mas tenho que referir que as recomendações de ingestão proteica em atletas conseguem, de uma forma geral, ser atingidas exclusivamente através da alimentação.

Mas o que muita gente não sabe, ou não quer saber são os riscos da ingestão excessiva de proteína e estes são os seguintes:

- o aumento de produção de ureia, resultando numa maior necessidade de ingestão de água para a sua excreção pela urina.

- pode provocar problemas renais e hepáticos.

- Osteoporose.

- Cálculos renais.

Assim, antes de comprar estes produtos, é importante considerar os objectivos da prática desportiva, o seu estado de saúde, as exigências do seu esforço e o custo-benefício do uso de suplementação. Mas, é importante aconselhar-se com um profissional especializado em nutrição desportiva, o qual deverá ter em conta todos estes factores e deverá avaliar a necessidade ou não de recorrer a suplementação nutricional.

É de realçar que uma dieta equilibrada e variada garante um organismo saudável e um bom desempenho físico.

Nunca se esqueça que o nosso bem-estar está associado à nossa saúde e isso é o fundamental.

03
Jul20

Uma sociedade cada mais desigual

jl

desigualdade.jpgOlá.

Estamos numa época em que o Covid parece que é como a Toyota e veio para ficar e é precisamente sobre esse tema que hoje escrevi um pouco.

E digo isto, porque esta semana a Assembleia da Republica aprovou prémios para profissionais do Serviço Nacional de Saúde, sendo que o prémio terá o valor de metade da remuneração base mensal.

Esta iniciativa que partiu por parte do PSDA, prevê também mais férias para os profissionais do SNS com uma majoração extraordinária do período de férias dos trabalhadores do SNS envolvidos no combate à pandemia, transformando cada 80 horas extraordinárias num dia de férias extra.

Esta medida foi votada por unanimidade e sinceramente estou de pleno acordo. Mas a única questão que aqui levanto é se as únicas pessoas que trabalharam neste período foram os funcionários da saúde?

Estes funcionários se foram de carro trabalhar, iam sem gasolina ou algum funcionário trabalhava para isso? Estes funcionários quando iam comer, alguém lhes fazia isso ou caía do céu? E essas cantinas eram abastecidas por quem trabalhava nos talhos, peixarias, supermercados e muito mais? Alguém tratava do lixo destas pessoas? E quem diz estas profissões, diz centenas delas que estão todas interligadas. Mas é como digo estou de pleno acordo com esta medida, só não acho lógico que uns sejam tratados de uma maneira e outros não.

Ao ver medidas como esta, os políticos não podem ficar admirados pela larga maioria das pessoas desacreditarem cada vez mais no poder do voto.

02
Jul20

Conservação de alimentos

jl

alimentos.jpgBoas.

Hoje chegado à hora do lanche, deu-me aquela vontade de comer um pãozinho com queijo. E lá fui eu ao frigorífico buscar um queijinho que tinha lá num prato. Como já não comia este alimento há uns dias, tinha-o colocado num pratinho e pensava eu que ele ficaria bem para depois ser cortado. E ficou, mas como não tinha nenhuma motosserra à mão na cozinha, nem os meus dentes são de aço, achei por bem dispensar este alimento. Vem isto a propósito de como se deve conservar os alimentos e quais os materiais adequados para este efeito e os cuidados que se deve ter?

Todos os materiais de que temos ao nosso dispôr para conservar alimentos no frigorífico têm coisas boas e coisas más. Sempre que comprar caixas (as chamadas tupperwares), película aderente, folha de alumínio ou outros recipientes para embalar alimentos, verifique se são adequados, já que devem conter a indicação para contacto com alimentos, ou um pequeno símbolo com um copo e um garfo.

Se costuma escolher alimentos já embalados em recipientes de plástico, considere comprá-los a granel. Ao proceder desta maneira, evitará o uso de plásticos desnecessários, até porque muitos deles não são recicláveis, e garante assim que compra apenas as quantidades de que necessita, diminuindo com isso o desperdício alimentar.

Não existe um material que seja, de forma total, o mais adequado para todos os alimentos. O alumínio, por exemplo, não é adequado para cobrir tachos e frigideiras e não pode ir ao micro-ondas, a não ser que queira ter uma sessão de fogo-de-artifício lá em casa. Para além disso, o seu contacto com alimentos ácidos e salgados, como o tomate, as azeitonas, a maionese, o vinagrete e o molho de tomate, pode provocar a migração de partículas do alumínio para os alimentos. Assim, nestes casos, é aconselhável utilizar película aderente.

Existem conselhos, que convém sabermos:

- a película aderente é a melhor maneira para guardar peixe e carne frescos.

- para conservar queijo, poderá escolher também película aderente ou uma caixa de plástico.

- os produtos de charcutaria deverão ser guardados em caixas de plástico.

- já para guardar frutas ou legumes, uma caixa de plástico que permita a passagem do ar e da humidade é o melhor recipiente.

- No que diz respeito à congelação de alimentos, vários especialistas referem que se os congeladores que tiverem 3 estrelas ou menos, destinam-se apenas a conservar alimentos comprados já congelados e só aqueles que tiverem 4 estrelas têm capacidade para congelar alimentos.

Acima de tudo temos que ter cuidado, para além de isto poder ter implicações na nossa saúde, em termos económicos também se pode traduzir em poupança ou em gastos desnecessários.

01
Jul20

Beber leitinho

jl

leite.jpgBoas.

Depois de muitos meses à espera, eis que parece que o Verão sempre chegou aqui ao Norte. E embora não seja daquilo que vou aqui falar, este também é um dos motivos para que o Covid também esteja mais controlado até a esta altura, porque as pessoas até poderão cumprir a convivência com as outras, mas o tempo estando mais fresco e até chuvoso, ajudou a que tudo isto ficasse mais controlado.

Mas voltando ao que falava, o tempo mais quente parece que vem aí e com isso os corpos irão suar mais (e sem pensamentos pecaminosos) e para combater isso, muitos de nós irão beber água para combater a transpiração. E fazem muito bem, mas se lhe disser que após um treino mais exigente que perde muitos líquidos deveria beber leite?

Todos sabemos que o consumo de líquidos antes, durante e após a actividade física é essencial para manter uma boa hidratação. Se a sessão de treino não durar mais de uma hora, a água é normalmente suficiente para atender às necessidades de líquidos, mas se o exercício for mais longo e exigente, talvez se defronte com uma nova realidade.

A hidratação é um componente fundamental na nossa nutrição. O corpo contém em média 50-60% de água e como sabemos todas as suas funções vitais dependem do nível de hidratação. Assim, a água é essencial para a vida e fundamental para a regulação da temperatura corporal, digestão, transporte de nutrientes e substâncias residuais. E a hidratação é vital para a manutenção de células, órgãos e tecidos.

Durante a atividade física, levamos o nosso corpo além das condições fisiológicas normais e a quantidade de água expelida pela transpiração aumenta bastante. Especialmente quando fazemos treinos de resistência e de alta intensidade. Nesse caso, a questão da hidratação é verdadeiramente crítica, para garantir as funções fisiológicas normais, bem como assegurar a rápida recuperação do nosso corpo.

Durante a prática desportiva, os níveis de suor variam muito de pessoa para pessoa: a quantidade média libertada é de 1,5 litros/hora, mas em casos extremos pode atingir 4/5 litros/hora. Quando transpirarmos, o corpo perde não apenas água mas também sais minerais como sódio, potássio, magnésio e cálcio, que são essenciais para o funcionamento normal do organismo.

Segundo vários especialistas, os atletas devem ingerir cerca de 200 ml de água a cada 15 ou 20 minutos. E em casos extremos, o suor intenso pode levar à desidratação e à perda crítica de sais. Nesses casos, pode surgir a chamada hiponatremia que é uma diminuição da concentração de sódio no sangue, e cujos primeiros sinais de alarme são as cãibras generalizadas, mesmo em atletas de alta competição, daí a importância de manter uma hidratação constante e o mais eficiente possível.

E é neste contexto que se coloca a questão de qual é a melhor bebida para repor todas as deficiências pós-exercício?

Um estudo liderado da Universidade de Loughborough, no Reino Unido, colocou à prova 13 bebidas, com o objetivo de avaliar de quanto líquido introduzido no organismo permanece em circulação antes de ser expelido na forma de urina, proporcionando assim um melhor nível de hidratação. E qual foi o resultado? Pois bem, para surpresa de muitas pessoas, o leite atingiu o índice mais elevado, apenas igualado pelas soluções de reidratação orais usadas para reidratar lactentes ou crianças e adultos em situações de vómito e diarreia.

Noutra situação, investigadores avaliaram atletas antes e depois de realizarem exercícios intensos, com perdas significativas de água pelo corpo, e constataram que a excreção de urina durante o período de recuperação foi menor em indivíduos que consumiram leite para se hidratarem.

Um potencial hidratante justificado pela presença e boa disponibilidade de sódio, potássio e nutrientes (que a água não tem e que os isotónicos contêm de forma artificial), cada vez mais aceite por praticantes de desporto a nível mundial.

Curioso e que muitas pessoas não se aperceberam, é que nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, toda a equipa de natação dos Estados Unidos repunha líquidos e energia bebendo leite achocolatado. E sabendo o que se sabe desta equipa, parece que mal não faz.

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub