Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

10
Nov20

Mais uma a juntar à lista

jl

legionella.jpgBoas.

Este ano quando houver a eleição da palavra do ano, ninguém terá dúvidas de qual será. E digo isto porque basta ver uma hora de noticiários, para se ouvir a palavra Covid umas quarenta vezes. E embora uma pessoa já deite isto pelos olhos, a verdade é que se justifica já que esta foi uma doença que condicionou todo Mundo. Enquanto isto aconteceu na China as pessoas aqui no mundo Ocidental assobiavam para o ar, mas quando esta pandemia avançou para o outro lado do Mundo então isto deu uma volta que acho que nem o mais pessimista teria julgado que acontecesse.

Mas como a vida continua (e isto de uma maneira muito especial), mais coisas no Mundo estão a acontecer. E uma delas foi o surto que aconteceu e que ainda está a acontecer com a doença do legionário, onde só nesta semana levou a que 5 pessoas perdessem a vida. E embora quase toda a gente tenha ouvido falar desta doença (ou legionella como também é conhecida), a verdade é que a maioria das pessoas não faz a mínima ideia de quais os sintomas nem como a doença se transmite.

Pois bem, esta doença contrai-se pela inalação de gotículas de vapor de água contaminadas (aerossóis), de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares. Os sintomas são similares aos de uma pneumonia grave, incluindo febre alta, falta de ar ou dores musculares - e atenção que estes sintomas podem também ser confundidos com os da covid-19.

Quando em 2014 aconteceu um surto de legionella em Vila Franca de Xira, o mesmo causou 12 mortos e mais de 400 infecções, sendo que o mesmo teve origem em duas empresas da região, a Adubos de Portugal e a General Electric.

No local que melhor conheço que é Hospital Pedro Hispano em Matosinhos, desde 30 de Outubro e até esta segunda-feira, foram diagnosticados cerca 32 casos da doença do legionário e 17 pessoas continuavam internadas, incluindo duas nos cuidados intensivos e duas nos cuidados intermédios. E até a este momento, esta instituição já registou já três mortes.

Por isso já sabe, em caso de dúvida consulte o seu médico ou fale com a linha de Saúde 24 com o número 808 24 24 24.

09
Nov20

Para sábado não falta muito!

jl

sabado e domingo.jpgOlá.

Agora que o frenesim das eleições americanas parece que diminui um pouco (e só um pouco, porque parece que o Sr. Trump não está muito disposto a aceitar a derrota), as notícias sobre o Covid tornarão a encher quer as primeiras páginas, quer os nossos ouvidos. E hoje é o dia em que o estado de emergência estará sobre as nossas cabeças. Isto seria num país mais ou menos normal e digo isto porque para além dos horários diferentes entre os dias uteis e o fim-de-semana está instalada a completa confusão, sendo que as pessoas não sabem bem o que estará aí presente nas Leis para se orientarem.

Se no Sábado for almoçar fora antes da uma da tarde, será que me vão servir uma cola se o pedido acontecer às 13:05? Se o almoço acabar às 14:00, será que a Policia irá «chatear-me» a caminho de casa? Será que tenho que ir a um restaurante dentro de algum perímetro ou posso almoçar a 20 Km de casa?

 Se estiver num centro comercial irão colocar-me fora à uma da tarde ou depois de lá estar ninguém andará atrás das pessoas?

Será que quem se lembrou de fechar as coisas à tarde, imaginou que as pessoas terão que andar às compras num curto período de tempo na parte da manhã fazendo com isso que todo o comércio entre quase em colapso?

Ainda hoje é segunda-feira mas isto quase de certeza que irá fazer correr muita tinta. A ver vamos! Depois do que se viu com as feiras a serem restringidas e logo de seguida a responsabilidade a serem entregues às autarquias, não auguro grande futuro a isto.

08
Nov20

E agora?

jl

trump ou biden.jpgOlá.

Hoje venho aqui deixar só umas palavras sobre as eleições que decorreram nos Estados Unidos da América. Embora este seja o país do primeiro Mundo por natureza, a verdade é que quando se ouve e vê as notícias vindas daquele lado por vezes pode passar pela cabeça que se está a falar de um país do terceiro Mundo.

Tendo a votação em urna ocorrido há 6 dias, a verdade é que este sufrágio parece as pilhas Duracell. E dura; dura e dura!

E o que torna esta coisa mais bizarra, é que não se sabe quando isto acabará. E se muita gente diz que o Trump é choné, com tiques ditatoriais, egocêntrico e com mais defeitos, a verdade é que uma coisa que pouco se tem ouvido, é que este cavalheiro teve mais de 70 milhões de votos. E isso é algo que faz pensar. A maioria dos não norte-americanos coloca defeitos e bizarrias a este candidato, mas acho que por existir tanta gente contra ele, é que muitos votantes estarão com ele.

Biden até poderá ser o 46º presidente desta superpotência, mas que tudo isto acho que deveria fazer pensar muita gente!

07
Nov20

Uma coisa parecida com confinamento

jl

estado de emergencia.jpgBoas.

A partir da meia-noite de segunda-feira, o país irá regressar ao estado de emergência. E isso irá acontecer entre os dias 9 e 23 de novembro, e atenção que estas datas são o mínimo.

Mas traduzindo para português, afinal quais serão as restrições que vão estar em vigor a partir de amanhã? Vamos lá então:

– Limitação nas nossas deslocações. O Governo poderá impedir a circulação de cidadãos em zonas onde o risco de transmissão do novo coronavírus esteja mais elevado. E isto acontece nas grandes áreas metropolitanas. A proibição pode ser quase total ou parcial, o que isso quer dizer, apenas durante certas horas ou até em certos dias da semana.

Mas irão existir excepções, já que vão ficar de fora desta norma pessoas que estejam em exercício da sua actividade profissional; pessoas que estejam a deslocar-se de/para estabelecimentos de ensino ou para abastecimento de bens e serviços; pessoas que dão assistência a terceiros e que se deslocam por motivos de saúde. E fiscalizar isto como será?

– Requisição dos sectores privado e social. Em caso de necessidade (seja isso o que for), poderão ser utilizados pelas autoridades públicas competentes, preferencialmente (atenção a esta palavra) por acordo, os recursos, meios e estabelecimentos de prestação de cuidados de saúde integrados nos sectores privado, social e cooperativo, mediante justa compensação. Serve esta indicação para o tratamento de doentes com Covid-19 ou com outras patologias, em nome da manutenção da atividade assistencial. Esta pandemia atacou em força em Março e agora já se está em Novembro!

– Direitos dos trabalhadores. O Executivo passa a poder decretar mobilização de quaisquer colaboradores de entidades públicas, privadas, do sector social ou cooperativo, independentemente do respectivo tipo de vínculo ou conteúdo funcional e mesmo não sendo profissionais de saúde para ajudarem as autoridades no rastreio de contactos dos infetados pelo novo coronavírus e no seguimento de pessoas em vigilância activa. Podem, inclusivamente, ser requisitados servidores públicos em isolamento profilático, imunodeprimidos e doentes crónicos. Mais uma vez falo dos prazos. Se isto começou em Março, então porque é que estas directrizes não saíram mais cedo fazendo com isso que as pessoas tivessem formação e estar aptas a qualquer momento? Ou de um dia para o outro vai acontecer magia?

– Medição da temperatura e realização de testes. Passa também a ser possível impor a medição da temperatura corporal e a realização de testes de rastreio de SARS-CoV-2, nomeadamente, no local de trabalho, no acesso a instituições públicas, de ensino ou espaços comerciais, culturais e desportivos. Aplaudo isto, mas uma curiosidade, quem trabalha num hospital será feito um exame quando entra ao serviço, mas se andar de metro onde estão centenas de pessoas confinadas num veículo o que será feito aí?

Hoje será o dia em que poderão sair novas medidas, mas que as pessoas terão que ser bem mais elucidadas isso é verdade.

06
Nov20

Covid- assistência da S.Social

jl

covid e seg social.jpgBoas.

O Covid é como a Toyota, parece que veio para ficar. Se uma pessoa fala de saúde, o Covid está na berlinda, se uma pessoa fala de economia, lá vem esta doença à baila, se uma pessoa fala de rabanetes então é porque a sopinha quentinha faz bem para tratar a Covid e conforme isto, actualmente qualquer tema vai parar à pandemia.

Mas a verdade é que isto para além de ser um simples tema, é daquelas coisas que entrou para já definitivamente nas nossas vidas.

Mas o que devemos fazer no que diz respeito a apoios quando se está infectado ou em isolamento?

Existem diferentes tipos de baixas por covid-19. E nestes casos falta saber quem paga e quanto? O que é que os trabalhadores têm de fazer e a que é que têm direito?

Se trabalha por conta de outrem e está infetado

Para justificar as faltas tem que encaminhar para a sua empresa um certificado de incapacidade temporária, um boletim de baixa.

A baixa é emitida por um médico do Serviço Nacional de Saúde, sendo que a mesma é enviada automaticamente à Segurança Social e é remetida uma cópia para o utente, que não tem de ser pedida presencialmente. O trabalhador tem de remeter depois a baixa para a empresa. Neste caso, a baixa sai fora do normal, já que ao contrário do normal, a mesma é paga a 100%. E quando se fala na baixa normal, a mesma não paga os primeiros três dias, mas a baixa por covid-19 paga todos. A duração desta são 28 dias e quem a paga é a Segurança Social.

Se ficar doente mais de 28 dias, passa ao regime de doença normal, já com cortes substanciais nos rendimentos.

Se é trabalhador independente e passa recibos verdes

Neste caso específico, só recebe o correspondente ao salário sobre o qual desconta para a Segurança Social.

O processo é igual ao referido anteriormente, já tem de ter uma baixa emitida pelo médico de família ou do SNS, remetida para a Segurança Social. Mas como é óbvio não tem de ser enviada para a entidade patronal porque esta não existe.

O que fazer se houver suspeitas de estar infetado

Deverá ligar primeiro para o SNS24 e é depois enviada uma declaração para efeitos de isolamento profilático. O documento tem os dados pessoais e a justificação para não ir trabalhar.

Neste caso, receberá a baixa a 100% e tem de ficar em casa mediante os dias indicados na declaração. O trabalhador remete a declaração para a empresa e a entidade patronal tem cinco dias para enviá-la para a Segurança Social.

É importante confirmar que a empresa submeteu mesmo o formulário GIT71 e que anexou a declaração de isolamento profilático na página da Segurança Social Direta. A duração máxima do subsídio por doença por isolamento profilático são 14 dias, e não 28. Até porque existindo sempre algum lapso, o lesado é sempre o mesmo, o mexilhão.

Se a suspeita de infecção for então confirmada depois de entrar em quarentena, serão descontados os dias em que esteve em isolamento profilático. Não são 14 mais 28. Aos 28 dias abatem os dias de isolamento. A baixa continua a ser a 100%.

Mas aqui existe um pormenor importante: se houver possibilidade de ficar em regime de teletrabalho, o teletrabalho prevalece. O trabalhador está obrigado a prestar a sua actividade em casa, isolado. Ou seja, não tem direito a baixa e o salário é pago a 100% pela empresa, em vez da Segurança Social. E isto muitas vezes não é falado na nossa comunicação social.

Quando presta assistência a filhos ou netos

Se o seu filho estiver em isolamento profilático, deve pedir o subsídio de assistência a filho até ao máximo de 30 dias por ano, pago a 100%.

A lei permite que os filhos até 11 anos, inclusivé, sejam acompanhados pelos pais sendo que recebem o subsídio correspondente a 100% da retribuição. Mas neste caso tenha a atenção que não podem estar em simultâneo os dois pais, mas podem estar um após o outro.

Assim, até aos 11 anos, qualquer pai ou mãe pode faltar ao trabalho até 30 dias por ano (tem direito a mais um dia se tiver mais filhos). Se o filho tiver 12 anos ou mais só tem direito a 15 dias por ano (ou 16 se tiver mais filhos).

No caso de assistência a um neto, este apoio é de apenas 65% da remuneração de referência.

Com a declaração do isolamento profilático do filho ou neto, é o pai ou mãe que tem de preencher o formulário na Segurança Social Direta, anexar uma declaração médica e pedir o subsídio por assistência, mas atenção que não é uma baixa. A empresa também terá que ser informada para ter as faltas justificadas durante o período do isolamento da criança para que no futuro não aconteçam problemas.

Em caso de dúvidas dos apoios a ter, deve contactar sempre a Segurança Social através do telefone 300 502 502.

Se não precisar de nenhum apoio é sempre bom sinal.

 

 

05
Nov20

Radares Novembro 2020

jl

gas a fundo.jpgBoas.

Que estejam todos bem aí desse lado.

Em mais um mês em que o Covid cada vez mais está presente nas nossas vidas, venho aqui deixar a localização dos radares aqui na zona do Porto. Embora o nosso Governo tenha dado a indicação para que as pessoas estivessem mais por casa, a verdade é que o dinheiro recolhido nestas operações cada vez mais importa para as contas do Sr. Costa. Se no passado fim-de-semana tivemos imensos meios policiais com o intuito de informar os condutores, na verdade é que depois do aviso, agora vem a hora da cobrança.

Para não ser muito chato, de seguida deixo aqui os locais e os dias em que tem que ter cuidado com o pé no pedal:

09 - 20H00 - Av. D. João II - Oliveira do Douro

11 - 14H00 - Rua Ribeiro Cambado - Valongo

12 - 08H00 - Estrada D. Miguel - Gondomar

13 - 08H00 - Estrada da Circunvalação - 11 124 - Matosinhos

16 - 20H00 - Estrada da Circunvalação - 11089 - Porto

17 - 08H00 - Av. Marechal Gomes da Costa - Porto

19 - 14H00 - Estrada da Circunvalação - 15443 - Porto

20 - 08H00 - Av. Dr. Germano Vieira - Gueifães - Maia

24 - 14H00 - Estrada da Circunvalação - 9389 - Porto

26 - 08H00 - Rua Gomes Amorim - Póvoa de Varzim

30 - 14H00 - Via Engenheiro Edgar Cardoso - V.N.Gaia

03
Nov20

Feriados 2021

jl

calendario 2021.jpgOlá.

Estando nós já no penúltimo mês do ano, é altura em que se começa a piscar o olho ao ano de 2021 e começar a fazer planos. Isto seria num dito normal, mas como se sabe, 2020 está a ser tudo menos normal. E as perspectivas do próximo ano ser melhor para já não são muitas.

Para além dos dias feriados não nos podemos esquecer que em Fevereiro, para os funcionários que tenham tolerância de ponto na terça-feira dia 16, dia de Carnaval, há uma possibilidade de ponte gozando a segunda-feira anterior, 15 de Fevereiro. Mas a continuar assim, o Carnaval vai ser todos os dias porque mascarados agora é diariamente.

Mas falando mais a sério aqui segue a lista completa dos Feriados para o ano de 2021:

1 de Janeiro: Ano Novo (sexta-feira)

2 de Abril: Sexta-Feira Santa

4 de Abril: Páscoa (domingo)

25 de Abril: Dia da Liberdade (domingo)

1 de Maio: Dia do Trabalhador (sábado)

3 de Junho: Corpo de Deus (quinta-feira)

10 de Junho: Dia de Portugal (quinta-feira)

15 de Agosto: Assunção de Nossa Senhora (domingo)

5 de Outubro: Implantação da República (terça-feira)

1 de Novembro: Dia de Todos os Santos (segunda-feira)

1 de Dezembro: Restauração da Independência (quarta-feira)

8 de Dezembro: Dia da Imaculada Conceição (quarta-feira)

25 de Dezembro: Natal (sábado)

Desta forma, só Fevereiro, Março, Julho e Setembro é que não têm qualquer feriado obrigatório. A juntar a estes feriados, não podemos esquecer dos feriados locais.

02
Nov20

Dia de Saudade

jl

finados.jpgOlá.

E é hoje em que por norma se lembram os nossos entes queridos que entretanto faleceram. Sinceramente não sou contra em existir um dia, para ter mais viva na memória as boas recordações daqueles que nos deixaram.

Mas o que me deixa um pouco desgostoso é que existam algumas pessoas que fizeram e fazem barulho contra as autarquias que encerraram os cemitérios. Essas pessoas que tanto reclamam por acaso sabem que num ano dito normal existem 365 dias para visitar a sua família e amigos já falecidos?

Reconheço que aquelas pessoas que tem negócios de flores ou de cera levaram um rombo bastante forte nas suas contas, mas os outros não me encaixa.

Eu próprio gostaria muito de ir ao cemitério, até porque este é o primeiro ano em que os meus Pais estarão juntos nesse local, mas existirá sempre outro dia em que lá irei para os visitar. Por outro lado não me agrada aqueles hipócritas que vão chorar baba e ranho num dia, quando no resto do ano nem sequer se lembram desta celebração.

01
Nov20

O que é preciso é união

jl

carona.jpgBoas.

Hoje estava eu a ler as noticias quando me deparei com um artigo em que um médico falava sobre a situação que o Mundo está a atravessar.

Quem falava sobre esta situação era o Dº Gustavo Carona que é um médico que trabalha no Hospital Pedro Hispano. Nunca lidei com o mesmo em nenhuma condição, mas daquilo que vejo é que no Hospital (onde actualmente exerço as minhas funções profissionais) é que o mesmo é bastante respeitado e admirado pelo seu profissionalismo aqui e no Voluntariado que o mesmo pratica em diversas missões humanitárias.

Nesta peça o mesmo referia que nesta pandemia não era tempo para contar histórias, mas sim tempo para informar. O mesmo disse que seria necessário perceber que o crescimento da pandemia iria destapar uma série de outras doenças, e tudo isto seria como uma manta. No meio desta pandemia, mais de 7000 pessoas de doentes não Covid, morreram porque a pandemia existe e não porque os médicos deixaram de ter interesse em tratar estas pessoas.

E a verdade seja dita é que toda a gente que conheço concorda com isto, sendo que o mesmo referiu que este desafio tem contornos nunca antes vistos, e é preciso acreditar nas instituições e nas pessoas que sabem mais do que nós, para perceber a saúde no global. E mesmo com tantos meses passados ainda fico parvo com tantas teorias da conspiração. E se agora se começa a desacreditar das instituições e a deita-las abaixo lutar contra esta doença será uma missão quase impossível.

Trabalhando eu num hospital, mas não sendo eu um funcionário da Saúde, venho desde já aplaudir e agradecer a toda a gente que trabalha neste sector da sociedade. A resiliência que estas pessoas possuem é fantástica. Ter uma farda que mais parece um forno, ter uma concentração constante, ter e apreender conhecimentos constantes nesta área e mesmo assim ainda conseguir estar com os doente e conseguir que eles sorriam.

Para tudo na vida é preciso ter vocação para além dos conhecimentos técnicos. Eu sei que quando tudo isto passar, o tratamento carinhoso que estas pessoas agora estão a ter será esquecido, mas cabe a cada um de nós nunca se esquecer que a sociedade só conseguirá vencer se a união imperar e cada vez mais termos um elo mais forte.

Se olharmos para a lista de feriados durante um ano, vemos que alguns deles quase que nem sabemos o que é celebrado nessa data. Se assim é porque não ter um feriado em que seja celebrado o dia da União? Eu sei que hoje em dia e cada vez mais as pessoas olham muito para o seu umbigo, mas se este tempo trouxe algo de positivo, foi o facto de se começar a dar valor às pessoas e em muitos casos à falta das mesmas.

Nunca nos podemos esquecer que a sociedade dá muitos direitos, mas não nos podemos esquecer dos deveres.

Pág. 3/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub