Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

30
Mar21

Para quando isto em Portugal?

jl

luto infantil.jpgBoas.

Eu sei que por norma, nós, portugueses estamos constantemente a desdenhar do nosso país, ou porque os políticos roubam, ou porque isto ninguém quer trabalhar, porque os nossos patrões só nos querem explorar, ou porque isto é uma insegurança nas ruas, ou porque está a chover, ou porque está Sol e por aí fora, mas sabendo eu que em parte algumas destas queixas tem razão de ser, por outro lado também sei que é uma tradição bem tuga, mas basta ver o que se passa no Mundo à nossa volta para se ver que até nem estamos nada mal.

E digo isto no seguimento de uma notícia que li e que tinha origem na Nova Zelândia, sendo que este país aprovou uma lei que concede licença paga a casais que passam pela perda gestacional.

Esta medida que em boa medida é encarada como um subsídio de luto.

A lei foi aprovada por unanimidade (o que prova que em democracia isso é possível) e concede aos casais três dias sem trabalhar.

Muita gente que desvaloriza estes factos não imagina bem o que é passar por isto, mas quem passa sabe bem do que falo e esta medida daria às mulheres e aos seus parceiros um tempo mínimo para aceitar a perda sem ter que recorrer à licença médica. O luto por si só não é uma doença, é uma perda, e como perda exige sempre tempo, quanto mais não seja para se aliviar um pouco os nossos pensamentos.

Esta é daquelas medidas que todos os Estados Sociais deveriam pensar em adoptar.

Sei que não é fácil, mas um Estado tem como ponto base e fundamental, os seus cidadãos.

29
Mar21

Vacinação para a Covid

jl

vacinas.jpgBoas.

Que esteja tudo bem aí por esses lados.

Este fim-de-semana que agora passou, foram dois dias em que a vacinação esteve em mais força especialmente para os funcionários das escolas. Sei que existe muita polémica para se saber se estas pessoas são mais prioritárias que outras, mas isso é daquelas discussões que levariam muito longe, mas o que hoje me leva a escrever estas linhas é sobre o comportamento que as pessoas deverão ter mediante as marcas que receberem. Estas são recomendações que a DGS alerta.

- Com que idade se pode levar a vacina?

Pfizer - Pessoas com idade igual ou superior a 16 anos.

Moderna e AstraZeneca - Pessoas com idade igual ou superior a 18 anos.

- Como e quando é administrada?

Pfizer e Moderna- Serão administradas 2 doses com intervalo de 4 semanas, no músculo do braço.

AstraZeneca - Serão administradas 2 doses com intervalo de 12 semanas, no músculo do braço.

Nas três vacinas, para que o esquema vacinal fique completo, a segunda dose deve ser com uma vacina da mesma marca.

- Que cuidados deve ter antes de ser vacinado?

Em qualquer uma das três marcas, se estiver com febre, tosse, dificuldade respiratória, alterações do paladar ou do olfacto não deve ser vacinado e deverá contactar a Linha Saúde 24 (808 24 24 24).

Atenção que deverá informar um profissional de saúde se tiver uma destas reacções:

Já teve uma reação anafilática a outros medicamentos; tem imunodeficiência ou realiza terapêutica imunossupressora (incluindo quimioterapia); ou tem doenças da coagulação, alteração das plaquetas ou faz terapêutica com anticoagulantes.

A DGS pede que se aconselhe com o seu médico se tem historial de hipersensibilidade à substância ativa ou a qualquer um dos seus excipientes ou se teve um reação anafilática a uma dose anterior da vacina, porque nestes casos a vacina poderá ser contraindicada.

- Depois de ser vacinado deve ter os seguintes cuidados:

Sim, quando:

Pfizer, Moderna e AstraZeneca- Deve manter-se junto do local onde foi vacinado durante pelo menos 30 minutos. As reacções alérgicas graves são muito raras, surgindo, geralmente pouco tempo após a administração.

AstraZeneca - Se sentir um mal-estar persistente (dores de cabeça frequentes, dores no corpo fortes) durante mais de 3 dias, pontos vermelhos ou manchas na pele fora do local de injeção, deve consultar de imediato o seu médico ou ligar para o SNS24 (808 24 24 24).

Quais as reacções adversas que podem acontecer?

Pfizer - dor ou inchaço no local da injecção, fadiga, dor de cabeça, dores musculares, dor nas articulações ou febre.

Moderna - dor, inchaço ou vermelhidão no local de injecção, edema ou sensibilidade na axila, fadiga, dor de cabeça, dores musculares, dores nas articulações, arrepios, febres ou náuseas.

AstraZeneca - sensibilidade, dor, calor ou comichão ou hematoma no local de injeção, fadiga, mal-estar, dores musculares, dor nas articulações, arrepios, febre, dor de cabeça ou náuseas.

O que fazer se surgirem reações adversas?

De acordo com o manual da DGS em qualquer uma das vacinas pode recorrer à toma de paracetamol (em casos que não tenha alergia ao medicamento, como é óbvio). Se apresentar dor, inchaço ou calor no local da injecção, pode aplicar gelo várias vezes ao dia, por curtos períodos, mas evitando o contacto direto com a pele.

Mas nunca se esqueça que em caso de persistência dos sintomas ou se surgir outra reacção que de algum modo o preocupe, deverá contactar o seu médico assistente ou a Linha SNS24 (808 24 24 24).

28
Mar21

O tal canal

jl

suez.jpgBoas.

Ao ver o título até poderia ser tentado a falar do programa do Herman, mas não, o que vou falar aqui é de um dos temas que anda nas notícias (para além do óbvio Covid e tudo o que lhe diz respeito) é sobre o navio que está actualmente encalhado no canal do Suez. Esta é daquelas peças que a maioria de nós só acha curiosos mas que não passa grande atenção porque directa e rapidamente não o afecta. Mas esta brincadeira está a custar o bloqueio de mercadoria que diariamente passa os 8 mil milhões de euros.

Apesar de vários esforços para libertar o navio, isto poderá levar várias semanas. E o grande problema que aqui se coloca não é «só» o navio encalhado, mas sim um problema global, já que por este canal que separa a África do Médio Oriente e da Ásia (e é uma das rotas comerciais mais movimentadas a nível global) passam cerca de 12% do comércio mundial e este é o valor diário.

Para além do petróleo, o tráfego marítimo passa muito por produtos de consumo, como vestuário, mobiliário, componentes de fabrico e peças de automóveis e quase tudo que nos lembremos.

O que acho alguma piada, é que numa altura em que o planeta Marte está quase invadido por meios de todo o lado, um barco encalhado num canal paralisa uma parte do comércio mundial.

Até pode acontecer que isto se consiga resolver rapidamente, mas sinceramente tenho algumas dúvidas. Acho que muitos de nós só vão dar conta quando a gasolina ou o cafezinho subirem de preço.

27
Mar21

Páscoa segura

jl

pascoa em segurança.jpgBoas.

Que esteja tudo bem por aí. Desde o dia de ontem que foram publicadas as normas para os próximos dias, mas daquilo que tenho ouvido por aí dá para ver que ainda existem muitas pessoas com dúvidas.

Mas afinal o que se vai poder nestes dias? Vamos lá então:

Pode passar as fronteiras do seu concelho na semana da Páscoa?

Não. A proibição de circulação entre concelhos, que tem vigorado aos fins-de-semana, entre as 20h de sexta-feira e as 5h de segunda-feira, passa a estar em vigor continuamente até ao dia 5 de Abril.

Pode ir para outro concelho para uns dias de férias e regressar depois a casa sem correr o risco de ser multado?

​Não, por causa do dever geral de recolhimento domiciliário, excepto para deslocações autorizadas.

E quais são as sanções para quem violar estas normas?

As coimas por desobedecer a medidas como a proibição de circulação e o uso obrigatório de máscara duplicaram desde o mês passado, tendo passado a oscilar entre os 200 e os mil euros para pessoas singulares e os 2000 a 20.000 euros para pessoas colectivas.

E se eu pretender viajar para o estrangeiro?

As deslocações para fora do nosso país, só podem ocorrer se enquadradas pelas excepções ao dever geral de recolhimento. E é possível viajar para fora do país se for para prestar assistência a pessoas vulneráveis, em trabalho (quando o mesmo não puder ser feito à distância), para participar em acções de voluntariado social ou para regressar ao domicílio, entre outros. Mas atenção que à chegada, e antes de entrarem em território nacional, os cidadãos estão obrigados a apresentar um teste para despiste da infecção por SARS-CoV-2, feito nas 72 horas antes do embarque e com resultado negativo. Caso não o tenham, o teste pode ser feito à chegada, sendo as despesas a serem cobertas por nós, sendo que a ANA efectua e disponibiliza os testes.

Mas afinal o que é que vai estar a funcionar na semana da Páscoa?

As creches, o ensino pré-escolar, o 1.º ciclo e os ATL para estas idades vão funcionar e os estabelecimentos autorizados a manter as portas abertas podem funcionar até às 21h durante a semana. Aos fins-de-semana e feriados, os estabelecimentos autorizados estão obrigados a fechar às 13h, exceptuando o retalho alimentar, que poderá funcionar até às 19h. Durante a semana, mantém-se a proibição de venda de bebidas alcoólicas entre as 20h e as 6h da manhã.

Posso ir ao cabeleireiro?

Sim. A ida ao cabeleireiro, barbeiro, institutos de beleza ou de massagens pode efectuar-se, mas condicionada a marcação prévia e dentro de horários mais restritos. Isto fará com que muita gente vá tratar do cabelo quase diariamente.

E a restauração vai poder servir o cabritinho?

Sim, vai poder, mas a restauração só poderá vender refeições em regime de entrega ao domicílio ou de venda à porta. Só a partir de 5 de Abril deverá ser autorizada a reabertura de esplanadas e, mesmo assim, limitadas a quatro pessoas por mesa. Mas até lá muitas coisas poderão mudar.

Sendo a Páscoa uma festa relacionada com a religião, será que vão existir festividades religiosas?

As celebrações religiosas, como as eucaristias, voltaram a poder fazer-se com a presença de fiéis, aliás, a saída de casa para ir à missa passou a integrar as chamadas deslocações autorizadas, mas daquilo que vai ouvindo a maioria dos locais não funcionará com a presença física das pessoas, tornando este período bem diferente do normal. Aqueles actos como o lava-pés serão suspensos e muitas celebrações serão transmitidas através do online e de outros meios de comunicação sociais.

Acima de tudo temos que nos lembrar que se queremos festejar futuras datas com os nossos familiares, temos todos que contribuir para isso. Já no Natal toda a gente dizia que sim e depois foi o que se viu nas semanas seguintes.

26
Mar21

Mexer com o ponteiro

jl

relogio.jpgOlá.

E para quem tanto esperava pelo fim-de-semana de descanso eis que já estamos na sexta-feira pertinho dos dias do bem bom.

O grande problema destes dias (para quem tem folga neles como é óbvio) é os mesmos passarem a voar. E se por norma os mesmos passam a voar (em estilo concorde), então este ainda será mais rápido já que será neste Domingo que os relógios adiantarão mais uma hora para que entremos no horário de verão.

Este horário manter-se-á até dia 31 de outubro.

Apesar de no passado se ter falado muito que esta situação iria mudar, na verdade é que até agora tudo se manteve na mesma. Sinceramente eu pessoalmente não vejo qualquer vantagem para estas mudanças. Se no passado isto até se podia justificar (por causa das crianças, dos consumos eléctricos e por aí fora), hoje em dia não vejp grande lógica em alterar isto duas vezes por ano.

Mas pelo menos nesta mudança não acho grande piada porque será menos uma hora que poderei estar na caminha.

Mas pode ser que na próxima mudança esteja de folga!

25
Mar21

Medidas para manter a porta fechada

jl

porta entreaberta.jpgOlá.

Como se sabe a partir de Sábado estava prevista a proibição de circular entre concelhos, mas como os tugas têm a mania de ser chico-espertos, o Governo decidiu antecipar esta medida e como tal a partir das 00h00 desta sexta-feira, as pessoas já estarão confinadas. Isto na teoria é claro!

Nos fins-de-semana passados, a proibição de circular entre concelhos arrancava às 20 horas das sextas-feiras, mas agora será mais cedo e mantém-se até depois da Páscoa.

Como em tudo que acontece em Portugal esta decisão foi tomada em cima do joelho.

Segundo o diploma agra publicado, existe um conjunto de excepções à proibição de circulação entre concelhos, inclusive deslocações para desempenho de funções profissionais (conforme atestado por declaração emitida pela entidade empregadora ou equiparada), por motivos de saúde bem como para cumprimento de responsabilidades parentais.

Isto numa sociedade ideal não seria preciso andar em cima de uma situação como esta, mas como se sabe hoje em dia a perfeição está cada vez mais distante. E sabendo que nós tentamos sempre arranjar maneira de dar a volta às situações, temos que esperar para ver.

24
Mar21

Mais uma etapa que aí vem

jl

futuro.jpgOlá.

Quando em Março do ano passado apareceu o Covid, a larga maioria de nós não fazia a mínima ideia do que viria aí para o nosso futuro. Era aquela coisa esquisita que atacava na Ásia e todos nós não queríamos saber, mas sim saber as notícias do dia-a-dia. Mas quando os dias e meses foram passando, fomos vendo que esta doença era algo que nunca se tinha visto e que de uma forma ou de outra iria condicionar a vida todos nós. E nestes tenho que destacar os mais velhos. Eles quase que foram «obrigados» a permanecer em casa e com isso a saúde física, quer a saúde mental foram muito afectados, já que as pessoas condicionadas entre quatro paredes começam a perder as suas capacidades cognitivas. E depois veio o Natal o que fez com que esta situação fosse ainda mais grave, mesmo o Governo tendo dado uma balda, mas como se sabe aquelas reuniões familiares que aconteciam em muitas casas, não aconteceram. Se isso foi mau, agora será pior com o aproximar da Páscoa. Se para as gerações mais novas, esta época festiva pouco diz, já para os mais velhos esta senão é a data que mais apreciam, não andará longe.

Eu sinceramente espero bem que tudo isto faça com que a Pandemia se comece a desvanecer, porque se assim não acontecer muitos velhos deste país não vão morrer da doença, mas vão morrer da cura.

A vacina é muito positiva, mas um velhote poder abraçar um Filho ou um Neto é um grande antidoto para a Tristeza e a Depressão.

23
Mar21

A Teoria da Vida

jl

teoria de tudo.jpgOlá.

Hoje venho aqui falar um pouco dum filme que vi ontem. O mesmo tem como título A Teoria de Tudo e o mesmo retrata uma parte da vida do físico teórico Stephen Hawking e da sua esposa Jane Hawking. O mesmo é um filme que apesar de já ter 6 anos foi a primeira vez que o vi e depois de ter assistido só fiquei com pena de não o ter feito há mais tempo. eu sei que hoje em dia num filme muitas vezes conta mais os cenários, os efeitos especiais, os grandes nomes dos actores e por aí fora, mas este filme acima de tudo marca pela história que o envolve.

Apesar do mesmo ter contado com um orçamento de 15 milhões de dólares (que nos dias de hoje são quase trocos para esta industria) o mesmo está muito bem escrito, bem interpretado e bem realizado já que para além do mesmo descrever uma parte da vida do físico teórico Stephen Hawking bem como o desafio de lidar com a doença do neurônio motor, o mesmo descreve toda a história de Amor que o mesmo esteve envolvido.

Neste filme também é possível ver que aquilo que muitas vezes são as nossas queixas recorrentes da vida, não são nada em comparação com que aquilo que muitas pessoas passam e também se vê que um forte apoio familiar é tão importante como todo o ensinamento que se possa obter.

Esta é daquelas histórias que muitos jovens deveriam ver para que assim tomassem mais noção da realidade.

22
Mar21

Como será o futuro da bola?

jl

bolas.jpgBoas.

Mais uma jornada do nosso campeonato que acabou e continua tudo mais ou menos na mesma, o Sporting em primeiro lugar, o Porto em segundo, barulho com treinadores, polémicas com árbitros e comentadores uns a rir e outros com azia. E depois temos as pessoas que realmente suportam isto tudo que são os adeptos, que no dia de hoje vão gozar com aqueles que estão mais distantes, claro que tenho que me lembrar que um campeonato não se resume a meia dúzia de clubes nem a uma só divisão. Mas falando só da Liga NOS, acho que isto está a chegar a um ponto em que as pessoas estão a ultrapassar o limite do razoável e os excessos começam a ultrapassar «o normal»,

Eu sei que as pessoas se esquecem, mas um campeonato só tem um campeão, depois disto só tem um clube que vai directo à Liga dos Campeões, outro vai à Pré Eliminatória, outro vai à Liga Europa, outro à Liga das Conferências, um no Play-off para a permanência e dois descerão para a Liga SabSeg.

Isto sempre existiu muita rivalidade, mas hoje em dia e sendo o futebol um negócio muito importante, os interesses económicos cada vez mais estão sempre à tona dos interesses e desde os muitos milhões da Liga dos Campeões até à simples permanência no campeonato principal. E muitas vezes ao ouvir os nossos especialistas da matéria parece que casos só acontecem aqui, mas basta ler a imprensa internacional para se ver que polémica, barulho e interesses para se ver que mais ou menos este problema é generalizado.

Se aqui por estes lados e no resto da Europa o dinheiro é cada vez mais a força matriz de um espectáculo que também tem desporto misturado, na terra do Tio Sam é igual mas com muito mais dinheiro à mistura.

E digo isto porque li uma peça que a NFL celebrou um contrato televisivo (bastante simpático) para os próximos dez anos.

Pois bem, este campeonato vendeu os seus direitos televisivos por uns singelos 95 mil milhões de euros, para os próximos dez anos. E a parte dos 95 mil não é engano, é mesmo assim.

A NFL é um campeonato fechado (que mais ano menos ano será discutido na Europa) onde jogam 32 equipas, que assim vão poder subir consideravelmente o tecto salarial nas próximas épocas.

Esta verba será paga pelas televisões ESPN, NBC e CBS, e pela Amazon Prime Video. O contrato agora celebrado entra em vigor apenas em 2023 e terá a duração de dez anos.

Mas só trago aqui isto porque ninguém como os americanos conseguem vender um desporto aliado a um espectáculo. E está na hora do futebol começar a pensar seriamente no rumo que quer levar.

21
Mar21

De ficar com o cabelo em pé

jl

boris.jpgBoas.

Agora que a polémica com a vacina da AstraZeneca parece que está a desvanecer, a maioria de nós está basicamente à espera de ser chamado para a sua vez de ficar mais protegido. Mas basta andar aí pelas ruas para se ver que algumas das pessoas parece que começam a facilitar um pouco e já se começa a andar à vontade demais. Em primeiro lugar quem já foi vacinado tem que ter cuidado porque estando protegido, mesmo assim pode transmitir aos outros.

Em segundo cada pessoa tem no seu pensamento que tem mais prioridade que os outros. Podem até existir situações que concorde, mas o que temos que nos lembrar é que temos 10 milhões de habitantes e para termos uma imunidade de grupo que se supõe que nos vá dar alguma segurança temos que vacinar cerca de 70 por cento da população vacinada.

Depois temos que nos lembrar que para se ter imunidade de grupo, não nos basta vacinar um país, mas sim toda a gente e se nós estamos constantemente a reclamar que só temos x ou y de pessoas vacinadas, temos que nos lembrar que existem dezenas de países em que palavras como Covid, Pfizer, Moderna ou AstraZeneca são completamente desconhecidas. E mesmo que fosse o contrário, as pessoas estariam mais interessadas em não ter guerra nos seus países, em ter algo de comer, em ter um telhado para se abrigar e por aí fora.

Claro que poucas vezes nos lembramos destas situações, mas o que as pessoas se esquecem é que esta pandemia é a nível global e se não existirem medidas a esse mesmo nível vamos ter Covid por muito e muito tempo. Mas quando o Mundo dito Ocidental estiver vacinado, vamos «todos» olhar com muita pena e depois vamos assobiar para o Ar e só vamos apoiar a imunização dessa gente porque depois vamos despachar as sobras das vacinas.

Oxalá esteja enganado, mas acho que não. Isto é como o primeiro-ministro inglês, é de ficar com os cabelos em pé.

 

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub