Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

20
Mar21

Para uns é um caco, para outros é ouro

jl

preço fora dos limites.jpgOlá.

Hoje li uma notícia que me fez ver que a esta hora poderia estar rico se tivesse mais amor às bugigangas que andam lá por casa. E digo isto porque li que uma simples tigela que tinha sido comprada por pouco mais de 20 euros numa venda de garagem foi vendida agora num leilão por uns simbólicos 600 mil euros.

Isto aconteceu no estado de Connecticut nos Estados Unidos.

A leiloeira Sotheby’s estimava como valor máximo já uns extraordinários 420 mil euros, mas a procura ainda excedeu esse valor.

Em todo o Mundo apenas 6 tigelas semelhantes são conhecidas e as mesmas podem-se encontrar no National Palace Museum (Taipei), no British Museum e Victoria & Albert Museum (ambas no Reino Unido).

Eu não duvido do valor da peça, até porque existiu alguém que deu esse valor estratosférico, mas acho que por um valor como este, mais valia gastar em arroz ou feijão e oferecer a pessoas realmente necessitadas, mas quem sou eu para avaliar os gastos de uma sociedade que actualmente (e cada vez mais) os valores morais cada vez mais é ultrapassado pelos valores materiais.

19
Mar21

O tal dia

jl

dia do pai.jpgOlá.

Hoje é o dia do Pai. E sei que embora esta data seja celebrada todos os dias, a verdade é que é neste dia que os sentimentos batem ainda mais forte. E a melhor prenda que posso ter em qualquer dia é a minha pimpolha acordar e sentir um abraço de Amor. E os sentimentos só não são mais fortes, porque não posso abraçar fisicamente o meu Pai, mas esteja ele onde estiver, eu abraçá-lo-ei com todo o Amor. Hoje e todos os dias.

18
Mar21

Estou na moda, uau!

jl

fashionistas.jpgBoas.

Eu hoje enquanto lia um artigo sobre a entrega dos Grammys fiquei quase hipnotizado a ver certos figurinos que desfilaram na carpete vermelha.

Eu sei que não sou a pessoa mais habilitada para falar de moda e das novas tendências, mas ou estou a ficar meio abafadinho dos olhos ou isto anda mesmo a ficar com a cabeça à roda.

Claro que os grandes entendedores da moda vão dizer que estas pessoas estão muito fashion, mas se fosse alguém do “Zé Povinho” era considerado louco.

A minha falecida avó já dizia que se está a chegar o fim do Mundo.

17
Mar21

Isto está tudo doido?

jl

edital au au.jpgBoas.

Ontem li um aviso da Junta de Freguesia onde vivo que me fez ver a vida com outras perspectivas. Nele era referido o levantamento e a continuidade de algumas proibições.

No mesmo eram reabertos os cemitérios. E acho muito bem porque embora as pessoas morram, os nossos sentimentos estão sempre vivos.

No mesmo eram reabertos os parques públicos porque todos nós precisamos de espairecer um pouco e nada melhor que ter um jardim para respirar e espairecer um pouco do dia-a-dia. Acho muito bem.

Eram também reabertos os parques caninos, porque quem tem os seus Bobbys gostam de ter um local para os passear e fazer o seu cocó. Acho bem.

E depois vinha um parágrafo que dizia que os parques infantis e os equipamentos de ginástica dos parques iriam continuar encerrados. E isto fiquei sem palavras. Ou seja se tiver um cão pode andar com ele a passear, a brincar, a levar a deixar o seu presente à rua e por aí fora, mas se tiver uma criança já não apode levar a brincar no parque nem a esticar os músculos.

Numa altura em que o comércio está desconfinar, onde se pode levar as crianças aos médicos, ao cabeleireiro, à biblioteca, a um Hipermercado onde a única lotação que se conhece é aquela da lotação total do espaço, à escola e outros locais, agora a Junta de freguesia diz que posso levar o cão a brincar, mas a minha filha fica em casa e não pode estar a gozar o ar livre.

Ou sou eu que estou a perder a ideia do certo, ou os outros começam a ver as coisas de uma maneira um tanto ou quanto estranha.

Só fiquei com uma curiosidade. Se algum pai tiver uma fantasia de Carnaval dum cão, será que pode vestir o seu filho de Rex e ir com ele ao parque para brincar?

 

 

16
Mar21

E agora como será?

jl

astrazeneca.jpgOlá.

Hoje ao ver as notícias fiquei com a dúvida se os nossos governantes andam a decidir pela sua cabeça ou se andam por arrasto dos outros países e dos chamados líderes de opinião.

E digo isto por causa da vacina da AstraZeneca. Quando os primeiros países decidiram parar com esta vacina, aqui todos aqueles que tem o poder de decisão ficaram impávidos e serenos. Quando o grupo de contestatários começou a aumentar, aqui o lema era que tudo estava ser seguido atentamente. Mas ontem quando o grupo continuou a aumentar então os especialistas desta área com a concordância dos políticos decidiram parar.

Em primeiro lugar se as vacinas na Europa são compradas em conjunto, estas medidas não deveriam ser decididas e ditas a uma só voz?

Se realmente se confirmar que tudo isto foi só um boato e que os efeitos secundários estão dentro dos limites, como será a vacinação desta marca?

Será que as pessoas ao irem fazem a toma inicial ou a segunda dose são obrigadas a aceitar esta marca? E se não o fizerem o que poderá acontecer? E quem se responsabilizará se as coisas acontecerem de uma maneira negativa? O nosso estado? O fabricante?

Eu sei que a não vacinação acarreta perigos e riscos superiores à vacinação, mas que uma situação destas poderá colocar em causa uma franja significativa da população. Até porque isto soa muio bem aos grupos anti.vacinação. Mas se existem 30 casos de reacções graves (o que todos lamentam) em mais de 17 milhões de pessoas vacinadas com esta marca não deixa de ser grave, mas não nos podemos esquecer das centenas de milhares de nortes que já aconteceram só na Europa.

A ver vamos no que isto irá acabar, mas que parece que é tudo feito ao sabor do vento isso é verdade e numa situação pandémica como esta, se a execução de um plano não for pensada com todos os factores é sempre um problema.

15
Mar21

O 8 ou o 80

jl

dresden manifestações.jpgBoas.

Como se sabe hoje começa o desconfinamento aqui no nosso cantinho e isto como se sabe fica a dever-se a muitas pressões já que se começava a ouvir que a maioria de nós já começava a ficar demasiado impaciente. E a verdade seja dita, esse pensamento é perfeitamente natural numa sociedade que já vive confinada desde Março do ano passado.

Mas como tudo na vida, existem várias opiniões, uns a dizer que isto tem que abrir porque senão isto «dá o berro» até em termos económicos e outros a dizer que a saúde está em primeiro lugar e por isso mesmo tem que se aguentar. Como em tudo na vida, no meio está a virtude. E digo isto porque ontem li uma peça (que por curiosidade não vi em nenhum meio de comunicação português) que na Alemanha, um dos países do primeiro Mundo tinha havido conflitos entre manifestantes para a abertura da sociedade e a polícia.

Embora por todo o país tenham existido manifestações, em Dresden as coisas aqueceram quando os manifestantes agrediram as forças policiais, mandando doze agentes para o Hospital.

Isto está a chegar a um ponto que os governantes começam a ceder porque parece que ninguém quer dizer não e assim não ser o mau da fita. Claro que isto na teoria é muito bonito, mas as pessoas têm que ter rendimentos para levar uma vida relativamente normal. Vamos ver qual a evolução disto, esperando que as pessoas não passem do 8 para o 80, até porque basta ver o caso de Itália que depois de uma altura em que existiram baldas, hoje já está a ficar outra vez em confinamento depois de um aumento de casos em 15% só numa semana.

14
Mar21

Desconfinar com juízo

jl

desconfinamento.jpgOlá.

Depois de quase um ano em que se viveu num confinamento mais ou menos apertado, eis que a partir de amanhã se começará a abrir mais a sociedade. O grande problema é que esta situação não é virgem e tendo nós memória do que aconteceu anteriormente é bom que as pessoas se lembrem do dia de ontem para que o dia de amanhã corra melhor.

Concordo plenamente que as coisas vão abrindo mas a fiscalização tem que existir e em vez dos caminhos quentes que existiram até aqui, que se castigue aqueles que transgridem e colocam todos em causa.

Eu sei que todos esperamos por ter uma vida dita normal, mas arriscarmos em ficarmos doentes e transmitir aos nossos mais queridos ficar nessa mesma situação é algo de incompreensível. Existem situações como ir a um hospital que as coisas estarão mais ou menos controladas, mas ir a um parque com a nossa criança e vermos sete ou oito pessoas (algumas sem máscara) num banco do jardim é algo que não lembra a ninguém.

Mas neste país já é o prato do dia. Não se vender uma bebida no Mc Donalds a acompanhar a refeição, mas pode ir ao supermercado ao lado comprar dez latas de refrigerante. Não se pode sentar num café a beber ou comer alguma coisa, mas depois pode ir para um banco de jardim lanchar com mais duas ou três pessoas. Porque até aqui as nossas autoridades muitas vezes assobiaram para o ar, aliás bastava ver os passeios das nossas marginais em dias de Sol.

Eu sinceramente espero que as coisas corram pelo melhor, porque isso não acontecendo a culpa em parte até pode ser do poder político, mas a maior parte é nossa.

13
Mar21

Ligado à corrente

jl

DACIA_Spring-Electric-2021.jpgOlá.

Agora que os stands automóveis estão prestes a abrir novamente, os anúncios começam a ficar cada vez mais evidentes. E paulatinamente os elétricos começam a ter um protagonismo cada vez maior. Se até aqui a pouca autonomia e o alto preço fazia com que esse sector fosse pouco apelativo, hoje em dia a diferença é pouca e no caso que aqui falo é mesmo nenhuma no que diz respeito ao produto.

O veículo que aqui venho falar é o Dacia Spring Electric que começa neste momento a ser distribuído por toda a Europa! Com inventivos que o Estado concede, o mesmo pode custar pouco mais de 12.000 euros.

O Spring incorporará tecnologia do Renault K-ZE e é alimentado por um motor elétrico de 45 cv, 125 Nm.

O preço base será de 16.990€ em França, mas é depois existem os descontos. Assim, considerando o desconto de 27% para modelos elétricos com valor abaixo dos 45.000 euros, este Dacia Spring Electric poderá ficar por apenas 12.400€.

O Dacia Spring Electric pode atingir uma velocidade máxima de 125 km/h e a sua autonomia pode chegar aos 230 km (em condução exclusivamente urbana, esta autonomia pode subir aos 295 quilómetros.). Este carro tem um motor elétrico de 33 kW (o que corresponde a cerca de 44 cv) e 125 Nm. A bateria é de 27,4 kWh. E em abono da verdade esta autonomia não sendo assim tão grande, para a maioria de nós chega e sobra para uns dias.

Um dos problemas que este combustível hoje tem é o carregamento, mas é possível carregar 80% da sua bateria em apenas 30 minutos através de um ponto de carregamento de 30 kW em corrente contínua.

E em abono da verdade, este ainda é daqueles factores que poderá levar as pessoas a pensarem por um carro totalmente elétrico porque a maioria de nós ainda não consegue carregar um carro em casa. Outro aspecto é o preço, porque se em França até pode ser um carro dito barato, já em Portugal os impostos por norma exploram as nossas carteiras.

E depois outro factor que temos que ter em conta é a assistência técnica, porque com um carro dito normal existia sempre um mecânico amigo que nos fizesse um serviço em cima do joelho, em relação a estes carros já não será assim. Mas a ver vamos o que nos trará o futuro.

12
Mar21

Desconfinamento - plano

jl

abertura portas.jpgOlá.

Depois de muitos pedidos ao Toni (que é o primeiro-ministro como se sabe) e muitas rezas à Nossa Senhora de Fátima eis que finalmente veio cá para fora o plano para o desconfinamento. E aqui vai ele:

Conheça o plano semana a semana, descrito pelo primeiro-ministro como uma estratégia a «conta-gotas»:

Dia 5 de Abril

2.º e 3.º ciclos e ATLs para as mesmas idades;(iupiiiiii)

Equipamentos sociais na área da deficiência;

Museus, monumentos, palácios, galerias de arte e similares;

Lojas até 200 metros quadrados com porta para a rua;

Feiras e mercados não alimentares (por decisão municipal);

Esplanadas (máximo quatro pessoas);

Modalidades desportivas de baixo risco;

Actividade física ao ar livre até 4 pessoas e ginásios sem aulas de grupo.

19 de Abril

Ensino secundário;

Ensino superior;

Cinemas, teatros, auditórios, salas de espectáculos;

Lojas do Cidadão com atendimento presencial por marcação;

Todas as lojas e centros comerciais;

Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo quatro pessoas ou seis em esplanadas), até às 22h ou 13h ao fim-de-semana e feriados;

Modalidades desportivas de médio risco;

Actividades físicas ao ar livre até 6 pessoas e ginásios sem aulas de grupo;

Eventos exteriores com diminuição de lotação;

Casamentos e baptizados com 25% de lotação;

3 de Maio

Restaurantes, cafés e pastelarias (máximo de seis pessoas ou 10 em esplanadas) sem limite de horário;

Todas as modalidades desportivas;

Actividade física ao ar livre e ginásios;

Grandes eventos exteriores e eventos interiores com diminuição de lotação;

Casamentos e baptizados com 50% de lotação.

Agora vamos ver se cada um de nós tem juízo e não põe isto tudo em causa.

09
Mar21

Tradição do século XV

jl

cumprimento japones.jpgOlá.

Hoje li uma noticia que veio do Japão e que fiquei admirado. A minha admiração ficou-se a dever ao facto do Partido Liberal Democrático do Japão ter decido convidar mulheres para as suas reuniões - mas apenas como observadoras. Não tenho nada contra este país (até pelo contrário) mas isto soou-me assim à Idade Média. Este partido tem 25 membros no seu Conselho Geral, onde apenas três são mulheres.

Toshihiro Nikay, o Secretário-Geral do partido, de 82 anos, afirmou que esta medida tão aberta permitiria às mulheres do Partido Liberal Democrático observar como é que as decisões são tomadas. Isto sim é que é inovação, deve ter pensado quando aprovou esta medida.

Sendo um dos países mais avançados do Mundo este facto deixa a maioria de nós atónitos, sendo que em 2021, só 46 dos 465 políticos da Câmara dos Representantes do Japão são mulheres, um número bastante inferior à média global que é de 25%.

Eu enquanto homem fico sempre com a cabeça a pensar, que raio de ideia é que estará na cabeça desta gente? Será que é assim tão complicado ver que somos todos pessoas com direitos e deveres iguais?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub