Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

28
Jul21

Ginástica é o que conta

jl

alemanha vestida.jpgBoas.

Ontem ao ler as notícias deparei-me com uma que me chamou particularmente a atenção. Nela era referido que as atletas alemãs presentes em Tóquio para a prova de Ginástica Artística dos Jogos Olímpicos apresentaram-se de fato completo na ginástica contra a sexualização da modalidade nas mulheres.

Esta decisão foi tomada pouco tempo antes da qualificação realizada no último domingo, depois de já nos treinos terem usado o referido equipamento.

A ginastas referiram que querem ter a certeza que todas se sentem confortáveis e mostram a todos que podem usar o que quiserem e serem fantásticas na mesma, sentirem-se fantásticas, seja num equipamento comprido ou curto.

A tomada de posição das atletas alemãs mereceu o apoio de muitas outras atletas que louvaram a coragem das alemãs em tomarem uma posição no maior evento a nível mundial.

Esta é uma das modalidades em que a sexualização está muito presente, mas está mais que na hora de cada atleta decidir o que vai usar, já que o que conta é a ginástica que vão praticar. E sabemos que em muitos locais as atletas são tratadas quase como escravas e a História já nos ensinou que esta escravidão estendeu-se até a nível sexual.

As novas gerações neste aspecto que batam o pé!

26
Jul21

Radares Julho 4

jl

condução.jpgOlá.

E num abrir e fechar de olhos o mês de Julho está a findar. Num ápice o Natal está a ficar cada vez mais perto. A única coisa que parece que está a custar a passar é mesmo a Pandemia.

Mas voltando ao tema que aqui trago (que são os radares),o ter calma no pé direito é cada vez mais fundamental. E esta semana vamos ter três locais onde as forças de autoridade vão estar presentes. E esses locais e as datas são:

Dia 26 - 14H00    Estrada D. Miguel – Gondomar

Dia 28 - 14H00    Avenida Montevideu – Porto

Dia 30 - 08H00    Rua Gomes Amorim – Póvoa de Varzim

O cuidado connosco e com os outros é fundamental, mas até em termos económicos, este factor conta muito.

24
Jul21

Manuais escolares e vouchers. Dúvidas.

jl

mega.jpgBoas

E este ano escolar, será o ano em que a minha pimpolha entrará na fase de ensino oficial. Se a mesma tem curiosidade por esta nova fase, também já se nota uma dose de saudades no que à brincadeira diz respeito. claro que esta área não irá acabar, mas que irá sofrer mudanças, isso será o mais certo.

Mas o que me levou a escrever aqui umas linhas, foi que foram agora anunciadas as datas para que os alunos e os encarregados de educação possam pedir os vouchers que lhes dão acesso a manuais escolares gratuitos.

Para que isso seja feito, existem duas datas concretas para esse pedido.

Assim está disponível a partir do dia 16 de agosto para os alunos do 1º Ciclo: 2º, 3º e 4º anos; 2º Ciclo: 6º ano; 3º Ciclo: 8º e 9º anos e ensino secundário: 11º e 12º anos.

Já no que diz respeito aos alunos do 1º Ciclo: 1º ano; 2º Ciclo: 5º ano; 3º Ciclo: 7º ano; e ensino secundário: 10º ano, podem requerer os vouchers gratuitos a partir do dia 23 de agosto.

Como se sabe, os manuais escolares são gratuitos em toda a escolaridade obrigatória, mas apenas na rede pública do Ministério da Educação.

Neste momento ainda está decorrer o processo de recolha de manuais escolares referente ao ano lectivo 2020/2021, que só deve estar concluído no final do mês.

- Mas afinal como se podem resgatar os vouchers?

Através do site www.manuaisescolares.pt, ou da aplicação “Edu Rede Escolar” (disponível para iOS e Android), os encarregados de educação acedem à plataforma que lhes atribuirá um voucher para adquirir os manuais nas livrarias que pretendam, desde que estas também estejam inscritas na plataforma. Para isso, basta ter um e-mail e o número de contribuinte, que é obrigatório para cruzar os dados do encarregado de educação com os do aluno.

- Os encarregados de educação têm de ter o NIF para aceder aos vouchers através da APP ou do site do MEGA?

Sim, só com o número de identificação fiscal preenchido na APP ou em www.manuaisescolares.pt é que o encarregado de educação consegue aceder aos vouchers através do site ou da aplicação. Se o NIF não estiver registado na base de dados da escola, o educando(a), terá que se dirigir à escola para levantar o(s) voucher(s) a que tem direito.

- Qual o NIF que deve ser considerado para entrar no site do MEGA?

O NIF em causa será o do encarregado de educação. Por questões de segurança, este NIF é validado automaticamente através do site da Autoridade Tributária.

- Para aqueles que estavam registados no ano passado mas não se recordam da password como devem proceder?

Basta clicar no espaço para “recuperação de password”. Ser-lhe-á enviada então uma nova password.

- De quem é a responsabilidade pela guarda do voucher?

Esta será do encarregado de educação para o qual foi emitido.

- Pode resgatar-se o mesmo voucher mais do que uma vez?

É preciso ter atenção que o voucher é apenas resgatado/utilizado uma única vez.

- Podem os estabelecimentos de ensino cobrar algum valor monetário aos encarregados de educação pela recolha presencial do(s) voucher(s)?

Obviamente que não. Em nenhum momento deverá haver lugar a cobrança de qualquer valor ao encarregado de educação, por conta da disponibilização do(s) voucher(s). se isso acontecer faça queixa desse acto.

- Tenho que devolver à escola os manuais que me foram entregues para poder usufruir dos vouchers para o próximo ano lectivo?

Com a excepção dos manuais do 1.º ciclo, para poder receber manuais escolares gratuitos no próximo ano lectivo terá de devolver à escola os manuais escolares que foram entregues no presente ano. Cada voucher diz respeito a um manual, pelo que se não devolver o manual de uma disciplina perde apenas o direito ao manual dessa disciplina no ano seguinte. Exemplo: se um aluno não entregar o manual de Matemática mas entregue em bom estado o manual de Português, no ano seguinte, esse aluno não tem direito ao manual de Matemática mas tem direito ao manual de Português.

- O nosso educando tinha manuais gratuitos no ano lectivo anterior, mas pretende ficar com eles. Pode fazê-lo?

Caso fique com os manuais escolares que foram distribuídos gratuitamente neste ano lectivo, tem de pagar ao estabelecimento de ensino do valor integral do manual e, enquanto esse pagamento não for feito, ficará impedido de solicitar manual equivalente no ano lectivo seguinte, com a excepção dos manuais do 1.º Ciclo que não têm de ser devolvidos.

- Mas quem é que define se o estado de conservação dos manuais que devolvo à escola é adequado ou não a poder usufruir dos manuais gratuitos no próximo ano letivo?

Cabe à escola, no âmbito da sua autonomia e da sua experiência, definir se os manuais devolvidos se encontram em condições de ser reutilizados.

- Se o estado de conservação dos manuais que devolvo à escola não forem considerado adequados à sua reutilização, posso usufruir dos manuais gratuitos para o próximo ano lectivo?

Por princípio não, mas cabe a cada escola, no âmbito da sua autonomia e do conhecimento concreto de cada situação, avaliar as circunstâncias que motivaram o estado de conservação do livro e, se entender que existem razões que justifiquem tal facto, atribuir os manuais gratuitos para o para o próximo ano lectivo.

- uma das questões que se ouve muito é aquela que no ano passado a criança x recebeu todos os manuais reutilizados e o colega y recebeu todos os manuais novos. Qual o critério para que tal aconteça?

Os vouchers são emitidos aleatoriamente.

Se uma criança usufruía dos manuais gratuitos através da Ação Social Escolar, os pais terão que os devolver à escola?

Sim, todos os manuais entregues pela escola devem ser devolvidos para entrarem no circuito de reutilização.

Que este artigo ajude de alguma maneira!

23
Jul21

2020 年オリンピック

jl

toquio-2020.jpgBoas.

É hoje que oficialmente começam os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. E isto é como o Campeonato Europeu de Futebol, embora esteja a decorrer em 2021, o nome que tem 2020. Mas este ainda tem outra particularidade, embora hoje seja a inauguração do evento, o mesmo começou já na quarta-feira. Aconteça o que acontecer nestes jogos já existe um vencedor e esse é o Covid, já que este está no meio de toda esta actividade. Desde as viagens, até aos confinamentos que atletas e jornalistas vivem, até à ausência de público que quer se queira, ou não, isto irá influenciar este evento. Desde o não haver apoio aos atletas, até aquele silêncio ensurdecedor que veremos nas transmissões televisivas, estes serão daqueles jogos que decerto ficarão para memória futura e que no mínimo sirvam para que se aprenda o que fazer (e não fazer) nestes eventos.

E este é só o maior evento planetário!

p.s.- desde já quero parabenizar os atletas portugueses presentes no Japão, porque só o conseguirem ter resultados para estar neste evento é um motivo de orgulho!

21
Jul21

Cuidados a ter com a alimentação

jl

boa ou má comida.jpgBoas.

Que este Verão esteja a ser bem passado. Pelo menos aqui na zona do Porto, o perigo das insolações não está ser problemática, já que temos tido um verão ao nível da Finlândia, quer dizer um bocado mais fresco porque lá as temperaturas tem aquecido bem, enquanto que aqui é o que se tem visto. Mas isso é assunto para outro artigo. O que me levou a escrever aqui umas linhas é que estando nós numa altura de férias, o que acontece bastante é que os exageros no que diz respeito à alimentação aumentem. E é precisamente sobre alguns desses erros que falo e que podemos evitar:

- Consumir sal em excesso

O consumo de sal em excesso está associado à ocorrência de doenças como hipertensão, acidentes vasculares cerebrais ou acidentes cardiovasculares. Segundo a recomendação da Organização Mundial da Saúde (OMS), cada pessoa deve consumir, por dia, no máximo 5 g de sal. Em Portugal este valor é «só» de 15 gramas.

- Comer em demasia

Refeições com excesso de alimentos, aliadas a uma vida extremamente sedentária, provocam o nosso aumento de peso, sendo que este é hoje um grave problema de saúde pública. Calcula-se que quase 50% da população nacional tenha excesso de peso e, muitos destes, são obesos.

- Consumo de álcool

Nós portugueses, somos dos maiores consumidores mundiais de álcool per capita, o que tem repercussões directas quer na saúde individual e colectiva, quer na sinistralidade rodoviária e no local de trabalho, no baixo rendimento intelectual, bem como na deterioração das relações interpessoais.

- Elevado consumo de gorduras

Principalmente gorduras de má qualidade, gorduras saturadas, hidrogenadas, sobreaquecidas e de múltipla utilização. Do ponto de vista calórico, um grama de gordura tem cerca de nove calorias, contrapondo às quatro calorias conferidas por um grama de hidratos de carbono. E este ponto é muitas vezes esquecido.

- Saltar refeições

Estar muitas horas sem comer cria uma maior sensação de fome que leva o individuo a fazer posteriormente refeições demasiado pesadas compensando assim o que não se comeu.

- Baixo consumo de legumes e produtos hortícolas

É importante recuperar o papel tradicional da sopa, como forma de comer mais legumes e hortaliças. Muitas pessoas só comem alimentos de origem vegetal nas saladas, quando a melhor forma de o fazer é cozidos sob a forma de sopa, uma vez que são mais facilmente digeridos e conservam todos os nutrientes na água da sopa.

- Baixo consumo de leite e derivados

A osteoporose ainda é uma doença de elevada prevalência em Portugal. A carência de leite e derivados leva a uma considerável falta de cálcio na infância, adolescência e início da idade adulta. Este é daqueles temas que levanta muita controvérsia.

- Consumo excessivo de açúcar

O açúcar também pode ser integrado numa dieta saudável, embora com moderação na quantidade ingerida. Não só porque ingerimos calorias a mais, mas também porque obrigamos o nosso pâncreas a um desgaste enorme. Quando o pâncreas é demasiado estimulado, gasta a sua capacidade de produzir insulina, o que, associado à obesidade, contribui ao longo dos anos para o aparecimento da diabetes. Se este é um problema que afecta bastante a população adulta, a verdade é que as crianças vivem num Mundo em que estão rodeadas de açúcar e nisto enquanto educadores somos os principais responsáveis.

20
Jul21

Operadoras de telecomunicações, mudar ou não?

jl

operadores.jpgBoas.

Se tem andado num centro comercial decerto reparou que para além de lhe tentarem impingir um cartão de crédito, agora tem vendedores de operadores que tentam que você mude de marca. Ou oferecem (como quem diz, não é?) minutos, ou mais uns gigas de Net ou oferecem daqueles brindes que não valem o dinheiro, ou tentam chatear um bocadinho. Mas ao fim e ao cabo, os funcionários tentam fazer o que lhes é pedido.

Se é verdade que a maioria das pessoas não querem mudar, também existe outro grupo que pretende isso mesmo.

Mas se quiser mesmo mudar de operadora?

Neste tipo de decisões é importante analisar bem as nossas despesas e se o pacote contratado espelha bem as suas preferências pessoais.

Cada vez mais, os pacotes das operadoras de telecomunicações incluem TV + Internet + Telefone/Telemóvel. Tratando-se de três serviços que são utilizados diariamente, quanto menos pudermos pagar por uma solução mais completa e apelativa, melhor – mas para se mudar é preciso comparar primeiro os diferentes aspetos que deixo aqui.

- período de fidelização

Desde julho de 2016 que as operadoras de telecomunicações passaram a ter novas regras neste âmbito. Os contratos de fidelização só podem ir até um máximo de 24 meses e todas as operadoras são obrigadas a ter, no seu portefólio de oferta para os consumidores, pacotes mais acessíveis sem fidelização e com contratos entre 6 e 12 meses, ficando mais fácil mudar de operadora.

Mas chegou ao fim da fidelização e não anulou ou renovou o contrato. E agora? Não há problema, porque as operadoras estão proibidas de proceder à renovação automática. Estas são obrigadas a enviar-lhe um novo contrato.

- mas quais as despesas em que incorro se quiser mudar de operadora?

Para se desistir de um determinado serviço e mudar de operadora, é fundamental fazer uma análise de custos/benefícios. Não basta ligar e dizer que pretende cessar o contrato, pois essa anulação vai ter custos para si se estiver a fazer isso antes do fim do mesmo.

Logo para começar, vai ter de liquidar os custos que a operadora teve com a instalação dos equipamentos.

Mas tenha atenção que as operadoras agora são obrigadas a ter todos estes gastos previstos e escritos no contrato, para que o consumidor esteja sempre informado sobre o que terá de pagar.

- vale a pena ter centenas de canais?

Esta é uma pergunta habitual, até porque a maioria de nós não vê mais do que um conjunto de 15 ou 20 canais. Mas mesmo assim pondere bem, porque às vezes pode não ver muito um canal, mas gosto de um programa no canal x ou y que pode deixar de ter ao reduzir a sua escolha.

Para além dos canais, é preciso ponderar os serviços que vêm associados: videoclube para assistir a todas as novidades cinematográficas, uma box que permita gravar, avançar ou parar a emissão, aplicações para assistir TV no smartphone e/ou no computador aquisição de Netflix.

- e que velocidade posso ter de Internet?

No que diz respeito à internet, é preciso ver quer as opcções fixas (para ter em casa), como as móveis (para o telemóvel), quando pretende mudar de operadora.

Para a internet em casa, tem que ver se é por cabo cabo, ADSL ou fibra. Entre estas três escolhas, note que praticamente já não se usa ADSL e que hoje em dia cresce, a passos largos, a opcção de fibra ótica.

Esta última escolha é muito mais rápida, gastando menos energia, é também mais segura na transmissão de dados e sem perda de qualidade a grandes distâncias, com o bónus dos respetivos cabos não se degradarem ou enferrujarem.

São de ponderar ainda os limites mínimo e máximo de downloads e uploads e ainda o serviço de wi-fi em hotspots da operadora fora de casa.

Na internet móvel, há que ponderar, que para além da velocidade (quanto mais rápido, melhor), a cobertura da operadora, se o seu tráfego for normal ou esporádico

- Telemóvel: qual o tarifário mais atrativo?

Aqui a maior diferença será entre um plano pré-pago ou pós-pago, sendo que tem vindo a ganhar relevância este segundo, especialmente dentro das soluções que permitem chamadas ou SMS ilimitadas sendo que isto do ilimitado é subjectivo porque ao ler os contratos com atenção vai verificar que existem limites.

Todavia, no âmbito dos pré-pagos também existem opções com mais ou menos minutos de chamadas, SMS grátis e roaming, com ou sem carregamentos obrigatórios. Especialmente para os jovens, ainda há que ver, por exemplo, se o tarifário escolhido inclui apps sem gastar dados, tais como o Spotify ou o Facebook.

Com a proliferação e o sucesso dos smartphones, tornou-se cada vez mais comum a utilização de internet móvel. Ao comparar as diversas opções de pacotes, é por isso essencial ver até quantos Mbps vai a internet e qual o limite de tráfego permitido sem gastos extra.

Por último realço sobre a cobertura de rede. E digo isto porque por vezes a oferta pode ser fantástica, mas se a cobertura for deficiente de nada adianta. E falo por mim, porque se tivesse uma oferta da MEO que me custasse 5€ por mês não iria optar por ela, porque a cobertura de rede parece que saiu do século passado. Mas é como digo, cada caso é um caso!

 

19
Jul21

Radares Julho 3

jl

mulher a conduzir.jpgBom dia.

E mais uma semana que está a começar e mais uma semana em que temos as nossas forças policiais a controlar os movimentos nas nossas estradas. Isto da maneira que anda com o Covid, um dia destes nas estradas só veremos as forças policiais tais os constrangimentos de circulação, mas até lá temos que ter atenção, até porque ao contrário do que habitualmente acontece as operações de fiscalização irão ocorrer a horas que geralmente o pessoal não tem tanta atenção a velocidades. Mas cá deixo os locais:

Dia 19 - 20H00  -  Estrada da Circunvalação – Porto

Dia21 - 14H00  -  Estrada da Circunvalação – Matosinhos

Tenham muita atenção ao modo como circulam e não só por causa das multas a que estão sujeitos.

18
Jul21

Pesetero em Inglês

jl

harry kane.jpgOlá.

Ontem enquanto andava a divagar pela Net, deparei-me com uma peça que falava que o atacante do Tottenham, Harry Kane parece que está mesmo decidido a abandonar o clube de Londres neste mercado de transferências.

Segundo o que a imprensa inglesa escreve, o Senhor Kane, de 27 anos, estará cansado da falta de competitividade e títulos que o clube que representa não consegue alcançar e pretende por isso mesmo dar o passo para um clube de topo do futebol europeu. Segundo o que a imprensa inglesa refere, os spurs já rejeitaram uma proposta de 120 milhões de euros do Manchester City, apontando para os 170 como valor para libertar o avançado.

Para forçar a sua saída, Kane poderá estar a ponderar não se apresentar para a pré-temporada na equipa que agora é orientada pelo português Nuno Espírito Santo.

Actualmente este cavalheiro refere uns singelos 270 mil euros semanais!!

Os clubes é que são donos do dinheiro e sabem (ou não) o que devem fazer com ele, mas este senhor ganha numa semana o que um normal trabalhador ganha em 25 anos de trabalho. E depois exigem tudo e mais alguma coisa? Ganhem no mínimo decência e vergonha na cara, porque o que estes senhores fazem é completamente indigno!

17
Jul21

Quando o motor nos prega uma partida

jl

Enfarte Agudo do Miocárdio.jpgBoas.

Agora que o problema cardíaco em que se falou muito por causa de ter afectado o cantor Tony Carreira, ter quase caído no esquecimento, li um artigo que me chamou um pouco a atenção.

No mesmo era referido os sinais de alarme do ataque cardíaco. Hoje em dia quando se fala em saúde, as atenções estão concentradas quase na Covid, mas existem mil e um problemas nesta área. Para se ver a gravidade deste problema, tem que se referir que todos os anos, mais de 4.000 portugueses morrem de ataque cardíaco. Isto são mais de 10 pessoas por dia. Não é brincadeira nenhuma!

Mas afinal quais são as principais causas do Enfarte Agudo do Miocárdio?

O enfarte do miocárdio, na esmagadora maioria dos casos, resulta da oclusão de uma artéria coronária, que geralmente é provocada pela formação de um coágulo, que dessa maneira vai impedir o normal fluxo de sangue.

Mas quem são as pessoas mais afectadas?

Geralmente, podemos dizer que o enfarte do miocárdio é mais frequente nos homens do que nas mulheres, nos idosos que nos novos. Mas existem factores que, quando presentes, aumentam significativamente a probabilidade desta ocorrência, especialmente a presença de diabetes, colesterol elevado bem como hábitos tabágicos. Qualquer uma destas situações contribui para o envelhecimento das nossas artérias, facilitando com o evento agudo.

E como se manifesta?

Quando surge de forma típica, o enfarte do miocárdio, manifesta-se pelo aparecimento súbito de uma dor intensa no centro do peito, dor esta que pode se assemelhar a um esmagamento que, por vezes, pode irradiar para o braço esquerdo e por vezes para o maxilar. Frequentemente, o episódio doloroso irradia para o braço esquerdo, acompanha-se ainda de um suor intenso e por vezes sensação de desmaio.

Mas como se pode prevenir?

O enfarte é um fenómeno de ocorrência súbita, por vezes com uma base genética e cuja ocorrência não se pode prever. A prevenção está focada no controlo dos chamados factores de risco que, desta forma, podem diminuir o risco de ocorrência de enfarte. Ou seja, o enfarte previne-se reduzindo as condições das artérias que facilitam a sua ocorrência. Nos doentes em que a doença já é conhecida e as lesões das artérias já identificadas, o enfarte previne-se tratando essas lesões.

O que fazer se alguém estiver com sintomas de um Enfarte Agudo do Miocárdio?

A melhor ajuda que se pode dispensar será colocar rapidamente a vítima no local certo para ser tratada. Assim, é crucial que, na suspeita de um enfarte do miocárdio, se contacte de imediato o INEM (112). O profissional que vai atender o telefone dará instruções simples e enviará uma viatura de emergência, com médico, o qual prestará os primeiros cuidados, e acima de tudo enviará o doente para o local ideal para tratamento.

16
Jul21

Tudo tem o seu tempo

jl

trabalho em excesso.jpgBoas.

E num ápice já se passou o meio deste mês. Esta altura do ano (juntando também o mês de Agosto) é o período em que muitos de nós têm as suas férias. Com isto do Covid, muitos de nós ficam ou por casa ou perto dela. E depois existe a pandemia da falta de dinheiro que faz com que muitas pessoas gozem férias basicamente em casa. E nisso ou se fica a descansar ou então com as pinturas ou os pequenos arranjos que é preciso fazer. Mas mesmo que seja a trabalhar nessas pequenas coisas, é sempre diferente do que se faz o ano inteiro. Mas o poder descansar é muito importante, até porque o excesso de trabalho não só reduz saúde e qualidade de vida, como pode até matar (e por ano, por incrível que pareça, mata mais do que a malária)

Vários estudos revelam o excesso de trabalho é o maior factor de risco para doenças ocupacionais, sendo responsável por cerca de um terço da carga total de doenças relacionadas com o trabalho.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT), afirmaram há pouco tempo (mas nem se falou devido à Covid) que, a cada ano, 750 mil pessoas morrem de doenças cardíacas devido às longas jornadas de trabalho (definidas como 55 horas ou mais por semana).

Há duas maneiras principais através das quais o excesso de trabalho pode reduzir a saúde e a longevidade. Uma é o impacto biológico do stress crónico que provoca à pressão arterial e ao colesterol elevados.

Depois, vêm as mudanças de comportamento, as longas jornadas de trabalho que podem significar dormir pouco, não fazer exercício, consumir alimentos que não são saudáveis ​​e fumar e beber para lidar com esta situação.

Segundo o que se conhece, 9% da população mundial, (número que inclui crianças), têm longas jornadas de trabalho. O excesso de trabalho afecta diferentes grupos de trabalhadores de maneiras distintas. Os homens por norma trabalham mais horas do que as mulheres em todas as faixas etárias, mas não nos podemos esquecer que a larga maioria das mulheres, depois de sair do seu emprego, ainda tem o trabalho de casa para fazer.

O que não nos podemos esquecer é que a vida passa muito rápido e tudo tem o seu tempo e mesmo em casa se as coisas forem divididas será muito mais positivo para toda a gente.

Muitas vezes as pessoas trabalham, trabalham e trabalham e depois quando pretendem ter tempo para si e para os seus é tarde demais. E será que tudo o que se passou valeu a pena?

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub