Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

19
Abr18

A culpa é da Humidade!!

jl

humidade1.jpgBoas.

Ainda aqui há tempos falei aqui sobre a humidade (e quem nunca viu no Youtube a senhora a falar da humidade?) e hoje venho aqui desenvolver um pouco mais o tema. Agora até parecia um político!

Mas se por acaso está a pensar sobre o que será que faz aparecer aquelas manchas escuras nas paredes, então explico!

Para não ser muito aborrecido vou dividir este artigo em três mas desde já deixo aqui a primeira parte:

O bolor das paredes é um fungo, que cresce sobre as superfícies e se espalha através de esporos. Estes esporos (pequenas bolinhas que são como que sementes do fungo) estão presentes no ar, são transportados pelo vento e são muito resistentes ao calor e ao frio, pelo que existem sempre uns milhões em qualquer ambiente interior. Esses esporos não se conseguem ver a olho nu, a não ser quando estão em muito grande número, sob a forma de pó. O fungo em si geralmente não é tóxico, mas os seus esporos podem causar aquelas doenças respiratórias e cutâneas que referimos na introdução. O que para nós é uma chatice, mas uma alegria para os Otorrinolaringologistas.

Mas para além dos danos causados à saúde, o bolor também danifica seriamente as superfícies onde se instala. Ele cresce através de hifas que penetram nas superfícies, e este crescimento ao longo do tempo destrói os revestimentos das paredes e dos tetos, e em última análise pode danificar permanentemente, se for feita de um material sensível. O que acontece mais frequentemente é os revestimentos ficarem estragados, descascados, estalados ou no mínimo manchados. Quanto mais profundo o crescimento do bolor atingir da superfície, maior será a extensão dos danos e mais difícil será ver-se livre dele.  

Para além do mau aspecto em termos visuais, a saúde está acima disso tudo!

E, sejamos sinceros, o cheiro é daquelas coisas mesmo desagradáveis e que parece que invade tudo! É quase uma ida à casa-de-banho, mas o cheiro ficando permanente. Mas para haver bolor numa casa não basta existirem ali esporos, uma vez que já percebemos que eles estão por todo o lado. É preciso também haver humidade, alimento, temperatura agradável e pouca luz solar direta. Quanto à comida ele fica satisfeito com materiais de construção, de que são feitas as nossas casas. E a humidade, bem, aparece naturalmente pela própria habitação nos espaços, e se a ventilação não for a melhor condensa-se nas superfícies. As paredes, os tectos e os rodapés, sobretudo de espaços mais húmidos, como a casa de banho a cozinha, são áreas geralmente mais frias do que o ar ambiente, o que faz com que a humidade se deposite ali, acabando por se infiltrar e escorrer, proporcionando um ambiente perfeito ao crescimento do bolor.

Por hoje já dei uma de cientista, mas amanhã torno a vir com este assunto.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D