Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

05
Mar18

A voar, vai piorar

jl

emirates.jpgBoas.

Embora ainda estejamos no Inverno, o tempo de férias é daquelas coisas que de vez em quando nos assaltam o pensamento. E este ano se não houver qualquer imprevisto sou capaz de ir à Austrália. Quer dizer vou, se entretanto não ficar doente porque ainda aqui há uns tempos andei com uma unha encravada. Pois é! E isto é uma doença que não é para brincadeiras, pelo menos para a Emirates, digo eu. Mas cá vai um exemplo do que falo:

Expulsa de avião por ter dores menstruais

Senhora foi obrigada a sair de voo da Emirates que tinha como destino o Dubai.

Uma mulher inglesa foi obrigada a abandonar um voo da Emirates depois dos assistentes de bordo a terem ouvido queixar-se ao namorado de dores menstruais.

Beth Evans, de 24 anos, e o namorado Joshua Moran, de 26, iam passar umas férias ao Dubai. Pagaram perto de 500 euros pelo voo de ida e partiriam do aeroporto de Birmingham, no Reino Unido, este sábado. Isto é daquelas coisas que nunca me aconteceu. Sei lá, por passar as férias em casa!

Já estavam instalados na aeronave, a minutos da descolagem, quando Beth começou a ter dores menstruais e contou ao namorado, dizendo que ainda assim tinha que aguentar para fazer as sete horas de voo. "Descrevi a minha dor mas disse que, numa escala de um a 10, era um", garante Beth. A conversa foi ouvida por assistentes de bordo, que manifestaram grande preocupação com o facto da mulher estar com dores e resolveram contactar um especialista médico que não estava no voo. A TeleMedicina no seu melhor!

Decidiram que, como não havia um médico naquele avião, o casal tinha que abandonar imediatamente a aeronave. Furiosos, acataram as ordens e ainda tiveram que pagar mais 300 euros para remarcar do voo. Quando se marca algo, como é que se sabe que não vai acontecer nada?

"Parece uma loucura. Ser expulso de um avião porque se está com dores menstruais. A Beth só chorava, rodeada de assistentes de bordo a fazerem-lhe todo o tipo de perguntas. Foi uma vergonha, ainda para mais sabendo que eles estavam a ouvir a nossa conversa privada. Nenhum médico a viu, eles limitaram-se a ligar para uma equipa médica que eles têm nos EUA e que lhes disse que a Beth não podia ir no avião assim", contou o namorado ao jornal The Sun.

As companhias aéreas podem recusar-se a levar passageiros com doenças que possam piorar ou ter consequências graves durante o voo. Os assistentes de bordo têm que informar caso detectem sinais de um passageiro doente e não há leis que regulem a devolução do dinheiro aos passageiros expulsos nestes casos. "A passageira em questão alertou a equipa de bordo em alerta ao dizer que estava desconfortável e com dores e mencionou estar a sentir-se mal. O capitão tomou a decisão de pedir apoio médico imediatamente e que a Sr.ª Evans abandonasse o avião para que pudesse receber assistência. Nos não quisemos colocar a Sr.ª Evans em perigo ao atrasar a ajuda médica que ela precisaria, caso o seu estado de saúde piorasse durante o voo. Até poderei concordar com isto, mas antes de se embarcar, os passageiros fazem algum tipo de check up?

Não é por nada, mas ocorreu-me agora uma pergunta. Qual é a doença que poderá não piorar?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D