Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

29
Mai20

Afinal, o tamanho conta

jl

mão.jpgBoas.

Hoje enquanto estava a ler um artigo na Net, dei por mim a medir… os meus dedos!

Sei que outras mentes poderiam pensar noutra coisa, mas depois de uma pessoa ouvir dizer que o tamanho não é assim tão importante, na realidade isso pode significar uma diferença entre a vida e a morte.

Isto porque num artigo que li, referia que os homens com dedos anelares mais longos do que os indicadores corriam menor risco de morrer da doença que hoje em dia está na moda, que é o Covid 19.

Se uma pessoa quando lê isto pensa que é um engano, na realidade isto é o fruto de uma investigação que foi publicada na revista científica Early Human Development.

Os cientistas da Universidade de Swansea, no Reino Unido, descobriram uma relação entre as taxas de mortalidade por Covid-19 e a proporção dos dedos – nomeadamente, a proporção do comprimento entre o dedo indicador e o anelar. Os homens com dedos anelares mais longos tendem a ter sintomas mais ligeiros da doença.

A proporção dos dedos é determinada pela quantidade de testosterona que um feto é exposto ao crescer dentro do útero. Assim, quanto mais testosterona um homem é exposto, menor será a proporção digital, fazendo com que o dedo anelar seja maior do que o indicador.

No sentido oposto, estão os homens com poucos receptores e pouca testosterona no corpo têm maiores probabilidades de morrerem de Covid-19 do que homens com níveis mais altos.

Os estudos que têm sido feitos para se descobrir mais sobre esta doença, concluem que os homens têm uma maior probabilidade de morrer do coronavírus do que as mulheres especialmente por coisas evitáveis: os homens são menos propensos a lavar as mãos, tendem a não procurar ajuda médica e têm mais condições de saúde subjacentes que os tornam mais vulneráveis. Mas agora, com este estudo, a testosterona pode ser outra explicação pela qual alguns homens estão mais expostos ao vírus.

E não pensem que isto foi feito com meia dúzia de pessoas, já que foram analisados dados de 200 mil pessoas em 41 países onde os investigadores já tinham medido o comprimento dos dedos dos voluntários para outros estudos.

Acima de tudo já sabe, se ainda não mediu os seus dedos aquando da leitura deste artigo, já sabe o que fará depois.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub