Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

24
Ago18

Amor não é um sonho

jl

amor-arvore.jpgBoas.

Estando nós a caminhar para o fim de Agosto, que é o mês que por excelência é de férias e de união familiar, isto fez- me pensar e observar um pouco nos casais que via por aí e se muitos têm uma relação duradoura, existem outros que quando estão juntos num período mais estendido no tempo, parece que descobrem que não são compatíveis.

E lembrei-me de uma peça que tinha lido aqui há uns tempos e que falava em dez perguntas que se devia fazer a um casal, para assim perceberem se a sua maneira de ser encaixa bem ou se a sua relação é como o meu ordenado e não tem grande futuro.

Neste teste do amor, feito a partir de um estudo da Universidade de Exeter (ou seja o resultado é exato. Não resisti!!), no Reino Unido, estão questões relacionadas com a amizade forte que o casal tem ou não e com os objetivos de vida futuros de cada um, isto é, se existe compatibilidade um com o outro.

Os investigadores questionaram cerca de 40 casais que, tendo casado há dez anos, continuavam juntos ou, pelo contrário, se tinham divorciado, e a mais cinco casais em relacionamentos com 15 anos. Sendo que nos dias de hoje estes casais já são quase recordistas!

Os resultados deste estudo mostraram que os casais com relacionamentos bem-sucedidos tinham sido, com frequência, amigos antes de se envolverem, conversavam regularmente sobre problemas do dia-a-dia e conseguiam ultrapassar juntos momentos com mais stress.

No caso dos casais que tinham terminado as suas relações, os motivos para a separação foram, na maioria das vezes, por problemas financeiros ou relacionados com os filhos. Também o facto de haver casais com expectativas irreais sobre a própria relação e de existir falta de esforço de uma das partes em mantê-la viva (sendo que muitos casais, esperam que sempre a outra parte a fazer isto e depois nenhum dos dois faz) foram problemas apontados pelos casais como razão para a ruptura.

Mas estando eu aqui no blá blá não podia esquecer-me de deixar aqui as questões a que todos os casais deviam responder e que deviam tentar melhorar se as respostas não forem coincidentes:

  1. Eu e a minha cara-metade encaixamos?
  2. Existe uma amizade forte entre nós?
  3. Conseguimos ver (e não imaginar) o melhor um do outro?
  4. As nossas expectativas não são exageradas, mas são realistas?
  5. No geral queremos as mesmas coisas relativamente à nossa relação e à vida em conjunto?
  6. Conseguimos «discutir» assuntos juntos?
  7. Somos capazes de manter a nossa relação viva com todas as envolventes?
  8. Mesmo nos momentos difíceis, conseguimos assumir o compromisso de fazer as coisas resultarem?
  9. Em caso de situações mais graves e stressantes, seríamos capazes de ultrapassar isto?
  10. As outras pessoas à nossa volta (por norma, a família mais chegada) ajudariam em situações mais complicadas?

Acima de tudo a franqueza e o realismo é o que de melhor se pode ter para aliar ao Amor numa relação. Mas quem sou eu?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D