Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

26
Mai15

Coelhinho diz-me tu . . .

jl

coelhinho.jpgOlá.

Depois de já termos programas estilo Big Brother, agora já podemos ouvir o programa Morte em Directo. Aqui vai:

Rádio dinamarquesa mata coelho em directo

O objectivo de matar Allan, de nove semanas, era, «alegadamente», iniciar um debate sobre as condições em que os animais são tratados na agricultura na Dinamarca, mas todas as vozes se viraram contra a estação de rádio.

A tentativa de chamar a atenção para o que a Radio24syv descreve como "a hipocrisia sobre o bem-estar animal" colocou a estação sob um coro de críticas.

Durante um directo em que se debatia as condições de vida dos animais na Dinamarca, o locutor Asger Juhl matou o coelho bebé com uma bomba de encher pneus de bicicleta, justificando que se tratava de demonstrar a "hipocrisia" dos activistas dos direitos humanos que comem carne vendida em supermercados.

Mas o episódio não ficou por ali: No Facebook,  a rádio partilhou um vídeo que mostrava um pedaço de carne a fritar, com o comentário de que Asger Juhl e o colega Kristoffer Eriksen iriam comer o coelho.

A resposta, muito indignada, dos ouvintes não se fez esperar, com muitos a apelarem a um boicote à estação.

Em comunicado, os responsáveis pela rádio garantem que sabiam que a morte de Allan iria "provocar reacções" mas sublinham que seguiram "as instruções muito precisas" de um tratador do zoo, "pelo que o coelho não sofreu".

"O nosso coelho teve uma boa vida, em contraste com a forma como a nossa agricultura industrializada trata os animais todos os dias. Animais que acabam no balcão da carne, onde a maioria de nós, sem grande reflexão, compra animais abatidos, que tiveram uma vida terrível", lê-se ainda no comunicado.

Estou de acordo com muitas coisas que os senhores da rádio dizem. Mas se fosse um programa em que estivesse em debate a escravatura ou até a morte de humanos como seria? É melhor nem pensar na resposta.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub