Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

02
Mar18

Comer ao volante

jl

comer ao volnte.jpgOlá.

Hoje enquanto vinha do trabalho, vinha a conduzir e quando olhei para o lado vi um senhor que basicamente enquanto conduzia ia a almoçar. Enquanto o copo do Mc ia pendurado no tablier, vi que o hamburger do homenzinho ia a pingar ketchup e ao mesmo tempo ia a comer batatas fritas. Foi então que fiquei a pensar se o senhor era primo de algum polvo já que deveria ter quatro ou cinco braços. Por causa disso mesmo deixo aqui um artigo que poderá ser interessante. Cá vai ele então:

Comer a conduzir dá multa?

Comer ou beber a conduzir é um dos comportamentos mais comuns dos condutores portugueses. Mas será que o pode fazer ou será que comer a conduzir dá multa?

Comer a conduzir dá multa? É do conhecimento geral que a utilização do telemóvel enquanto está a conduzir – seja enviar SMS ou emails, efetuar chamadas ou aceder a redes sociais – é proibida e preconiza uma infração ao Código da Estrada passível de coima (só é permitida se for utilizado auricular ou sistema alta voz que não envolva manuseamento continuado).

No entanto, existem outros comportamentos habituais entre os condutores portugueses, como comer ou beber a conduzir, fumar, maquilhar-se, que podem inserir-se no âmbito dos comportamentos de risco, ou seja, que podem igualmente dar multa.

Saiba, então, se comer a conduzir dá multa e conheça a legislação aplicável a este tipo de comportamento nas estradas portuguesas.

Comer a conduzir dá multa?

Para responder a esta questão, aconselhamos a leitura do artigo 11.º do Código da Estrada, o qual refere:

“Os condutores devem, durante a condução, abster-se da prática de quaisquer atos que sejam susceptíveis de prejudicar o exercício da condução com segurança”. Acrescenta-se ainda que “o condutor de um veículo não pode pôr em perigo os utilizadores vulneráveis” e que “quem infringir o disposto nos números anteriores é sancionado com coima de 60 a 300 euros”.

Ao referir-se a “quaisquer atos que sejam suscetíveis de prejudicar o exercício da condução com segurança” o Código da Estrada abre espaço a leituras díspares o que originou variados mitos relacionados com a condução. Por exemplo, durante anos pensou-se que conduzir um automóvel de chinelos, descalço ou em tronco nu (no caso dos homens porque no caso das mulheres, à luz do Código Civil, e se alguém se sentir incomodado, pode mesmo dar multa) era proibido. Errado. Não existe nenhuma referência na lei que indique que se trata de um comportamento de risco que prejudique o exercício da condução com segurança.

No entanto, comer ou beber ao volante é diferente e comer a conduzir dá multa, ou melhor pode ser autuado caso este tipo de ações esteja a prejudicar a sua condução, a dos restantes condutores ou se colocar “em perigo os utilizadores vulneráveis”. Até porque se trata de um comportamento de risco, pois, claramente, influencia a capacidade de concentração dos condutores.

Considere o seguinte exemplo: está a beber ou a comer enquanto conduz e de repente alguma coisa cai. O que acontece? Necessariamente terá uma reação imprevisível ao acontecimento, que é o mesmo que dizer que é “susceptível de prejudicar o exercício da condução com segurança”, ou seja, pode ser multado e os valores em causa são consideráveis. O pior ainda será se devido a isso acontecer algum acidente.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D