Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

30
Mar17

Comida para grilos

jl

vegan.jpgOlá.

Daqui a pouco acho que vou comer uns rojões apetitosos. Para acompanhar vou ler um artigo sobre comida para grilos. Cá vai:

Restaurante proíbe mãe de dar biberão à filha, em defesa de “vacas humilhadas”        

Um restaurante vegan de Tarragona, em Espanha, proibiu uma mãe de dar biberão à filha de quatro meses, quando esta celebrava o aniversário de um amigo naquele espaço. Quando a mulher começou a dar o biberão à criança, o chefe de sala abeirou-se dela e deixou-lhe uma nota escrita em cima da mesa a informá-la da proibição.

De acordo com o jornal El Mundo, a mãe deixou uma nota num site de viagens sobre o sucedido, onde confessa que se sentiu “humilhada e indefesa”.

No mesmo site, a resposta do dono do restaurante e chefe de sala não tardou: “As mães verdadeiramente humilhadas são aquelas violadas durante toda a sua vida para ter bebés que lhes são roubados e esquartejados, para que os humanos lhes roubem o leite que era para eles: estas mães são as vacas, as ovelhas e as cabras, vítimas do biberão do seu filho.”  Pois!!!

O dono e chefe de sala do El Vergel alega que não se teria importado se a mãe estivesse a amamentar a criança ao peito, mas considera que o conteúdo do biberão era alimento de origem animal, o que não cabe na filosofia do restaurante. E sublinhava ainda que o aviso constava na porta do restaurante.

O responsável acrescentava que era tão proibido dar biberão a uma criança no seu estabelecimento como entrar com uma carteira de pele. Acrescenta ainda que estendeu a proibição ao consumo de qualquer tipo de alimento trazido do exterior.

Lamentavelmente, desde que estamos abertos, tivemos de presenciar a entrada de embalagens com produtos de origem animal, tanto de maneira directa com às escondidas, por parte de alguns pais, motivo pelo qual decidimos que não se consome nenhum tipo de comida vinda do exterior. (…) Não discriminamos famílias com crianças, apesar de em muitas ocasiões os clientes se queixarem e nos pedirem que proibamos a entrada de crianças.”

O que virá a seguir?

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub