Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

29
Out18

Controlo permanente

jl

telemovel.jpgOlá.

Há uns anos atrás o melhor amigo do Homem era o cão, mas de já uns anos para cá, este foi substituído pelo telemóvel. Isto está a chegar a um ponto que quem não tiver este aparelho vai ser considerado quase um inadaptado ou viver quase fora de uma sociedade dita normal. Hoje em dia os grupos juntam-se para falar mas não directamente, mas sim pelas redes sociais.

Se ao entrar na sala não estiver lá uma cadeira se for preciso nem repara, mas se faltar o carregador do telemóvel então sim, é uma tragédia. E venho com esta conversa no seguimento de um artigo que li e que falava sobre os possíveis problemas que podem surgir numa relação pela falta de bateria ou pela ausência de rede no nosso «amigo».

De acordo com um estudo realizado pela empresa Kaspersky, a falta de conectividade nos dispositivos móveis faz com que haja mais desentendimentos entre um casal. Um em cada seis inquiridos já admitiu ter problemas com a sua cara-metade e que os mesmos se podem prolongar para o futuro.

Mas não são apenas as relações mais pessoais que ficam em risco. Um quinto (21%) dos utilizadores que já tiveram um problema semelhante perdeu uma oportunidade de negócio ou de educação, 16% perdeu-se e um em cada dez (13%) perdeu oportunidades com amigos, como saídas ou festas.

Apesar desta dependência da net, 18% das pessoas dizem não tomar medidas para manter os seus dispositivos ligados e conectados, sendo que 34% controla os seus níveis de bateria e apenas um em cada cinco (22%) verifica regularmente o estado de funcionamento do seu dispositivo.

Claro que o estarmos contactáveis é importante, mas como raio se vivia há 20 anos? As pessoas eram felizes na mesma sem serem controladas constantemente e sem verem que o Joaquim António comeu três bolachas ao pequeno-almoço e que a Cátia Vanessa está a vender uma camisola por 4€.

Redes sociais ajudam, mas traçar um limite é muito importante.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub