Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

21
Mar21

De ficar com o cabelo em pé

jl

boris.jpgBoas.

Agora que a polémica com a vacina da AstraZeneca parece que está a desvanecer, a maioria de nós está basicamente à espera de ser chamado para a sua vez de ficar mais protegido. Mas basta andar aí pelas ruas para se ver que algumas das pessoas parece que começam a facilitar um pouco e já se começa a andar à vontade demais. Em primeiro lugar quem já foi vacinado tem que ter cuidado porque estando protegido, mesmo assim pode transmitir aos outros.

Em segundo cada pessoa tem no seu pensamento que tem mais prioridade que os outros. Podem até existir situações que concorde, mas o que temos que nos lembrar é que temos 10 milhões de habitantes e para termos uma imunidade de grupo que se supõe que nos vá dar alguma segurança temos que vacinar cerca de 70 por cento da população vacinada.

Depois temos que nos lembrar que para se ter imunidade de grupo, não nos basta vacinar um país, mas sim toda a gente e se nós estamos constantemente a reclamar que só temos x ou y de pessoas vacinadas, temos que nos lembrar que existem dezenas de países em que palavras como Covid, Pfizer, Moderna ou AstraZeneca são completamente desconhecidas. E mesmo que fosse o contrário, as pessoas estariam mais interessadas em não ter guerra nos seus países, em ter algo de comer, em ter um telhado para se abrigar e por aí fora.

Claro que poucas vezes nos lembramos destas situações, mas o que as pessoas se esquecem é que esta pandemia é a nível global e se não existirem medidas a esse mesmo nível vamos ter Covid por muito e muito tempo. Mas quando o Mundo dito Ocidental estiver vacinado, vamos «todos» olhar com muita pena e depois vamos assobiar para o Ar e só vamos apoiar a imunização dessa gente porque depois vamos despachar as sobras das vacinas.

Oxalá esteja enganado, mas acho que não. Isto é como o primeiro-ministro inglês, é de ficar com os cabelos em pé.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub