Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

30
Nov19

Diferentes maneiras de cozinha

jl

metodos de cozinhar.jpgOlá.

Estando nós já em contagem decrescente para o Natal, o mais certo é que não vá faltar muito tempo para que o cheiro das rabanadas e do leite-creme comece a andar aí pelo ar. E como o tempo de festas geralmente é sinónimo de trabalhar para a engorda, o melhor é que para além dessa época especial começar a ter cuidado com a nossa alimentação.

Mas afinal quais os métodos de confecção mais saudáveis?

Existem diversos métodos de cozinhar que devem ser realizados de forma correta, adequada e variada para que as propriedades nutricionais dos alimentos não sejam perdidas e que seja possível praticar uma alimentação saudável.

A confecção de alimentos ocupa uma boa parte do nosso tempo familiar, porém cozinhar poderá ser encarado como um acto de inovação e de criação de novas receitas. Envolva a sua família, incluindo as crianças para proporcionar um divertido momento de convívio familiar. Vamos lá então falar de diferentes maneiras de cozinhar:

Cozer e cozer a vapor

Neste método que é bastante simples de fazer não há utilização de qualquer gordura e os alimentos são confeccionados a temperaturas elevadas (95ºC). Quando os alimentos são cozidos em água ocorrem perdas de vitaminas destes mesmos alimentos. Quando são cozidos a vapor estas perdas não ocorrem tão facilmente.

Dicas:

– Mantenha a tampa fechada para prevenir perdas de nutrientes

– Experimente temperar a água com ervas aromáticas

– Cozinhe apenas a quantidade necessária e sirva imediatamente

Grelhar

Neste método não há utilização de gordura caso seja utilizada uma frigideira antiaderente de boa qualidade. Mas atenção que devido à possível formação de substâncias cancerígenas deve colocar os alimentos apenas quando a superfície estiver bem quente, devendo rejeitar as partes negras do alimento que ficaram queimadas e deve evitar grelhar com carvão para que o alimento não perca o sabor e as suas qualidades nutricionais.

Assar

Neste método há a adição de um pouco de gordura (dê preferência azeite) e os alimentos devem estar em cortes largos de forma a que mantenham a sua suculência. Na hora de assar, deve embrulhar os alimentos numa folha de alumínio de modo a que o sabor e os nutrientes não sejam perdidos e que o alimento não fique muito seco. Truque muito simples, mas que pode fazer toda a diferença.

Dicas:

– Tempere com marinadas com limão, vinho, ervas aromáticas e especiarias

– Utilize legumes como a cebola, alho francês ou tomate para servir como cama

Estufar

A cozedura dos alimentos é muito lenta e é realizada em lume brando sendo apenas utilizado um pouco de gordura com a água libertada pelo próprio alimento. Se  não entrar em exageros, esta é uma óptima maneira de cozinhar.

Dicas:

– Corte os alimentos do mesmo tamanho para que ficam cozinhados ao mesmo tempo

– Mais uma vez acrescente legumes e ervas aromáticas para dar sabor à comida

Saltear

Neste método de preparação são utilizadas pequenas quantidades de gordura e os alimentos são cozinhados em lume alto. O acto de saltear a comida requer que os alimentos sofram choques de temperatura pelo aquecimento prévio da gordura utilizada. E só faça isto se realmente se sentir preparado.

Fritar

Este é o método que deve ser evitado ao máximo devido ao facto de ocorrer a formação de substâncias tóxicas e cancerígenas e, por outro lado, por ocorrer a redução de nutrientes e aumento das calorias. Esta situação deve-se ao facto de o alimento ser submerso numa gordura a elevadas temperaturas (180ºC) acabando por absorver uma grande quantidade de gordura. Os óleos usados na fritura sofrem alterações rápidas e muito complexas devido às altas temperaturas a que são sujeitos.

Dicas:

– Ao retirar o alimento deve colocar em papel absorvente para que a gordura seja absorvida

– Evite reutilizar o óleo de fritura.

Não digo que se deva erradicar este tipo de confecção de alimentos, mas que se deve evitar ao máximo. E se isto é importante, então mais se torna se tiver crianças em casa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub