Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

11
Abr20

E agora, o que fazer com a canalha?

jl

telescola.jpgOlá.

Que esteja tudo bem por esses lados, o que nos dias que correm isso quer dizer em nossa casa. E se for como em muitas do nosso país, isso traduz-se em ter os miúdos a fazer barulho e a brincar em casa. Mas isso é só uma das pequenas consequências da pandemia que neste momento se vive. E falta saber bem (o que ninguém sabe neste momento) quando tudo isto voltará à normalidade até porque com a continuação desta situação muitos pais vão coçar a cabeça em saber o que farão já que os miúdos ficarão em casa até ao términus do ano escolar.

Esta situação irá custar ao Estado em apoio aos pais com filhos que vão ter aulas em casa  (sendo que as crianças terão que ter menos de 12 anos) cerca de mil milhões de euros.

O que ficou decidido nesta semana que agora findou foi que as aulas vão, retomar mas à distância, sendo que os alunos do 1º até ao 9º ano já não voltam à escola fisicamente.

O primeiro-ministro referiu que os apoios às famílias irão manter-se nos mesmos termos que até aqui acontecia. Ou seja, os pais com filhos até aos 12 anos (ou maiores em casos de deficiência ou doença crónica) terão o pagamento de dois terços da sua remuneração, garantida em 33% pela Segurança Social e em 33% pelo empregador, sendo que não sei até que ponto é que isto se vai aguentar. Se quando isto foi instituído, era destinado apenas a trabalhadores por conta de outrem e trabalhadores independentes, agora também foi alargado para trabalhadores domésticos.

Da pré-escolar ao 4º ano, está previsto que o ano lectivo termine a 9 de junho, o que representaria um custo de 1.097,6 milhões de euros. Já do 5º ao 8º ano, o final do período é a 19 de junho, o que eleva o valor para 1.293,6 milhões.

Os pais no entanto não se podem esquecer que durante o período de férias que é entre 27 de março e 13 de abril não existe qualquer apoio financeiro.

Este é daqueles períodos complicados para os encarregados de educação, mas também é um momento que muitos pais darão valor ao que passam quer os professores, quer os auxiliares de acção educativa.

Eu sou um mero empregado, mas espero bem que as pessoas estejam a contar que todos estes milhões irão ter impacto na nossa vida futura e que todos nós teremos que ter uma vida diferente do que aquela que tínhamos até há três meses.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub