Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

06
Ago18

Emagrecer passa pela cabeça

jl

perder peso.pngBoas.

Chega a hora de escolher de tomar o pequeno-almoço e tem para escolher um bolinho de chocolate, um sumo de laranja natural; um croissant com queijinho e um café de um lado e de outro tem um pão com manteiga e um chá preto. O que escolhem? Pois!!

Se está a pensar fazer uma dieta séria, existe um conselho bastante sério: não basta só fazer exercício e tentar comer de uma maneira mais saudável, é muito importante que se valorize e se reconcilie com o seu corpo.

Uma pesquisa americana sobre as principais razões que levam à falha das dietas, a principal razão para o fracasso é a sua cabecinha. No entanto, são poucas as pessoas que reconhecem este problema da saúde mental como um obstáculo. Segundo um estudo realizado junto de mil norte-americanos, só um em cada dez reconhece o bem-estar psicológico como factor para o sucesso das dietas. 31% da população culpa o exercício e 26% a má alimentação.

Não é a primeira vez que a questão da saúde mental é tida com um entrave para quem procurar perder peso. Lidar com um problema que nos deixa inseguros pode fazer-nos procurar na comida algo para lá do seu valor funcional e nutricional, o que faz com que o comer seja sobretudo uma experiência emocional.

Alguns conselhos para ser bem-sucedido

Antes de mais aceite-se como é. Não é por ser gordo que é menos que os outros. Respeite-se e adopte hábitos saudáveis por uma questão de prazer e de respeito para com o seu corpo.

Não se prive daquilo que gosta. Não é por estar sempre a dizer que não àquela francesinha que tanto gosta que isso irá acontecer, já que cada vez vai ter mais vontade de a comer. Se seguir o processo de recuperação da Psicologia Alimentar poderá trabalhar na sua confiança, poder pessoal e autonomia emocional, combatendo os comportamentos compulsivos. O principal beneficiário de tudo isto será você.

Não encare a comida como o inimigo. Os distúrbios alimentares vêm muitas vezes de uma tentativa de escape às emoções. Quanto mais acreditarmos que a pessoa que queremos ser é a pessoa que somos, mais fácil se torna.

Não se preocupe com as falhas. O percurso não vai ter só vitórias, por vezes irá cair, cometer alguns erros e terá de recomeçar o percurso. Mas um deslize não é uma falha e pode sempre aproveitar o momento para aprender e enveredar por nossos caminhos com novos compromissos.

Ter em consideração que as pessoas vão emagrecendo. O perder dez quilos num mês não é impossível mas as coisas não sendo feitas com regras poderá ditar que passados dois ou três meses já tenha engordado quinze quilos.

E muito importante é mexer-se. Você acaba de jantar e em vez de ir para o sofá da sala ver televisão, você pega na sua Maria e vai caminhar uma meia hora nem que seja só para conversar e namorar um pouco.

Há umas dezenas de anos, os nossos pais ou avós caminhavam três ou quatro horas diárias só para as deslocações entre o trabalho e casa. Hoje em dia, o pessoal reclama porque o carro teve que ficar a 50 metros da padaria.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D