Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

08
Jan18

Grão a grão

jl

como-poupar-dinheiro.jpgOlá.

Já alguma vez estavam a ler uma frase que parece que é dedicada a vocês? Pois bem, hoje enquanto lia um título de um artigo na Net senti-me assim. Mas para tirar as dúvidas cá vai ele:

Como poupar dinheiro ganhando pouco: 6 conselhos financeiros

Ordenados baixos e poupança são conceitos que não costumam ter uma relação simpática. Mas não tem de ser assim. Eu também já fui assim, mas depois disseram-me que era feio ser mentiroso.

 Saiba como poupar dinheiro ganhando pouco.

Como poupar dinheiro ganhando pouco: 6 conselhos financeiros

Poupar dinheiro nunca é tarefa fácil (a quem o dizem), com tantos gastos mensais e necessidades que obrigam os portugueses a reorganizar as poupanças. Mas como poupar dinheiro ganhando pouco? É possível?

As boas notícias é que sim, é possível, mas implica planeamento e disciplina por parte de todo o agregado familiar. É agora que vou tirar o curso com o Luis de Matos, o mágico.

O ordenado não se estica para sempre e poupar implica bem mais do que eliminar gastos supérfluos. Deixamos-lhe algumas dicas de como pode poupar, mesmo ganhando pouco.

  1. Cortar os extras

Esta é a sugestão óbvia, mas é por onde tem de se começar. Se o orçamento já é curto, é impossível continuar a ter extras que são completamente dispensáveis e incomportáveis.

Os custos de entretenimento têm de ser os primeiros a sofrer. Jantares fora, idas ao cinema, viagens, compras… Dar prioridade a determinados eventos e tentar encontrar soluções mais baratas quando é possível, pode ajudar a amenizar esta necessidade. Que tal ir ao Domingo de manhã ao Museu. Sabia que são gratuitos? Sabia que por vezes na Net os centros Comerciais disponibilizam bilhetes gratuitos para o cinema? Compras desnecessárias, só porque sim, também têm de ser evitadas. Não hesite em organizar o calendário social para o ajudar a poupar.

  1. Estabeleça objetivos

Quando o orçamento é reduzido, ter alguns objetivos claros vai ajudá-lo a perceber quanto tem de poupar exatamente, a nível mensal. Por exemplo, se está a pensar comprar um carro, um investimento a longo prazo, analise o seu orçamente para calcular quanto tem de colocar de parte mensalmente para o conseguir fazer. Se tem mesmo que comprar pondere bem o que vai gastar e se a versão do carro que vai comprar que está cheio de extras, alguma vez os irá usar. Sempre ouvi dizer que existem pessoas que tem mais olhos que barriga!

A gestão do dinheiro tem de ser equilibrada e controlada por si, tenha cuidado com créditos e empréstimos, se o seu ordenado é apertado. Os custos associados a este tipo de procedimento vão perturbar o seu orçamento mensal quando já não seria necessário. O mesmo se aplica até para compras mais pequenas, planeie de acordo com a sua realidade.

  1. Registe as despesas

Utilize uma agenda, bloco de notas, ficheiro Excel ou outra opção, para registar todas as suas despesas. Aquelas fixas (luz, água, renda, alimentação) e possíveis custos extra.

Pode manter uma coluna de gastos hipotéticos para poder estar prevenido ou saber o que tem de evitar, e outra para gastos reais para saber o que ainda tem disponível em determinado mês. Este controlo vai ajudá-lo a poupar, porque permite ter uma noção real do que acontece ao dinheiro. É preciso disciplina para manter esta lista ou documento atualizado, mas ser-lhe-á bastante útil. Já reparou que existem pequenas despesas que se somadas dão uma parcela bem preocupante ao final do ano? Se comprar uma revista e um jornal por semana e tomar diariamente dois cafés fora de casa acaba por gastar cerca de 10€ por semana, só nisso gasta anualmente mais de 500 euros?

  1. Cartões de crédito são proibidos

A regra de ouro desta lista. Da mesma forma que é aconselhável não depender de créditos ou empréstimos, o mesmo raciocínio se aplica a cartões de crédito. Para quem vive com um orçamento controlado, é imperativo viver de acordo com as suas possibilidades. Quantas pessoas agora vão ao Hipermercado e utilizam este tipo de cartão para pagar? Se não existem penalizações se pagar de imediato, então porque não utilizar cartão de débito ou dinheiro? Perder o controlo com este tipo de pagamento é extremamente fácil! A utilização de cartões de crédito pode ser o motor para não conseguir controlar tão bem as despesas e ter tendências a mais e maiores gastos. Além disso, cria dívidas que o seu orçamento pode não ter força para aguentar. No final nunca vai conseguir poupar e depois virão as más consequências disso!

  1. Criação de alternativas em hábitos do quotidiano

Como ganhar pouco e poupar baseia-se, sobretudo, em mudanças de hábitos. Além da disciplina requerida para controlar as despesas, a alteração de comportamentos ajuda a amealhar algum extra, todos os meses.

Reduza a utilização do automóvel e prefira transportes públicos, incuta hábitos de poupança de água e luz em casa, leve refeições preparadas em casa para o trabalho, prefira as marcas brancas ou produtos que levem mais quantidade que por norma são mais baratos para as suas mercearias, etc.

  1. Contas-poupança

Se possível, abra uma conta-poupança ou conta-ordenado, onde pode ir acumulando uma parte dos ganhos mensais, automaticamente. Vai acabar por aprender a gerir o que realmente tem disponível para gastar e a poupança vai estar sempre salvaguardada. Ou que tal ter um mealheiro daqueles que não dá para estar sempre a abrir para evitar tentações? Se conseguir poupar 20€ por mês é daquelas coisas que pouco significado tem, mas ao fim de dez anos já são 2400€.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D