Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

12
Jan19

Gripe

jl

frozen.jpgBoas.

Hoje de manhã ao sair à rua, senti-me como se estivesse num filma da Disney já que estava um bocado como o boneco de gelo o Olaf já que estava um frio um bocado fresco e cada vez que tentava assoar o nariz via quando saía pedras de gelo. E este tempo é o mais convidativo a aparecer a nossa amiga Gripe, a qual é conhecida como a doença do Inverno. Embora esta estação do ano esteja um pouco estranha, já que o ano passado chovia dia sim dia sim, este ano o São Pedro deve ter ido de férias para Cuba. Mas voltando à gripe como prevenir esta doença?

A gripe é uma doença infecciosa e contagiosa. Muitas vezes é confundida com um normal resfriado ou uma constipação mas ambas provém de diferentes vírus: os efeitos da gripe são mais graves e duram mais tempo.

A transmissão acontece por via aérea (tosse e espirros) ou por contacto directo com superfícies infectadas.

Os sintomas mais frequentes são a febre, as dores musculares, as dores de cabeça, as dores de garganta, a tosse, os arrepios e fadiga e sensação de desconforto generalizada. Basicamente parec que levamos uma carga de porrada e nem nos conseguimos mexer. Nas nossas crianças, os sintomas podem também incluir diarreia e dores abdominais.

Como prevenir?

Acima de tudo e como em tudo na vida é melhor prevenir do que remediar. A prevenção da gripe pode e deve ser considerado um exercício constante e diário, através de boas práticas de higiene e saúde pessoal:

Desinfectar e lavar as mãos frequentemente com sabonete e água ou com um desinfectante à base de álcool: antes e depois da preparação de alimentos, antes das refeições, antes e após o contacto com doentes e sempre que lhe parecer necessário. A higienização de superfícies também ajuda na prevenção pois os vírus propagam-se através de partículas aéreas e todos os locais são passíveis de estarem contaminados. É que temos que ter em atenção que a gripe pode afectar-nos pessoalmente bem como quem nos rodeia.

Ter uma dieta rica nutricionalmente: ingerir diariamente água, vegetais e fruta, inseridos numa alimentação equilibrada. Um chá quentinho também faz bem!

Descansar bem: quando o corpo não descansa o suficiente, torna-se mais vulnerável mesmo que não se pense nisso.

Praticar exercício regularmente: um corpo e mente activos tornam o sistema imunitário mais forte. No mínimo mexa-se.

Ao espirrar e tossir, proteger a boca e o nariz com lenços descartáveis: ao proteger-se a si, evita também a propagação dos vírus. Evitar também tocar frequentemente nos olhos, nariz e boca e evitar cuspir.

Se o souber, evite a proximidade com doentes. E é uma boa desculpa para fugir ao chefe!

Vacina: a prevenção da gripe passa também pela vacina. O ideal é sempre prevenir através de um estilo de vida saudável mas existem alguns grupos de risco aos quais se recomenda a toma da vacina: doentes crónicos e imunodeprimidos (a partir dos 6 meses de idade), idosos (a partir dos 60 anos) e/ou residentes ou internados em instituições, doentes insuficientes renais em diálise, doentes a aguardar transplantes, doentes em tratamento de quimioterapia, doentes com trissomia 21, doentes com fibrose quística, doentes com défice de alfa -1 anti tripsina, doentes com doença neuromuscular com comprometimento da função respiratória, profissionais de saúde, prestadores de cuidados, crianças e grávidas.

Como tratar?

A maioria das pessoas recupera completamente ao fim de duas semanas. É uma doença contagiosa, curando-se na maior parte dos casos de forma espontânea.

É preciso valorizar e tratar a gripe como uma doença para que não se desenvolvam complicações que poderão eventualmente surgir num paciente cuja capacidade de resposta às infecções não seja a mais adequada.

O que deve fazer uma pessoa infectada com o vírus da gripe:

O permanecer em casa é muito importante: ao proteger-se do frio e de outros vírus, está também a proteger os outros, evitando a propagação.

Ingerir bastantes líquidos: a hidratação é fundamental.

Se necessário, o médico de família irá prescrever medicamentos para reduzir a febre e as dores musculares e outros sintomas associados à gripe.

A prevenção é essencial e passa apenas pela adopção de um estilo de vida saudável.

Mas se mesmo assim os sintomas não quiserem ir embora e antes de recorrer às Unidades de Saúde fale com a linha Saúde 24 através de uma chamada para o 808 24 24 24!

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D