Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

23
Fev20

Nada de exageros

jl

burnout.jpgBoas.

E finalmente chegou o dia de descanso que tanto se desejava, Domingo. Embora quando se trabalhe por turnos este dia é quase um achado e o descanso muitas das vezes seja só no que se refere ao trabalho no exterior, já que estar em casa e ter uma pimpolha o descanso efectivo por vezes não é muito.

Mas a verdade é que o descanso é mesmo preciso até porque hoje em dia cada vez se ouve falar mais no burnout, o qual também é conhecido como a síndrome do esgotamento profissional. Traduzindo para outras palavras, é a mente e corpo a pedir para abrandar e mesmo parar, porque já não aguentam o ritmo e stress da nossa vida. Para evitar consequências que muitas vezes podem ser graves, há que evitá-lo.

Uma pessoa tem que trabalhar, mas é fundamental estar alerta para os sinais de exaustão de maneira a que não se prejudique a nossa vida, quer a nível profissional, quer a nível particular.

Assim deixo aqui, alguns sinais que poderão estar associados a este problema:

  1. Problemas físicos

O ter falta de ar, tonturas, ter a tensão arterial elevada, enxaquecas, fadiga profunda e crónica, dores e tensão muscular, problemas em dormir e perda de apetite, poderão reflectir este problema.

  1. Problemas emocionais

Tristeza, apatia, frustração, tédio, perda do orgulho e do sentimento de pertença, sensação de injustiça e falta de recompensa, irritabilidade, ansiedade, depressão e baixa auto-estima. E não hesite nem tenha vergonha em pedir ajuda.

  1. Problemas cognitivos

Problemas de concentração e atenção, problemas de memória, maior demora na realização de tarefas, menor criatividade, hipervigilância e necessidade de controlo, também poderão ser consequência do burnout.

  1. Problemas comportamentais

Atitude crítica, impulsividade, reactividade, agressividade (quase sempre sem justificação), abuso ou aumento do consumo de substâncias (tabaco, álcool, drogas) e auto-medicação.

  1. Problemas sociais

Isolamento, relações distanciadas ou com menor empatia, maior sarcasmo ou cinismo nas relações, problemas de relacionamento familiar ou menor convívio com os nossos amigos.

  1. Problemas laborais

Atrasos, absentismo, baixas médicas, maior número de erros e menos cuidado da realização de tarefas, baixa realização profissional, vontade de desistir do trabalho, azedar das relações com colegas e menor produtividade.

Acima de tudo abrande e analise a sua vida. O trabalho é uma das coisas importantes na vida, mas não é a principal coisa.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub