Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

marianagugudada

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

A vida não é feita por parcelas, é feita pelo todo

marianagugudada

16
Jul17

Obras lá em casa não é comigo

jl

agressao.jpgOlá.

Eu sempre ouvi dizer que os homens eram uns desgraçados e que coitadinhos de nós nas mãos de uma mulher estávamos tramados. Mas agora para além das suspeitas já dá para ver provas concretas. Cá vão elas então:

Denunciou maus-tratos da sua mulher e foi ridicularizado pela Policia. Morreu esfaqueado

Alfredo Turcumán, de 28 anos, morreu na passada este mês que passou em San Juan, na Argentina, depois de ter sido esfaqueado no coração. A principal suspeita do crime é Claudia Moya, a mulher de Alfredo. O caso está a chocar o país, já que Alfredo chegou a apresentar queixa de violência doméstica na polícia, mas foi ridicularizado pelos agentes.

"És um maricas e um cobardolas", disseram os agentes da polícia quando Alfredo denunciou as agressões físicas da mulher, segundo o jornal argentino La Nacion.

Claudia, que entretanto já tinha antecedentes criminais, foi acusada de homicídio e detida. A jovem de 23 anos está grávida.

Segundo familiares da vítima, a relação do casal era "conflituosa e com episódios violentos" e Alfredo frequentemente aparecia com marcas de agressões. Claudia também apresentou, a dada altura, uma queixa de violência doméstica contra o marido. Aquela casa devia ser engraçada. Estilo ringue!

No dia 13 de Junho, Alfredo deu entrada no Hospital Rawson com um ferimento grave no peito. Na altura, a mulher disse que Alfredo se feriu sozinho enquanto arranjava uma porta, mas os médicos viram que o ferimento era demasiado profundo e tinha sido feito com uma faca. Podia estar a arranjar a porta com uma faca digo eu!

Além disso, o jovem tinha outros ferimentos na cara, no couro cabeludo e nas costas. A polícia concluiu mais tarde que a porta que Alfredo alegadamente estava a arranjar, estava em perfeitas condições. A imprensa argentina avança que Claudia confessou o crime, alegando ter esfaqueado o marido em legítima defesa.

Alfredo foi operado e teve de receber mais de 10 transfusões de sangue mas acabou por morrer no dia 22, após vários dias nos cuidados intensivos do hospital.

É por isso que um dia que lá em casa tenha alguma porta para arranjar já sei, chamo um carpinteiro. Antes ele do que eu.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D